CAPÍTULOS
OPÇÕES
Cor de Fundo
CONTROLE DE FONTE
HOME INDEX
Capítulo 6.5 - Nosso Jogo de Guerra (parte 3)

Dungeon ni Deai o Motomeru no wa Machigatte Iru Darou ka (DanMachi)

Capítulo 6.5 - Nosso Jogo de Guerra (parte 3)

Tradução: Rodrigon | Revisão: Hazel | QC: Sir

"Relatório de Status! O que diabos está acontecendo?!"

Gritos de pânico e terror substituíram a atmosfera descontraída dentro do castelo enquanto Ryuu continuava seu bombardeio. Todo mundo estava perdido quanto a como lidar com um oponente tão imprevisível e perigoso.

Suas flechas não atingiam o alvo, feitiços não podiam ser terminados — Luan emergiu da câmara do meio, correndo como se sua vida dependesse disso.

"Ordens de Hyakinthos! Peguem cinquenta lutadores e derrotem aquele cara!"

"Cinquenta?!"

Todos os presentes no santuário ficaram surpresos com esse número. Isso diminuiria as forças que defendiam o castelo ao meio para cuidar de um inimigo. Luan foi rápido em cortá-los.

"Essas espadas mágicas vão derrubar todos os pequenos grupos que enviarmos! Eles nem tem dez lutadores — apenas se livre desse e volte aqui!"

Todos ficaram em silêncio diante da razão. Outra explosão abalou a parede, enviando ondas de choque através da pedra e quebrando a superfície sob seus pés. "UwaHH!" Luan saltou para trás quando pequenas pedras caíram do teto, e ele fugiu.

"Vamos lá, vamos lá!"

"Tsk... não temos escolha. Movam-se!"

Com a mensagem de Luan sendo o impulso final, cinquenta aventureiros se reuniram em torno do elfo, Lissos, e correram em direção ao portão leste. As portas de ferro balançaram abertas, uma brisa do início da tarde atingindo seus rostos enquanto outra rodada de explosões fizeram seus ouvidos zumbirem.

"Espalhem-se!" Obedecendo ao comando de Lissos, os aventureiros se dividiram em dez grupos de cinco enquanto convergiam para o atacante encapuzado de diferentes ângulos.

"Guh, guahh...?!"

Como previsto, o grupo que assumiu a posição da frente foi atingido por uma explosão elétrica cintilante. Um grupo após o outro foi impiedosamente nocauteado toda vez que seu inimigo balançava uma daquelas duas espadas mágicas. Lissos pulou na grama em chamas e abriu caminho através dos ataques elétricos enquanto diminuía a distância.

Então ele ouviu um som de estalo imediatamente após se esquivar de uma bola de fogo. Um momento depois, a lâmina carmesim se partiu em milhares de pedaços.

"Agora! Ataquem!"

A espada mágica havia excedido seu limite. A lâmina violeta começou a quebrar no momento em que Lissos ordenou um ataque completo para aproveitar a oportunidade.

A aventureira encapuzada jogou os restos das armas na terra e retirou uma espada de madeira de baixo de sua capa para enfrentar os trinta aventureiros restantes em combate de curta distância.

"Tão rápida?!"

"Permaneça em formação; não quebre as fileiras!"

Não demorou muito tempo para o grupo sob o comando de Lissos cair em caos quando a aventureira encapuzada entrou em ação. A maioria deles eram aventureiros de Nível 2, de terceira categoria, enfrentando um inimigo que estava sozinho — mas ela desencadeou um massacre, empunhando sua arma de madeira com o poder de ventos fortes. Com sua capa batendo vigorosamente atrás dela, ela desviou de três espadas que se aproximavam com um movimento para cima antes de arremessar vinte metros no ar um humano que chegou muito perto, usando a força resultante de seu golpe para impulsionar sua lâmina para frente.

Trinta aventureiros não conseguiram dar um único golpe contra um único inimigo.

