CAPÍTULOS
OPÇÕES
Cor de Fundo
CONTROLE DE FONTE
HOME INDEX
Capítulo 50 - Uma mulher de alabarda possui um dragão na coleira

Deus Imperador dos Taos (DIT)

Capítulo 50 - Uma mulher de alabarda possui um dragão na coleira

Autor: General Xin

A residência estudantil de Tianmu e Binbin era consideravelmente grande. Talvez por serem os únicos estudantes a morarem juntos ou talvez por serem discípulos diretos do diretor tivessem esse direito. Lianjie não sabia dizer, mas, sem dúvidas, era um lugar maior que sua casa e mais luxuoso.

Logo após ele e Tianmu entrarem, Binbin, que estava espiando por detrás de uma parede, surgiu.

“Lianjie ge?” Binbin arqueou a sobrancelha. “Vocês não estavam brigando?”

“Eu estava um pouco enfurecido e acabei descontando em vocês, admito. Não consigo progredir nas técnicas que Mi laoshi me passou e isso me frustra... Além disso... Eu já havia pedido para não tocar aquela flauta, as memórias da mamãe reavivam na minha cabeça quando te vejo com essa flauta...” Tianmu baixou a cabeça e se dirigiu até Binbin. Em seguida, lhe entregou a flauta e continuou: “Nossa mãe deixou-a para você. Eu não tenho o direito de tomá-la, mas só peço que me respeite. Eu não estou preparado ainda.”

Binbin recuperou sua flauta e seus olhos brilharam. Tianmu falou novamente: “Agradeça ao Lianjie.”

“Obrigado, Lianjie ge!” Binbin correu e abraçou-o.

“Não foi nada!” Respondeu Lianjie enquanto ria timidamente.

Em seguida, a garota virou-se para seu irmão e perguntou: “Por que você trouxe Lianjie ge aqui?”  

“Eu percebi que ele pode ser útil.” Respondeu Tianmu.

“Útil? Eu pensei que você e eu havíamos ficado amigos.” Lianjie inclinou a cabeça e franziu a testa em desaprovação.

“Desculpe, não posso ter amigos. É o caminho que escolhi, porém não posso privar minha irmã disso. Além do mais... Binbin, mostre sua arma.” Tianmu cruzou os braços e ordenou à irmã.

“Por qu-...” Questionou Binbin, mas antes que pudesse terminar, fora interrompida.

“Faça.” Tianmu reiterou.

“Tá bem...” Binbin ergueu sua mão e nela surgiu uma arma. Uma longa alabarda de lâmina larga. Seu bastão era negro com desenhos de dragões brancos e nuvens douradas. Próxima a lâmina havia uma crina branca. Lianjie arregalou os olhos, pois o design desta alabarda era muito conhecido por ele. Binbin era uma usuária de guan dao!

“Uma guan dao!” Exclamou Lianjie surpreso.

“Sim, nossa família era famosa por duas coisas: homens usuários das espadas gigantes long luo e mulheres usuárias de guan dao.” Explicou Tianmu.

N/A: 龙落 - Declínio/Queda do Dragão. É um estilo de arma que inventei, mas imaginem a zanbato mais fina e com uma argola na ponta da empunhadura. Essa é a arma que imaginei.

“Incrível!” Lianjie estava empolgado. Era a primeira vez que ele havia visto uma pessoa que fizesse uso da mesma arma que ele. Ele achava que elas eram extremamente impopulares neste reino.

“Como você já deve ter imaginado... Como você maneja a mesma arma de Binbin e é consideravelmente experiente utilizando-a eu pensei em fazer Binbin treinar com você. Não se preocupe, em questão de talento Binbin é superior a mim, ela é naturalmente dotada no manuseio de Guan Dao. Se você quiser experimentar um sparring com ela, vá em frente. Garanto que ela não decepcionará.” Falou Tianmu sorridente.

“Você se importaria?” Perguntou Lianjie.

“Não, Lianjie ge! Eu sempre treino sozinha, acho que assim seria mais legal!” Binbin estava extremamente contente e empolgada.

