CAPÍTULOS
OPÇÕES
Cor de Fundo
CONTROLE DE FONTE
HOME INDEX
Capítulo 877 - As Coisa Mudam, As Pessoas Continuam as Mesmas

A Will Eternal (AWE)

Capítulo 877 - As Coisa Mudam, As Pessoas Continuam as Mesmas

Tradução: Glaurung | Revisão: Reviewer

A seita inteira estava movimentada. O ar zumbia com a conversa enquanto o Patriarca do Rio Espiritual e os outros especialistas poderosos utilizavam técnicas para reparar o dano causado às quatro cadeias de montanhas que compunham a sede.

A Divisão do Rio da Pílula usava todo o seu poder para salvar a Terrível Figueira Celestial, e também tinha todos os discípulos trabalhando dia e noite para produzir pílulas medicinais.

A Divisão do Rio Profundo estava trabalhando arduamente para reparar as formações de feitiços que protegiam a seita, bem como os incontáveis itens mágicos que os discípulos da seita haviam danificado durante o curso da batalha.

As Divisões do Rio Espiritual e do Rio de Sangue haviam assumido a liderança nos combates reais e, portanto, muitos deles entraram em meditação isolada para se recuperar. Aqueles que foram capazes de ajudar no reparo trabalham para a própria seita.

Quando Bai Xiaochun encontrou Song Junwan, ela estava ocupada administrando os assuntos do Pico Médio. Embora ela quisesse passar algum tempo sozinha com ele e falar de vários assuntos do coração, seus deveres atuais eram mais importantes.

Por causa do status atual de Bai Xiaochun na seita, assim que ele apareceu, os discípulos o encararam com fervor e adoração. De fato, a maneira como eles apertaram as mãos em uma saudação formal fez com que o trabalho de reparo fosse mais lento.

Bai Xiaochun saboreava a sensação maravilhosa e estava se preparando para sair quando percebeu que realmente deveria oferecer algumas palavras de encorajamento. No entanto, antes que ele pudesse abrir a boca, Song Junwan olhou para ele e o expulsou dali.

Ele esfregou o nariz sem jeito enquanto se afastava. Embora ele estivesse inclinado a desafiar Song Junwan, o simples fato de olhá-la o fez reconsiderar com culpa o que havia acontecido nas Terras Selvagens com a Senhora Poeira-Vermelha. A perspectiva do que poderia acontecer se Song Junwan e Hou Xiaomei descobrissem, fez seu coração tremer de medo.

No que dizia respeito a Hou Xiaomei, Bai Xiaochun havia descoberto através de Li Qinghou que ela e Ghostfang haviam sido levados pelo Celestial há mais de meio ano, para servir como guardas especiais na Ilha do Caminho Celestial.

Aparentemente, a Ilha do Caminho Celestial ocasionalmente recrutava guardas especiais para servir lá.

Para as seitas na região do Rio do Caminho Celestial, qualquer cultivador selecionado para uma posição como aquela estava sendo agraciado com boa sorte. Além disso, nem todo mundo que foi recrutado inicialmente acabaria servindo na ilha. Muitos deles seriam enviados de volta após um curto período de tempo. Mesmo essas pessoas experimentariam um aumento significativo na base de cultivo. Quanto aos que permaneciam para servir, eles acabavam ganhando status extremamente alto e seriam tratados com a máxima cortesia.

Bai Xiaochun se sentiu desconfortável com a coisa toda, embora não soubesse exatamente o porquê. Por um lado, com base em seus cálculos, ele estava bastante certo de que Hou Xiaomei havia sido convocada aproximadamente ao mesmo tempo em que a dramática batalha havia sido travada nas Terras Selvagens.

“Ou será que estou pensando demais nisso?” Depois de pensar um pouco, ele decidiu que o melhor seria usar isso como uma desculpa para ir ver Hou Xiaomei.

Enquanto ponderava sobre esses assuntos, ele viu Shangguan Tianyou.

