CAPÍTULOS
OPÇÕES
Cor de Fundo
CONTROLE DE FONTE
HOME INDEX
Capítulo 81: Fera Sanguínea Rara, Família Yang

Charm of Soul Pets (CSP)

Capítulo 81: Fera Sanguínea Rara, Família Yang

Tradução: Luis Gimenes

A energia mental de Chu Mu estava praticamente esgotada. Com a intenção de ficar a salvo, ele não se atrevia a andar para qualquer lugar. Depois de encontrar um buraco em uma árvore, ele se escondeu.

Só depois de encontrar este pequeno esconderijo, Chu Mu se sentiu agraciado porque uma leve garoa começou a cair na ilha, cobrindo a floresta de água.

O buraco na árvore deve ter sido feito por algum tipo de animal que escalava árvores. O interior ainda tinha um pouco de palha e Chu Mu abraçou Mo Xie enquanto se sentava dentro do buraco. Esta posição era boa o suficiente para ver o céu pela neblina que cobria toda a ilha.

O campo de visão na Ilha Prisão era extremamente curto. Ficar coberto por nuvens escuras dava às pessoas uma sensação ainda mais deprimente. Vendo a vasta floresta no horizonte, Chu Mu começou a ficar cada vez mais sonolento.

Seus pensamentos começaram a seguir a chuva e o vento enquanto não podia evitar as cenas de seu passado aparecerem em sua mente. Gradualmente, sua expressão foi ficando mal humorada...

Chu Mu vivia com seu pai, Chu Tiancheng, desde uma idade muito jovem. No coração de Chu Mu, Chu Tiancheng era como um professor e amigo. Na presença de Chu Tiancheng, Chu Mu não era recatado e tímido quanto na frente dos outros anciãos. Ao invés disso, ele geralmente ficava calmo e abria seu coração com um sorriso. Aos 15 anos, Chu Mu já possuía este tipo de calma e sabedoria por causa das instruções de Chu Tiancheng.

Embora fosse mal criado na frente de Chu Tiancheng, às vezes eles era sarcástico e brincalhão, Chu Mu ainda guardava uma profunda admiração por seu pai dentro de seu coração. Ele adorava sua abundante experiência de vida, seus pensamentos sábio e premeditado e sua força.

Chu Mu realmente gostava desse tipo de vida. Mesmo que, por causa de seu primeiro pacto da alma, ele quase não tenha se tornado um treinador, Chu Mu nunca perdeu as esperanças. Isto se deu pelo incentivo contínuo de Chu Tiancheng...

Entretanto, coisas boas nunca duram para sempre. O declínio de seu clã fez com que a pessoa que geralmente aparecia na frente dele com um sorriso se tranformou nas costas que estavam sempre com pressa. Ele só falava em frases curtas ou escrevia cartas de uma ou duas linhas...

Chu Mu também não era uma criança dependente e logo foi capaz de se virar sozinho. Ele começou a entender o que o clã precisava, além do apoio dos ancião, um jovem da próxima geração com potencial. Desta forma, o clã precisava de uma esperança para o futuro.

Quando ele tinha dez anos, Chu Mu começou a ter mais contato com pessoas de mesma idade de outros clãs. Várias comparações, competições, lutas e esquemas começaram a surgir entre os jovens de dez anos de idade...

So que seu primeiro pacto da alma desapareceu misteriosamente, fazendo com que Chu Mu perdesse a habilidade de competir com as pessoas da mesma faixa etária.

“O primeira pacto da alma...” Pensando nisso, os olhos de Chu Mu mostraram dor e preocupação.

Toda vez que ele pensava em seu primeiro pacto da alma, um traço de emoção aparecia em seu coração...

O primeiro pacto da alma era uma enorme ferida no coração de Chu Mu. Essa ferida fez com que Chu Mu sentisse uma dor no peito sempre que se lembrava disso. Simultaneamente, um pouco de raiva e determinação surgiam.

Várias vezes, Chu Mu iria relacionar seu primeiro animal espiritual com sua mãe. Entretanto, não era porque os dois tinham algum tipo de relação, e sim porque sua mãe lhe dava o mesmo tipo de sentimento.

As lembranças de Chu Mu sobre sua mãe já estavam um pouco apagadas. Sua impressão dela era de que ela gostava de se meter em seus problemas. Ela tinha uma face tranquila e elegante, ela era linda. Entretanto, ela raramente sorria. Seus olhos eram como estrelas que tocavam as pessoas e poderiam ser considerados as lembranças mais profundas que Chu Mu tinha dela. Só que aqueles olhos estavam repletos de um traço de presunção.

Esta mãe arrogante e fria nunca ficava em casa e eles se viam uma ou duas vezes dentro de alguns anos. Ele tinha doze anos quando a viu pela última vez. Já faziam três anos e meio desde então e Chu Mu tinha certeza que ela nem sabia que seu próprio filho havia sumido e ‘morto’.

Pensando nisso, Chu Mu não pode evitar de balançar a cabeça. Seus sentimentos por sua mãe eram extremamente fracos. Chu Mu nem sabia seu nome. Ele apenas havia visto seu pai chamá-la por um apelido. As pessoas do clã também não a chamavam por seu nome. Normalmente, eles a chamavam estranhamente de Madame Chu. Do ponto de vista de Chu Mu, além de sua aparência distante e arrogante que ela deixou em sua mente, não há nada mais...

