CAPÍTULOS
OPÇÕES
Cor de Fundo
CONTROLE DE FONTE
HOME INDEX
Capítulo 118 - Defenda Isso...

A Guerra dos Nove Mundos (GNM)

Capítulo 118 - Defenda Isso...

Autor: Maurício Argôlo | Revisão: SolidSnake | QC: Bru

Uma cratera de aproximadamente trinta metros tinha se formado bem em frente ao que costumava ser a matriz de simulação. Agora as estelas de pedra não passavam de entulho espalhado por todos os lados. As árvores e os jardins, antes verdes e cheios de vida, agora eram cinzas e carvão.

“Ahhhhgggwwww” - Um grito estranho pôde ser ouvido e momentos depois uma montanha de escombros começou a se movimentar.

“Eglas, seu puto… Se você já não estivesse morto eu te mataria.” - Uma voz ecoou pelo ambiente enquanto um homem levantava dos escombros. Volney respirou fundo, ele realmente achou que ia morrer, se não fosse pelo fato de ele ter usado o mestre Ruelle como escudo e, junto com uma habilidade defensiva própria, com certeza teria virado cinzas como todos os outros.

“Nharg, eu vou encontrar aquela garota, e vou fazê-la sofrer por toda a dor que aquele velho filho da puta me fez sentir.” - Volney falou enquanto pegava uma pílula azulada e engolia. Ele olhou na direção da distrito leste e depois se lançou em velocidade máxima. Antes de qualquer coisa ele precisava recuperar sua energia. Em seu estado atual seria morto facilmente se entrasse em uma luta séria.

-------------------------------------------------------------------

Distrito Norte:

Uma pilha de corpos começou a se acumular, Sukh e seu Patrono estavam simplesmente massacrando todos os inimigos. Inicialmente eram cerca de setenta, porém agora, menos de trinta estavam vivos.

Sukh estava com vários ferimentos pelo corpo e estava ofegante, mas a sensação que estava sentindo era sensacional. Lutar sem precisar se conter era algo incrível, algo que ela não tinha experimentado por vários anos.

*Wishhhhhhhh*

Sua foice dançava a cada movimento de seu braço, defendendo dos ataques e logo em seguida arrancando partes dos corpos dos inimigos. Seu patrono não estava muito atrás: cada movimento que a garotinha fazia era um ferimento ou um membro do inimigo sendo cortado.

Enquanto Sukh fazia seu terceiro massacre da noite, Yullan continuava a cavar, aquele trabalho estava sendo mais penoso que que ele imaginou. Como se alguém tivesse lhe dizendo ‘a situação ainda pode piorar’, uma bola de energia negra de aproximadamente vinte centímetros foi eu sua direção.

Nesse momento seus sentidos entraram em alerta total e ele simplesmente agiu sem pensar e rapidamente pegou seu arco e logo em seguida atirou três flechas.

Nos momentos seguintes as três flechas se chocaram com o orbe negro de energia dando origem a uma nova onda de explosões, o que, dado a situação, não foi algo tão surpreendente.

Em seguida sete homens de capa negra com desenhos vermelhos puderam ser vistos indo em sua direção.

“I-irmão Sênior…” - Os discípulos que estavam ajudando Yullan de repente pararam com medo.

“Continuem a cavar, eu irei cuidar deles.” - Yullan falou enquanto traçava um plano em sua mente. Esta seria sua primeira vez lutando depois do procedimento que Skar fez em seu corpo, ele estava motivado e muito ansioso para liberar todo seu poder.

Havia um problema do qual estava bem ciente: Ele ainda estava no nível Avançado do segundo Grau e os inimigos que estavam vindo já estavam no estágio inicial do terceiro grau, ele sabia que não era a Sagwa, então, se os enfrentasse em uma luta direta, com certeza morreria; ainda assim ele tinha vantagens: sua velocidade e percepção acima do normal bem como sua mente estratégica.

Logo ele deu um pulo para trás e em seguida pulou novamente para a esquerda. Quando viram aquilo os discípulos imaginaram que Yullan iria fugir e fazer deles iscas para atrasar o inimigo enquanto ele se safava.

Eles iam começar a protestar e a correr quando viram Yullan mudar novamente de direção e ao mesmo tempo puxando a corda de seu arco. Segundos depois sete flechas de vento puderam ser vistas voando na direção dos inimigos. Ao mesmo tempo Yullan se impulsionou novamente em outra direção e novamente lançou mais sete flechas, e se lançou em outra direção e quando chegou no local exato, mais sete flechas.

Aquele tipo de estratégia deixou os discípulos chocados, eles nunca pensariam fazer algo assim mas, o que mais os chocou foi que as flechas pareciam ricochetear em outras flechas e acabavam mudando de direção e, impressionantemente, elas iam na direção de pontos fracos dos corpos dos oponentes. O plano de Yullan era fazer eles gastarem prana e quando tivessem fracos ele os eliminaria atingindo a garganta dos inimigos.

*Wishhhhhhhhhh*

A velocidade de Yullan era incrível. O vento por si só já era um dos elementos mais rápidos, e combinados com o cultivo utilizando Étherion e uma técnica transcendente, ele conseguiu alcançar uma velocidade incompatível com alguém do seu nível.

Enquanto atirava mais sete flechas Yullan olhou para os discípulos e os viu parados. Nesse momento sua sobrancelha arquejou enquanto gritava “CAVEEEEM!”

Os discípulos saíram do transe e rapidamente voltaram a cavar. Eles realmente não sabiam que a Seita externa do Oeste tinham discípulos tão proeminentes! Primeiro Sukh e agora esse garoto de quem eles nunca tinham ouvido falar.

