CAPÍTULOS
OPÇÕES
Cor de Fundo
CONTROLE DE FONTE
HOME INDEX
Capítulo 73 – Chefe de cozinha gratuito

Beauty and the Bodyguard (BTB)

Capítulo 73 – Chefe de cozinha gratuito

Tradução: Di mãe | Revisão: AcreMan

Li Fu não estava esperando Lin Yi na entrada quando parou o seu Bentley na frente da vila.

“O que está fazendo aqui, Senhor Lin?” Li Fu perguntou curioso. AcreMan: Comendo cu de quem ta lendo curioso

“Apenas queria um pouco de ar fresco, além de ver como são nossos vizinhos.” Lin Yi respondeu.

Li Fu assentiu com a cabeça em resposta. “As garotas já estão prontas? Devo ir buscá-las.” 

Li Fu estava terminando de falar quando Mengyao e Yushu vieram andando, suas bolsas nas costas enquanto conversavam. Elas cumprimentaram Li Fu antes de entrarem no carro.

Lin Yi, como de costume, estava sentado no banco da frente, e Li Fu começou a levar os três para a escola.

As garotas não pararam de falar desde que chegaram, sussurrando suavemente, uma para a outra, todo o tempo. As garotas estavam bem longe de Lin Yi, por causa do tamanho do carro, e ele tentou evitar espionar o que as duas garotas estavam dizendo.

Os sussurros pararam um momento depois, quando Yushu empurrou Mengyao. “Então você gosta disso! Porque você não consegue dizer isso?”

“Gosto do que? Foi apenas um par de bocadas, está bem se você não quiser falar, de qualquer jeito eu realmente não me importo.” “Humph” disse Mengyao em resposta, virando a cabeça, desviando do olhar de Yushu.

Yushu apenas fez uma cara de impotente. “Certo, certo, legal! Eu vou falar.”

As últimas frases estavam um pouco mais alta que os sussurros, e Lin Yi  escutou do banco da frente, apesar de não fazer sentido nenhum.

“Tio Fu, você pode comprar alguns ingredientes mais frescos quando você vir hoje à noite?” Yushu pediu.

“Oh, ingredientes?” Li Fu perguntou, um pouco assustado do quão repentino o pedido foi. “Você está falando sobre vegetais e carnes?”

“Isso, ovos, temperos, tantos tipos de ingredientes possíveis – estamos ficando sem.” Yushu disse com um par de acenos.

“Claro.” Li Fu respondeu, não tendo certeza de onde isso estava vindo. As garotas quase nunca usavam os ingredientes que ele preparava, então ele reduziu a quantidade, vendo como tudo expirava sem ao menos ser usado. Ele nunca esperava que Yushu pedisse por mais ingredientes do nada.

Julgando pela conversa entre as duas, Li Fu entendeu que isso era o que Mengyao queria também.

“Bom! Teremos muita comida boa a partir de agora!” Yushu disse animada enquanto ela levantava a mão pra um high five toca aqui com Mengyao.

Mengyao apenas olhou de volta em resposta. “Comida, comida, comida, tudo que você pensa é sobre comida!”

Lin Yi poderia apenas lamentar sem falar, nos seus pensamentos – ele seria um idiota se ainda não entendesse o que Chen Yushu estava planejando. O que ela achava que estava fazendo, pedindo tantos ingredientes – ela achou que Lin Yi era um chef agora?

“Droga!” Lin Yi amaldiçoou, irritado de como Yushu estava ameaçando-o com um tecido. Seus companheiros de guerra iriam morrer de rir se soubessem o que estava acontecendo.

Foi pior ainda por causa da natureza desse incidente – Lin Yi estava dentro de um buraco profundo, e não havia muito que ele poderia fazer, além de aguentar. Entretanto, sendo sincero, cozinhar aqui e ali por causa das recompensas que o presidente prometeu, não era grande coisa. Lin Yi decidiu apenas pensar que isso faz parte da missão.

Sua vida agora era celestial em comparação com os dias no na selva do Norte da África, onde uma simples mordida de aranha levaria vidas. Agora ele poderia ir pra escola como ele sempre quis, ele também poderia paquerar algumas garotas... Embora a última parte não possa ser possível considerando sua situação.

Lin Yi estava ponderando quando ele percebeu que Yushu fez careta pra ele no reflexo do espelho, envesgou os olhos e movendo as sobrancelhas ao redor. Lin Yi fechou os olhos em resposta.