"Haa!"

"!"

Lissos cronometrou seu ataque furtivo para atingir no momento em que a aventureira encapuzada estava repelindo outras armas. A ponta da adaga cortou a bochecha do inimigo encapuzado.

O lado do capuz havia sido cortado o suficiente para revelar, por apenas um momento, uma orelha longa em forma de folha. O tempo congelou para Lissos quando ele percebeu que a aventureira encapuzada era outro elfo. A fúria se espalhou por sua veias como fogo.

"Desgraçada! Um elfo sujando as mãos com armas sujas como espadas mágicas — você não tem vergonha?!"

A raiva encheu o corpo de Lissos a ponto de suas orelhas estarem vermelhas quando ele mergulhou em direção à aventureira encapuzada.

As espadas mágicas dos Crozzo transformaram uma floresta élfica em cinzas. "Essas armas destruíram a casa do seu povo! Como você pode não saber?!" Ele rugiu com a raiva e o rancor de uma raça inteira. Em resposta, a aventureira encapuzada — Ryuu — permaneceu inexpressiva e calma enquanto golpeava a adaga, quebrando-a ao meio.

"—"

"Lamentavelmente, há algo mais importante para mim do que a hostilidade de um povo."

O tempo parou enquanto Lissos observava sua oponente avançar, suas palavras o dominando quando seu golpe o atingiu.

"Se é vergonhoso resgatar um amigo, aceitarei isso com prazer."

Lissos viu seus pés girarem antes de perder sua consciência com o impacto.


https://lh4.googleusercontent.com/YkStG6stxxnh7ziWFOV2In6E3G1j4kdCnO9VL68vg2Wq_11YRa6Hq6pEeTz5siDklO864Gtl50ethI7wHypzeADU85BZJt7ANZti2dxlyVec8bkfFTfDsNtC1MpwUa4K1fhqr5we


"Isto é incrível! Poderia a <Família Hestia> estar querendo acabar com isso o mais cedo possível?"

Gritos de surpresa e emoção surgiram por toda a Orario.

Os espelhos flutuando no ar mostravam imagens de fumaça na muralha norte e leste, bem como os danos já sofridos pela torre interna do velho castelo. Outros ainda se concentravam nos ataques implacáveis ​​da misteriosa aventureira encapuzada que eliminou os aventureiros de classe alta em um piscar de olhos. Ela estava ganhando fãs no momento. Os espectadores que enchiam as ruas gritavam palavras de encorajamento a linda elfa.

"Por favor, nos diga, Lorde Ganesha, exatamente o que são essas ferozes espadas mágicas?"

"Estas são — Ganesha ?!"

"Se você não quiser adicionar nada ao comentário, vá para casa, Lorde Ganesha!"

A atmosfera no gramado da frente da Guilda era absolutamente elétrico, pois as vozes dos comentaristas ecoavam por toda a cidade.

Enquanto isso, dentro dos limites da Torre de Babel, muitos deuses e deusas expressaram admiração por suas façanhas.

"Aquela aventureira encapuzada — muito boa, estou certo?"

"Segundo Hermes, essa é uma 'ajudante' de fora da cidade."

"Aventureira encapuzada... Lion ou algo assim..."

"O tempo de resposta da <Família Apollo> é muito rápido."

Três deuses se reuniram no canto, todos assistindo o mesmo espelho e trocando opiniões. De volta à mesa principal, "Cheh!" Apollo estalou sua língua com nojo. Ele mostrou os dentes brancos ameaçadoramente para Hestia, mas a deusa de aparência jovem não tirou os olhos do próprio espelho.

"Olhe para isso — aqui vem outra!"

O movimento podia ser visto em um espelho mostrando os campos do norte.

