Os Níveis de Cultivo em A Guerra dos Nove Mundos

Os Níveis de Cultivo em A Guerra dos Nove Mundos

O Sistema em Resumo


Antes de iniciarmos nossos estudos, é importante saber que os níveis de cultivo no universo de GNM tem três divisões:

  • Reino

  • Grau

  • Nível

Os Reinos dizem respeito aos aspectos mais amplos de cada ser: Corpo, Mente, Espírito e Alma entre outros. Cada um dos Reinos têm um número apropriado de Graus, que representam os sub-reinos. No caso em questão, O reino da Purificação da Matéria, é dividido nos seguintes Graus:

  • Primeiro Grau - Desintoxicação do Corpo

  • Segundo Grau - Purificação da Pele

  • Terceiro Grau - Purificação dos Músculos

  • Quarto Grau - Purificação dos Órgãos

  • Quinto Grau - Purificação dos Ossos

  • Sexto Grau  - Purificação dos Sentidos

Cada Grau é dividido em quatro Níveis:

  • Inicial

  • Intermediário

  • Avançado

  • Supremo

Como regra geral, para alcançar determinado Nível é necessário atingir em média, as respectivamente porcentagens abaixo. Essa porcentagens estão relacionadas ao avanço naquele Grau:

  • 10%

  • 25%

  • 50%

  • 75%

É necessário levar em consideração, que quanto maior a porcentagem que um cultivador consegue alcançar, antes de efetuar um avanço para o próximo nível, mais fácil será alcançar os cem por cento.

Por isso, se um cultivador alcançar trinta por cento antes de avançar para o nível intermediário do primeiro grau da purificação da matéria, ele terá muito mais chances de completar o primeiro grau com cem por cento que um cultivador que avançou para o intermediário do primeiro grau com vinte e cinco por cento.

O avanço em cada Nível requer o rompimento de uma barreira. Na prática, cada nível pode ser considerado como um estado de estabilidade. Uma vez que tal Nível é atingido, é muito improvável que haja retrocesso ao Nível anterior, exceto por algum evento traumático como danos ao Dantian, doenças graves, idade avançada. Por outro lado a falta de prática de cultivo pode fazer recuar todo o progresso alcançado dentro de um determinado Nível depois de certo tempo.


As Porcentagens


Obviamente as porcentagens às quais se referem os cultivadores são quantidades aproximadas, sendo impossível estimar de forma numérica tais avanços com total precisão. Esse sistema de medição surgiu quando se notou que as mudanças de cada nível de cultivo sempre irradiam dos meridianos, sendo sempre mais notáveis e mais rápidas nas proximidades de cada um deles.

A partir disso, o sistema de porcentagens se desenvolveu como uma medida de avanço da área entre dois meridianos quaisquer alcançada pelo tipo apropriado de transformação daquele nível, dividida por dois - uma vez que estas áreas se “encontrarão” ao se atingir os cem por cento. Ou seja, Caso o cultivador esteja no segundo grau, Purificação da Pele, a taxa da porcentagem será medida tomando por base o avanço dos poros que forem sendo abertos entre os vários meridianos espalhados pelo corpo.

Com raríssimas exceções, a porcentagem atingida em cada Grau se torna uma fundação permanente ao se avançar para o próximo Grau. O processo de avanço equaliza as mudanças entre os meridianos, dando maior uniformidade às alterações ao longo de todo o corpo, desfazendo assim o efeito de “ilhas” de avanço ao redor de cada Meridiano.

Outro aspecto importante deste sistema de avanço percentual é a dificuldade crescente da energia provida pelo Prana de atingir as áreas mais distantes dos meridianos. Por isso, embora a distância percorrida pela onda de Energia Celestial entre os cinco e dez por cento seja igual à distância entre noventa e noventa e cinco por cento, a dificuldade entre as porcentagens mais altas é exponencialmente maior. Fórmulas de Cultivo de qualidades mais altas invariavelmente são mais eficientes em permitir esta circulação de energia entre as áreas mais distantes dos Meridianos, permitindo assim avanços mais rápidos e demandando menor esforço.

