CAPÍTULOS
OPÇÕES
Cor de Fundo
CONTROLE DE FONTE
HOME INDEX
Capítulo 57 - O arrogante Levi Graus

Corvo Negro (CN)

Capítulo 57 - O arrogante Levi Graus

Autor: Keven Alves

Percebendo o olhar estranho no rosto de Atlas e considerando que ele estava trabalhando como refinador a 1 dia, um dos homens no grupo dos três velhos começou a explicar.

― A inspeção pode ser positiva ou negativa, se ficarem insatisfeitos com o resultado ou taxa de sucesso de um funcionário, ele pode ser demitido ou rebaixado. ― Comentou o mais velho

― Mas se for aprovado pode ser recompensado! ― Comentou o da ponta.

― Desta vez eu vou brilhar! ― Gritou uma jovem alquimista que estava na fila de trás com uma expressão entusiasmada em seu rosto.

Após ouvirem o comentário dela, muitos estavam dando gargalhadas. Para alguns, a inspeção pode ser a chance de cair nas boas graças do alto escalão da Torre de Alquimia e, para outros pode ser o início de uma ‘queda livre’, podem ser rebaixados ou até mesmo expulsos.

Este processo é muito adequado e usado por muitos poderes como a Torre de Alquimia, desta forma eles garantem o comprometimento dos funcionários em sempre tentarem evoluir.

No entanto, se observar de outra perspectiva também pode ser considerado cruel assim como o mundo do cultivo. Pois, não importa se um cultivador trabalha a 30 anos como refinador de ervas na Torre de Alquimia, se ele não evoluir e for ultrapassado por um cultivador mais jovem, ele será descartado sem qualquer hesitação.

É uma relação de benefício mútuo, o que por sua vez não inspira muita lealdade dos subordinados que não possuem um talento adequado para serem promovidos constantemente.

― Todos de pé! ― Assim que o grito de Caio foi ouvido, todos sem exceção, independentemente do cargo ou do tempo de serviço na Torre de Alquimia se levantaram respeitosamente.

Entrando pela porta estava, uma mulher absurdamente deslumbrante, mais conhecida como a beleza número 1 do país do Sol, Milena D’Ávila.

Não importa como olharem para ela, ela vai chamar atenção em qualquer lugar em que for, além da grande beleza renomada, ela também tem um comportamento digno de realeza.

Ela estava usando um vestido vermelho com alguns detalhes em branco, o vestido aparentemente simples, realçava ainda mais sua beleza, seja seu cabelo vermelho que é particularmente atraente, ou seus lábios, que mesmo sem batom, tinham um leve tom rosado.

Qualquer pessoa que olhasse para tal dama, se sentiria atraído no primeiro olhar. Mesmo assim, ninguém na sala estaria disposto a encará-la neste momento, afinal, ela é a figura de maior status na torre de Alquimia.

Bom, quase todos não teriam coragem de roubar um olhar. Pois, naquele momento, havia um jovem de aparência simples que estava olhando diretamente para ela.

Este jovem não era ninguém menos do que Atlas!

Apesar de ter notado que Atlas a estava olhando, ela não demonstrou sinais de desgosto, e até mesmo revelou um leve sorriso em resposta.

Ao lado direito dela estava um jovem que aparentava ter 25 anos, o jovem tinha um olhar afiado e uma aparência robusta. O comportamento dele imediatamente atraiu a atenção de Atlas.

Pois o jovem não estava seguindo atrás da líder da Torre de Alquimia, mas ao lado!

O que significa que mesmo dentro da Torre de alquimia o jovem possuía um status a par com Milena e, mesmo se não tiver a par, literalmente ainda se encontra no topo.

Atrás dos dois, estava as duas guardas pessoal de Milena, Sol e Lua. Outra coisa que também atraiu atenção de Atlas foi que o safado do Molenga estava deitado confortavelmente ao redor do pescoço de uma das guardas de Milena, e de tempos em tempos Sol acariciava o pelo dourado da pequena besta demoníaca.

Enquanto Atlas estava observando os ‘convidados’ que acabaram de chegar, ele percebeu que havia uma leve intenção de matar direcionada para ele.

Franzindo levemente o cenho, ele percebeu que o jovem que estava ao lado de Milena estava olhando em sua direção.

― Muito bem. Eu sou Levi Graus, vou avaliar todos os testes e determinar os que são adequados para receberem treinamentos para evoluírem e os que serão cortados ou rebaixados. ― Olhando para todos na sala com um olhar arrogante, o jovem de aproximadamente 25 anos continuou. ― Podem escolher uma dupla e começar a confeccionar uma pílula, desta forma todos vão trabalhar e ser avaliados ao mesmo tempo. Devo lembra-los para escolherem algo em que são proficientes, pois todo o resultado será determinado agora!

Movendo a mão para cima, ele gritou. ― Comecem!

Assim que o comando foi dado, todos iniciaram os seus devidos procedimentos. A sala levemente pacata, sofreu uma transformação completa e em questão de segundos estava em pleno vapor, com todos os funcionários se esforçando ao máximo para desempenhar o seu melhor neste exato momento.

Mesmo ao ver todos se movimentando, refinando, purificando e assim por diante, Levi continuava tão tranquilo como sempre.

