CAPÍTULOS
OPÇÕES
Cor de Fundo
CONTROLE DE FONTE
HOME INDEX
Capítulo 11 – Coloque Sua Bunda Na Minha Frente

Dual Cultivation (DC)

Capítulo 11 – Coloque Sua Bunda Na Minha Frente

Tradução: Blue Sparky | Revisão: Alluna Idle

“Eu vou direto ao ponto. Discípulo Su Yang, você tem a capacidade para tratar meu... meu ferimento?”

Dentro do seu quarto, Su Yang estava sentado na cama enquanto a Anciã Lan permanecia na frente dele com seu olhar o encarando como adagas afiadas.

“Hmmm? Ferimento? Você não está machucada...”

“Você...” A expressão da Anciã Lan congelou com suas palavras. O que ele queria dizer com isso? Ela claramente estava ferida e ele estava ciente disso!

“O que você quer dizer com isso?!” Ela perguntou.

“A dor no seu traseiro não é um ferimento, e sim uma doença – uma espécie de condição.” Su Yang disse com um tom indiferente.

“O que você disse? Uma doença? Como isso é possível? Eu nunca adoeci na minha vida toda, mas você está me dizendo que eu tenho uma doença?”

“Anciã Lan, sua existência nesta seita é uma raridade... eu quase não acreditei quando eu te vi pela primeira vez.”

“O que você quer dizer com isso?” Anciã Lan franziu as sobrancelhas.

Su Yang se levantou da cama e se aproximou dela. Anciã Lan não se moveu e olhou para ele com uma expressão séria, imaginando o que ele estava fazendo.

De repente, Su Yang aproximou seu rosto do dela, e ele respirou fundo pelo nariz, quase como um cão cheirando um perfume.

“O que você acha que está fazendo!?” Anciã Lan apressadamente recuou alguns passos, seu rosto corando com suas ações inesperadas: “Você está procurando a morte?!”

“Como eu pensei, você ainda é pura com sua castidade intacta – uma donzela pura.” Su Yang sorriu.

“O que... Co- Como você-“

Suas palavras fizeram a Anciã Lan tremer, e seus olhos arregalaram em choque. Como ele possivelmente poderia saber que ela ainda era virgem? Qi Yue abriu a boca para ele?

“Seria difícil o suficiente descobrir alguém dentro desta seita que tem um corpo puro nessa idade, ainda mais um ancião da seita como você, Anciã Lan.” Su Yang se sentou na cama, seu olhar afiado: “Você tem cultivado uma técnica destinada a cultivadores duplos, mas você continua sendo uma donzela pura até hoje. Você está simplesmente cortejando a morte...”

A Anciã Lan também ficou séria depois de ouvir suas palavras: “Me diga mais.” Ela disse.

“A cultivação dupla é quando um homem e mulher se satisfazem no intercurso sexual pelo uso do Yin dentro da mulher e o Yang dentro do homem para cultivar – tenho certeza que você está familiarizada com isso. Mas você cultiva normalmente usando uma técnica destinada para cultivação dupla. É claro, obviamente haverá efeitos colaterais. O Yin dentro do seu corpo atualmente está instável. Se você continuar indo por esse caminho, então você apenas vai experienciar uma dor ainda maior, eventualmente desmoronando e morrendo uma morte prematuramente...”

Quanto mais a Anciã Lan ouvia a explicação de Su Yang, mais profunda sua sobrancelha franzida ficava. Poderia seu método de cultivo realmente ser o motivo dela sentir tanta dor?

“E você supostamente é um ancião da seita que guia seus discípulos? Que risível.” Su Yang bufou friamente.

“Você...!” Raiva piscou entre os olhos da Anciã Lan, mas ela não disse nada – ela não podia. Se o que ele disse fosse verdade, então ela só pode se culpar por ser tão orgulhosa.

“Se o que você está dizendo for verdade, então o que você sugere? Que eu deveria me apressar e abrir minhas pernas para um homem?”

Su Yang olhou para a luz que tremia em seus olhos por um momento. Ele então balançou sua cabeça e disse: “Embora essa fosse a maneira mais eficiente e mais rápida para balancear seu Yin... Eu tenho outro método que não necessita que você abra nada, contudo, eu só estou disposto a fazer isso se você aceitar três condições.”

Anciã Lan ficou em silêncio, seu olhar ainda imerso em hesitação.

“Quais são essas condições?” Ela perguntou.

Su Yang levantou seus dedos, um por um, e disse: “Um: você estará aqui uma vez por semana pelos próximos três meses para tratamento. Dois: você não falará sobre o que acontecer neste quarto a ninguém – nem mesmo seus seniores. E por último: você será meu patrocinador para este serviço e o anunciará para mim.”

“O quê?! Você quer que eu anuncie para você, um discípulo do Pátio Externo? Você deve ter perdido a mente! Eu sou um ancião da seita! Eu ainda sou muito jovem para jogar minha face por aí como doce! Eu recuso!” A Anciã Lan cruzou os braços, parecendo firme em sua decisão.

“Então é assim? Bem, boa sorte, Anciã Lan. Eu já te dei a resposta que você procura para o tratamento. Se não tiver mais nada que você precise, por favor, saia... e não esqueça de fechar a porta atrás de você.”

Su Yang deitou na cama e fechou os olhos como se ele quisesse tirar uma soneca.

“...”

“......”

“............”

Anciã Lan só podia ficar ali com uma expressão aturdida, seu corpo tremendo de raiva. Nenhuma vez desde que ela se tornou um ancião da seita dez anos atrás ela experienciou tal desprezo e desgraça de alguém, ainda mais de um simples discípulo do Pátio Externo! Nenhuma vez – até ela conhecer Su Yang!

“Su Yang! Como você ousa falar com um ancião da seita com tal tom desrespeitoso! Eu tenho tolerado sua atitude por tempo demais! Eu vou ter você expulso da seita pela manhã!”

Contudo, embora tenha sido ameaçado por uma voz cheia de raiva que prometia expulsá-lo da seita, Su Yang permaneceu imóvel na sua cama com uma expressão confortável no rosto, quase como se nenhuma daquelas palavras tivesse entrado em seus ouvidos.

“Su Yang...!” Anciã Lan rosnou seu nome com uma voz baixa: “Eu vou lembrar disso!”

Assim que ela estava preparada para sair do seu quarto, uma dor excruciante apareceu no seu traseiro, fazendo-a cair de joelhos: “Por que agora?!” Ela amaldiçoou-se internamente.

Foi neste momento que Su Yang abriu os olhos, e o traseiro da Anciã Lan foi a primeira e única coisa que ele podia ver.

Depois de estremecer no chão por meio minuto, a Anciã Lan finalmente desistiu.

“S- Su... Yang... Eu... Eu aceito suas... condições! Ape- Apenas... me ajude... por favor!” Ela disse com uma voz chorosa, lágrimas caindo dos cantos de seus olhos fechados.

Su Yang suspirou enquanto enrolava suas mangas: “Muito bem... Coloque sua bunda na minha frente e não se mova…!” Alluna: Cara, que situação hein…

Por Blue Sparky | 12/11/20 às 11:50 | Artes Marciais, Harém, Adulto, Cultivo, +18