CAPÍTULOS
OPÇÕES
Cor de Fundo
CONTROLE DE FONTE
HOME INDEX
Capítulo 111 - Das profundezas, o perigo

Deus Imperador dos Taos (DIT)

Capítulo 111 - Das profundezas, o perigo

Autor: General Xin

Um sorriso vil surgiu no rosto do estranho. Ele então flutuou sobre o lago e abriu os braços. “Di miatzi zil tou feltu!” Disse ele, entusiasmado.

As águas começaram a borbulhar e o solo tremeu intensamente. Lianjie sentiu o chão sob seus pés faltar. De repente, algo emergiu do lago e soltou um rugido muito alto.

Uma salamandra branca com seis patas emergiu. Ela possuía chifres cinzas similares aos de um alce e um par de olhos tão negros que eram incapazes de refletir a luz. Ao enxergar os humanos, ela rugiu mais uma vez, revelando dezenas de fileiras de dentes afiados. “Phutzu ewok wip wok phuvil.” Disse o homem para ela, sumindo em seguida.

“O que ele disse?” Perguntou Yan.

“Ele falou que queria ver nossa força e que era para essa coisa fazer o que deve fazer...          “ Uma armadura de madeira cobriu todo o corpo de Lianjie, transformando-o em algo similar a um cavaleiro da floresta. “Se preparem, iremos lutar!” Sua guan dao brilhou e correntes de eletricidade estalavam em sua lâmina.

Arrepios correram pela espinha de todos. A criatura a sua frente era enorme e parecia ser extremamente ameaçadora. Vendo até mesmo Lianjie nervoso, eles não puderam evitar de sentir um medo tão terrível que penetrava seus corações.

Além disso, havia outra coisa que provocava ainda mais preocupação. Qual seria a força do misterioso homem? Certamente estava em um nível totalmente diferente, pois para um humano subjugar uma fera demoníaca era preciso um nível de força superior ao da criatura. Afinal, a constituição física das feras demoníacas era sempre superior à humana. Um cultivador na maioria das vezes seria mais fraco que uma fera de mesmo estágio.

“Prrrrl…” A salamandra encolheu-se e começou a forçar o vômito. Criaturas similares a girinos deixaram sua boca e caíram no chão. Eles possuíam o mesmo tamanho de um humano e eram completamente negros.

“O que é isso?” Hongxin arregalou os olhos e fez cara de nojo em seguida.

“Ela tá vomitando filhotes…” Disse Shi Xue.

“Irmão Lianjie, você sentiu… Não?” Yuanjia olhou para Lianjie preocupado. Ele mantinha sua espada firme e apontada para a criatura.

“Sim… Ápice do estágio profundo!” Ele engoliu seco. Gotas de suor gelado escorriam por sua testa dentro da armadura.

“Merda… Por que toda jornada ao seu lado é um risco de vida?” Disse Yan.

“Isto não é hora para piadas, irmão Yan!” Lianjie virou-se para os outros que estavam atrás dele e gritou: “Organizem-se! Vocês vão chamar a atenção destas coisas negras e nós três vamos lidar com esse monstro!” Inúmeros frascos cheios de líquidos diversos surgiram em suas mãos e ele os arremessou para todos. “Estas são as últimas medicinas que tenho… Façam bom uso. E não morram!” Disse ele, correndo imediatamente na direção da salamandra.

Zhongxuan logo tratou de criar formações defensivas e um escudo esférico semi translúcido se formou. Já Hongxin e Feichang começaram a atirar nas criaturas criadas pela salamandra, chamando-as para o combate e impedindo que estas tivessem sua atenção voltada a Lianjie, Yan e Yuanjia.

“Irmão Yan, levante uma plataforma. Rápido!” Gritou Yuanjia.

“É pra já!” Yan arrastou seus pé direito para frente e pisou forte. Uma torre de pedra surgiu do chão. Yuanjia subiu nela, sacou seu arco e disparou uma flecha repleta de chi. Quando esta estava prestes a atingir a criatura, a salamandra virou seu corpo e defendeu-se dando um golpe com sua cauda.

