CAPÍTULOS
OPÇÕES
Cor de Fundo
CONTROLE DE FONTE
HOME INDEX
Capítulo 141 - Felídioglota

Deus Imperador dos Taos (DIT)

Capítulo 141 - Felídioglota

Autor: General Xin

“Shi Xue, mas o que caralho você está fazendo aqui?!” Lianjie arregalou os olhos, afinal ela ainda era consideravelmente mais fraca que o rinoceronte.

“Eu vim te salvar, Lianjie!” Respondeu ela com um sorriso.

Croooonk! A criatura rugiu e abriu a boca, expelindo grandes quantidades do gás esverdeado.

“Shi Xue, sai daí, sai daí, sai daí!” Lianjie se levantou um pouco grogue.

Bzz… Bzz… Bzz… Correntes elétricas apareceram sobre os pés de Lianjie e, em um impulso violento, se projetou para frente em alta velocidade. “Sua maluca!” Ao aproximar-se de Shi Xue, pulou sobre ela para tirá-la da linha do ataque e virou as costas para o chão com o intuito de protegê-la. Devido à força da queda, Lianjie fez levantar uma cortina de poeira do cascalho branco.

Boom! Pouco depois de salvá-la, o gás do rinoceronte explodiu de forma retilínea, abrindo um buraco na parede da montanha.

“Olha para aquela parede! Se ele nos pega é o nosso fim!” Ele empurrou a garota para o lado e se levantou. “Aliás, como você soube onde eu estava? Ah, deixa pra mais tarde!” Os olhos de Lianjie brilharam por um momento e raízes começaram a sair do chão e envolver seu corpo, criando uma armadura ancestral que o fazia parecer um elemental de madeira com chifres de cervo. “Faça com que essa coisa tenha dificuldade em se movimentar.” Disse ele.

“Sim!” Uma fina camada de gelo revestiu os pés de Shi Xue e criou uma espécie de patins que permitiam uma movimentação muito mais rápida. Em zigue-zague ela se aproximou da fera e, com a sua lança, desferiu uma série de rápidos golpes que lembravam muito o estilo de Yuanjia em sua essência. “Sibilar da Serpente Branca!”

Tss, tss, tss, tss! A lança de ponta cristalina de Shi Xue rasgava o vento, produzindo sons similares ao de uma serpente. Seu movimentos eram precisos e calmos tal como os de Yuanjia, seu irmão marcial e parceiro de treinos durante estes cinco anos. Sob a tutela de Hua Xiuqi, Shi Xue pôde mostrar suas verdadeiras cores no manuseio de lança, se revelando tão talentosa quanto Yuanjia.

Apesar disso, ela parecia não estar infligindo nenhum dano na fera, o que deixou Lianjie preocupado. “Shi Xue, eu falei para prejudicar seus movimentos, não atacá-lo!”

“E é isso que estou fazendo!” Onde sua lança tocava, um pequeno ponto de gelo surgia. Lentamente Lianjie entendeu o que ela estava fazendo: golpeando acupontos. Seu sentido aguçado permitia-o sentir o chi gelado entrar pelas feridas do rinoceronte e congelar sua musculatura.

Crooooonk! O rinoceronte pulou e fez o chão tremer, desestabilizando o balanço de Shi Xue. Ele abriu sua boca e estava prestes a lançar seu gás explosivo.

“Agora!” A aura elétrica de Chunbing se manifestou e Lianjie avançou como um relâmpago, parando na frente de Shi Xue. A ponta de sua guan dao ardeu como uma arma infernal e ele cortou horizontalmente, produzindo um arco flamejante terrivelmente quente.

Antes que o gás pudesse ir mais longe, as chamas do jovem entraram em contato com a boca do animal. Foi então que uma explosão terrível aconteceu, jogando todos para longe e transformando o rinoceronte em um amontoado de carne moída que caía dos céus como chuva.

Qiangjue, por estar longe, não sofreu mais que alguns arranhões; Shi Xue, por ter o corpo protegido pelo amigo, estava intacta. Lianjie só apresentava arranhões que logo cicatrizaram, porém sua armadura natural havia sido destruída.

“Obrigado, Lianjie…” Disse a garota em um tom de voz baixo.

“Obrigado uma ova! Me diga como você veio parar aqui e o porquê. Eu pensei ter dito que iria em uma jornada sozinho.”

“Eu me preocupei com você andando por aí sozinho… São tempos de guerra e é meu dever andar ao seu lado!”

“É seu dever?! Eu não preciso de uma babá, muito menos de alguém para cuidar! Você quer saber outro motivo de eu ter vindo sozinho? Pois bem, você sabe o quão difícil é viver com a tensão de manter todos seguros à minha volta? Eu era a porra de um caipira, agora tenho que chutar a bunda da porra de um Deus! Um maldito Deus!”

