CAPÍTULOS
OPÇÕES
Cor de Fundo
CONTROLE DE FONTE
HOME INDEX
Capítulo 07 - Porque espadas são muito comuns

Deus Imperador dos Taos (DIT)

Capítulo 07 - Porque espadas são muito comuns

Autor: General Xin

Dong. Dong. Dong.

As incessantes badaladas indicavam que era hora dos estudantes acordarem. Embora houvesse distinção no tratamento entre alunos talentosos e alunos comuns, quando o assunto é acordá-los isso é inexistente. Todos dispõem do mesmo método: barulho infernal.

“AHHHHHHHHHHHHHHHH!” Lianjie pulou da cama assustado. Dentro de si, Thadra gargalhava. “POR QUE TÃO ALTO? QUE MERDA!”

Lianjie se dirigiu até o banheiro. Seu cansaço era tão aparente que exalava um aspecto lúgubre. Após higienizar-se, ferveu um bule de chá, sentou-se e tomou. Lentamente foi ganhando energia e mais disposição.

O chá era um remédio maravilhoso! Seu preparo podia ser simples, mas também profundo. Em razão disso, existia até mesmo o tao do chá! Reza a lenda que, certa vez, houve um poderoso guerreiro que dominou o tao do chá. Ele teve sua amada morta durante uma guerra e, em troca de revivê-la, ofereceu-se para preparar o melhor chá já visto a um Yama. Ele escalou mil montanhas e desceu dez mil depressões em busca das mais raras ervas. No final das contas a bebida foi tão boa e memorável que o Yama retornou a esposa do guerreiro de volta à vida.

O chá podia proporcionar desintoxicação, foco, acelerar a regeneração e aumentar disposição. Era uma medicina tremenda!

Após apreciar sua bebida, ele se dirigira para o salão de armas. Era um enorme salão de arquitetura tradicional chinesa. Seu portão era um enorme paifang, as paredes eram brancas enquanto o telhado era negro. Ao entrar, Lianjie enxergou uma miríade de armas. Todas eram tesouros mágicos e estavam espalhadas em raques pelo ginásio. Também haviam seis grandes arenas, diversos bonecos de treino e uma grande porta demarcada com o número dois.

“Atenção novos alunos, vocês poderão escolher somente um tesouro mágico daqui. No futuro, quanto mais pontos de contribuição vocês possuírem, mais armas poderão retirar daqui ou até acessar os níveis inferiores. Eles possuem armas ainda melhores!” Uma bela mulher de cabelos prateados pôs-se a falar em alto tom de voz. Ela aparentava estar entre os trinta anos de idade.

“Vocês tem uma hora.”

Com um profundo suspiro, Lianjie começou a procurar um tipo de arma bem específico: uma guan dao.

Guan daos eram armas extremamente difíceis de manusear, mas inigualavelmente poderosas. Seu peso figurava entre os maiores dentre todas as armas existentes. Possuía uma lâmina larga com um gancho em formato de meia lua para, ao estocar, impossibilitar a sua remoção sem arrancar órgãos.

Lianjie sempre treinou com espadas do tipo ma dao. Em razão de não ter encontrado técnicas muito boas para estas espadas, decidiu se aventurar em outros tipos de armas. Casualmente, uma técnica chamou sua atenção: Dez Posturas da Guan Dao do Amanhecer. Uma técnica que emanava poder e complexidade! Tudo que ele mais desejava no momento. Sabendo que no dia seguinte os novos alunos poderiam escolher suas armas de treino, Lianjie retirou esta técnica da biblioteca para treiná-la.

 

Passando os olhos por diversas guan daos, Lianjie estava maravilhado. Algumas eram adornadas com dragões, outras com lírios, algumas descomunalmente grandes, outras pequenas. Todas com traços de poeira e desuso. Em outras palavras: era uma arma não muito popular entre os alunos.

“Humanos burros, em outros mundos estas lâminas são ícones de poder e possuem técnicas lendárias. Certa vez realizei um sparring contra um humano que ascendera à deidade. Em alguns mundos ele era conhecido como Deus da Guerra. Seu nome era Guan Yu. Foi a primeira vez em que tive um empate em minha vida. Me arrisco a dizer que só não perdi, pois ele já estava um pouco velho. Eu nunca vi um corte tão agressivo e pesado em toda a minha vida.” Thadra estava um pouco aborrecido. Afinal, estes humanos faziam pouco caso da arma que quase ocasionou sua derrota.

“Guan Yu? Seria em razão dele o nome desta arma?” Lianjie sussurrou para si mesmo.

“Sim.” Thadra respondeu de forma seca. Repentinamente, Thadra sentiu uma vibração diferente. “Garoto, há um tesouro mágico natural por aqui! Sua aura fraca indica que o núcleo dele está selado. Aproxime-se de cada uma das guan daos para que eu possa descobrir a origem da aura.”

