CAPÍTULOS
OPÇÕES
Cor de Fundo
CONTROLE DE FONTE
HOME INDEX
Capítulo 15 - Cutucando a colmeia com uma agulha

Deus Imperador dos Taos (DIT)

Capítulo 15 - Cutucando a colmeia com uma agulha

Autor: General Xin

“Sim, eu estou morto de fome. Aquele gorila maldito me abriu o apetite.” Yan então retirou de seu anel espacial um peito suíno, uma grande panela wok, temperos, um pequeno vidro com gordura e cerveja preta. Ele também pegou lenhas e, do lado de fora do mausoléu, fez uma fogueira.

“Você me surpreende… Herbalista e também cozinheiro?” Lianjie olhava com preocupação. “Espero que o gosto não seja nada parecido com aquela pasta de ervas.” Completou Lianjie.

Liu Yan sorriu. “Não é, pode ficar tranquilo.”

Quando a brasa finalmente estava pronta, sacou de seu anel espiritual uma faca debabocho e cortou o peito em pequenos cubos. Em seguida, picou pimenta, gengibre e cebolinha. Liu Yan despejou sobre a panela uma gordura de cor clara e deixou-a escurecer um pouco. Posteriormente, jogou o peito fatiado em cubos até estes dourarem e colocou pimenta e gengibre. Quando o peito começou a soltar água, despejou meio litro de cerveja preta. Após esta evaporar, pôs cebolinha sobre a carne.

Estava pronto.

O aroma advindo da panela era inebriante. Lianjie, só de olhar, babava com ânsia de provar aquela comida. A carne, em uma cor escura em razão do uso de cerveja, brilhava. Era um mistura de cores agradáveis aos olhos: o vermelho da pimenta, o verde da cebolinha, a cor caramelada do gengibre e o porco de em tom escuro.

“Está pronto.” Liu Yan abriu um sorriso e deu para Lianjie um par de hashis.

Sem sequer se dar ao trabalho de esperar, Lianjie pegou um pouco da carne e levou-a à boca. Uma explosão de sabores ocorreu. O doce do gengibre, o sabor picante da pimenta, o amargor da cerveja e a carne de gosto forte se combinaram perfeitamente. Era como uma sinfonia sobre sua língua.

“Meu deus! Eu nunca comi nada igual!” Lianjie devorava a comida com uma voracidade sem igual.

“Então… Bom proveito!” Liu Yan juntou as palmas da mão como em um ato de reza e agradeceu aos céus pela comida. Logo depois avançou sobre a comida tal como seu amigo.

Em questão de minutos a panela estava limpa.

“Ahhhhhh… Eu nunca comi tanto… Irmão Yan, você é um cozinheiro excelente!” Lianjie elogiou o amigo com dificuldade, pois sua barriga estava tão grande que impedia-o de respirar normalmente.

“Obrigado, irmão Lianjie! Eu aprendi com meu avô. Não há nada que ele ame mais que bebida e comida. Um dia ele resolveu juntar os dois e descobriu os benefícios de usar bebidas na cozinha. A melhor parte é que o álcool evapora e nós não ficamos bêbados.” Liu Yan cruzou os braços e um ar de orgulho surgiu ao seu redor.

“Você é verdadeiramente um talento.” Lianjie deu dois tapas no ombro do pequeno garoto.

“Hahahaha… É só um hobby!” Yan cruzou os braços em uma postura orgulhosa. Seu nariz estava tão empinado que possivelmente poderia ser capaz de cutucar as nuvens!

Os minutos se passaram e, ao redor da fogueira, os dois jogavam conversa fora.

De repente, no horizonte surgiram luzes e as vibrações percorriam o solo. Imediatamente Thadra gritou. “Garoto, tem alguém vindo.”

Lianjie e Yan se levantaram. Eles se entreolharam receosos.

Lentamente, as luzes se aproximaram e eles puderam enxergar doze homens montados sobre cavalos e carregando tochas. Lianjie cerrou os dentes. Afinal, ele poderia escapar utilizando seus Sete Passos do Relâmpago, no entanto Yan ficaria para trás e isso, para ele, era impensável.


“Não há o que fazer, irmão Yan… Vamos esperá-los.” Lianjie pegou seu ovo e guardou-o em seu anel espiritual.

Liu Yan suspirou profundamente e assentiu positivamente.

Num piscar de olhos os homens cercaram o mausoléu. Montados em altos cavalos esguios de pelagem negra, os homens encaravam ambos.