Shi Xue abraçou-o forte e disse baixinho: “Eu entendo você, eu estou aqui pra te ajudar…”

Lianjie sentiu o tecido sobre seu ombro umedecer. Ao perceber o peso de suas palavras, suspirou e retribuiu o abraço. “Ah… Me desculpe… Eu não precisava ter sido grosso é só que...”

A garota apertou-o ainda mais e, com uma voz chorosa, respondeu: “Eu já disse que te entendo. Eu também já disse que ficarei mais forte para retirar um peso de seus ombros. Não pense que você é o único que sofre com isso, todos os outros também querem ficar mais fortes para não sobrecarregar você.” Ela então pôs as mãos sobre o rosto do rapaz e encarou-o com seus olhos perolados. “Eu não quero ver você tão triste assim.”

“Ah-ham...Não quero incomodar vocês, mas acho que devemos ir. Dá pra ouvir o canto daquele pássaro de longe, ele deve estar nos procurando e não tenho dúvidas de que o som da explosão atraiu ele. Resta saber o que mais viria para cá.” Logo após interrompê-los, Qiangjue colocou a mão no peito como se tivesse esquecido de algo e curvou-se. “Muito prazer senhorita, me chamo Qiangjue.”

Ao ver a armadura azul ela imediatamente se recordou da cena no Vale dos Cristais, se afastando de Lianjie e fechando os punhos em uma reação automática. Este último segurou sua mão e se adiantou: “Acalme-se, ele não parece ser ruim.”

Shi Xue corou levemente e removeu a mão dele da sua. Ela caminhou até o rapaz de armadura, olhou-o da cabeça aos pés e colocou seu dedo indicador próximo ao seu rosto. “Coitadinho, deve ser doentinho, olha o tamainho!.”

Qiangjue emburrou com as palavras da garota e respondeu: “Eu não sou doente coisa nenhuma! Eu sou normal, sua… Esquisita!”

Shi Xue sorriu e virou o rosto para Lianjie. “Posso matar ele?”

“Hahaha! Se ele sair da linha, é todo seu.” Após armazenar sua guan dao em seu anel espacial, tomou a dianteira e foi até os chifres do rinoceronte, removendo-os e guardando-os. “Isso parece ser um bom material, é duro e nada flexível. Talvez Dawei possa fazer alguma arma com isso aqui!” Pensou.

Graaaack! O som do pássaro de antes se aproximava cada vez mais. Lianjie se juntou apressadamente aos outros dois e seguiram pelo caminho às margens do rio. Ao longo do trajeto tudo o que encontraram foi mais do mesmo: cascalho branco, alguns rinocerontes-tartaruga e névoa, muita névoa. Com muito cuidado passaram despercebidos pelas grandes e perigosas criaturas.

Depois de duas horas eles haviam chegado à uma bifurcação fluvial. Havia uma montanha em sua frente, outra à esquerda e outra à direita, fazendo o caminho se transformar em um ípsilon. Além disso, na frente dos três havia uma esquisita pedra que se mexia. Qiangjue caminhou devagar para estudá-la, mas foi surpreendido com um rugido e imediatamente recuou.

Ao perceber a chegada do pequeno grupo de três pessoas,  um tigre se levantou e começou a se aproximar lentamente do grupo como se tivesse os estudando. Ao mesmo tempo liberava seu poder e sua pressão sufocante. O felino era forte, muito robusto, chegando facilmente a dois metros de altura por três e meio de extensão. Sua cabeça era redonda com uma pequena juba natural, olhos azulados, presas brancas que escapavam de sua boca e grandes garras reluzentes. Sua força estava próxima de atingir o estágio espiritual e ele parecia ter um bom controle sobre suas habilidades haja vista que, onde quer que pisasse, jamais surgiam pegadas.

Lianjie suspirou profundamente e sacou sua guan dao. "Preparem-se... Ele parece ser forte!" Imediatamente depois Qiangjue ergueu seus punhos e uma energia densa e dourada os envolveu, já Shi Xue brandiu sua lança e suspirou profundamente. "Somos três contra um, estamos em vantagem." Respondeu Qiangjue.

“Grr… Humanos, grr… Fracos!” Foi então que algo surpreendente aconteceu. As palavras do animal soaram em seus ouvidos como palavras humanas, isso fez com que sua expressão mudasse instantaneamente.

"Você consegue me... Entender?!" Lianjie arregalou os olhos e decidiu perguntar.

"Grr... Como é possível? Grr..."


Por General Xin | 27/09/18 às 01:38 | Ação, Aventura, Fantasia, Artes Marciais, Sobrenatural, Xianxia, Romance, Brasileira, Magia, Poder, Maduro, Drama