Graças a esta dificuldade crescente, assim como a equalização provida pelo avanço de cada Grau, a escolha comum entre os cultivadores é avançar assim que a dificuldade em prosseguir com o avanço no grau atual se torna muito alta, demandando muito tempo para continuar o aperfeiçoamento. Em geral se considera este método mais eficiente, sendo a faixa entre oitenta e noventa por cento a escolha da maioria dos cultivadores. O aumento do poder geral ao avançar para Graus mais altos compensa as perdas de performance ao longo do tempo - uma vez que atingir os cinco por cento finais em cada Grau pode exigir alguns anos, tempo o suficiente para avançar um grau inteiro, por vezes, mais de um.

No entanto, a melhora da performance do cultivador do mesmo grau, com resultados melhores nos graus anteriores não é só qualitativa, como também quantitativa. E num mesmo grau, acelerar o processo de avanço entre os Níveis também é possível, com resultados similares.



O Primeiro Reino do Cultivo: Purificação da Matéria

Purificação da Matéria

Primeiro Reino do Cultivo Marcial

Primeiro Grau

Expulsa todas as impurezas acumuladas no corpo

Segundo Grau

Têmpera da Pele

Terceiro Grau

Têmpera dos Músculos

Quarto Grau

Têmpera dos Órgãos

Quinto Grau

Têmpera dos Ossos

Sexto Grau

Têmpera dos Sentidos



O Reino que serve de base para todos ou outros lida com o corpo físico, a matéria. Do momento da primeira respiração até o fim da vida todos os seres acumulam impurezas em seus corpos. Estas impurezas diminuem a capacidade de absorver a Energia Celestial e a circulação do Prana pelos Meridianos. Todo o caminho do artista marcial começa pela necessidade de purificar o corpo destas impurezas e das consequências de tê-las acumuladas durante tanto tempo. O cultivo perfeito no reino da Purificação da Matéria levaria o corpo ao seu estado de pureza original, como era antes do nascimento e, de certa maneira, pode ser compreendido como uma reles base prévia para o verdadeiro cultivo nos Reinos posteriores, a partir dos quais o cultivador realmente começaria a avançar além da natureza primordial de seus corpos, ao invés de simplesmente livrá-los dos danos causados pelo mero acúmulo de impurezas.



Os Graus do O Primeiro Reino: A Purificação da Matéria


- O Primeiro Grau: O alicerce sobre o qual se ergue todo o Cultivo é o árduo trabalho de livrar o corpo de todas as impurezas acumuladas desde o nascimento. A aparente simplicidade deste processo traz consigo consequências duradouras: não importa quanto esforço seja feito nos Graus posteriores, os resultados ainda serão limitados pelo resultado atingido no primeiro Grau.

A permanência de impurezas no corpo será um obstáculo permanente para a performance do cultivador e progresso nos Graus futuros. Algo importante relativo a este Grau é que mesmo depois de limpar completamente o corpo, os artistas marciais devem tomar cuidado com a forma que se alimentam e os itens medicinais, se usados exageradamente no decorrer da vida.

Isto se dá porque, mesmo depois de purificar completamente o corpo, nada impede que novas impurezas voltem a se acumular. Claro, as impurezas provindas do mundo serão purificadas mediante o cultivo. No entanto ao se alimentar de forma errada ou usar Pílulas (de cura, aumento de energia entre outras) de forma exagerada pode vir a fazer com que, mais impurezas se acumulem nos meridianos. E por já terem passado deste grau, será um pouco mais complicado de expurgar as novas impurezas acumuladas.

