CAPÍTULOS
OPÇÕES
Cor de Fundo
CONTROLE DE FONTE
HOME INDEX
Capítulo 564 - Destinados a Se Encontrar....

A Will Eternal (AWE)

Capítulo 564 - Destinados a Se Encontrar....

Tradução: Glaurung | Revisão: Marverick

As Terras Selvagens eram enormes, tão grandes que poucas pessoas sequer sabiam sua verdadeira extensão. No entanto, a maioria dos cultivadores que entendia uma coisa ou duas sobre elas eram capazes de adivinhar.

Se o mundo inteiro fosse circular, então o Mar do Caminho Celestial estaria no meio, com quatro enormes rios se estendendo a partir dele em cada uma das direções cardeais. Os afluentes, riachos e até os deltas eram como galhos de árvores que cresciam dos rios.

As áreas em que o Rio do Caminho Celestial existia eram o Reino Celestial. Os lugares onde esse rio não existia ocupavam quase metade do "círculo" que compunham o mundo. E esses locais eram conhecidos como... as Terras Selvagens.

Havia até um ditado bem conhecido: tudo além da Grande Muralha são Terras Selvagens!

Nas áreas entre os quatro principais rios estavam as quatro partes principais da Grande Muralha, que agiam como portões, mantendo as Terras Selvagens bloqueadas no lado de fora e o Reino Celestial dentro.

Se alguém pudesse olhar para baixo, estando alto o suficiente, veria as quatro partes da Grande Muralha formando algo como um grande círculo.

Mais precisamente, haviam dois círculos. O círculo interno era o Reino Celestial e o círculo externo eram as Terras Selvagens. Teoricamente falando, se alguém continuasse andando por tempo suficiente, eles poderiam andar em um enorme círculo através das Terras Selvagens. Como tal, também era possível chegar a qualquer um dos quatro principais rios sem sequer pôr os pés num barco.

**

Em algum lugar nas Terras Selvagens, havia uma selva sem limites, densa ao extremo, cheia de inúmeras árvores imponentes que formavam um enorme dossel no alto. Por causa daquele dossel, apenas pedaços dispersos de luz do sol chegavam até os pântanos em decomposição abaixo.

Enormes selvas como essa existiam em numerosos locais dentro das Terras Selvagens. Embora essas áreas fossem desprovidas do poder espiritual do Rio do Caminho Celestial, elas ainda estavam cheias de vida. De fato, se era a vida vegetal ou os selvagens locais, tudo parecia estar livre de certas restrições que o poder espiritual trazia e, portanto, eram especialmente grandes.

Uma árvore particularmente grande nesta selva tinha ossos espalhados pelo chão, muitos dos quais tinham marcas de mordida. Havia também penas espalhadas de criaturas voadoras. No meio de todos os ossos, encostado na própria árvore, havia uma pessoa. Seu cabelo estava bagunçado e ele estava devorando a carcaça de alguma pequena criatura. Os sons trituradores de sua mastigação eram aterrorizantes enquanto ecoavam na selva; aparentemente, ele estava com tanta fome que ele não se importava se ele estava comendo carne ou ossos, ou ambos!

Considerando todos os ossos que cercavam essa pessoa, parecia que ele tinha comido bastante durante esta refeição. Era uma cena realmente assustadora....

Não muito longe, debaixo de outra grande árvore, estava um cadáver! Claramente, aquele cadáver estava deitado ali e apodrecendo por muitas semanas.

Estava tão murcho que era difícil distinguir suas características faciais, mas com base na roupa, tinha sido um cultivador. Havia até uma bolsa de armazenamento ao lado do cadáver.

A pessoa viva devorando a carne crua não era outro senão Bai Xiaochun.

Quanto ao cadáver... nem Bai Xiaochun tinha ideia de quem era.

Bai Xiaochun foi teleportado para este local em uma noite tempestuosa, cerca de dois meses antes. Considerando o quanto estava ferido, havia lutado apenas para se arrastar até a base da árvore. Usando seu último fragmento de poder espiritual, ele tirou o Guarda-Sol Eterno danificado e o fincou no chão ao lado dele, confiando na pressão que emanava para se proteger. Tendo sido completamente drenado de poder espiritual, ele simplesmente ficou lá, imóvel.

Eventualmente, Bai Xiaochun notou um jovem deitado no chão na base de outra árvore próxima. Naquele momento, o jovem não estava morto. Ele ficou olhando incrédulo para Bai Xiaochun por um longo momento, nenhum dos dois falando, até que ele finalmente deitou a cabeça no chão e morreu.

Ver o jovem morrer assustou Bai Xiaochun mas, naquele momento ele estava fraco demais para se mexer. A emoção do momento, combinada com sua exaustão, o levou para a inconsciência.

Ele não acordou por quase uma semana. Infelizmente, ele ainda estava fraco demais para se mexer naquele momento. Seus ferimentos eram realmente severos e ele foi levado até a beira da morte, deixando-o completamente zerado de qualquer tipo de poder espiritual. Recuperar definitivamente exigiria algum tempo. Afinal de contas, ele nem sequer tinha poder espiritual suficiente para abrir sua bolsa de armazenamento.

Ele estava cercado pelos cadáveres de vários animais selvagens, que ele não se lembrava de ter visto quando desmaiara mais cedo. Claramente, os animais chegaram muito perto do Guarda-Sol Eterno e foram mortos pela pressão que emitia.

Além disso, o poder do Guarda-Sol também protegeu o cadáver do jovem na outra árvore próxima.

“É uma coisa boa que eu acabei pegando o Guarda-Sol Eterno da minha bolsa, em vez de outra coisa. Caso contrário... eu teria acordado enquanto estivesse sendo comido.” Ele suspirou amargamente e seu coração se encheu de raiva.

