CAPÍTULOS
OPÇÕES
Cor de Fundo
CONTROLE DE FONTE
HOME INDEX
Capítulo 42 - Duas Vezes Por Dia

Beauty and the Bodyguard (BTB)

Capítulo 42 - Duas Vezes Por Dia

Tradução: Shen Yanshui | Revisão: Tubs

“Não pense que vou recuar só porque você está balançando seus peitos ao redor! Eu prefiro ir olhar  p * rn* quando eu voltar!” A boca de Lin Yi se contraiu, não querendo sucumbir aos seios de Lingshan ou ao dedo dela. “Primeiro, você estava pressionando minha ferida! Eu estaria gemendo se você não estivesse atacando minha maldita ferida? Em segundo lugar! O que é isso sobre ser incapaz de enfrentar sua família e amigos novamente? E eu então? Use seu cérebro um pouco! Bem, a lei trata todos igualmente apenas quando as mulheres não estão envolvidas, entende? Diga-me, como vou encontrar minha família e amigos?”

Lingshan congelou, não esperando a retórica de Lin Yi. Afinal de contas, ela estava prestes a dizer que as meninas e os meninos eram diferentes, quando Lin Yi tirou a lei que trata todos igualmente.

Lingshan era uma policial; ela estaria pisando em seu próprio pé se argumentasse contra a afirmação de Lin Yi.

Sem fala e nervosa, foi tudo o que Lingshan pôde fazer ao apontar o dedo para Lin Yi, demorando um pouco para se acalmar com uma respiração profunda. O que havia com ela hoje? Ela ainda era a mesma calma e centrada Song Lingshan?

Ela nunca ficaria brava com quase nada e sempre mantinha a cabeça limpa. Quantas vezes ela já tinha perdido a calma apenas neste único dia?

Foi culpa de Lin Yi, sempre cutucando a sua ferida!!

Lingshan se acalmou naquele momento e decidiu olhar objetivamente para a situação. Lin Yi estava certo - foi ela quem pressionou sua ferida em busca de vingança. Ele não teria gemido se a mesma não tivesse feito isso, e ninguém teria entendido mal a situação se ela não tivesse movido a mão sobre a virilha de Lin Yi.

Com toda a honestidade, ela foi responsável por todos os seus problemas hoje. Lin Yi não deveria ser culpado. Isso a desagradou muito, mas ela abaixou a cabeça de qualquer maneira. “Peço desculpas pela minha explosão. Posso ter sua declaração agora?” Tubs: Ela tem salvação.

"Sim". Lin Yi respondeu não esperando a súbita mudança de atitude.

“Seu nome?” Lingshan já havia voltado ao modo de policial legal; nada como a garota nervosa de antes.

“Lin Yi.” O mesmo respondeu muito cooperativo. Ele não queria dificultar as coisas para a garota - suas escolhas de palavras era principalmente para vingar sua ferida, e era naturalmente verdade que as garotas recebiam muito mais mal-entendidos por palavras como essa, muito mais do que os garotos. Como seu pequeno episódio com Chen Yushu esta manhã, por exemplo, não afetou sua vida diária e Yushu não estava tratando-o com nojo ou qualquer coisa do tipo.

"Idade?" Lingshan continuou.

"Dezoito. Apenas um adulto.” Lin Yi sorriu. Tubs: Kkkk Lin Yi não tem jeito.

O rosto de Lingshan se avermelhou instantaneamente - parecia que Lin Yi estava sugerindo algo, como se fosse legal para ela “ajudá-lo” agora, já que ele não era mais menor de idade... O que...! Isso! Eu não aguento mais!! Ela não ia conseguir nada nesse ritmo.

Parecia que ela não tinha conseguido se resolver ainda. Ela tinha a certeza que iria consultar Huaijun Bro atrás de algum conselho quando ele voltasse - ela nunca tinha visto o cara perder o controle sobre suas emoções e expressões faciais antes, sempre mantendo um ar de solenidade. Lingshan respeitou isso no mais alto grau. Tubs: Para quem esqueceu, Huaijun Bro é o capitão da Lingshan

"Descreva o que aconteceu!" Lingshan exalou enquanto continuava o interrogatório.




Terminou logo depois, e Lingshan saiu às pressas do quarto sob os olhares desconfiados, evasivos e desdenhosos das três pessoas do lado de fora - ela podia sentir seu rosto aquecendo enquanto ela evitava os olhos de Li Fu, Mengyao e Yushu.