- O Segundo Grau: Além de permitir a absorção da Energia Celestial, a pele é o órgão responsável por expelir as impurezas do corpo. Uma de suas atribuições durante o segundo grau portanto, é servir como filtro de novas impurezas provindas do meio externo.

Durante este grau, como benefício secundário, a pele se torna mais elástica e mais resistente. Milhões de poros espalhados por toda a superfície da pele, com a única função de auxiliar na absorção de Energia Celestial se abrem durante este processo.

Isso consequentemente, faz com que a energia celestial seja absorvida em maior quantidade pelo corpo, acelerando desta forma o cultivo. Geralmente neste grau, as diferenças entre os cultivadores se destacam naqueles que alcançam as maiores porcentagens, e que conseguem evoluir e cultivar com maior velocidade.

A pele mais resistente aumenta um pouco a resistência a danos. Antes era possível evitar pequenos ferimentos do dia a dia através de esforço consciente, para infundir a pele com Prana, mas a partir deste nível, isso ocorre de forma natural, sem a necessidade de se dedicar tempo ou esforço para se atingir este resultado.

- O Terceiro Grau: Durante os Graus anteriores a força, a agilidade, defesa, dentre outros atributos, sofrem pequenas alterações. Claro, cultivadores são mais fortes que meros mortais, simplesmente por absorverem Energia Celestial de forma contínua, alimentando assim seu Prana. Mas, é durante o Terceiro Grau que seus atributos físicos realmente apresentam o primeiro aperfeiçoamento drástico.

Os músculos do corpo do cultivador são alterados pela Energia Celestial. Novas células mais fortes, livres de impurezas e capazes de utilizar diretamente Energia Celestial na forma de Prana, farão com que eles sejam aprimorados, e consequentemente, melhorando o desempenho da função individual de cada um.

Isso se traduz em uma melhora significativa na agilidade, velocidade e força. Como benefício adicional, atividades que requerem esforço por tempo prolongado são muito menos desgastantes do que anteriormente.

De fato, os únicos reais limitadores para o desempenho deste tipo de atividade são a quantidade de Prana e a capacidade individual de lidar com a estafa mental por se manter sem dormir por longos períodos. Sem estes dois obstáculos, alguém que tenha avançado o suficiente no Terceiro Grau poderia, por exemplo, correr por semanas, sem a necessidade de paradas para descanso.

- O Quarto Grau: Depois de aprimorar os músculos, chegou a vez dos órgãos internos. Essencialmente este grau faz o mesmo que o terceiro, porém, focado nos órgãos internos. Porém, neste grau temos um grande diferencial: é aqui que o sistema respiratório do cultivador será aprimorado, fazendo com que a absorção de  impurezas através do ar, que já era pequena, se torne mínima.

Este fato também ajudará os cultivadores a absorver a Energia Celestial pelo simples fato de respirarem - em outras palavras, mesmo enquanto dormem, ainda que de forma lenta, eles conseguem cultivar.

É também neste grau que a medula é refinada fazendo com que as novas células sanguíneas se tornem mais eficientes tanto em carregar oxigênio e nutrientes quanto em capturar e ajudar a expulsar impurezas.

Outros efeitos são a melhora na capacidade cardio-pulmonar. Nos níveis anteriores se poderia usar Prana como forma de energia primária das células, permitindo prender a respiração por períodos prolongados.

No entanto, o processo de aperfeiçoamento dos pulmões permite absorver e metabolizar quase a totalidade do oxigênio em cada respiração, o que por si só permite aumentar a capacidade muscular, como também, com algumas respirações profundas, oxigenar o sangue por horas.

Os Sistemas Circulatório e Linfático são aperfeiçoados e passam a suportar maior pressão sem causar qualquer dano ao corpo. Por fim, dentre as mudanças mais perceptíveis, a melhora nos sistemas digestivo e excretor permite extrair o máximo de nutrição dos alimentos, permitindo que o cultivador sobreviva por semanas com uma refeição que forneceria uma fração das calorias que uma pessoa normal conseguiria absorver.

