CAPÍTULOS
OPÇÕES
Cor de Fundo
CONTROLE DE FONTE
HOME INDEX
Capítulo 12 - Registro

Corvo Negro (CN)

Capítulo 12 - Registro

Autor: Keven Alves

Depois de enfrentar uma longa fila para entrar na capital real, Atlas e Lizzy finalmente conseguiram entrar. No entanto, o custo para levar o cavalo era muito alto, logo, Atlas teve que vende-lo, mas no final não conseguiu nem metade do valor que pagou, o que já era um bom preço, afinal, ele pagou o dobro do que valia antes.

Assim que entraram os dois ficaram estupefatos, paralisados no local. Todas as residências eram magnificas, lindas e espaçosas, tenha em vista, que esta área é a mais pobre de toda capital real, e mesmo assim, todas as residências eram muito mais incríveis do que aquela que a família Souza tinha na cidade Cinza.

Caminhando até um transporte interno, Atlas pagou por uma carruagem para leva-los até o ponto de inscrição da academia Corvo Negro, que fica localizado na segunda camada da capital real. Durante a jornada, Atlas e Lizzy viram muitas coisas incríveis, conversaram bastante, e riram muito também. Quando chegaram na segunda camada da capital real, ficaram admirados e hipnotizados com todas as coisas que estavam à venda. Tinha literalmente de tudo, no entanto, mesmo de dentro da carruagem, Atlas começou a se preocupar, todos os preços que ele via pendurados nos itens eram absurdos. Ele não poderia comprar nem mesmo um único item, muito menos se manter na capital real.

Depois de descerem da carruagem, Atlas e Lizzy estavam de frente para um imponente e magnifico edifício, sua construção remetia um aspecto rustico e bruto. Na entrada, havia uma enorme estátua de um corvo de cor negra, exceto por seus olhos, que emitiam um brilho de cor dourada extremamente magnifico. Entrando no edifício, Atlas percebeu que havia tantos cultivadores que era impossível contar, isto para não mencionar que provavelmente todos eles eram mais poderosos do que ele.

― Olá, posso ajudá-lo? ― No momento em que Atlas estava perdido em seus pensamentos enquanto observava um número tão grande de cultivadores, uma voz doce e suave veio por trás dele, retirando-o de seu estado de estupor.

Virando-se, Atlas viu uma linda donzela, que aparentava ter 18 anos de idade, ela estava com uma roupa preta sem muitos adornos, tinha um cabelo liso de cor preta e uma leve maquiagem que ressaltava ainda mais sua beleza. No entanto, o que surpreendeu Atlas foi que ela era uma mortal comum e não uma cultivadora.

― Olá, meu nome é Atlas, eu vim realizar a inscrição para a academia.

― Tudo bem, me siga por favor. ― Respondeu a donzela.

Depois de pegar algumas informações de Atlas, como reino de cultivo, rank do espírito marcial, local de nascimento, nome completo, ela ficou com uma expressão espantada enquanto olhava para ele. ― O se- senhor é Atlas Guerra? ― Perguntou ela, em um tom antinatural.

― Sim. Tem algum problema? ― Perguntou Atlas com uma expressão estranha.

― Não! ― Respondeu ela rapidamente, que então explicou. ― É que cinco discípulos do núcleo pediram para comunicar a sua chegada.

― Ah... Então deve ser eles. ― Disse Atlas em voz baixa e de forma casual.

A jovem senhorita ouvindo este comentário quase desmaiou no local. À academia dos Corvos Negros só aceitam gênios absolutos, o exame de entrada é cruel e muitos candidatos morrem no processo. Se tornar um discipulo já é uma honra sem tamanho, o que prova o quão magnifico é o futuro dos participantes aceitos. Todos os que entram na academia conseguem alcançar o reino da terra, e isto é para os alunos normais, os alunos do núcleo são escassos em número e possuem acesso ao espírito marcial do corvo, algo que muitos desejam, mas só podem permanecer como um desejo para o resto de suas vidas.

Correndo para dentro da estalagem, ela entrou imediatamente em contato com os alunos do núcleo. Alguns minutos depois uma voz permeou por toda estalagem.

― Hahaha! Eu sabia que você iria aparecer!

― Sênior do martelo... ― Falou Atlas com uma expressão de desculpa em seu rosto. ― Eu tive alguns contratempos.

― Oh, parece que você me reconheceu. O que revelou a minha identidade? ― Perguntou ele sorrindo.

Atlas congelou imediatamente, como assim o que revelou a sua identidade... Não existe tantas pessoas deste tamanho e largura, sem contar que ele reconheceu Atlas primeiro, o que indica que já tinham se visto antes.

Coçando a cabeça com a mão direita. ― Er... Foi a voz do sênior. ― Completou Atlas completamente sem jeito.

― Voz? ― Perguntou o gordão com uma expressão confusa. ― A máscara não tornava a minha voz indistinta? ― Perguntou o mesmo novamente.

Atlas quase desmaiou no local. Que tipo de situação era essa, ele pensou que teria todos os seus problemas resolvidos assim que chegasse aqui, quem diria que ele ficaria entre a faca e a lança.

― Pare de perturbar o menino. Você sabe muito bem que ele te reconheceu devido ao seu tamanho. ― Falou um jovem de aproximadamente 19 anos de idade que estava com uma espada nas costas. Que então continuou ― Permita-me resolver essa situação de maneira adequada e rápida. Eu sou Lucas Nagi, este gordão é Gustavo Veloso.

Atlas concordou balançando a cabeça enquanto continuava escutando.

― Ainda falta 11 dias para o exame de entrada. Você pode ficar nesta estalagem mesmo, aproveite este tempo para se fortalecer, você é muito fraco! ― Disse Lucas, que esticou a mão com um saco que aparentava estar muito pesado passando para Atlas. ― Aqui tem dinheiro para você viver por um ano.

