CAPÍTULOS
OPÇÕES
Cor de Fundo
CONTROLE DE FONTE
HOME INDEX
Capítulo 45 - Legado

A Guerra dos Nove Mundos (GNM)

Capítulo 45 - Legado

Autor: Maurício Argôlo | Revisão: Luis Gimenes, Bru, SolidSnake

Uma hora havia passado e a dor não diminuiu nem um pouco, pelo contrário, parecia que estava aumentando. Sagwa emitia grito após grito e isto chamou a atenção de muitos discípulos.

“O que está acontecendo? Esta parece ser residência da Irmã Sênior Sukh.”

“Sim, dizem que as outras duas que o mestre Skar tomou como discípulas também estão morando aí”.

“De quem são estes gritos?!”

“Não sei… Mas espero que, de quem quer que seja, não morra.”

Ao longe, três garotos olhavam para a casa com olhos zombeteiros.

“Irmão Sênior Heitan, nós investigamos e parece que estes gritos são de Sagwa.”

“Hummm… Então a vadia está realmente encrencada. Vamos assistir e ver no que isso vai dar… Estes gritos são como música para mim”, neste momento ele deu um olhar perverso enquanto exalava uma aura pesada: “Espero que ela morra sentindo dor, muita dor”.

Enquanto as pessoas perguntavam o que estava acontecendo, se lamentavam e se regozijavam com a dor de Sagwa, Skar e o Ancião Eglas tentavam a última carta na manga que tinham, uma pílula rara que iria gastar muitos dos recursos que tinham guardado por tanto tempo.

Eglas olhou para Skar e falou: “Skar, você vai ficar me devendo não uma galho, mas uma árvore inteira”.

“Não se preocupe com isso...”

Enquanto eles tentavam de tudo para, teoricamente, tentar salvá-la. Sagwa lutava contra a estonteante dor que invadia cada centímetro do seu corpo. O tempo passou e a dor finalmente começou a diminuir. Sagwa finalmente relaxou, mas, quando a dor estava quase passando, ela subitamente voltou novamente e desta vez estava ainda mais forte do que antes.

“Haaaaaaaaaaaaaaaaaaaaa”

Outro grito, dessa vez mais profundo do que os outros. Este fez o couro cabeludo dos discípulos tremerem.

Este pico de dor foi menor do que os outros. Mesmo sem conseguir abrir os olhos e parecer estar desmaiada, Sagwa ainda conseguia usar seu sentido divino e observava constantemente seu Dantian. Uma cena que a deixou totalmente perplexa começou a acontecer.

Geralmente, o Dantian de um artista marcial é totalmente desprovido de matéria, nele somente existe o Prana do cultivador. Mas, no Dantian de Sagwa, algo parecido com uma pequena ilha flutuante começou a se revelar. A Ilha era minúscula e caberia quatro pessoas nela. Logo, uma protuberância começou a aparecer no que poderia ser considerado a terra da ilha.

Cerca de dez minutos depois algo saiu da terra.

‘I-isso é o caule de uma planta?’

A dor diminuia inexplicavelmente, quanto mais a planta crescia, menor era a dor. Parecia que estava tudo completamente correlacionado.

Depois de alguns minutos, a planta parou de crescer e subitamente um galho começou a se formar. Logo foram as folhas, aquilo era  magnificamente lindo. Assim que a folha apareceu, a dor parou totalmente e o corpo de Sagwa se acalmou. Skar e Eglas ainda iam começar a preparar o medicamento, mas assim que Sagwa melhorou eles pararam e ficaram observando-a.

Durante toda a noite, Sagwa ainda continuou deitada e imóvel. O ancião Eglas foi embora e os discípulos voltaram a sua rotina normal. Skar foi para o lado de fora, jogou seu pano florido no gramado e depois se deitou para dormir um pouco.

Três dias passaram, Skar esteve sempre presente. Quando não estava dormindo, ele estava observando o estado de Sagwa.

Mais quatro dias. Sagwa estava incessantemente tentando acordar, mas algo a impedia. Ela tinha total consciência do que estava acontecendo com seu corpo e o mais estranho de tudo, como estava o desenvolvimento da Planta.

“Caramba, será que eu não conseguirei mais acordar? Terei que ficar vegetando?”

Todo tipo de pensamento passava por sua mente, mas foi nesse momento que um feixe amarelo saiu do seu anel espacial e entrou no seu dantian. Aquele era o seu tridente.

Mesmo aquele movimento sendo incrivelmente rápido, Skar conseguiu percebê-lo e logo ele entendeu que não era o corpo de Sagwa que estava doente, mas era algo com seu Dantian.

“Yumi, você sabe se a Sagwa já reclamou de alguma dor no Dantian dela?”“Hamm??… N-não mestre, eu conheci a Sagwa no mesmo dia que o senhor, ela não me contou muito sobre ela desde então.”