Yushu estava fazendo novas combinações, fazendo caretas muito complexas quando ela percebeu que o Shield Bro não estava olhando, seu rosto tencionou para irritação, resultando em uma cãibra facial.

“Shu, o que você está fazendo? O que há de errado com seu rosto?” Mengyao perguntou enquanto olhava perplexa para o rosto da Yushu.

“Não... Não é nada... meu dente tá doendo...” Yushu aguentou – Mengyao iria rir dela se ela contasse o que tinha acontecido. 

“Seu dente, neh…? Eu pensei que havia algo de errado com seus olhos; você continua espremendo eles.” Lin Yi comentou francamente, um pouco irritado sobre Yushu tratá-lo como seu cozinheiro.  

“Ha!” Yushu apenas mostrou um sorriso com o comentário – Então esse cara a viu fazendo caretas pra ele – Ela ficou irritada por nada!

“Por que você está sorrindo quando seu dente está doendo?” Mengyao perguntou, não entendendo o porquê Yushu estava mostrando os dentes segundos atrás e sorrindo sozinha em seguida.

“Não é nada!” Yushu disse acenando sua mão.

O carro estacionou primeiro num beco próximo a escolar, e as garotas saíram sem questionar. Lin Yi continuou sentado, pretendendo esperar por um tempo, antes de seguir para dentro – Depois de tudo, Mengyao lhe disse para manter a relação deles em segredo.

“Devo levá-lo ao hospital, Sr. Lin?” Li Fu ofereceu.

“Ah, o checkup…” A perna dele não doía mais, e ele já teria esquecido sobre isso, se Li Fu não tivesse mencionado. “Claro.”

Lin Yi fez uma nota mental para visitar uma loja de medicina oriental depois – A cicatrização da medicina normal é muito lenta. Ele também tinha que preparar o remédio do Huaijun também.

Li Fu parou o carro dele na frente do Songshan First Hospital, e Lin Yi desceu sozinho.

Guan Xin não estava à vista quando Lin Yi entrou na clínica. No seu lugar estava uma mulher de meia idade, e Lin Yi suspirou de alívio, feliz que Guan Xin não estava aqui. Ele não queria outro momento embaraçoso como aquele de novo.

“Oi, Eu estou aqui pro meu checkup.” Lin Yi disse enquanto entregava o seu arquivo para a enfermeira. 

“Sente-se ali.” A enfermeira solicitou depois de dar uma rápida olhada no arquivo de Lin Yi. Foi só por um momento antes de a enfermeira retornar com tudo preparado. “Tire as calças!”

“Hm… não deveríamos fechar a porta primeiro?” Lin Yi perguntou, um pouco embaraçado enquanto olhava para a porta aberta.

“Ninguém vai olhar pra sua bunda garoto. Vamos logo!” A enfermeira disse secamente.

“Um… ok...” Lin Yi estava sem palavras, recordando da tímida Guan Xin de ontem. Essa enfermeira de meia idade deve ter sido assim também, antigamente... Os anos a tornaram uma mulher forte, e Lin Yi não pode deixar de imaginar Guan Xin se tornando assim um par de dezenas de anos... Esse pensamento gelou Lin Yi.

Afinal, sua primeira impressão da Guan Xin era boa.

Contudo, ele teve que admitir que a habilidade da enfermeira – ele não era nada como Guan Xin, tomando um pouco de cuidado antes de substituir completamente os curativos. Ela jogou o algodão usado em uma caixa. “Feito. Você está se recuperando muito bem, garoto – venha de novo amanhã e você estará bem!”

“Ok... Obrigado...” Lin Yi agradeceu a enfermeira antes de sair rapidamente da clínica. Ele respirou de alívio – os corredores estavam vazios, sua bunda estava a salvo. AcreMan: aposto 1 cap extra que alguém tirou um foto dele, bora ver oq vcs apostam...


AcreMan: Ae guys sinto muito por não termos o combolícia (combo+delícia) de São João, Di Madre me disse q o pc dele pediu arrego, então decidimos que é melhor manter o padrão q encher vocês de capítulos pra ler e sumir depois, é isso, não soltem balão, causa queimada, fogos na cidade assusta os dogzin, é isso, não sejam presos por baderna tbm. Fiquem com essa bela música:

Cai cai balão, cai cai balão

Aqui na minha mão

Não Cai não, não cai não, não cai não

Cai na rua do Sabão

Por AcreMan | 25/06/19 às 00:00 | Ação, Aventura, Artes Marciais, Slice of Life, Romance, Harém, Comédia, Xuanhuan, Mistério, Vida Escolar