CAPÍTULOS
OPÇÕES
Cor de Fundo
CONTROLE DE FONTE
HOME INDEX
Capítulo 6.5 - Nosso Jogo de Guerra (parte 6)

Dungeon ni Deai o Motomeru no wa Machigatte Iru Darou ka (DanMachi)

Capítulo 6.5 - Nosso Jogo de Guerra (parte 6)

Tradução: Rodrigon | Revisão: Hazel | QC: Sir

"O que foi isso, você viu isso —?!"

Babel estava cheia de divindades gritando.

"Nenhum feitiço de ativação?!"

"Esse tipo de poder sem um feitiço de ativação —?!"

"Eu quero taaaaaaaaaaanto aquele humano!"

Nem uma única divindade na câmara ficou sentada enquanto rugiam com excitação.

A maioria dos deuses e deusas estavam cheios de uma mistura de choque e admiração pelo feitiço sem encantamento de Bell.

"... ?!"

Separado dos deuses que apreciavam o momento, Apollo ficou congelado no lugar com a boca bem aberta.

"...!"

Hestia também não se mexeu, os olhos não saindo do espelho.

Ela observou o general inimigo emergir de uma pilha de escombros na superfície.


"Haa —, ghaa —?!"

Pedaços de pedra saíram de cima de Hyakinthos quando ele se sentou, contorcendo-se de dor.

A metade superior da torre principal sumira. A própria sala do trono tinha sido completamente destruída por uma explosão que veio diretamente debaixo dela. Mesmo agora, a última explosão elétrica estava abrindo caminho através das nuvens altas no céu, a caminho do sol brilhante.

"O que... o que aconteceu ?!"

Hyakinthos ficou de pé. A capa uma vez perfeitamente ajustada e limpa ao redor de seus ombros estava rasgada e gravemente danificada. Seu cabelo normalmente elegante estava esfarrapado e cheio de sujeira.

— Cassandra o empurrou no momento em que a primeira explosão elétrica veio pelo chão, derrubando-o pela janela.

Ele se lembrava vagamente de ouvir o vidro quebrar enquanto tudo ficava branco e seu corpo se enchia com milhares de fragmentos de pedra. Ele deve ter perdido a consciência durante a queda, porque ele não conseguia se lembrar de como ele acabou no chão fora do castelo. Olhando em volta, tudo que ele pôde ver eram pequenas montanhas de detritos e grossas nuvens de fumaça obscurecendo sua visão.

"Cassandra?! Ron?!"

Ele chamou seus aliados em confusão, raiva e uma emoção que ele não conseguia reconhecer estavam brotando dentro dele. Não havia resposta.

A fumaça subiu o suficiente para ele ter uma visão melhor da pilha de pedras a alguns metros de distância dele. Um calafrio percorreu a espinha de Hyakinthos quando ele percebeu que havia um corpo humano enterrado nos escombros.

—Eliminado.

Ele foi o único que restou. Seu comportamento normalmente calmo e refinado desmoronou.

Com os olhos brilhando em fúria, Hyakinthos sacou a espada quando a ponte elevada caiu, desmoronando outra parte do castelo.

"Onde você está?!"

Com a <Espada Flamejante> firmemente em suas mãos, Hyakinthos rugiu para a fumaça.

Seu inimigo ainda estava vivo — ele sabia disso. O desejo de rasgar aquele garoto em pedaços o consumiu.

Seu coração estava disparado; o suor escorria continuamente por seu rosto. O inimigo estava escondido na fumaça, lâmina apontada para sua garganta.

Hyakinthos girou para a esquerda, olhou para a direita e depois deu uma volta. O guerreiro de cabeça fria se foi. Ele não conseguia ficar parado, observando cada torção da fumaça crescente em todas as direções.

Por fim, os raios do sol começaram a perfurar as nuvens de fumaça. Ele podia ver cada vez mais fundo — até que...