“No dia do exame? E vocês já são melhores amigas?”

“Hamm… S-sim mestre.”

Skar olhou intrigado para Sagwa e se sentou ao lado dela para meditar. Ele nunca tinha ouvido falar de uma doença no dantian, as únicas formas seriam com algum tipo de técnica que o ferisse diretamente. Se fosse ferido enquanto cultivava técnicas proibidas ou exagerava no treino. Yumi confirmou que a dor começou quando Sagwa começou a cultivar. Aquilo era tudo muito novo para Skar.

Após mais um dia, quando Sagwa estava à beira da loucura imaginando que nunca mais iria acordar, seu tridente começou a se movimentar em torno da árvore. Era como se ele estivesse dançando de felicidade. Logo, um orbe verde apareceu em cima da única folha do único galho que tinha se formado.

‘Que merda é essa?’, Sagwa pensou consigo mesma. Ela nunca tinha visto ou ouvido falar de algo como isso.

O orbe era do tamanho de uma bola de gude e, assim que apareceu, começou a emitir uma forte força gravitacional, começando a puxar sagwa como se tentasse sugá-la.

“Não...”, Sagwa gritou enquanto tentava se manter onde estava, mas a força gravitacional era muito forte e em questão de segundos ela foi sugada pelo orbe.

Logo, tudo ficou preto. Quando ela abriu novamente os olhos, ela ficou atônita com o que viu.”

“Puta merda, onde… é... que... eu… estou?!”

Para onde quer que ela olhasse, inúmeras estantes, com infinitos pergaminhos de jade, se estendiam por um espaço tão vasto que ela não conseguia ver seu fim. Sagwa simplesmente estava boquiaberta. “Isso… Isso é impossível!”

“Depende do que você classifica como impossível.”

“Háaáááá… U-um fantasma?”

“Que fantasma o que pequena fedelha… Me respeite!! Eu sou o espírito guardião deste mundo.”

“E-espírito guardião?? De um mundo? Mas como? Nós estamos dentro de um orbe que apareceu em uma planta que está dentro do meu dantian … isso é impossível.”

“Bom, tanto não é impossível que eu sou a prova disto.”

“Você tem nome?”

“Não, eu sou somente um espírito guardião. Meu papel é organizar esta biblioteca e mante-la em perfeito estado.”

“Isso aqui é uma biblioteca?”

“Sim, esta é uma biblioteca feita pelo poder do próprio Deus Desconhecido.”

“Entendo… Então o Deus Desconhecido é o responsável por esta planta que está nascendo no meu Dantian?”

“Sim… Você herdou a semente da árvore Sagrada e, por direito, é a herdeira de todo o legado da Seita do Divino Caos, ou melhor, todo o Legado do Deus Desconhecido.”

“M-mas eu já tenho a linhagem dos príncipes e da princesa, como pode essa árvore também fazer parte deste poder?”

“Por ordem do próprio Deus Desconhecido, eu não tenho permissão de lhe contar tudo. Ele pôs certas restrições sobre as informações que eu posso dar para quem quer que fosse o herdeiro. Apesar de achar que ele nunca achou que alguém com seu nível de cultivo seria capaz de herdar o legado dele. Enfim, a medida que você for ficando mais forte eu poderei te revelar certas coisas. Mas… A Árvore do Deus Desconhecido foi criada por ele e por isso recebeu este nome, ela é uma técnica que o próprio Deus Desconhecido desenvolveu e vai contra todas as leis do universo”, O espírito fez uma pausa como se estivesse tendo alguns lampejos de memória.

“A Árvore do Deus Desconhecido existia no epicentro da Seita do Divino Caos. Esta era uma técnica arcana que servia como cofre de toda a informação que ele dispunha, mas, após seu desaparecimento, seus filhos ficaram responsáveis por cuidar dela. Ano após ano, ela era constantemente atualizada recebendo todo o tipo de informação que a Seita tinha pelos três príncipes. Só havia um problema, as informações só conseguiriam ser depositadas, mas não consultadas ou retiradas. Eu observei por incontáveis anos Shiva, Vishnu e Brahma tentarem de tudo para conseguirem obter um pouco do conhecimento do pai deles, mas era tudo em vão. A única forma era um herdeiro, um herdeiro que receberia todo o legado do Deus Desconhecido. Para isso, seria necessário receber cem por cento do poder de sua linhagem. Como o Deus Desconhecido sumiu por incontáveis anos, a única forma de ativar a árvore era se os três príncipes se sacrificassem, conseguindo assim, por alguns segundos, alcançar cem por cento da linhagem de seu pai, então isto estava totalmente fora de questão. Eles quase desistiram de continuar nutrindo a árvore, mas como era uma lembrança do pai deles e, por insistência de Vishnu, eles continuaram com a árdua tarefa. Parece que os verdadeiros poderes da árvore eram tão grandes que nem o próprio Deus Desconhecido sabia de tudo. Pelo jeito, ela absorveu a linhagem dos três príncipes e a passou para você. Então, além do legado, você também tem a linhagem dos três príncipes. Isso sim é algo inacreditável. Talvez isso esteja dentro dos planos do Deus Desconhecido, mas também, talvez, seja somente o acaso.”

