CAPÍTULOS
OPÇÕES
Cor de Fundo
CONTROLE DE FONTE
HOME INDEX
Capítulo 55 - Uma beleza ímpar

Deus Imperador dos Taos (DIT)

Capítulo 55 - Uma beleza ímpar

Autor: General Xin

Deitado em uma cama de grandes proporções, Lianjie roncava alto enquanto perdia-se em sonhos diversos. Em razão do seu treino árduo, seu corpo fatigado tinha entrado em um estado de sono profundo. Neste momento, poucas coisas acordariam Lianjie.

Em seu sonho, ele estava no meio de uma grande batalha em um vale rodeado por colossais montanhas vermelhas que tocavam o céu. A sua volta, haviam incontáveis guerreiros, inimigos e aliados, guerreando e, no alto de um barco voador dourado sobre suas cabeças, havia um homem forte e alto, de curtos cabelos grisalhos. Seu maxilar quadrado, olhos redondos, profundos e azuis não eram traços naturais de sua terra, ele era um dos Homens do Ocidente. Usava roupas brancas, um casaco comprido, calças e botas negras com detalhes em azul marinho, um chapéu do tipo quepe na cor preta e na sua cintura uma rapieira de prata.

Lianjie jamais o havia visto, mas sabia seu nome: Agu. Ele era o general das Tropas de Avanço Ocidentais.

O garoto o encarava e sabia, em seu coração, que ele era um inimigo. O pior deles! Ele era o vilão principal desta batalha horrenda.

“Você está pronto para morrer?” Disse o homem com um tom arrogante. Contudo, suas palavras não faziam sentido para Lianjie, pois não era o mesmo idioma que ele estava habituado.

“Meu deus! Que maldito!” Gritou um soldado aliado próximo a Lianjie.

“Você entende a língua dele?” Perguntou Lianjie.

“Não, mas acho que é algo grave!” Respondeu o homem, sem sequer olhar para Lianjie. Ele encarava o estrangeiro com raiva, mesmo não sabendo o que ele havia dito.

“Ele falou que sua mãe é uma porca, Grande General Lianjie!” Respondeu outro soldado.

“Minha mãe é uma porca? Ora seu imbecil! Eu vou te matar!” Gritou Lianjie.

Em seguida, duas espadas surgiram em suas mãos. Elas eram vermelha e roxa e emanavam um terrível poder. Com elas em mãos, Lianjie voou em direção ao seu inimigo mór.

Em solo, os dois homens conversavam: “Você entende a língua dele?”

“Não, mas eu pude ler as palavras de seu coração.” Respondeu um dos homens enquanto cerrava os olhos e olhava com desprezo o seu inimigo.

“Estamos fadados à batalha, garoto! Morra!” Gritou Agu, furioso. Após isso, ele pulou de seu barco e voou de encontro a Lianjie.

Lianjie acumulou o máximo de energia que pôde em suas espadas e lançou um golpe contra o homem; que também fez o mesmo com sua rapieira. Quando as três armas se encontraram, uma explosão ocorreu nos céus e cada um deles foi arremessado para uma direção.

Ao cair no chão, Lianjie averiguou seu estado e se preocupou: com uma só troca de golpes ele já havia perdido ambas as pernas e braços! Ele cerrou os dentes e suspirou profundamente.

“Eu sou Yu Lianjie e não temerei a morte!” Sussurrou ele a si mesmo.

Thump.

Foi então que seu inimigo pousou a sua frente… Intacto!

“É seu fim, garoto!” Disse Agu em um idioma ininteligível.

“Nessa vida ou na outra… Eu te matarei, Agu!” Gritou Lianjie enfurecido.

Agu sequer respondeu, ele somente abriu um malévolo sorriso e se aproximou lentamente. Enquanto se aproximava, ele desabotoava seu casaco revelando aos poucos seu peitoral. Conforme avançava, Lianjie se preocupava mais com o que este tenebroso inimigo faria.

Foi então que, quando estava a um metro de distância de Lianjie, Agu removeu seu casaco e revelou algo absurdo: ele possuía um par de belos e redondos peitos.

“Que caralho!” Disse Lianjie perplexo.

Agu sorriu e se jogou em cima de Lianjie, que se contorcia desesperadamente. Lianjie acordou.

“Você se mexe de mais! Eu quero dormir!” Uma voz feminina surgiu ao seu lado.

Foi então que Lianjie pôde perceber que Shi Xue estava abraçada nele e seus seios estavam pressionados contra o garoto. Esse era o motivo do descaminho de seu sonho de luta.

“Eu tive um pesadelo… Desculpe!” Respondeu Lianjie, corado, enquanto tentava se desvencilhar de Shi Xue. Afinal, era a primeira vez que uma garota estava tão perto dele e também a primeira vez que dividia cama com alguém do sexo feminino.

“Ah, eu ouvi… O homem com peitos. Não é?” Respondeu Shi Xue de olhos fechados.

“Sim, o homem com peit-... Peraí… Como você sabe disso?” Perguntou Lianjie.

“Você estava pedindo socorro e para que não deixassem o homem com peitos abusar de você. Olhe… Eu realmente quis ajudar, mas não sei como entrar nos sonhos de algu-...” Shi Xue foi interrompida pela mão de Lianjie em sua boca. Ele estava completamente vermelho.

“Shhhh! Finge que isso jamais aconteceu. Ok?” Disse Lianjie.

“Ok, ok, agora me deixa dormir…” Respondeu Shi Xue, virando-se para o outro lado da cama.

“Não! Por culpa sua eu acordei, vá treinar!” Falou Lianjie enquanto sacudia a garota.

