CAPÍTULOS
OPÇÕES
Cor de Fundo
CONTROLE DE FONTE
HOME INDEX
Capítulo 57 - Unilateral

Deus Imperador dos Taos (DIT)

Capítulo 57 - Unilateral

Autor: General Xin

“Eu posso ir?” Shi Xue perguntou empolgada.

“Para isso você deve passar no exame da escola porque uma vez que você deixe a escola, a formação só vai permitir que você entre novamente ou com estandarte ou com autorização do diretor Mi.” Respondeu Lianjie.

“Claro! Eu irei passar!” Exclamou Shi Xue. Ela abraçou Lianjie e continuou: “Obrigada!”

Yuanjia e Yan se entreolharam e riram discretamente, pois Lianjie não esperava tal reação, ficando um pouco corado. Ao perceber que seus amigos estavam rindo dele ele deu um tapa na cabeça de cada um.

“De nada, agora vá treinar.” Disse Lianjie, apontando para a porta.

“Sim!” Shi Xue respondeu e assentiu com a cabeça.

Em seguida, a garota deixou a parte interna da casa e rumou para o pátio.

“Yuanjia, Yan, vocês ainda possuem dinheiro?” Perguntou Lianjie.

“Sim, muito!” Respondeu Yuanjia.

“Eu enviei uma parte para meu vilarejo, mas ainda possuo uma boa quantia.” Disse Yan.

“Se queremos progredir rápido preciremos utilizar todo nosso dinheiro com sabedoria. Eu precisarei de ingredientes para fabricação de remédios e no futuro poderemos fazer investimentos em outras áreas. Eu tentarei pensar em coisas que nos deem um bom retorno financeiro.” Falou Lianjie.

“Certo!” Responderam Yan e Yuanjia em uníssono.

“Agora eu irei treinar. Voltem às suas rotinas.” Em seguida, Lianjie se despediu de seus companheiros e foi acompanhar Shi Xue em seu treino. Yan e Yuanjia foram embora logo após.

Sob a sombra de uma árvore, a garota estava em posição de meditação cultivando. Lianjie sentou-se ao lado dela e também fez o mesmo, mas invés de cultivar ele foi para outro lugar.

Às profundezas de sua consciência.

Sobre um lago sem ondulações, Lianjie surgiu. A sua volta não havia nada a não ser escuridão e uma ilha levemente iluminada. Ela possuía uma verdejante vegetação e lá haviam dois tigres dormindo.

Conforme Lianjie se aproximava da ilha, os tigres abriam seus olhos. Quando ele colocou o pé em seu solo, um grande tigre branco veio saudá-lo.

“Já faz algum tempo, Lianjie. Pensei que estava me negligenciando.” Disse Baifang.

“Não, jamais. Somos um agora. Eu só estive muito ocupado.” Respondeu Lianjie.

“Somente a batalha ocupa tempo, seu humano fedido.” Respondeu Heifang, deitado. Essa era a primeira vez que ele havia falado.

“Oh! Você fala! Pensei que só soubesse rugir por aí.” Disse Lianjie.

Roar.

Heifang se levantou e tentou atacar Lianjia, porém foi impedido por Baifang; que entrou em sua frente.

“Você é patético, Baifang. Se aliando com um humano covarde! Nós somos feras! Fomos feitos para ser livres, não meros servos. Você nos envergonha! Onde está seu orgulho?” Baifang estava bravo, ele mostrava suas presas em descontentamento.

“Eu não sou covarde!” Respondeu Lianjie.

“Tsc.” Heifang deu as costas e se deitou novamente.

“O que você veio fazer aqui?” Perguntou Baifang.

“Eu vim pedir ajuda. Dos dois.” Disse Lianjie, se curvando em seguida.

“Desista.” Disse Heifang.

“Heifang…” Baifang encarou seu irmão e sacudiu a cabeça.

“Não vou cooperar com ele. Nem tente.” Falou Heifang fechando os olhos.

“Eu não sei ao certo as proporções do que acontecerá, mas sei que eu preciso estar preparado e qualquer poder será bem vindo. Eu preciso de vocês dois.” Disse Lianjie enquanto se aproximava de Heifang.

“Saia daqui!” Heifang se levantou novamente e desferiu uma patada contra a cabeça de Lianjie.

Porém antes que ela o atingisse, Baifang lhe deu um coice e empurrou-o, alterando a trajetória do golpe.

“Desista por enquanto! Vá embora, Lianjie!” Gritou Baifang.

Heifang recuperou o balanço e avançou sobre Baifang lhe dando uma patada no rosto e tentando morder seu pescoço. “Seu imundo, como se atreve!”

Lianjie mais que ligeiro voltou a si e abriu os olhos. Em seguida suspirou profundamente enquanto sacudia a cabeça.