Desta vez, era uma garota humana correndo pela paisagem como um predador na caçada.


https://lh3.googleusercontent.com/lBFgDoVj4KZTy9GuWh78dPjOPqn-gxW8p0Cc7K5wW99M38cR3SV5KpFGoh7c31lI-6UXGLaLyzEs1OVVU1MwM_7YbWB2b2RpVCXryPEkBla5yCrZw4WGzp_ZVR7JRwsLuT_hvPdu


Usando camuflagem para se esconder nos campos, Mikoto levou vantagem do caos da batalha para se aproximar do castelo.

Graças à distração de Ryuu, ela foi capaz de escalar os escombros do lado norte do castelo e entrar. Segurando uma espada longa e rústica por um lado, ela correu para os restos danificados da base de uma torre de vigia. Pequenas pilhas de detritos se acumularam lá dentro, mas ela simplesmente pulou por eles.

"Medo, forte e sinuoso —"

Então ela começou a conjurar enquanto corria.

"Um ataque furtivo —! Outro inimigo vindo do norte!"

O Pallum Luan foi o primeiro a reconhecer o perigo e alertou seus aliados da presença de Mikoto.

Ela usou as escadas dentro da torre para emergir no telhado do santuário interno, o tempo todo mantendo os olhos fixos na estranha torre onde o general inimigo estava esperando em seu trono. Seus inimigos se moveram para cercá-la e interromper seu avanço.

"Invoco o deus, o destruidor de tudo, para obter orientação dos céus. Conceda a esse corpo trivial o poder divino além do poder."

"Essa também tem uma espada mágica! Ela está indo para Hyakinthos!"

Os olhos perspicazes de Luan avistaram a arma dela. Membros da <Família Apollo> avançaram, inundando o telhado de ambos os lados.

"Luz salvadora e purificadora. Traga a lâmina esmagadora do mal!"

Flechas e feitiços disparados de torres mais altas salpicavam o telhado de pedra embaixo dos pés dela. Mikoto continuou, a recitação de seu feitiço dançando na brisa.

O calor brotou quando a energia mágica rodou dentro de seu corpo, respingando com cada passo e batida. Sua pele estava escorregadia de suor, gotículas voando em seu rastro.

"—?"

"Ei! Isso não é uma espada mágica!"

Um arqueiro disparou uma flecha por baixo e conseguiu acertar a espada longa. A lâmina estalou com o impacto.

O truque acabou. A próxima onda de flechas rasgou a camuflagem de suas costas e expôs seus membros ágeis. Os ataques de seus perseguidores se intensificaram; flechas se enterraram em sua roupa de batalha e feitiços queimaram sua pele macia. Fragmentos de pedras voando pelo ar deixaram cortes e hematomas em seu rosto e pescoço.

Ela quase caiu inúmeras vezes, mas nunca deixou de conjurar. Mikoto avançou a toda velocidade.

"Curve-se a lâmina da supressão, a mítica espada da subjugação."

Com os nervos em chamas, Mikoto conduziu uma Conjuração Paralela. Havia um perigo muito real de Ignis Fatuus — energia mágica instável explodindo antes do lançamento. Todo ataque lançado contra ela e cada passo que ela deu, criou ainda mais agitação de energia dentro dela. Ela já estava no limite.

Mantendo a energia mágica sob controle através de pura força de vontade, uma memória brilhou nos olhos de Mikoto: a música da "Ventania".

A melodia requintada produzida por aquela guerreira incrível enquanto estava em um combate feroz com um inimigo forte ainda ecoava em seus ouvidos. Mikoto viu o próximo nível; ela jurara fazer o que fosse necessário para alcançar aquele patamar.

Não importa quantas flechas a acertasse, quantos feitiços barrassem seu caminho, ela cerrava os dentes e continuava.

Conjure e corra — isso era tudo. Aquela guerreira das fadas conseguiu atacar, mover, esquivar e lançar seu feitiço ao mesmo tempo. Mas isso ainda era um sonho distante, um que ela nunca iria realizar se não conseguisse concluir sua missão. Além do mais, ela seria incapaz de encarar seus novos aliados se não conseguisse.