“Ah! Você é muito chato! Me faz comida primeiro! Eu estou com fome!” Shi Xue se virou enfurecidamente e respondeu. Suas sobrancelhas estavam curvadas em V, mas mesmo com uma expressão furiosa ela ainda era bonita.

“Eu não sei cozinhar! E eu não sou sua babá, você não falou que era adolescente?” Respondeu Lianjie de braços cruzados e virando o rosto para a garota.

“Você é um inútil… Me acorda e não me dá nem o que comer…” Respondeu Shi Xue.

“Você é do mesmo tamanho que eu! Eu não sou seu empregado. E outra… Por que você está na minha cama?” Lianjie colocou os pés sobre o abdômen de Shi Xue e começou a empurrá-la para fora da cama. “Saia! Saia! Saia!”

“Só tem uma cama nesse lugar… Onde mais eu iria dormir? No chão? Durma você! E pare de me empurrar!” Gritou Shi Xue. Em seguida uma bola de neve surgiu em suas mãos e ela arremessou-a em Lianjie.

Pof.

A bola de neve o acertou em cheio, fazendo-o cair da cama.

“Sua! Você acha que é a única que utiliza o tao do gelo?” Lianjie se levantou do chão com a cara cheia de neve e os cabelos parcialmente brancos. No momento seguinte, ele juntou as duas mãos, fez uma bola de neve de dez centímetros de diâmetro e jogou em Shi Xue, também arremessando-a para fora da cama.

No chão, Shi Xue começou a rir. Em seguida, ela levantou-se e arremessou diversas bolas de neve em Lianjie.

Lianjie se esquivou de todas e fez, novamente, uma grande bola de neve. Com um sorriso maligno no rosto, ele a arremessou. Contudo, Shi Xue se esquivou e a bola foi de encontra a janela.

Naquele exato momento, uma cabeça surge na janela.

Pof.

O indivíduo na janela de Lianjie havia sido acertado pela violenta bola de neve e caído do segundo andar.

“Ai!” Gritou a pessoa.

“Yan? Shi Xue, espere aqui.” Lianjie arqueou a sobrancelha. Em seguida, desceu até seu pátio, onde Yan estava estirado com o rosto repleto de neve.

“Qual é o seu problema, irmão Lianjie?” Perguntou Yan, enquanto sentava-se e limpava sua face.

“Eu que te pergunto! Por que você tentou entrar pela janela? Você não sabe que eu tenho porta?” Respondeu Lianjie de braços cruzados.

“Eu estou há alguns minutos batendo na sua porta. Quando eu ouvi os barulhos vindo do segundo andar decidi escalar porque achei que você só não estava ouvindo. Mas você até jogou uma bola de neve em mim!” Esbravejou Yan.

“Não foi culpa minha! Foi culpa da Shi Xue!” Respondeu Lianjie, estendendo a mão para seu amigo.

“Eu não estou em condições de pegadinhas, irmão Lianjie. Eu recebi uma carta de meu avô e estou preocupado.” Falou Yan, cabisbaixo.

Percebendo o tom de voz triste de Yan, Lianjie deu dois leves tapas em seu ombro e falou: “O que houve? Você pode contar comigo.”

“Posso entrar?” Perguntou Yan.

“Ah, claro!” Lianjie tomou a dianteira e abriu a porta, convidando seu amigo para entrar.

Snif. Snif.

Quando Yan cruzou a porta, pôde sentir uma leve fragrância de jasmin por toda a casa de Lianjie. “Que cheiro é esse, irmão Lianjie?” Perguntou o garoto, pois em todas as vezes que havia estado na casa de Lianjie, nenhuma havia este perfume.

“Então… É complicado de explicar… Shi Xue! Desça aqui.” Gritou Lianjie.

Os olhos de Yan fixaram-se na direção da escada. Ele estava curioso com o que poderia ter acontecido. De repente, algo começa a surgir: era uma figura feminina. Pouco a pouco suas características eram reveladas: pele branca, longas pernas, corpo esbelto, cintura bem definida, busto considerável, mãos e pés delicados, cabelos brancos, olhos em tom perolado, rosto fino, nariz um pouco empinado e uma beleza absurda.

Sem perceber, seu queixo estava no chão. Ele alternava os olhares para Lianjie e Shi Xue como quem diz “é sério, cara?”

“Olá, irmão Yan! Eu sou a Shi Xue, obrigado pelo nome.” Shi Xue se aproximou e curvou-se levemente em reverência a Yan.

No momento em que Shi Xue se aproximou dele, Yan pode ver algo além da beleza da garota. Ela era maior que ele! Até Shi Xue era maior que ele!

Por dentro, Yan sentia-se derrotado. “O prazer é meu!” Disse Yan, reverenciando-a da mesma forma.

Toc. Toc. Toc.

“Yuanjia! Só pode!” Falou Yan.

Lianjie foi até a porta e abriu-a. Yuanjia sequer esperou. Em instantes ele já havia invadido a casa de seu amigo e falava sem parar. “Irmão Lianjie! Finalmente eu consegui! Esta manhã eu consumi todas as pílulas que tinha e consegui! Eu atingi o estágio profun-...”

Os olhos de Yuanjia pararam sobre uma linda garota de cabelos brancos. Sua fala incessante deu lugar a uma única expressão: “Meu deus!”


Por General Xin | 11/01/18 às 16:08 | Ação, Aventura, Fantasia, Artes Marciais, Sobrenatural, Xianxia, Romance, Brasileira, Magia, Poder, Maduro, Drama