A garoa continuou a cair. Sem que ventos fortes estivessem soprando, a cortina da chuva era deveras distinta. As pessoas poderiam ver o contorno das árvores encharcadas. Entre as árvores, havia um ou outro animal espiritual que não ligava para a chuva que caía e abriam suas asas e voavam para o horizonte cinza procurando um lugar para descansar.

A chuva fraca continuou por aproximadamente dois dias. Nesses dois dias, além de cultivar em silêncio, Chu Mu também aprendeu a técnica da alma, Acelerar.

Explicando de forma simples, a técnica acelerar poderia fazer Chu Mu correr um pouco mais rápido. Claro, sua função principal era deixar os animais espirituais mais rápidos.

Acelerar era uma técnica de Discípulo Espiritual e não foi difícil para Chu Mu aprender. O que estava deixando Chu Mu mais preocupado nesses últimos dias foi que o Pesadelo Branco avançou mais um estágio de novo.

No mês que Chu Mu ficou na Cidade Heng, o Pesadelo Branco tinha avançado um estágio. No meio mês em que ficaram no barco de Xia Guanghan, o Pesadelo Branco havia avançado outro estágio. Nesse momento, ele tinha alcançado o quarto estágio da segunda fase.

Chu Mu perguntou em que estágio o Pesadelo Branco deveria estar para que ele pudesse participar nas lutas. A resposta de Xia Guanghan era que dependia do humor do Pesadelo Branco.

Normalmente, a maioria dos Pesadelos Brancos poderiam ser invocados para lutar assim que atingissem a terceira fase. Entretanto, havia alguns Pesadelos Brancos que poderiam esperar a quarta fase...

Chu Mu só poderia rezar silenciosamente para que este Pesadelo Branco não fosse cabeça dura...

Na verdade, Chu Mu sentia que invocar este Pesadelo Branco para lutar não seria uma boa ideia. Afinal, o nível de espécie do Pesadelo Branco era extremamente alto e ele obedecer ou não durante as lutas utilizando sua evocação fraca seria um problema.

Quando a chuva finalmente parou de cair e ele saiu do buraco da árvore, Chu Mu encontrou uma atmosfera limpa e renovada.

Chu Mu estava quase feliz por poder respirar tranquilamente quando um cheiro desagradável acertou suas narinas.

“Cheiro de sangue?” Suas sobrancelhas franziram e ele se escondeu cuidadosamente com Mo Xie atrás de uma árvore.

Chu Mu havia acabado de se esconder quando um homem coberto de sangue apareceu de cima de uma árvore baixa. Atrás desse homem estava um Cão Bárbaro. O corpo do Cão Bárbaro também estava cheio de sangue e estava seguindo o homem enquanto corriam.

“Shua!!”

Abruptamente, uma luz sangrenta apareceu do topo da árvore pequena. A luz sangrenta viajou paralelamente ao chão e acertou o Cão Bárbaro em cheio, dividindo-o em duas metades. Os órgãos internos e o esqueleto ficaram completamente expostos à atmosfera e um cheiro pungente pode ser sentido pela floresta.

No instante seguinte, uma criatura que tinha seus pelos cobertos de sangue fresco desceu correndo da árvore. Este animal espiritual tinha cerca de dois metros e seus pelos eram exuberantes. Suas patas eram robustas e não tinha cauda. Sua cabeça era como a de um lobo, mas tinha chifres de touro de cor vermelho sangue.

“Fera Sanguínea Rara!”

Vendo a Fera Sanguínea Rara, Chu Mu ficou surpreso. Poderia ser dito que na Ilha Prisão não seria estranho encontrar qualquer tipo de animal espiritual. Entretanto, a aparição de uma Fera Sanguínea Rara fez Chu Mu se sentir extremamente surpreso.

A Fera Sanguínea Rara era um dos quatro animais predominantes na Cidade Wangluo. O clã que possuía Feras Sanguíneas Raras era o clã que controlava a Cidade Wangluo, a Família Yang. Este clã utilizava Feras Sanguíneas para ganhar notoriedade e tinham se apropriado de uma grande parte do território.

Fera Sanguínea Rara: Reino Fera - Tipo Fera - Espécie Fera Sanguínea - Subespécie Fera Sanguínea Rara - Médio Nível Guerreiro

A maior característica de Feras Sanguíneas Raras era que possuíam as habilidades Sede de Sangue e Frenesi de Sangue. Sob o estado de Sede de Sangue, o poder de luta das Feras Sanguíneas Raras aumentariam e elas ficariam destemidas.

Frenesi de Sangue era ainda mais aterrorizante. O animal espiritual entraria em um estado de frenesi e, depois de marcar seu alvo, ficaria extremamente selvagem e implacável. Não só seu poder de luta aumentaria momentaneamente, ele não pouparia esforços durante a luta.

“Alguém da Família Yang... Por que alguém daquela família estaria aqui? Quem mais poderia ser?!” Chu Mu reconheceu instantaneamente que esta Fera Sanguínea Rara pertencia a Família Yang porque a testa do animal estava marcada com a mais distinta marca da Família Yang!


Por Luis Gimenes | 02/12/17 às 11:53 | Ação, Aventura, Fantasia, Seinen, Chinesa, Romance