- O Quinto Grau: Em certo sentido, a têmpera dos ossos se inicia, mesmo que de forma tímida, no Terceiro Grau. Os ossos, submetidos a uma tensão maior vinda dos músculos naturalmente se fortalecem, assim como as articulações. Mas este é um aumento discreto comparado ao processo que ocorre neste Grau.

A alteração na composição e estrutura em nível molecular é tão radical que, em termos do mundo real, é como se os ossos dos cultivadores passassem a ser compostos de fibra de carbono reforçada com filamentos de titânio. Isso porque não só a estrutura óssea se torna mais leve, como também mais resistente.

Ao contrário de fibra de carbono e titânio, no entanto, se trata de material biológico vivo, capaz de crescer, se regenerar e se fortalecer com o treinamento físico, como ossos normais.

Uma mudança similar ocorre nas juntas, fazendo com que os limites de resistência à tração e compressão se tornem similares a materiais como kevlar ou grafeno.

Com isso, uma terceira mudança ocorre: os músculos, antes limitados pela resistência dos ossos e capacidade cardiopulmonar podem finalmente alcançar seu potencial pleno, aumentando assim ainda mais a força física do cultivador, mesmo sem o uso de Prana.

- O Sexto Grau: Último grau do primeiro reino do cultivo, é aqui que todos os sentidos do cultivador será aprimorados. Isso se deve não apenas ao aumento de alguns receptores sensoriais, mas também a uma significativa melhoria no sistema nervoso central e periférico.

Tais mudanças permitem que o sistema nervoso consiga captar e interpretar uma quantidade inacreditável de informação, chegando a conseguir ver uma pequena lagarta em uma árvore a centenas de metros de distância, com treino e concentração.

Primariamente se lida aqui com os sentidos normais - além dos cinco mais conhecidos, se incluem no aprimoramento deste Grau outros sentidos, como percepção espacial, espaço-temporal,  senso cinestésico (capacidade de perceber quando se está em repouso ou em movimento) senso vestibular (capacidade de perceber a posição do corpo, principalmente em relação ao solo), equilíbrio, e outros sentidos comuns a todos os seres humanos, cultivadores ou não.

Paralelamente a isso há uma significativa melhora do sentido divino, que ganha um alcance maior e a capacidade de distinguir mais claramente tudo que acontece ao seu redor.

Neste ponto é importante frisar que o limite do alcance do sentido divino difere de cultivador para cultivador porque há aqui diversos fatores que podem influenciá-lo. Primeiro temos o nível que cada cultivador consegue avançar.

Logicamente, aquele que alcança o nível supremo consegue uma melhoria significativa se comparado com aquele que alcançou o nível intermediário.

Em segundo lugar temos a porcentagem que cada cultivador consegue alcançar antes de decidir avançar para o segundo reino - quem consegue cem por cento no sexto grau têm uma vantagem quando se compara àqueles que só conseguiram noventa por cento.

Em terceiro temos as Habilidades e Técnicas de cultivo que permitem a possibilidade de o cultivador melhorar todos os seus sentidos, mas vale ressaltar que tais habilidades e, principalmente, técnicas de cultivo são extremamente raras.

Como quarto e último ponto, existe a possibilidade do cultivador trabalhar e treinar seus sentidos de maneira isolada. É possível usar do artifício de passar por treinos especializados na aprimoração de seus sentidos fazendo com que se tenha uma vantagem.

E dependendo do treino, pode-se conseguir uma melhora significativa quando comparado aos cultivadores normais. Este tipo de treinamento, no entanto, raramente é utilizado por ser demorado, minucioso e chato.

Para a maioria, este treino é uma perda de tempo já que podem compensar isso avançando no cultivo e ficando mais fortes.

Por ScryzZ | 24/05/2018 às 19:05 | 3 Comentários
Compartilhe:

Você também irá gostar