Tesouros mágicos podem ser manufaturados ou criados a partir da própria natureza como um fenômeno natural. Obviamente, tesouros mágicos naturais são muito mais fortes, pois tem seus núcleos formados lentamente pela energia do céu e da terra. Em contrapartida, não podem ser adquiridos em massa e é impossível prever onde irão surgir. É uma questão de tempo e sorte.

Além disso, todo tesouro mágico natural possui um espírito em seu núcleo. Não que tesouros manufaturados não poderiam ter, mas o gasto de produção seria exacerbado, pois o espírito deve acordar em se tornar parte do tesouro e para anexá-lo a um núcleo deve ser utilizada uma técnica específica que utiliza muitos recursos. O benefício disso é que você pode escolher um espírito que melhor combine com você e seu tesouro, o ônus é o custo estratosférico.

Lianjie checou uma por uma das armas. De repente, Thadra sentiu um estalo e gritou indicando a fonte da aura. Era uma guan dao de bastão branco com delicadas flores de bastão-do-imperador desenhadas e de lâmina dourada adornada com uma crina de cavalo avermelhada. Entalhado na lâmina, estava o nome da arma: Lâmina do Clarão.

A arma estava em um raque, bastante empoeirada. Logo, Lianjie aproximou-se e assoprou a poeira para longe o que acabou revelando um brilho vívido oriundo da lâmina. “Wow! Tão bonita! Parece realmente forte.” Contudo, quando foi pegá-la, Lianjie não estava preparado para tamanho peso.

BENG.

“Tão pesada! Deve ter pelo menos uns sessenta quilos!” Lianjie reclamou para si mesmo.

A arma caiu no chão e produzindo um enorme barulho. Naturalmente, ele tornou-se o centro das atenções.

“Por que o caipira está tentando retirar aquela arma?”

“Humph, ele deve estar pensando que consegue utilizar aquela arma.

“Talvez ele consiga. Ouvi dizer que durante os testes de força ele destruiu aquele boneco de madeira no terceiro soco.”

“Certamente foi sorte.”

De repente, a mulher de cabelos prateados veio em direção a Lianjie. “Que incomum… Uma guan dao. Ainda por cima um tesouro natural com o núcleo selado. É uma pena, o selo é complexo demais até para mim. Para a sua sorte existem outras armas neste salão.”

“Eu já escolhi, quero esta.” Lianjie apontou para a arma no chão.

“Você tem certeza? Você sequer consegue levantá-la.” A mulher sorriu debochadamente. Ao fundo, diversos outros alunos caçoavam de Lianjie em baixo tom de voz.

“Absoluta.” Lianjie utilizou toda a força de seu corpo divino e ergueu aquela enorme, pesada e belíssima guan dao. “Eu vou repetir: eu quero esta.”

O salão inteiro ficou em silêncio.

“Hm… Parece que você é um pouco forte, mas e daí? Não é o bastante para manusear esta arma. Bom, se você se decidiu, não há nada o que eu possa fazer. A partir de hoje, exceto se você for expulso desta escola, esta arma pertence a você. Você pode infundir um pouco da sua alma nela para ligá-la a você. Isso impedirá que ela seja roubada enquanto você estiver vivo.” A mulher sorriu de uma forma sombria.

“Garoto, não infunda a arma ainda. Seu núcleo está selado, é inútil.” Thadra emergiu.

“Como eu poderei remover este selo se nem ela conseguiria?” Lianjie estava visivelmente preocupado.

“Eu lidarei com isto. Eu consigo entender os padrões. Alguém deve ter selado esta arma enquanto seu dono anterior estava em combate. Possivelmente porque ela deve ter algum poder surpreendente.”

“Em quanto tempo você consegue remover o selo, Thadra?”

“Me dê três dias cheios. Enquanto isso, tente dominar o primeiro diagrama dos Doze Diagramas do Sábio das Estrelas. Com sua força atual, você vai encontrar dificuldades enquanto utilizar esta arma. Você vai ficar extremamente lento.”

 

“Ok!” Lianjie ficou animado. Afinal, ele nunca havia visto um tesouro mágico natural. Agora, ele até possui um!

Lianjie encarou a bela mulher à sua frente. “Muito obrigado pelo conselho. Adeus.” Num ato de afronta, ele simplesmente deu as costas.

“Arrogante! Pirralho arrogante!” A mulher sussurrou.

Logo após escolher sua arma, Lianjie deixou o salão. Após andar duzentos metros, sua mão morreu momentaneamente.

BENG.

A sua arma despencou no chão. Mas dessa vez não havia ninguém por perto.

“Caralho! Que merda pesada! Não aguentava mais fingir que não estava pesando.” Lianjie suspirou profundamente e secou o suor em sua testa.

Sendo assim, Lianjie voltou para a casa arrastando sua arma.

Por General Xin | 26/12/17 às 13:47 | Ação, Aventura, Fantasia, Artes Marciais, Sobrenatural, Xianxia, Romance, Brasileira, Magia, Poder, Maduro, Drama