CAPÍTULOS
OPÇÕES
Cor de Fundo
CONTROLE DE FONTE
HOME INDEX
Capítulo 11 - Macacos (não) me mordam

Deus Imperador dos Taos (DIT)

Capítulo 11 - Macacos (não) me mordam

Autor: General Xin

Às sombras de uma caverna, Liu Yan estava estirado e desacordado. Com o peito exposto e alguns cortes profundos, seu corpo tentava se curar a passos rápidos. Após alguns minutos, seus ferimentos já estavam consideravelmente melhores. Assim, pouco a pouco foi abrindo os olhos.

Quando voltou aos seus sentidos, olhou ao redor e a visão era perturbadora. Sangue para todo lado misturado com pedaços de carne e ossos. Instantaneamente seu interior congelou, era uma cena macabra, uma verdadeira carnificina. Ele só conseguia pensar que alguma outra criatura havia entrado na caverna e matado tanto o lobo quanto Lianjie.

Com seus olhos, angustiado ele procurava pelo corpo de Lianjie.

Foi então que percebera, próximo a um cadáver mutilado de lobo, uma silhueta humana sentada e coberta em sangue.

Era Lianjie!

Liu Yan forçou-se a levantar e, meio cambaleante, foi até Lianjie. Ele estava em posição de meditação e seu corpo possuía ferimentos profundos. Ao se aproximar do amigo, tocou-lhe o ombro.

“Irmão Lianjie…”

Com o toque de Liu Yan, Lianjie caiu para trás desmaiado. Ele estava se concentrando em suprimir a sua fúria e pondo toda sua energia nisso. Em decorrência disso, seu corpo não estava focando cem por cento em sua regeneração.

Ao vê-lo inconsciente, Liu Yan retirou de seu anel espiritual algumas ervas, esmagou-as e criou uma pasta esbranquiçada e de forte odor. Ao passá-la sobre os ferimentos, o corpo de Lianjie começou a trabalhar intensamente para fechar as feridas rapidamente.

“Wow! Eu nunca vi uma resposta tão rápida assim… No futuro talvez ele até regenere partes decepadas!” Liu Yan admirava o poder do corpo divino de Lianjie.

Enquanto Lianjie se recuperava, Liu Yan decidiu aproveitar da carne do enorme lobo. Ele fez outra fogueira e nela assou a carne do animal. Embora rígida em razão os músculos em excesso, possuía um gosto memorável.

“Um dia da caça, outro do caçador! Hahahaha!” Com a boca cheia, Liu Yan se deleitava com a carne do animal e comemorava a sua sobrevivência.

Depois de saciar sua fome, retirou de seu anel especial uma pequena adaga e com ela esfolou o couro do animal. A partir dele, costurou enormes casacos de couro e pele bem rústicos, mas extremamente eficientes contra o frio.

“Quem sabe eu largue tudo e vire um alfaiate?” Ponderou Liu Yan enquanto vestia seu casaco.

Ao vesti-lo, Liu Yan notou diversos problemas de proporções e costura. “É… Definitivamente não.” Em seguida, vestiu Lianjie com o outro casaco que fizera. Armado contra o frio, Liu Yan decidiu fazer vigília na frente da caverna.

Ao expôr-se ao frio, o vento congelante que trespassava pelas roupas agora não era mais um problema. Assim, decidiu explorar os arredores. Para se certificar que acharia o caminho de volta, foi levantando pequenas estacas de pedra pelo caminho.

Conforme Liu Yan avançava, uma enorme sequência de estacas era criada. A imagem era como diversas peças de mahjong em fileira.

Uma hora e meia depois.

Finalmente Lianjie abre os olhos.

“Oh… Quantos dias eu dormi, Liu Yan?” Com a mão na cabeça, Lianjie sentou-se. Sem resposta, ele olhou ao redor e o que pode ver foi somente uma fogueira com comida próxima à ela e o cadáver parcial da fera ao lado, sem couro.