“Como vocês passaram pelo vento?” Um homem careca com um pedaço do maxilar faltando encarou Lianjie. Ele vestia uma armadura de couro similar a uma armadura mongol.

“Nós viemos para cá após a nevasca passar.” Lianjie respondeu friamente.

“Mentira! A área na qual esse vento agia se espalha por quilômetros. Não importa como, vocês não chegariam aqui antes de nós. Nós vimos o cadáver da fera lá atrás, foi morta recentemente e coincidentemente suas roupas estão em trapilhos.” O homem apontou para Liu Yan. “Vocês devem ter pego algo de dentro deste mausoléu que desativou a nevasca. Além do mais, deve ter mais alguém com vocês.”

“Meia Face, eles devem ter algum tesouro.” Um homem magro e alto de aparência horripilante falou. Ele não possuía armadura, somente vestia uma grossa saia de couro sobre calças de couro e um par de botas grosseiramente costuradas. De nariz pontiagudo e com longos cabelos somente nas laterais da cabeça.

“Cara de Águia, você e os outros vasculhem todo esse mausoléu.” O homem conhecido como Meia Face ergueu as mãos apontando para dentro do mausoléu. Em seguida, os homens entraram em busca de tesouro.

“Não tem nada aqui, Meia Face… Eles devem ter pego tudo.” Um anão gritou de dentro do mausoléu. Com cara deformada e cabelos vermelhos, sua aparência era a de um pequeno demônio. Usava uma couraça infantil e possuía duas adagas na cintura.

“Diabo Vermelho, bom trabalho.” Meia Face desceu de seu cavalo e caminhou em direção a Lianjie e estendeu sua mão. “Eu vi que vocês dois possuem anéis espaciais, entreguem e vão embora.”

Lianjie rangeu os dentes e cerrou os punhos. Liu Yan que observou a reação do amigo, olhou ao redor preparando-se para o pior cenário: luta.

“Não posso… É propriedade da minha escola.” Lianjie fitou o homem intensamente.

Neste momento Cara de Águia soltou uma sonora gargalhada. “Você ouviu isso, Meia Face? É propriedade da escola dele!”

Meia Face abriu um sorriso maléfico. “Se eu mandei entregar, entreguem-me.”

Desta vez, Liu Yan tomou a dianteira. “Nem fodendo!” Em seguida, retirou seu martelo. Rapidamente pedras cobriram-no e ele voltou à sua forma de batedor de carne. Por sua vez, Lianjie pegou sua guan dao e sua lâmina entrou em combustão.

Meia Face e os outros homens riram alto. “Nós vamos torturar e estripar vocês!” Meia Face sacou dois sabres e lambeu uma das lâminas. Em seguida avançou contra Yan.

Liu Yan se transformou em um gigante e lançou uma martelada contra Meia Face que defendeu, mas foi arremessado dez metros para longe.

Lianjie, por sua vez, tomou a iniciativa e avançou sobre Cara de Águia e tentou estocá-lo com sua guan dao. Cara de Águia se esquivou para trás e chutou a lateral da lâmina. Entretanto, ele não esperava que a arma fosse tão dura. O balanço de Lianjie sequer havia sido afetado. Já seu pé direito… Estava quebrado!

Os outros homens congelaram nos seus lugares. Eles estavam com medo!

“Como um adolescente pode levantar isso!” Cara de Águia estava aterrorizado.

Todavia, seu terror se agravou. Seu equilíbrio havia sido afetado e Lianjie se preparava para o próximo golpe.

Mergulho do Grou Flamejante!” A guan dao de Lianjie desceu os céus no sentido vertical sobre Cara de Águia que estava dominado pelo medo.


Porém no último momento um anão surgiu em sua frente. O anão quebrou um talismã em seu pescoço e um escudo surgiu a sua frente, impedindo a morte de Cara de Águia.

“Diabo Vermelho, obrigado!”

Após o golpe de Lianjie, o talismã quebrou e o escudo sumiu.

“Hm… Um artefato mágico…” Lianjie lambeu os lábios. “Eu imagino que vocês tenham bem mais de onde saiu esse.”

Ele riu maliciosamente e em tom sombrio começou a falar. “E eu vou pegá-los.”

Por General Xin | 27/12/17 às 01:08 | Ação, Aventura, Fantasia, Artes Marciais, Sobrenatural, Xianxia, Romance, Brasileira, Magia, Poder, Maduro, Drama