Ele estava na beira de um penhasco, seu rosto tocado com tristeza e reminiscência, seus olhos um pouco vazios quando ele olhou para longe. Por alguma razão, ele parecia mais velho e mais maduro.

Bai Xiaochun ficou um pouco surpreso ao ver uma expressão como essa no rosto de Shangguan Tianyou. Após um momento de reflexão, ele se aproximou e seguiu a linha de visão de Shangguan Tianyou até perceber o que parecia ser uma cabana de madeira na selva abaixo do penhasco.

Ao lado da cabana de madeira... havia um túmulo.

Shangguan Tianyou segurava uma tira de pano azul firmemente nas mãos. Suas mãos estavam tão apertadas que parecia que ele nunca largaria aquele pano, mesmo que morresse. E lá estava ele, murmurando para si mesmo enquanto olhava para o túmulo distante.

Bai Xiaochun olhou pensativamente para o túmulo e de repente percebeu que era de uma velha amiga que ele não tinha visto depois de retornar à seita. Ele estremeceu.

"Essa é a sepultura de Xinqi", disse Shangguan Tianyou em voz baixa, com sua voz rouca e tingida de amargura. Não havia vestígios de seu antigo ciúme e ódio por Bai Xiaochun. Tais coisas foram apagadas com o passar do tempo, junto com sua cabeça quente.

“Irmã Mais Velha Zhou...” Bai Xiaochun respirou. Ele recordou do que lembrava de Zhou Xinqi, que fora aprendiz de Li Qinghou, a famosa Irmã Mais Velha Zhou, do Pico da Nuvem Perfumada... Ele pensou em como ele teve a chance de ajudá-la a caçar o Demônio Ladrão de Galinhas dos últimos anos... e como ele a ridicularizou chamando-a de 'Sobrinha da Seita Xinqi'.

Eram lembranças que Bai Xiaochun nunca seria capaz de apagar. Sua respiração de repente ficou irregular, e ele começou a tremer. Não havia nada que faria seu coração pesar mais do que um amigo de sua idade falecendo.

Ela seria uma parte eterna de sua memória e, no entanto, tudo o que ela já havia dito e feito agora se foi para sempre...

Quando Shangguan Tianyou viu como Bai Xiaochun estava reagindo, a tristeza em seus olhos ficou mais intensa. Shangguan Tianyou não tinha certeza de quando isso aconteceu, mas ele se apaixonou por Zhou Xinqi, e ela por ele. No entanto, mesmo depois que ela morreu, ele nunca falou seus sentimentos em voz alta.

Dez anos atrás, Zhou Xinqi estava em uma missão para a seita quando encontrou alguns cultivadores do Tribunal do Rio Polaridade. Uma batalha começou e ela foi morta. Embora Shangguan Tianyou tivesse vingado a morte dela, ele nunca mais foi o mesmo depois.

Ele ficou mais quieto e menos impulsivo. Ele trabalhou duro em seu cultivo e, lenta mas seguramente, havia se tornado o cultivador mais forte de sua geração na Seita Desafiadora do Rio.

E, no entanto, o rosto de Zhou Xinqi estava sempre presente em seu coração. A tira azul de pano que ele segurava em suas mãos agora, havia sido um presente dela, e era algo que ele manteria com ele por toda a eternidade.

Bai Xiaochun ficou lá em silêncio, olhando o túmulo de Zhou Xinqi. Depois de um longo momento, ele apertou as mãos e curvou-se profundamente….

Shangguan Tianyou fechou os olhos. Depois de algum tempo, ele os abriu novamente e olhou para Bai Xiaochun.

"Obrigado, Bai Xiaochun...". Com isso, ele se virou e saiu, parecendo profundamente sombrio...

Bai Xiaochun assistiu-o sair, depois ficou ali por um longo tempo olhando para o túmulo de Zhou Xinqi, com o coração pesado. Ele simplesmente não conseguia parar de pensar em como ela era todos aqueles anos atrás.

De repente, ele percebeu de onde tinham vindo aqueles cabelos brancos na cabeça de Li Qinghou; a morte de um de seus amados aprendizes.