“Ela é inteligente?” Sussurrou Yuanjia, imediatamente correndo atrás de Lianjie para ajudá-lo.

“Vamos ver do que você é capaz!” O corpo de Lianjie cresceu e se transformou em um tigre. Seus músculos explodiam em poder. “Toma isso!” Sua guan dao foi tomada por relâmpagos e ele estocou o ar, produzindo uma serpente de raios azuis que viajou até a pata esquerda da criatura, explodindo e queimando um pouco a pele.

“GRAAAR!” A salamandra urrou. Em seguida, entre seus chifres surgiram inúmeras esferas de energia. Furiosa, disparou todas elas sobre Lianjie.

“Oh, merda!” Ele começou a realizar uma série de acrobacias para fugir dos golpes.

Cada esfera que explodia congelava o lugar atingido e criava estalagmites de gelo.

“Irmão Lianjie! Ah, seu monstro maldito!” Yan ergueu seu martelo e avançou.

“Precisamos encontrar pontos fracos!” Gritou Yuanjia, já próximo à criatura.

“Tentem as juntas e a barriga! A cabeça está fora de questão! Aqueles chifres podem disparar essas coisas que congelam tudo!” Disse Lianjie. A lâmina de sua alabarda entrou em combustão e ele realizou a técnica do nono nível das suas Dez Posturas da

Guan Dao do Amanhecer: Grou Flamejante Ergue-se sobre a Montanha. No ar, um tornado de chamas circulava ao seu redor. Com um movimento de sua arma, ele o direcionou até a fera demoníaca, onde explodiu violentamente e criou um mar de chamas.

Incapaz de neutralizar o fogo derivado do ataque do humano, a criatura urrou mais uma vez em ódio e se jogou na água. A temperatura em seu corpo era tão quente que levantou uma nuvem de vapor denso.

“Oh, não! Você não vai fugir!” Das chamas aos raios, sua alabarda se tornou azulada e carregada de eletricidade. “Chunbing!” A ponta de sua alabarda produziu um som similar a um rugido de pantera e ele disparou um projétil elétrico enorme na direção do lago. Quando este entrou em contato com as águas, carregou-as completamente.

“Yan! Faça aquelas mãos gigantes e ataque quando sair!”

Como uma baleia a salamandra emergiu. Ao cair em solo, ainda sofria espasmos musculares em decorrência do choque recebido. Antes que pudesse se atinar da situação no campo de batalha, foi recebida por dois punhos de pedra do tamanho de sua cabeça que golpearam-na.

“GRAAARR!” Um soco na cabeça, outro no estômago. A fera baixou a cabeça e começou a disparar esferas em Yan, que se defendia erguendo diversos paifangs. No entanto, eles eram facilmente destruídos. “Alguém segura este maldito! Eu não vou aguentar assim por muito tempo!”

“Segura!” Yuanjia suspirou fundo enquanto corria. Seu corpo lentamente foi coberto com uma grossa camada de gelo, formando uma armadura densa, rígida, mas leve.

Uma marca surgiu em sua testa. Ele sentia que ela acalmava seus ânimos e podia fazê-lo pensar melhor. Ao se aproximar da salamandra, ela tentou pisoteá-lo. Apesar do tamanho, ela era bem rápida.

Lianjie foi ao auxílio de Yuanjia. Passando a alabarda para a mão esquerda, envolveu a direita em chamas vivas e desferiu um golpe de palma. Entretanto, antes que pudesse atingí-la, foi acertado por um rápido golpe de cauda que o jogou contra a parede. Sua armadura de madeira foi instantaneamente destruída e sua pelagem branca lentamente ia adquirindo o tom vermelho.

“Eu imaginava que era forte… Mas tanto assim…” Lianjie caiu de quatro e cuspiu um pouco de sangue.