“É… Por enquanto Heifang é carta fora do baralho…” Lianjie sussurrou.

“Problemas garoto?” Perguntou Thadra.

“Sim, estou tendo dificuldades em submeter a porção selvagem de minha consciência.” Lianjie esbravejou.

“É que você ainda não está preparado, garoto. No futuro você poderá tentar de novo. Afinal, é a selvageria de um deus animal, você não está lidando com pouca coisa. Concentre-se no seu treino, por enquanto.” Respondeu Thadra.

“Entendo… Ah! Thadra! Eu tenho algo em mente e preciso da sua ajuda.” Lianjie estava com um olhar estranho.

“Diga.” Falou Thadra, de forma seca.

“Eu preciso de dinheiro. Você, por acaso, se recorda de algo de outros mundos que eu poderia utilizar aqui para ganhar dinheiro?” Perguntou Lianjie, com seus olhos brilhando em ganância.

“Acredito que sim, me dê um tempo e eu verei o que podemos fazer.” Falou Thadra. Em seguida ele sumiu como fumaça dissipando-se.

“Não me disse nem adeus…” Murmurou Lianjie.

Logo após isso, Lianjie retornou à sua rotina de treino. Ele cultivou por algumas horas ao lado de Shi Xue e depois começou a treinar suas artes marciais com a guan dao e algumas de suas técnicas. Sua técnica de movimentação havia tido grandes avanços, assim como seus punhos da sombra.

E assim a manhã se passou.

Após seu treino, ele e Shi Xue almoçaram, ele pediu para ela que continuasse treinando diligentemente e depois rumou para sua aula.

Seu desempenho excelente nas aulas de alquimia o promoveram para um status de aluno promessa, assim como alguns poucos. Diversos colegas passaram a admirá-lo, assim como a invejá-lo. Contudo, Lianjie não podia se importar menos, pois suas escolhas eram em prol de algo maior: poder. E, agora, poder em um curto período de tempo.

Eram poucas as vezes em que ele participava da aula, mas sempre que acontecia ele não deixava dúvidas do porquê de seu status. O professor Sheng até mesmo sentia-se confortável de debater sobre questões alquímicas com ele!

Por sempre conhecer de antemão o conteúdo ministrado pelo seu professor, Lianjie passava a maior parte das aulas terminando mais e mais leituras que havia retirado da biblioteca. Sua habilidade sapiência avançada permitia que ele memorizasse muito mais coisas que uma pessoa comum e compreendesse conteúdos considerados complexo com maior facilidade.

E isto parecia aumentar a cada estágio atingido. Agora, no estágio profundo, seus olhos rolavam rapidamente pelas linhas de um livro em sua mão. Ele não perdia uma palavra sequer.

Paf.

Uma régua colidiu contra o quadro e tirou seu foco da leitura.

“Prestem atenção todos! A Associação Alquímica de Changfeng entrou em contato comigo… Por causa do crescimento de uma possível ameaça os exames para alquimista aprendiz serão realizados daqui há quinze dias ao contrário do um mês e meio que lhes foi dito. Contudo, como membro da Associação Alquímica de Changfeng, eu realizarei cinco perguntas! Quem as responder mostrará aptidão e preparo total para o exame e eu designarei uma banca especial para avaliação daqui há sete dias.” Exclamou Sheng.

“Possível ameaça?”

“Ameaça?”

“Alguma coisa está ameaçando o reino?”

A reação dos alunos foi imediata: estavam curiosos e preocupados. Porém Lianjie permanecia calmo, pois ele imaginava do que se tratava e já estava decidido a acompanhar Yan nesta causa. Por essa razão, acabou ficando empolgado, uma vez que teria a chance de adiantar seu exame para alquimista.

“Isso é sigiloso. Só espero que deem duro, pois precisamos de muitos alquimistas e nos últimos exames os índices de alunos novos caíram em quarenta e seis porcento. Algo preocupante…” Falou Sheng, colocando uma mão no queixo e sacudindo a cabeça. Após isso, continuou: “Estão preparados?”

“Sim!” A turma respondeu em uníssono e de maneira empolgada. Afinal, era a chance de alguns ofuscados brilharem.

Sheng olhou para a turma, soltou uma risada maligna e começou a falar: “Primeira questão: a erva conhecida como Véu da Viúva possui violentas propriedades, sendo utilizada em larga escala para preparação de venenos. Contudo, se utilizarmos um método específico, podemos obter, curiosamente, algumas propriedades medicinais poderosas. Qual método seria este?”

Imediatamente a turma quedou silente.

Shlap. Shlap. Shlap.

O som de inúmeros livros sendo folhados tomou a sala.

“Professor!” Um aluno levantou a mão.

“Pois não Lianjie, fale.” Respondeu Sheng.