"Por quê…? Por que o cultivo tem a ver com lutar e matar...?” Era a mesma pergunta que ele se perguntava desde o momento em que entrou no mundo do cultivo.

Depois de tudo o que ele tinha visto e experimentado, você pensaria que ele já teria encontrado uma resposta. Mas... ele não tinha.

Eventualmente, ele saiu, pensando em como ainda havia tantas coisas que ele não entendia. Embora a seita tivesse conquistado uma grande vitória, veio com muitas lágrimas. Enquanto caminhava, ele enviou seu senso divino para examinar a casa da qual ele estava longe por tanto tempo.

Uma das primeiras pessoas que ele notou foi Beihan Lie….

Em um local remoto na seita havia um enorme cemitério, dentro do qual estavam enterradas inúmeras almas heróicas que haviam caído em batalha... Era lá que Beihan Lie estava, diante de uma lápide que ele havia esculpido pessoalmente.

Não havia nome na lápide. Havia apenas uma escultura…. De um cachorro grande e preto.

Beihan Lie segurava uma garrafa de álcool na mão. A passagem dos anos estava claramente visível em seu rosto. Os cabelos das têmporas eram brancos e ele parecia muito mais velho. O aroma de álcool o cercou quando ele olhou para o túmulo, com emoções misturadas brotando em seu rosto.

Aquele cachorro preto grande morreu salvando sua vida.

O coração de Bai Xiaochun mais uma vez se encheu de emoções complexas. De repente, ele percebeu que muitas coisas haviam acontecido das quais ele não estava ciente. Embora o fato do cachorro preto estar morto tenha enchido seu coração de tristeza, ele decidiu não interromper Beihan Lie. Em vez disso, ele enviou seu senso divino varrendo as inúmeras outras sepulturas na área.

Alguns dos nomes eram familiares, outros não, mas todos o fizeram tremer.

Foi nessa época que o irmão de Gongsun Wan'er, Gongsun Yun, encontrou Bai Xiaochun. Gongsun Yun estava visivelmente mais velho do que antes. Ele alcançou a Formação de Núcleo, mas apenas o estágio inicial. A essa altura, ele não era mais a pessoa famosa que havia voltado durante as Batalhas dos Escolhidos entre as Margens Norte e Sul da Seita do Rio Espiritual.

Beihan Lie e Ghostfang há muito o deixaram para trás. No entanto, ele nunca perdeu sua dignidade, nem seu orgulho por causa de sua irmã mais nova.

Embora sua irmã tivesse ficado muito fria e distante depois de voltar do Abismo da Espada Caída e parecesse muito diferente, o fato dela ter sido levada para a Seita Polaridade do Céu Estrelado do Dao provou como ela era incrível. Infelizmente, ela acabou sendo teleportada para as Terras Selvagens, para partes desconhecidas. Esse foi um duro golpe para Gongsun Yun e uma fonte de constante ansiedade.

Gongsun Yun tremia de nervosismo e, no entanto, ele se preparou, apertou as mãos e disse: "P-Patriarca Bai... você voltou, senhor. Song Que e o Mestre Deus Divino também. Hum... você tem alguma notícia sobre minha irmã?”

Bai Xiaochun ficou lá em silêncio, com emoções complexas brilhando em seus olhos enquanto olhava para Gongsun Yun. Após um momento de hesitação, ele decidiu não lhe contar a verdade.

"Wan'er morreu em batalha na Grande Muralha... Ela deu a vida para salvar um amigo..."

Gongsun Yun ficou parado ali por um longo momento, com lágrimas nos olhos antes de derramarem por suas bochechas. Embora há muito suspeitasse que isso tivesse acontecido, ele ainda tinha esperança. Mas não mais. Apertando as mãos, ele se afastou, com lágrimas escorrendo pelo rosto.


Por Glaurung | 11/11/19 às 08:57 | Ação, Aventura, Fantasia, Sobrenatural, Artes Marciais, Wuxia, Xianxia, Chinesa