"—"

O ar parecia tremer.

Dois pontos de luz vermelho rubi tremeluziam profundamente na fumaça atrás dele.

Hyakinthos podia sentir: a fera coberta de sangue. Isso fez sua pele arrepiar.

Um instante depois, Bell atravessou a cobertura de fumaça. Hyakinthos girou para enfrentá-lo.

Duas facas vermelhas e uma longa lâmina colidiram em uma explosão de faíscas.


"UWHHAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAA"


Orario tremeu.

Aventureiros, comentaristas e deuses.

Um duelo entre generais inimigos. Essa virada inesperada de eventos colocou a cidade em um frenesi.

Milhares de mãos suadas estavam fechadas em punhos enquanto olhos sem piscar observavam os espelhos com a máxima intensidade.

Nenhum dos espectadores conseguiu formar palavras reais, apenas produziram barulho enquanto o duelo do século se desenrolava diante deles.

"...?!"

Um impulso para frente. Duas lâminas carmesim girando.

Seus ataques eram rápidos demais para seguir. Assim que o espelho refletiu um ataque bloqueado com sucesso, os ecos dos três seguintes vieram altos e claros. No momento em que Hyakinthos endireitou os ombros, o menino de cabelos brancos disparou para longe, rolando para o lado, depois para um ponto cego, sempre ficando fora do caminho da <Espada Flamejante>.

Forçado a ficar na defensiva, não havia janela para contra-atacar.

O homem podia sentir todo o impacto das duas facas contra sua arma nos ossos de seus dedos. A dor passava por eles o tempo todo.

Os olhos de Hyakinthos tremeram enquanto observava as duas lâminas do ataque de Bell, tentando desesperadamente acompanhar.

Quem?

Os ataques do garoto aumentaram em ferocidade. O que era pior, ele não podia prever eles.

Hyakinthos tinha a vantagem da força. Mas estranhamente, e obviamente, o garoto era mais rápido.

Quem é esse?

Técnicas, trabalho de pés, nada importava se a sua lâmina não pudesse acertar.

Sua Agilidade aumentou tanto que as lembranças de suas batalhas anteriores ficaram nubladas.

Apenas quem é esse?

A palavra "crescimento" não fez justiça a ele.

Mal conseguindo bloquear o ataque do garoto, Hyakinthos o olhou com descrença e gritou o mais alto que pôde:

"— APENAS QUEM DIABOS É VOCÊ?!"

Habilidades, estratégia, técnicas — tudo estava em nível semelhante ao dele.

O garoto que foi facilmente dominado por ataques simples e diretos, apenas dez dias atrás, não estava em lugar algum.

O homem colocou toda sua força em um balanço abrangente mirando a cabeça desse estranho aventureiro de cabelos brancos e gritou:

"Estou no nível três!"

Hyakinthos balançou várias vezes, atacando descontroladamente, quando de repente o corpo de Bell se tornou um borrão.

Pegando o golpe de espada que se aproximava entre as duas facas, as lâminas carmesins brilharam quando quebraram a espada vermelha ao meio.


"O que há de errado com você, Hyakinthos?!" gritou Apollo enquanto observava seu premiado seguidor perder a espada que simbolizava sua <Família>. O rosto da divindade não conseguia esconder a quantidade de estresse que ele estava sofrendo.

Zombarias raivosas podiam ser ouvidas na cidade abaixo enquanto todos os deuses dentro de Babel observavam Hyakinthos tirar uma espada curta de seu cinto e continuar a luta. Hestia mordeu o lábio enquanto observava os dois se envolverem em um combate móvel e rápido em seu próprio espelho. Hermes levantou uma sobrancelha e fez seu caminho para o lado dela.

"Bem, bem, parece que Bell tinha alguma Excelia extra estocada de quanto ele se tornou Nível dois."

Hermes lançou seu sorriso encantador de sempre enquanto olhava para o lado do rosto de Hestia.