Seu olhar altivo varria toda a instalação ao observar cada pessoa que estava se esforçando ao máximo. Ninguém pode imaginar o que exatamente está se passando pela cabeça dele, no entanto, Atlas tinha uma sensação estranha ao olhá-lo, como se já tivesse visto este tipo de olhar antes em algum lugar.

Apesar de Levi Graus conseguir disfarçar bem, Atlas também notou que o último parecia ter algum tipo de rancor contra ele, pois a leve intenção de matar apesar de estar sendo muito bem mascarada ainda estava sendo enviada em sua direção.

Ignorando o olhar de Levi Graus, Atlas recolheu suas coisas, chamou Eva e se dirigiu para a última fileira da sala.

Quando o olhar de Levi pousava sobre um funcionário o mesmo começava a tremer levemente.

Praticamente todos na sala tiveram essa reação, isto serviu para mostrar o quão temível este homem era para essas pessoas.

― Você! ― Exclamou Levi ao apontar para um homem de aproximadamente 30 anos. ― Pode parar! A partir de hoje você só vai refinar pílulas de rank prata de baixo nível!

― Se-Senhor... Eu...

― Silêncio! ― Berrou Levi. ― Já tomei minha decisão!

Inconformado o homem balançou a cabeça impotente sem ousar refutá-lo, afinal, ele está tempo o bastante na Torre de Alquimia para saber o que aconteceu com quem entra no caminho deste indivíduo.

― Você! ― Gritou Levi novamente. ― Pode sair imediatamente!

A mulher que foi apontada por Levi, sentiu que o seu mundo desmoronou. ‘Como assim sair?’ ‘O que aconteceu?!’

― Senhor... ― Comentou a mulher na tentativa de entender o que estava acontecendo. Mas antes que pudesse dizer mais qualquer coisa, ouviu a voz de Levi soar novamente.

― Você errou um processo simples de alquimia! Ao colocar a erva Yin antes da erva frigida, você alterou o processo de criação da pílula! ― Afirmou ele, com o seu tom sem qualquer sinal de raiva.

Era como se essas pessoas que estivessem em sua frente, não fossem dignas de um único olhar e muito menos deixá-lo nervoso ou com raiva.

Mesmo quando ele chegou a gritar com os funcionários, não era possível ouvir a raiva em som tom. Era apenas o volume da sua voz que estava mais elevado que o de costume.

― Meu senhor, eu realizei muitos testes e consigo alcançar uma maior taxa de sucesso no refinamento desta pílula ao usar a ordem inversa destas ervas! ― Exclamou a mulher, ela estava tentando de tudo para mostrar que a sua decisão anterior tinha um caminho lógico a ser seguido, e não foi um erro como ele havia dito antes.

― Você está me dizendo que conhece o processo de forja desta pílula melhor do que o seu próprio criador? ― Perguntou ele.

― Eu... ― A mulher estava certa de que a forma como ela confecciona essa pílula é mais eficiente, mas em face de tal questionamento, o que ela deveria dizer?

― Se bem me lembro, você é uma alquimista de rank prata de alto nível, e isto é louvável. ― Comentou ele. ― Mas o criador desta pílula é um alquimista de rank ‘OURO!’ ― Quando ele comentou, ele aumentou o seu tom ao pronunciar a palavra Ouro.

― Mesmo se você fosse considerada um prodígio, o que não é o caso. Ainda estaria longe de ser capaz de se comparar com ele, e mesmo assim, ainda abre a boca para dizer que não cometeu um erro! ― Olhando a mulher com um olhar frio, ele perguntou. ― Você está dizendo que ele cometeu um erro?

― Mesmo que uma pessoa tenha vivido por incontáveis anos e obtido um vasto conhecimento, ele poderia se proclamar conhecer de todas as verdades do mundo? Ele poderia proclamar que não comete o mínimo erro? ― No momento em que todos pensaram que a mulher havia encontrado o seu fim, que nada mais poderia salvá-la, ouviram uma voz tranquila soar por toda a sala.

Virando-se, as pessoas notaram que a pessoa que havia comentado era o novato, Atlas.

― Ele está acabado!

― Eu pensei que havia conhecido um gênio incrível! Mas pensar que o senso de grandeza havia subido a sua mente e ele se tornou impertinente.

― Realmente...

― Espere! ― Exclamou um homem entre os murmúrios da multidão. ― O- O que ele está fazendo?!

Ouvindo a exclamação do homem, todos começaram a prestar mais atenção a Atlas, e neste momento, todos os olhares quase saltaram de suas orbitas oculares.

― Céus! Ele enlouqueceu!

― Misericórdia! ― Gritou um homem assustado. ― Desta vez acabou! Levi vai esfolá-lo vivo!

Olhando para Atlas que havia se intrometido no meio de sua repreensão, Levi estava prestes a repreendê-lo, quando ele congelou no lugar.

Franzindo fortemente o cenho, ele berrou! ― Pirralho! O QUE DIABOS VOCÊ ESTÁ FAZENDO?!

 

 

 

Por Keven Alves | 30/09/18 às 12:05 | Ação, Aventura, Fantasia, Elementos de Cultivo, Romance, Maduro, Guerra, Cultivo