“Ótimo. Binbin, leve ele para o pátio, vocês podem treinar lá. Lianjie, peço para que adeque sua força para o estágio elementar, assim você evitará que Binbin se machuque.” Disse Tianmu.

“Ok, mas antes eu preciso me acostumar com meu novo poder. Vocês se importam se eu meditar um pouco?” Perguntou Lianjie.

“Obviamente não, vá em frente. Binbin, enquanto isso treine sozinha. Eu vou meditar isolado.” Tianmu se despediu e rumou para um cômodo distante.

Binbin conduziu Lianjie até o pátio e este sentou-se sob a sombra de uma casuarina. Enquanto isso, Binbin treinava sozinha em um canto afastado.

Lentamente Lianjie entrou em um profundo estado de meditação. Ele circulava todo o seu chi por todos os seus meridianos a passos rápidos. Um ciclo... Dois ciclos... Três ciclos... Cada ciclo completado mais o corpo de Lianjie se acostumava com seu novo poder e consolidava suas fundações previamente instáveis pelo avanço entre estágios.

Trinta minutos depois.

Creck. Creck. Creck.

Os ossos de Lianjie estalavam, seus músculos contraíam e relaxavam sem parar e seus tendões explodiam repletos de energia.

Lentamente, uma aura bicolor na cor branca e negra começaram a surgir dos poros de Lianjie. Essa aura tornava-se cada vez mais densa e se expandia. Instantes depois, era impossível enxergar Lianjie dentro da aura, pois ela havia se tornado tão densa que era como se uma esfera de fumaça tivesse engolido-o.

Binbin, que estava treinando, parou subitamente e começou a observá-lo. Após a aura expandir o bastante, ela começou a se retrair e condensar, perdendo volume. No final, ela retornou ao corpo de Lianjie e um barulho similar à água sobre uma superfície muito quente surgiu.

Tsssssss.

Fumaça saía de Lianjie, assim como uma secreção escura que lembrava tinta preta diluída em muita água.

Lianjie abriu os olhos e levantou-se, agora ele podia sentir a totalidade de seu novo poder! Ele se pôs na postura do cavaleiro e aplicou um soco.

Woosh.

Seu soco era tão forte que provocava leves correntes de ar!

Binbin foi cumprimentá-lo pelo seu avanço, porém ao chegar perto do garoto sentiu um odor similar à fezes. Obviamente isso ocorria pela eliminação das impurezas do corpo que possuem um cheiro pútrido. Durante seu primeiro avanço, Lianjie não possuía muitas impurezas em seu corpo, pois era recém reformado. Todavia, após o episódio do Culto de Sishen, haviam muito mais impurezas em seu corpo.

Imediatamente ela tapou suas narinas e falou: “Lianjie, você tá cheirando a cocô...”

“Ah, desculpe! Onde posso tomar banho? Eu tenho mudas de roupa em meu anel espacial.” Perguntou Lianjie.

Binbin apontou para um cômodo e falou: “Lá tem banheira. Eu espero você aqui.”

Lianjie foi até o banheiro e se impressionou, pois era absolutamente oposto ao padrão da casa. Era extremamente simples, com somente o necessário e, em seu centro, uma banheira de madeira. Ele despiu-se, banhou-se rapidamente, eliminando todo resquício da substância fétida, e vestiu uma muda de roupas novas. As suas outras roupas ele guardou em uma sacola e armazenou em seu anel.

Depois de se banhar, voltou ao pátio para finalmente treinar com Binbin.

“Você está pronta?” Perguntou Lianjie.

“Sim! Sim! Muito pronta!” Binbin respondeu sorridente.

“Então vamos lá!” A majestosa guan dao de Lianjie surgiu em suas mãos. Sua força agora permitia que ele a empunhasse com demasiada facilidade. Ele mal sentia o peso de sua arma.

“Uhul!” Binbin brandiu sua alabarda e avançou em seguida.