Logo outra intensa batalha teve início. Flechas de vento eram vistas para todos os lados e cada vez que uma delas penetravam no corpo inimigo, sangue esguicha.

Yullan estava indo bem, toda vez que os inimigos se aproximavam, ele conseguia uma forma de esquivar e se distanciar. Mas, do mesmo jeito que os inimigos estavam ficando cansados, por estar levando seu corpo ao limite, a fadiga também começou a atingi-lo. E esse foi o momento perfeito para um contra ataque.

Um dos inimigos percebeu um padrão nos movimentos de Yullan e assim que ele se lançou em outra direção, uma garra fantasma se adiantou e o agarrou pelo tornozelo.

“AHhhhhhhhhhhhhhhhhh” - Yullan girou quando sentiu seus ossos serem apertados até o limite, segundos depois ele viu o chão se aproximar depressa.

*Boooommmmmmm* Um som de explosão ecoou quando ele se chocou contra o solo, levantando uma nuvem de poeira na qual os sete homens de negro entraram nela com tudo.

Yullan tossiu um bocado de sangue, seu corpo estava todo dolorido, mas ele não tinha tempo para reclamar. Ele estendeu seu sentido divino por todo o local e traçou a posição dos sete inimigos. Depois usou a perna esquerda para pegar impulso e se lançou para a frente.

Logo que a nuvem começou a se dispersar, a cena seguinte pôde ser vista por todos, inclusive Sukh que estava em uma posição na qual a permitiu ver tudo, não conseguindo parar de olhar porque estava preocupada com Yullan.

Yullan estava indo na direção de um dos inimigos, seu arco estava empunhado em sua mão e seu foco estava totalmente voltado para o inimigo em sua frente. Ao seu lado outros dois estavam indo para sua posição enquanto os outros quatro bloqueavam qualquer rota de fuga. Mas ele não planejava fugir dessa vez.

Com um olhar ardente, ele finalmente chegou próximo ao inimigo de seu foco, os outro dois já tinham suas garras fantasmas prontas para dilacerar o corpo dele. Era um inimigo pela direita, outro pela esquerda e um pela frente.

Ao chegar próximo o bastante, Yullan deu um leve sorriso e no mesmo instante ele puxou a corda de seu arco e uma flecha de vento apareceu, porém essa era diferente de todas as outras, um tipo de aura branca a cercava.

Quando chegou em frente ao inimigo de seu foco, os outros dois também o alcançaram e atacaram Yullan com suas garras fantasmas e ao mesmo tempo o inimigo da frente cortou com a espada para baixo.

Nesse momento o corpo de Yullan se moveu formando um ângulo estranho, ele ficou de cabeça para baixo e com cada membro do corpo em uma direção diferente.

Sukh viu tudo aquilo e ficou boquiaberta. Yullan tinha esquivado das duas garras fantasmas que passaram por entre seu corpo e atingiram os dois inimigos que o estavam flanqueando, e quanto ao inimigo da frente, uma flecha tinha partido em sua direção.

“Defenda isso seu filho da puta….” - Foram as palavras que Yullan falou depois de ter soltado a flecha. Se ele já não costumava errar a longa distâncias, imagina um alvo que estava a menos de dez centímetros dele.

A flecha foi certeira, a flecha penetrou o pescoço do inimigo com dificuldade, mas, por conta do poder da habilidade arcana ‘Toque de Rudra’ ela não parou. No mesmo instante a espada que ele tinha golpeado cortando na vertical atingiu a garra fantasma do inimigo da esquerda, que foi instantaneamente decepada.

Quando viram aquilo os quatro inimigos foram na direção de Yullan, ele estava em pleno ar, não tinha como ele usar nada para pegar impulso ou tentar esquivar.

“Fudeu…” - Foi a única coisa que ele conseguiu pensar para falar naquele momento. Mas antes da desesperança o atingi-lo, um Chakram passou voando e decepou a cabeça de um inimigo. Instantaneamente uma linda garotinha apareceu na frente de Yullan, ela estava vestindo uma capa toda negra e estava totalmente coberta de sangue.

Yullan ainda estava de cabeça para baixo mas os olhos da garota estava totalmente alinhados com os dele. O sorriso dela fez o coração de Yullan disparar e ele percebeu que, se ele não soubesse que ela era uma amiga, com certeza teria desistido de viver.

A garotinha desapareceu tão rápido quanto apareceu, segundos depois gritos de dor puderem ser ouvidos ao redor de Yullan enquanto uma chuva de sangue dos ferimentos e do inimigo decapitado se formava.

Esse foi o mesmo momento que os discípulos finalmente tinham conseguido liberar completamente a entrada do cofre.

“Irmão Sênior… Aqui!!” - eles gritaram.

Yullan olhou na direção do chamado e logo entendeu o que estava acontecendo, ele tinha que agradecer a Sukh por lhe salvar, mas isso podia ficar para depois.

Mesmo ferido ele se lançou na direção do cofre, mas antes que conseguisse chegar lá um som de explosão ecoou no local, o corpo de Yullan foi lançado dando cambalhotas em pleno ar e ele cuspiu um bocado de sangue quando bateu contra uma pilastra de pedra.


Jovens, hoje temos evento d GNM na Fã Page da Saikai * -*

Requisitos: Acesse - Link
- 75 Reações
- 10 Compartilhamentos

Recompensa: 
Capítulo 119 no fim de semana * - *


Por ScryzZ | 09/03/18 às 19:30 | Ação, Aventura, Fantasia, Artes Marciais, Sobrenatural, Wuxia, Xianxia, Xuanhuan, Protagonismo Feminino, Romance, Brasileira