― Sênior, não posso aceitar. É muito...

Antes que Atlas pudesse continuar, ele foi interrompido por Gustavo. ― Não se preocupe com isso, você não terá falta de ouro no futuro. É tão fácil como pegar folhas em uma arvore para nós, no futuro você vai entender, a moeda de troca dos verdadeiros cultivadores são as pedras celestiais.

― Então não vou manter cerimonia. Obrigado por tudo e desculpa o transtorno. ― Atlas agradeceu se curvando levemente.

― Haha, a comida é por sua conta! ― Gustavo comentou alto, empolgado, enquanto ria.

A atendente que estava ao lado ouvindo a troca de palavra entre eles, ficou completamente assustada. Que noção era essa, ele estava conversando de igual para igual com os discípulos do núcleo.

Lucas partiu imediatamente sem mencionar qualquer outra palavra. Atlas, Gustavo e Lizzy saíram para comprar roupas melhores, bem como se alimentar. No caminho, Atlas comprou 1 vestido para Lizzy, era um vestido verde, com rendas pretas na parte inferior e superior, o preço era exorbitante, poderia garantir o sustento de uma família pobre na cidade Cinza por anos, ele também comprou uma roupa simples e sem adornos para si mesmo. Apesar de estar espantado com o custo de vida da capital, não tinha muito o que ele pudesse fazer, era necessário comprar, sem contar que agora ele tinha como manter tais gastos.

Neste momento, em uma determinada loja especializada em doces. Lizzy estava pulando feito uma pipoca enquanto apontava para algo.

― Mestre, eu quero esse! Esse aqui! E este também! ― Disse a pequena menina que estava extremamente animada.

Sorrindo, Atlas comprou todos os que ela queria, bem como escolheu vários para si, ele também estava empolgado para provar tais comidas. Gustavo também não ficou para trás, já que Atlas iria pagar, ele escolheu vários doces.

― Uaah! Mestre, isso é muito bom, muito gostoso. ― Disse a pequena Lizzy enquanto balançava os pés para trás e para frente com os olhos brilhando. ― Parece... Não sei o que parece... Eu quero mais! Mestre, pega mais!

― Se você comer tantos vai ficar gorda. ― Disse Atlas sorrindo.

― O que é gorda? ― Perguntou ela confusa.

Olhando para Gustavo, Atlas tossiu duas vezes e disse. ― É o que acontece quando se come muito doce.

Com os olhos arregalado e um sorriso enorme ela respondeu empolgada. ― Parece maravilhoso! Mestre, vamos ficar gorda!?

Atlas, Gustavo e até mesmo algumas pessoas que estavam próximas caíram na gargalhada, essa criança é extremamente adorável.

Gustavo era de extremo bom humor e acessível, o que facilitou muito para Atlas fazer várias perguntas. Depois de conversarem por muito tempo e provarem vários doces, eles se levantaram e começaram a caminhar em direção ao local que Atlas ficaria até o exame.

― Oh se não é Gustavo... Parece que você se esqueceu que é proibido caminhar com escravos na rua da capital. ― Quem comentou foi um jovem magro de vestes luxuosas.

― Miguel... ― Resmungou Gustavo com os olhos afiados. ― É melhor prestar atenção no que diz. Você está vendo algum colar de registro em seus pescoços?

― Cometi um erro, perdoe a minha falta de visão. ― Respondeu Miguel de forma sarcástica enquanto passava tranquilamente pelo grupo de Atlas.

Gustavo liderou o caminho seguido por Atlas que estava de mãos dadas com a pequena Lizzy.

― Quem é ele? ― Perguntou Atlas.

― Discipulo do núcleo da academia Real. A situação entre nossas academias é extremamente delicada. ― Respondeu Gustavo que então continuou. ― Este tipo de alfinetada é normal. A família real se sente ameaçada devido ao desenvolvimento da nossa academia. Muitas vezes a academia real quase declarou guerra contra nós. ― Com uma leve pausa Gustavo continuou. ― Você deve tomar extremo cuidado com aqueles pertencentes a academia Real.

Atlas balançou a cabeça sinalizando que entendeu. Parece que as coisas são muito mais profundas não importa onde se esteja.

Depois de retornarem, Gustavo nomeou a mesma atendente para ficar responsável pela estadia e alimentação de Atlas bem como a sua 'irmã'.

Durante estes dias, Atlas não deixou a sua estalagem nem mesmo uma vez. Ele treinou duro, praticando combate e absorvendo energia e refinando o seu corpo durante a noite. Sem pedras celestiais o avanço se tornou muito mais lento, mesmo assim ele ainda conseguiu um avanço, alcançando o sexto nível do reino do refinamento corporal.

Lizzy ficou completamente entediada durante este tempo, e muitas vezes a atendente Juliana teve que brincar com ela. A pestinha queria passear pela cidade, mas Atlas negou sua saída todas as vezes, o que à deixou muito brava, mas ela não reclamou nem uma única vez e obedeceu completamente às ordens. Durante o tempo que passaram juntos, eles se tornaram muito mais próximos um do outro, a pequena Lizzy passou a confiar e obedecer como nunca tinha feito antes na vida. E Atlas teve o sentimento de proximidade cada vez mais forte entre eles, além do sentimento normal de proximidade, Atlas sentiu uma ligação extremamente estranha entre eles.

E então, finalmente o dia para o exame de entrada da academia Corvo Negro chegou.

Por Jhinn | 19/07/18 às 22:59 | Ação, Aventura, Fantasia, Elementos de Cultivo, Romance, Maduro, Guerra, Cultivo