Mais e mais inimigos emergiram do castelo. Mikoto forçou suas pernas a se moverem ainda mais rápido.

"Eu te chamo aqui agora, pelo nome."

Mikoto correu pelo telhado de pedra. Sabendo muito bem que ela seria incapaz de terminar seu feitiço se entrasse em combate, ela fez uma curva difícil e correu em direção à torre central, chegando ao interior do pátio do castelo.

Fazendo o possível para evitar as flechas e mantendo os olhos focados na torre a frente, ela pulou do telhado e voou no ar.

"Desça do céu, aproveite a terra —"

Guerreiros inimigos apareceram no pátio, emergiram do castelo, e saltaram do telhado em perseguição.

A ameaça de uma espada mágica os atraíram. Os aventureiros no pátio olharam para a garota no ar enquanto ela focava o olhar na direção das nuvens.

Com incontáveis ​​pares de olhos voltados para ela, Mikoto terminou seu encantamento.

"— Golpe do Deus da Guerra!"

Uma onda de energia mágica foi liberada no momento em que Mikoto pousou no pátio. Seus inimigos ficaram boquiabertos por um instante e jogaram suas espadas, lanças, machados ou qualquer outra coisa disponível em uma tentativa desesperada de silenciá-la antes que ela pudesse ativar o feitiço, mas já era tarde demais.

A onda se espalhou por cinquenta metros em todas as direções, em seu alcance máximo.

Um pilar de luz cintilante em forma de espada apareceu acima da cabeça de Mikoto — sua Magia havia sido ativada.


"Futsu no Mitama!"


Muitos anéis de luz dispararam debaixo dela quando a espada de luz violeta desabou sobre seus pés.

Um imenso campo de gravidade forçou todas as armas aéreas a ir direto para o chão antes que elas pudessem encontrar seu alvo. Todos os aventureiros dentro do anel externo, incluindo a própria Mikoto, caíram no chão sob o tremendo peso.

"Gh-gahhhhhhh...?!"

Os aventureiros presos embaixo da cúpula violeta gerada a partir do topo da espada gritaram de dor.

Membros da <Família Apollo> que tiveram a sorte de estar fora do anel lançaram flechas e jogaram ainda mais lâminas em Mikoto, mas todas elas caíram no chão no momento em que atingiram a barreira. "Ka-ting!" O som do metal na pedra ecoou por todo o pátio. Humanos, elfos e meio-feras dentro do anel externo caíram de joelhos, alguns de quatro, enquanto lutavam para manter a cabeça erguida sob a insana pressão da magia de gravidade de Mikoto.

A garota estava com os punhos cerrados, os pés plantados firmemente no chão enquanto suportava o peso total de seu próprio feitiço.

"Você está falando sério...?!"

Auto sacrifício.

Ao se envolver em sua própria Magia, ela conseguiu capturar todos os aventureiros dentro do pátio e mantê-los lá pelo tempo que ela poderia aguentar.

Mikoto viu como cada vez mais aventureiros desabavam. No entanto, ela não se mexeu. Seus olhos encontraram o olhar humano mais próximo enquanto ele uivava para ela.

No meio desse teste de resistência, Mikoto respondeu de forma resoluta.

"Vocês devem ficar aqui comigo por enquanto...!"


https://lh3.googleusercontent.com/lBFgDoVj4KZTy9GuWh78dPjOPqn-gxW8p0Cc7K5wW99M38cR3SV5KpFGoh7c31lI-6UXGLaLyzEs1OVVU1MwM_7YbWB2b2RpVCXryPEkBla5yCrZw4WGzp_ZVR7JRwsLuT_hvPdu

Por Rodrigon | 14/10/20 às 11:59 | Ação, Aventura, Fantasia, Magia, Poder, Ecchi, Shounen, Mitologia, Japonesa, Elementos de MMO