“Pensar que um magnífico Major General como eu cairia a este nível... Você receberá o que está guardado para você um dia desses, Vovó Poeira-Vermelha! Eu vou te mostrar o quão incrível é Lorde Bai! E quanto a você Chen Hetian, você e eu somos agora arqui-inimigos!”

“Ai. Eu realmente me machuquei muito desta vez...” Bai Xiaochun queria chorar e, ao mesmo tempo, sentiu sua fúria aumentando. No entanto, ele nem conseguia virar a cabeça, apenas movia os olhos para examinar seu ambiente desconhecido.

Eventualmente, ele se forçou a aceitar sua situação atual e também percebeu que, como não havia energia espiritual, obviamente ele não estava perto do Rio do Caminho Celestial. Claramente, ele havia sido teleportado para as Terras Selvagens.

Depois de um tempo, ele suspirou. Sentindo-se entediado, ele revirou os olhos para olhar o cadáver deitado debaixo da árvore.

Mais cedo, havia sido impossível determinar o que causara a morte do jovem. Mas agora sua pele estava escura como breu, levando à conclusão óbvia de que ele havia sido atingido por uma técnica venenosa que havia queimado seu coração e vasos sangüíneos até ele morrer.

De repente, outra onda de exaustão varreu Bai Xiaochun e ele desmaiou novamente. Mais ou menos uma semana se passou antes que acordasse, mas dessa vez ele podia mexer um pouco a cabeça. Além disso, ele não se sentia completamente entorpecido. Na verdade, ele sentiu pequenas pontadas de dor em si mesmo, quase como agulhas. Era um sentimento um pouco insuportável e, no entanto, ele podia fazer pouco mais do que suspirar.

“Bem, pelo menos eu posso sentir dor. Isso significa que estou me recuperando lentamente.” Havia mais cadáveres de animais empilhados na área agora e ele estava com tanta fome que se sentiu tonto. Infelizmente, ele só conseguia mexer a cabeça, nada mais. Engolindo em seco, ele permaneceu lá um pouco antes de olhar para o cadáver para analisá-lo um pouco mais.

“Parece que ele estava no Estágio Inicial do Estabelecimento de Fundação... Não parece que ele foi teleportado para cá do labirinto. Está mais para um cultivador de almas local. Parece que ele estava fugindo de alguém ou algo assim.” Bai Xiaochun não estava muito preocupado com esse fato. Afinal, ele já estava deitado no mesmo lugar por cerca de meio mês sem ninguém o ver.

Com o passar do tempo Bai Xiaochun continuou a observar o cadáver apodrecendo, descobrindo mais e mais pistas.

“Não parece um cultivador independente. Deve ser de algum clã local...

“Eu lembro de olhar para ele logo antes de morrer. Ele parecia abatido e desafiador. Ele deve ter tido algumas aspirações na vida que nunca cumpriu...”

“Parece muito jovem. Inteligente e de boa aparência, embora não tanto quanto eu.”

Ele frequentemente murmurava coisas assim para si mesmo. Afinal, enquanto ele estava se recuperando lentamente, ele literalmente não tinha nada para fazer a não ser estudar o cadáver.

Quando ele se cansava, ele voltava a dormir. Por fim, dois meses depois, ele ficou animado ao descobrir que poderia se mexer novamente. A primeira coisa que ele fez foi rastejar sobre um dos animais que haviam sido mortos por causa do Guarda-Sol Eterno.

Ele devorou a coisa toda em uma só mordida.

Ao longo dos últimos dois meses, ele ficou tão faminto que mal conseguia enxergar direito. Isso foi agravado pelo fato de que sua recuperação estava rapidamente esvaziando-o. Portanto, ele comeu todos os animais próximos em um único dia. Ele até comeu os pequenos pássaros, penas e tudo o mais.

Quanto mais ele comia, mais quente ele se sentia e mais energia ele tinha. No final, depois de devorar tudo à vista, ele esfregou a nuca e finalmente se sentiu vivo novamente.

"Estou de volta!!" ele gritou animadamente. Era uma sensação maravilhosa escapar com a vida contra todas as probabilidades. Enquanto ele pensava sobre tudo o que havia acontecido no labirinto, realmente sentiu como se tivesse acabado de pisar na entrada dos portões do submundo.

Suspirando, ele foi até o cadáver.

"Obrigado por me fazer companhia nos últimos dois meses, meu irmão", ele disse suavemente. “Eu acho que foi o destino que fez nos conhecermos aqui. Se eu tiver a chance, farei o meu melhor para lhe pagar de volta.” Abaixando o braço, ele pegou a bolsa de armazenamento ao lado do cadáver.

Enquanto isso, em uma montanha árida a alguma distância da selva, alguém estava sentado de pernas cruzadas em meditação, em uma caverna.

Haviam sete ou oito cadáveres à sua frente, todos pertencentes aos cultivadores do Estabelecimento de Fundação. Eles eram pouco mais que pele e ossos, com sua carne e sangue sendo absorvidos.

Eventualmente, os olhos da figura de pernas cruzadas se abriram, embora em vez de brilhar intensamente, eles brilhavam com vida desbotada, como se essa pessoa tivesse recebido ferimentos significativos. Ignorando os cadáveres, esfregou a testa e rangeu os dentes.

"Mesmo se você estiver morto, Bai Xiaochun, um dia desses eu te pagarei de volta a humilhação que você trouxe para mim. Vou me vingar em seus amigos e familiares milhares de vezes!”

Ele não era outro senão... Zhou Yixing!


Por Glaurung | 20/02/19 às 19:13 | Ação, Aventura, Fantasia, Artes Marciais, Sobrenatural, Wuxia, Xianxia, Chinesa