"Senhor Lin, você está bem agora?" Li Fu ficou surpreso e um pouco duvidoso - foi um tiro, afinal de contas! O garoto não deveria ficar de cama por pelo menos dois dias?

"Sim". Lin Yi respondeu.

"Duas vezes por dia, hein?" Yushu sussurrou sorrindo quando ela passou ao lado de Lin Yi.

"Hah?" Lin Yi fez uma pausa, entendendo o significado de Yushu um instante depois. Duas vezes por dia é minha bunda, ambos são mal entendidos!!

Mengyao, por outro lado, ficou em silêncio enquanto dava a Lin Yi um olhar frio. Com isso, ela saiu do quarto, puxando Yushu junto com ela.

“É assim que Yao Yao é… Tubs: Ingrata? Nós percebemos. Eu espero que você não se importe, Senhor Lin.” Li Fu esperou até que as garotas saíssem antes de falar. Ele colocou a mão no ombro de Lin Yi. “Você salvou Yao Yao hoje, somos verdadeiramente gratos. Vou me certificar de que isso atinja os ouvidos do presidente quando ele voltar!”

"Isso não será necessário." Lin Yi sorriu cortesmente. "Eu seria indigno de receber meu salário se eu não fizesse isso."

"Hahaha!" Li Fu riu alegremente. "Bem, estamos agradecidos, não importa o quê."

“Além disso, tio Fu, é mais complicado que um simples assalto a banco. De acordo com o Baldy, há um tal de Cihua Bro que planejou a coisa toda. O roubo foi apenas uma cobertura para o sequestro de Chu Mengyao!” Lin Yi disse. "Eu não sei quem é o cérebro por trás desse Cihua, mas acho que vocês ainda deveriam olhar para o assunto, não será suficiente apenas com a polícia envolvida."

"Sim, eu entendo. Vou me certificar de repassar essa informação ao presidente.” Li Fu disse com um aceno de cabeça, suspeitando de si mesmo. Os sequestradores decidiram se mover logo depois de Chu Pengzhan ter saído. Talvez existisse algum tipo de conexão.

Lin Yi não disse mais nada - afinal de contas, era o negócio da casa Chu.

Ele estava andando até o Bentley quando viu o carro da policial Song Lingshan passando no estacionamento. Ele sorriu para ela, recebendo um olhar de morte em retorno. A oficial apenas acelerou o carro, na esperança de se livrar do rosto de Lin Yi o mais rápido possível.

Lin Yi entrou no carro com Li Fu apenas para encontrar Yushu e Mengyao já sentadas na parte de trás. As duas pareciam estar falando sobre algo antes de Lin Yi se aproximar, imediatamente elas se aquietaram assim que ele chegou. A atmosfera não era muito leve ou alegre.

As duas estavam discutindo sobre o que fazer com Lin Yi logo após entrarem no carro. Mengyao foi inflexível em ter Lin Yi demitido, enquanto Yushu achou que a presença de Lin Yi era uma boa adição à casa. Elas também tomariam café da manhã todas os dias.

A declaração irritou Mengyao - a comida era a única coisa na mente de Yushu? Havia muitos chefs de primeira linha servindo-os, quão bom era um fazendeiro em comparação a isso?

As duas garotas, como resultado, ficaram em silêncio antes mesmo de Lin Yi entrar no carro - sua presença só intensificou isso.

Li Fu não se incomodou em estacionar em frente à casa de Yushu; ele assumiu que as duas iriam viver juntas por algum tempo de qualquer maneira.

Li Fu saiu depois de deixar os três de folga - ele ainda precisava pegar o jantar para as crianças. Naturalmente, Lin Yi era uma criança para ele também.

"Pare!" Mengyao chamou quando Lin Yi entrou na casa.

"O que foi?" Lin Yi perguntou, sua cabeça voltando para Mengyao. Ele podia provocar Song Lingshan, mas Mengyao estava fora dos limites - afinal, ela era sua empregadora. Havia uma certa quantidade de respeito que ele era obrigado a fornecer, e ele era encarregado da responsabilidade de estudar com ela, morar com ela e, como disse tio Chu, fazê-la feliz. Como tal, Lin Yi sempre se certificou de manter uma atitude positiva ao lidar com Mengyao.

Por Tubs | 12/04/19 às 16:09 | Ação, Aventura, Artes Marciais, Slice of Life, Romance, Harém, Comédia, Xuanhuan, Mistério, Vida Escolar