Sagwa estava ouvindo tudo aquilo e achou muito difícil de acreditar. Toda esta história … Como isso tudo era possível? Ela olhou para o espírito que pairava na sua frente e perguntou: “Então todas as mudanças que meu corpo vem sofrendo?”.

“Sim, acho que você já deve ter percebido… é por conta da semente. Bom vamos dividir em duas partes: Primeiro você teve as mudanças feitas pelo poder da semente já calculados pelo Deus Desconhecido. Ou seja, o seu dantian sofreu a mudança brusca, não somente para aumentar a quantidade de Prana que você pode manter, mas também para conseguir manter a árvore que vai crescer no seu Dantian.”

Sagwa interrompeu o espírito falando: “U-uma árvore? Como assim? UMA ÁRVORE?!”.

“Sim, o que tem de impressionante nisso? Uma árvore, ela vai ter alguns muitos mundos iguais a este. Cada qual de um tipo diferente. Você recebeu todo o Legado do Deus Desconhecido, você acha que é pouca coisa?”

“Isso é...”

O espírito não deu oportunidade de ela falar mais nada e continuou: “Bom, em seguida, você recebeu as linhagem dos três príncipes. Isso te deu uma força descomunal e um talento para o cultivo nunca antes visto… e-e-e… é difícil de acreditar e ainda te deu três afinidades elementais. Creio que isso só possa ser obra do destino. Inicialmente, esta árvore foi criada para ser dada ao sucessor do meu mestre, ou seja, este seria o Legado do sucessor do Deus Desconhecido, então, logicamente, o sucessor já teria cultivado por incontáveis anos e seria extremamente forte, por exemplo, os três príncipes, provavelmente, um deles seria o sucessor do meu mestre. Mas, a Semente foi parar em seu corpo, uma mortal que, provavelmente não poderia cultivar. Ou seja, seria tudo em vão e provavelmente você morreria no processo. Então, sim, isso é um milagre”.

Sagwa  não sabia o que falar. Isso era tão surreal que ela quase não conseguia saber o que dizer. O Espírito se calou e esperou ela digerir tudo aquilo. Apesar de não estar transparecendo, o coração dele estava em erupção de emoções diferentes. Nem ele acreditava direito no que estava acontecendo.

Depois de alguns minutos, o Espírito continuou: “Senhorita, esta é sua biblioteca de habilidades…”

“O Queeeeeeeeeeeee...”, Sagwa já estava mais calma depois de um tempo, digerindo tudo que ouviu. Quando o espírito falou aquela última frase, ela quase se engasgou com a própria saliva. “I-sso é uma biblioteca de Habilidades? Eu achei que era uma biblioteca com tudo que o Deus Desconhecido sabia.”

“Não... aqui só estão as habilidades e as técnicas de cultivo.”

“P-U-T-A M-E-R-D-A”, geralmente Sagwa falava poucos palavrões, só quando ela estava irritada com algo que ela perdia a decência, mas desta vez ela não pode deixar de falar.

O espírito então continuou: “Esta biblioteca contém todas as técnicas e habilidades que foram juntadas pelo Deus Desconhecido e seus Filhos. Tem de tudo. Como seu nível de Cultivo não é muito alto, você não conseguirá absorver tantas. Mas com o tempo você pode voltar aqui e escolher mais habilidades. Como tem uma infinidade, escolha com cuidado. Estimo que inicialmente você consiga absorver o conhecimento de quatro delas”.

“Absorver? Como assim?”

“Quando você escolher basta direcionar seu sentido divino para o Pergaminho de Jade da habilidade ou técnica que a informação irá diretamente para seu cérebro.”

“Isso é realmente possível?”

“Depois de saber de tudo que eu te contei, você ainda duvida que algo seja impossível, hahahaha. Sim, é tão possível quanto real.”

“Tudo bem… Senhor Espírito Guardião… O senhor poderia me mostrar as técnicas e habilidades do elemento gelo?”

Por Luis Gimenes | 30/12/17 às 00:24 | Ação, Aventura, Fantasia, Artes Marciais, Sobrenatural, Wuxia, Xianxia, Xuanhuan, Protagonismo Feminino, Romance, Brasileira