Não houve anúncio de que Bell havia atingido o Nível 3. Portanto, a única maneira de ele conseguir acompanhar seria se suas habilidades de Nível 1 fossem combinadas com seus Status atuais de Nível 2. Isso fez Hermes formigar por dentro só de pensar em quão altas devem ter sido suas habilidades básicas para produzir esse resultado, e ele só precisava saber.

"Qual era o Status dele antes de subir de nível? Vamos, eu prometo que não vou contar a mais ninguém. O segredo está seguro comigo, então por favor?"

Os olhos de Hestia não deixaram o espelho. Ela nem se mexeu enquanto respondia em voz baixa:

"Você não acreditaria em mim de qualquer forma, então não."

"Claro que vou acreditar em você, então, por favor, me diga."

Hermes continuou pressionando, então Hestia disse a ele os níveis básicos das habilidades de Bell depois de sua batalha com o Minotauro.

"Tudo, menos a Agilidade, era SS."

"Ha-ha! Você deve estar brincando."

"Viu?"

Hestia continuou olhando o espelho, seu rosto sério em contraste gritante com a risada de Hermes.

Hermes percebeu que Hestia não estava sorrindo e a realidade do que ela disse começou a ser entendida.

"Sério?"

"Sério."

Hermes deu um passo à frente, a sensação de formigamento inundou seu corpo e outro sorriso cresceu em seus lábios.

"... Então, qual era a Agilidade dele?"

"Quieto, Hermes."

Trazendo um fim abrupto ao questionamento da divindade, Hestia devolveu seu foco completamente ao espelho.

Ela estava determinada a assistir essa luta até o fim.


"Hu...!"

"—?!"

Arcos carmesim cortavam o ar enquanto Hyakinthos absorvia cada golpe com sua espada curta.

Sua arma principal, a <Espada Solar Flamejante>, estava em pedaços em cima dos destroços. Um golpe direto das armas nas mãos de Bell foi poderoso o suficiente para quebrá-la em um golpe. Coberto de suor, o homem foi sendo subitamente empurrado para trás.

<Ushiwakamaru> — <Shiki>.

Welf, agora um Grande Ferreiro, colocou seu coração e alma para forjar essa nova arma da metade restante do <Chifre de Minotauro> de Bell. Com muito mais poder destrutivo que a <Ushiwakamaru>, o espírito ameaçador do Minotauro parecia residir dentro da própria lâmina. De fato, Bell teve que se concentrar com todas as suas forças para evitar que a sede de sangue do Minotauro o superasse, quando ele avançou contra Hyakinthos.

No entanto, só porque ele desarmou seu inimigo e o tinha acuado, não significava que Bell estivesse confiante na vitória.

O uso do <Argonauta> causou um grande impacto em seu corpo, apesar de beber uma das poções duplas de Nahza. Bell sabia que perderia essa batalha se subestimasse seu oponente.

Seus braços e pernas estavam ficando mais pesados ​​a cada segundo.

Bell precisava terminar isso em menos de um minuto. Cada grama de sua força e cada gota de sua energia estava em cada um de seus golpes.

Corpo e mente trabalhando como um só, os movimentos do garoto ficaram ainda mais rápidos.

"Guhh... ?!"

O rosto bonito de Hyakinthos, que seu deus adorava, estremeceu violentamente com raiva misturada com desespero.

Uma semana de treinamento de combate com Aiz e Tiona chegará ao seu auge. Bell estava em pé de igualdade com seu oponente em termos de técnica e trabalho de pés; tudo estava fluindo bem. Todas as lições que foram incluídas em seu corpo por punho, pé e lâminas pelas aventureiras de primeira classe, estavam empurrando Hyakinthos para mais e mais atrás no campo de entulho.

O foco do garoto e o Status muito melhorado estavam suprimindo o aventureiro de nível 3.

"U-OOHHHHHHHHH ?!"

"?!"