Ao olhar analisar seus ferimentos, Lianjie foi surpreendido pelo casaco que o cobrira. “Um casaco? Onde ele foi? E o que é essa pasta?” Ao passar a ponta dos dedos, os levou ao nariz e deu uma profunda fungada.

O cheiro era similar ao de fezes.

“Eww… Que nojo! Liu Yan você passou merda em mim?” Resmungou Lianjie.

Então uma conhecida voz ecoou dentro da cabeça dele. “Garoto, preste atenção, nunca mais repita o que você fez! Você podia ter perdido totalmente o controle de seu corpo e matado um companheiro!”

“Eu não podia imaginar que seria tão difícil voltar a mim… Desculpe…”

“Você não tem que se desculpar… Você deve aprender a controlar esta habilidade! Escute, nós tigres somos feras agressivas e indomáveis por natureza. No entanto, eu sou um deus e possuo inteligência, desde pequeno soube controlar meu instinto agressivo e nunca tive os problemas que você está tendo.”

“E o que devo fazer?” Lianjie estava preocupado, pois ele tinha pressa em dominar esta habilidade. O que aconteceria com ele se, por acaso, se transformasse na frente das pessoas erradas? Definitivamente a morte.

“Você deve entender que você não é mais um humano… Você se tornou um híbrido, um homem tigre. A sua fúria não é uma simples fúria, é o seu instinto enquanto um tigre. É uma outra parte de você e você deve controlá-la o mais breve possível. Caso contrário, se ela consumi-lo você será eternamente aquela transformação.”

“Entendo… Como farei isso?”

“Você deve encontrar o seu outro eu nas profundezas de sua consciência. Contudo, você ainda não está preparado. Além do mais, você tem outras coisas para se preocupar. Onde está aquele garoto, Liu Yan?”

“Eu não sei…”

“Então não perca tempo, descubra.”

Lianjie não respondeu, somente balançou a cabeça. Em seguida, levantou-se e foi em direção à entrada da caverna.

Ao ver a extensa fileira de estacas, Lianjie não teve dúvida que era obra de Liu Yan. “Se ele encontrar algo pelo caminho vai estar quase sem chi!” Sem demora, Lianjie seguiu o trajeto de acordo com as paredes.

Próximo ao pé de uma grande montanha, Liu Yan com seu casaco de couro estava cercado por nove macacos de pelagem branca. Eles o atacavam agressivamente.

“Malditos macacos!” Liu Yan cravou seu martelo no chão e se transformou em um gigante de três metros. Seu casaco que, outrora era grande, agora parecia uma pequena camisa.

O gigante Liu Yan pegou seu martelo com somente uma mão e com a outra distribuía socos aos primatas.

Thump. Um dos animais recebeu um chute tão forte no seu saco escrotal que morreu de dor.

Crack. Um macaco teve o crânio quebrado com um soco só.

Pshck. Outro virou pasta de carne sob o martelo de Liu Yan.

Boom. Como uma bola, outro foi arremessado a dez metros de distância.

“Eles são infinitos? Fala sério!” Liu Yan estava começando a apresentar sinais de cansaço. “VENHAM SEUS MACACOS DE MERDA!”

Neste momento, os cinco primatas restantes avançaram.

Prisão de Terra!” Diversas estacas de terra surgiram do solo e prenderam todas as criaturas. Posteriormente, Liu Yan pulou sobre a prisão e desferiu um poderoso golpe de martelo. “Pisão do Mamute!

Shpleck.

Todos os macacos foram mortos de uma vez só.

“Phew… Finalment-…”

UH UH UH UH GROAAAAAAAAAAARRRR.

Um enorme gorila branco de um olho só gritou. Ele estava atrás de Liu Yan, descendo a montanha.

“Ah, merda… LIANJIE!” Liu Yan saiu correndo por uma planície congelada próxima ao pé da montanha. Em sua cola, o enorme gorila.

Por General Xin | 26/12/17 às 14:18 | Ação, Aventura, Fantasia, Artes Marciais, Sobrenatural, Xianxia, Romance, Brasileira, Magia, Poder, Maduro, Drama