Lianjie adequou sua força e fez o mesmo.

O primeiro movimento de Binbin foi uma estocada. No entanto, ela não segurou sua guan dao, mas sim soltou-a e deixou ela viajar pela sua mão. Segurando-a somente pelo final do bastão. A força da estocada arrastou Binbin em um movimento de investida.

Lianjie arregalou os olhos, era um movimento estranho, mas inteligente. Invés de tentar defender, ele tentou agarrar a arma de Binbin. Entretanto, antes que pudesse fazer isso, Binbin a-fez se inclinar para o alto mexendo sua mão para baixo e, logo após isso, colocou a outra mão no bastão dela e aplicou um corte vertical.

Lianjie que já estava dentro da área do golpe usou a lâmina da sua guan dao como um taco e golpeou a lateral da lâmina de Binbin, fazendo-a girar.

Binbin sorriu, aproveitou a força centrífuga e deixou seu corpo girar ao mesmo tempo que tentava aplicar uma rasteira em Lianjie. Este imediatamente pulou. Todavia, Binbin já havia outro movimento engatilhado: outra tentativa de estocada.

Depois da rasteira Binbin tentou golpear Lianjie com sua alabarda vindo por baixo. Ainda no ar, Lianjie chutou a lateral da arma e interrompeu o golpe de Binbin. Após isso recuou.

“Você tá de brincadeira? Porque você mesma não deu uma lição em Tong Ye?” Perguntou Lianjie incrédulo com a habilidade da garota.

“Tianmu Ge falou que não posso machucar ninguém e só posso demonstrar minhas habilidades em casos extremos.” Respondeu Binbin.

“Entendi... Bom, eu não vou pegar leve então!” Lianjie avançou novamente.

Binbin não respondeu com palavras, mas sim com mais outro golpe. Ela realizou um golpe circular, girando o corpo enquanto empunhava sua guan dao. Lianjie se inclinou para trás e utilizou sua arma como apoio.

Ao ver que Lianjie havia se esquivado, Binbin tentou golpear seu pé com o bastão da alabarda. Lianjie pisou sobre o bastão e correu sobre a extensão da arma surgindo acima de Binbin. No momento seguinte, golpeou-a no ar com um corte vertical.

Binbin soltou a alabarda, girou para o lado e deu um passo para trás em seguida, ficando atrás de Lianjie. Ela então chutou sua bunda, empurrando-o para frente e distanciando-o de sua guan dao; que agora se encontrava no chão.

Ela pisou na ponta do bastão e sua alabarda ergue-se em direção a sua mão. Ela encarou Lianjie e gesticulou com a mão para que ele viesse.

Lianjie balançou a cabeça, suspirou e atacou novamente. Com uma mão no final do bastão e outra no centro, ele utilizava a mão no fim do bastão para estocar e retrair sua arma. Já a mão do centro tinha o único papel de alterar o ângulo dos golpes.

Binbin segurou sua guan dao na horizontal para se defender. Quando o primeiro golpe de Lianjie veio ela deixou-o passar e ergueu suas mãos enquanto segurava sua arma, fazendo a guan dao de Lianjie subir. Em seguida, ela curvou o corpo para esquerda para se livrar da arma de Lianjie e, na sequencia, girou o corpo e tentou uma ofensiva.

Lianjie, que agora possuía uma grande abertura, abriu um espacate para esquivar-se. Logo depois arrastou a sua alabarda em direção às pernas de Binbin para derrubá-la.

Dessa vez ele havia sido mais rápido.

Thump.

Binbin caiu sentada. Imediatamente ela tentou se levantar, mas Lianjie já estava com a ponta da guan dao apontada para ela.

“Você perdeu.” Disse Lianjie.

“Sim! Vamos de novo!” Respondeu Binbin radiante.

E assim as horas lentamente passaram.

Por General Xin | 03/01/18 às 01:22 | Ação, Aventura, Fantasia, Artes Marciais, Sobrenatural, Xianxia, Romance, Brasileira, Magia, Poder, Maduro, Drama