Todos os acessórios presos ao corpo dele se agitavam no ar enquanto Hyakinthos girava e se torcia para desviar das lâminas carmesim. Gritando, o general da <Família Apollo> bateu sua espada curta nos detritos sob seus pés.

O impacto resultante enviou uma nova nuvem de poeira ofuscante para o ar. O golpe foi poderoso o suficiente para alcançar o solo, acrescentando uma nuvem de sujeira na explosão. Bell foi rápido em reagir, seus reflexos o mandaram para trás antes que a nuvem pudesse alcançá-lo. Ao mesmo tempo, Hyakinthos se moveu, lançando-se para longe do garoto como a flecha de um arco.

Então

"— Meu nome é amor, filho da luz. Glorioso filho, eu ofereço meu corpo."

Hyakinthos mostrou seu trunfo.

Com muita distância entre eles, ele começou a lançar uma Magia.

"Meu nome é pecado, inveja do vento. Este corpo chama a sua rajada!"

Magia — o poder de superar a situação mais sombria do mundo num instante.

Incapaz de se controlar em combate corpo a corpo, Hyakinthos decidiu tentar uma estratégia diferente para mudar a maré da batalha a seu favor.

"Venha, anel de fogo —!"

Bell podia sentir uma grande quantidade de energia mágica reunida no outro lado da nuvem de poeira em turbilhão.

Retornando <Ushiwakamaru> para dentro da bainha, Bell colocou seu braço esquerdo para frente em uma tentativa de parar o lançamento da Magia.

"Flecha de Fogo!"

Demorou menos de um segundo para a Magia de Ativação Rápida de Bell cortar a nuvem e atingir Hyakinthos.

"—"

"?!"

O inferno estrondoso o envolveu, dispersando a poeira.

O corpo comprido do homem dobrado para trás. Seu pano de batalha agora não era nada mais do que trapos cobrindo a pele carbonizada. No entanto, Hyakinthos suportou.

Não apenas isso, o poder mágico reunido em suas mãos não foi afetado.

O homem rangeu os dentes, se levantou e continuou a recitar.

"— nos ventos do oeste!"

Os olhos de Bell se arregalaram. Ele observou o homem incrédulo.

Ele respirou fundo, preparando-se para acertar seu inimigo com outra rodada da Magia de Ativação Rápida, quando de repente...

"YAA —?!"

"?!"

Uma garota de cabelos compridos emergiu dos escombros e atacou Bell pelo lado.

O equipamento de Cassandra fez contato com seu braço no mesmo instante em que a Magia do garoto foi liberada, protegendo Hyakinthos da explosão.

"Muito bem, Cassandra!"

Apollo gritou em seu espelho dentro da Torre de Babel. Outra sombra apareceu no campo de entulho, fazendo um caminho mais curto para Cassandra.

"Sr. Bell!"

"Kyaahhh?!"

Lili, disfarçada, havia chegado para prestar apoio.

A garota foi a primeira a chegar do castelo. Agarrando Cassandra por trás, as duas rolaram pela pilha de pedras e pela grama abaixo.

"— Nuuuahhhhh!"

Bell imediatamente estendeu a mão esquerda para disparar novamente, mas Hyakinthos tinha terminado o feitiço. O homem puxou os ombros para trás enquanto seu tronco se torcia na cintura.

Dobrando os joelhos para diminuir o centro de gravidade, Hyakinthos levantou a mão direita no ar e deixou a esquerda cair um pouco acima dos escombros sob seus pés — um lançamento de disco.

O garoto assistiu horrorizado os olhos de Hyakinthos se fixarem nele, sua mão direita pulsando com energia mágica. Um segundo depois, o homem disparou sua Magia.

"Aro de Zéfiro!" Rodrigo: Zéfiro é o deus do vento do oeste na Mitologia Grega

Um anel do tamanho de seu corpo apareceu entre suas mãos, brilhando como o sol.