“O método ao qual o senhor se refere é o método do Caldeirão Gelado de Wo Shou. Ao utilizar um caldeirão de difícil aquecimento, você centraliza o fogo intenso e emite energia gelada para as bordas do caldeirão. Ao jogar o Véu da Viúva diretamente no centro, você faz a erva soltar suas propriedades venenosas e agressivas, mas ao balançar o caldeirão em círculos, você a joga para as bordas geladas e provoca o relaxamento e conversão destas propriedades venenosas em propriedades medicinais.” Explicou Lianjie.

“Correto! Muito b-...” Sheng fora interrompido por Lianjie que continuava sua explicação.

“Contudo, este método não aproveita todo o potencial medicinal desta erva em razão do primeiro contato com o calor! Para solucionar o problema, podemos usar o ácido da Tangerina Tartaruga para cozinhá-la, pois este é capaz de realizar a cocção fria. Desta forma, não haveria perda das propriedades nem em suas mínimas porções, pois todo o processo seria realizado sem fogo!” Lianjie concluiu sua explicação e sentou-se.

“Cocção fria? Isso existe?” Perguntou um aluno aleatório.

“Não sei… Eu nunca ouvi falar, talvez ele tenha inventado!” Respondeu outro aluno.

“Interessante… Você leu isto em algum lugar?” Perguntou Shen.

“Eu estava lendo o diário de Fuza Shuoming e na página quarenta e cinco ele conta que certa vez bebia seu adorado suco de tangerina tartaruga enquanto pescava pequenos peixes para isca quando, acidentalmente, um peixe acaba caindo em seu suco sem que ele visse. Quando ele foi tomar um gole, acabou sentindo a presença do peixe e retirou-o. Porém ele notou algo diferente na consistência do peixe: ele estava cozido. Ele então nomeia essa habilidade do ácido da fruta de cocção fria e passa a testá-la em diversas ervas similares à Véu da Viúva.” Disse Lianjie.

“Eu não havia lido este livro ainda, pensei que se tratava de um registro chato… Que erro o meu, em pensar que desprezei por anos um livro com tamanha técnica! Muito grato pela sua explicação, Lianjie.” Falou Sheng enquanto o reverenciava.

“Não há de que, professor Sheng.” Respondeu gentilmente.

Neste momento, Lianjie era novamente o centro das atenções. Sobre ele recaíam diversos olhares maldosos.

“Próxima pergunta: utilizamos o processo da pigmentação por aquecimento para qual fim? Dê exemplos.” Disse Sheng, já fitando Lianjie que, obviamente, levantou a mão de imediato.

“Diga, Lianjie.” Sheng já estava ansioso pela resposta de seu aluno.

“Para revelar tons ocultos em folhas morfologicamente similares e distinguí-las. Um exemplo é a Crina de Cavalo das Montanhas e Couro de Lince que na sua forma natural possuem coloração branca, mas que ao terem aquecidas suas pétalas com uma chama controlada de sessenta e quatro graus revelam as cores marrom e cobre, respectivamente.” Explicou novamente Lianjie.

“Muito bem! Muito bem!” Sheng estava quase pulando de alegria. Em seguida, soltou mais uma questão: “Terceira questão: qual o menor proporção de erros para a fabricação da pílula Vigor Equino utilizando a erva Saliva de Bruxa?”

“Vinte erros para cada cento e vinte e quatro tentativas se utilizarmos filetes do metal ário nas etapas finais de fabricação.” Respondeu Lianjie imediatamente.

“Correto!” Sheng apontou para Lianjie e continuou: “Quarta quest-...” Contudo, acabou sendo interrompido por um dos alunos.

“Professor, assim não dá! Desta forma somente Lianjie poderá passar. Só ele responde!” Uma aluna estava perplexa com a situação. Ela era uma das alunas consideradas gênio, mas estava sendo brutalmente silenciada por Lianjie que respondia correta e rapidamente qualquer questão.

“É, nós concordamos que o senhor deve dispensá-lo e fazer com que ele seja avaliado daqui há sete dias. Nós só queremos uma oportunidade! Com ele aqui será impossível!” Falou outra aluna.

Sheng colocou a mão no queixo, pensativo, e fitou o teto da sala. Lianjie realmente estava tornando a questão unilateral. Sendo assim, decidiu mandar Lianjie embora para sua casa e certificou-o de que, em uma semana, ele passaria pelo exame para se tornar um alquimista aprendiz!

Lianjie havia aproveitado a oportunidade. Ele sabia que não havia mais motivos para continuar a prova, pois ele estava definitivamente na frente de todos os seus colegas. Lianjie então cumprimentou seu professor e partiu.


Por General Xin | 13/01/18 às 02:09 | Ação, Aventura, Fantasia, Artes Marciais, Sobrenatural, Xianxia, Romance, Brasileira, Magia, Poder, Maduro, Drama