“Irmão Lianjie!” Yuanjia apertou firme sua espada, rolou se esquivando de uma pisada e tentou cortar a base de uma das patas. Quando a lâmina começou a entrar na carne, Yuanjia sentiu seu corpo todo congelar. Ele havia caído em sua armadilha, pois ela tinha se permitido ser golpeada para poder prender a espada entre a carne e agora ela estava prestes a baforar um ataque de gelo capaz de matá-lo. Era possível ver chamas brancas em sua boca. “Não posso morrer!” Yuanjia largou sua arma e sua qiang surgiu em sua mão direita. Seus musculos tensionaram e ele arremessou-a direto no olho da criatura, perfurando-o.

“GRAAAAAAAAAAAAAAR!” O eco de seus gritos causavam tremores no solo e paredes da caverna, bem como criava ondas na superfície do lago.

Aproveitando-se do momento de dor, Yuanjia retirou sua espada da fera e tentou recuar. Contudo, acabou sendo acertado verticalmente por um golpe com a cauda carregado de ódio. Sob o sangue que escorria de seu olho, era possível ver uma fera demoníaca entregue inteiramente ao frenesi da batalha. Agora Yuanjia não era mais sua presa, mas sim um inimigo a ser eliminado.

Devido à força do golpe uma cratera havia sido criada. Yuanjia estava quase inconsciente, com ossos quebradas e a salamandra já abria a boca para mastigá-lo. No entanto, Yan surgiu e criou mais dois braços que agarraram a cauda da criatura e a jogaram para longe.

“Cheguei em boa hora, hein?” Disse ele, virando o rosto para onde estava Lianjie. “E você, irmão Lianjie, está bem?”

Lianjie encheu os pulmões de ar e assoprou um ar verde sobre suas feridas, fazendo-as curar rapidamente. “Menos do que gostaria, mas estou bem!”

“Yuanjia está fora de jogo, mas eu tenho um plano!” Yan colocou as mãos sobre o chão e começou a infundir seu chi violentamente. “Trema! Trema!” De repente, o chão começou a vibrar e se tornar instável. Buracos surgiam e se fechavam, pilares, estacas e relevos se erguiam e desmoronavam. Sem equilíbrio suficiente, a salamandra começou a ter suas patas afundadas na terra. “Eu estou prendendo ela! Corte os chifres!”

“É pra já!” Raios rodeavam Lianjie e arrepiavam sua pelagem, dando um ar mais selvagem à sua aparência feral. Ele mostrou os dentes para a criatura e rosnou levemente. Em seguida, correu na sua direção com sua alabarda em chamas e eletrizada.

A criatura tentava se desvencilhar da prisão de terra enquanto se contorcia, mas já era tarde demais, pois um humano já estava sobre sua cabeça. Acumulando toda força em seus braços, Lianjie cortou de forma limpa os chifres cinzentos e a fez gritar enfurecidamente. Sua boca abriu e ela começou a expelir uma torrente de chamas brancas que criogenizava tudo o que tocava.

Para evitar que fosse atingido, Yan retirou as mãos do solo, agarrou Yuanjia e debandou. A salamandra então se libertou. Com Lianjie ainda por cima, balançou a cabeça para tentar retirá-lo. Contudo, Lianjie havia cravado sua guan dao em sua cabeça para evitar que fosse arremessado para longe. Mais furiosa ainda, espinhos de gelo cresceram em suas costas, cauda e cabeça, forçando o humano a sair.

Ele pousou ao lado de Yan, muito ofegante. “E agora?”

A pele da fera demoníaca se tornou levemente rosada e ela havia adquirido uma crista de gelo que se estendia de sua cabeça até o final de sua cauda.


Por General Xin | 18/05/18 às 07:36 | Ação, Aventura, Fantasia, Artes Marciais, Sobrenatural, Xianxia, Romance, Brasileira, Magia, Poder, Maduro, Drama