Hyakinthos lançou o anel para frente em um movimento rápido, a mão direita apontando o disco para Bell. Ela girou com uma velocidade ofuscante enquanto avançava.

"Flecha de Fogo!"

Bell lançou sua própria Magia de Ativação Rápida um segundo depois.

Um disco em chamas do tamanho de um torso humano; um pilar serpentino de eletricidade flamejante violeta.

As duas Magias colidiram, mas o disco não teve problemas para atravessar as chamas elétricas.

"?!"

Faíscas voaram em todas as direções quando a luz violeta foi engolida pelos raios ardentes do "sol".

A <Flecha de Fogo> havia sido dominada. Essa era a fraqueza da Magia de Bell — pode ser rápido, mas faltava força destrutiva.

Diante do <Aro de Zéfiro> de Hyakinthos, não houve chance.

"Guh!"

Bell conseguiu desviar do disco que se aproximava pela mais fina das margens.

"Sem sentido!"

No entanto, o disco girou repentinamente no céu, como se guiado pela voz de Hyakinthos. Virando, ele estabeleceu um novo rumo para Bell. As chamas que se aproximavam foram refletidas em seus olhos vermelho rubi.

Magia Teleguiada. A energia mágica não se dissiparia até o disco atingir seu alvo.

Com um vento oeste empurrando seu corpo para o leste, Bell fez um pulo desesperado para sair do caminho do disco.

Um clarão ofuscante e depois uma explosão repentina.

"— GAH!"

O corpo de Bell estava estendido, os braços para frente, quando Hyakinthos desencadeou a explosão do disco.

A explosão jogou o corpo indefeso do garoto para longe, em outra pilha de detritos.

"Sr. Bell?!" gritou Lili enquanto se agarrava ao corpo de Cassandra, assistindo a batalha pelo canto do olho.

Hestia se esqueceu de respirar enquanto olhava, os olhos fixos no espelho. Todos torcendo pelo garoto da cidade de repente se calaram.

Com o corpo envolto em fumaça, Bell ricocheteou nos escombros duas, três vezes, gotas de seu sangue arremessado pelo ar ao seu redor. Clang! A faca caiu da mão direita de Bell no próximo impacto.

Finalmente, parando, o garoto conseguiu se levantar. No entanto, a armadura que protegia seu ombro direito se foi, seu braço pendurado flácido e inútil ao seu lado.

"Agora eu te peguei!"

Retirando a espada curta da bainha na cintura, Hyakinthos avançou.

Bell observou seu inimigo ganhar velocidade, mas ele não conseguiu reagir.

O sol refletia na lâmina de Hyakinthos enquanto ele se aproximava de seu alvo imóvel.

(—)

Bell viu seu oponente atacando em câmera lenta. Enquanto isso, em Orario…

Os olhos de Hestia tremiam.

Apollo sorriu com alegria.

O rosto de Eina empalideceu, Syr rezou, Bete estalou a língua.

Tiona prendeu a respiração — mas nos olhos dourados da garota sentada ao lado dela…

Era a mesma memória que estava piscando nos olhos vermelho rubi do garoto anteriormente.

(—)

Duas sombras colidindo acima da muralha da cidade, o céu laranja antes do pôr do sol.

Eu te disse. Eu ouvi você.

— As pessoas ficam mais fáceis de ler quando veem uma janela.

O garoto prestou atenção a cada palavra.

— A proteção é mais baixa quando o golpe final está próximo.

Seus corações estavam conectados por essa única memória, acidentalmente, inevitavelmente.

— Sua maior oportunidade está quando você está mais vulnerável.

Ela o ensinou. O garoto levou isso a sério.

— Não esqueça.

Então, ainda não.


((— Agora))

Por Rodrigon | 24/10/20 às 11:10 | Ação, Aventura, Fantasia, Magia, Poder, Ecchi, Shounen, Mitologia, Japonesa, Elementos de MMO