CAPÍTULOS
OPÇÕES
Cor de Fundo
CONTROLE DE FONTE
HOME INDEX
Capítulo 7.5 – Pedra da Morte (parte 1)

Dungeon ni Deai o Motomeru no wa Machigatte Iru Darou ka (DanMachi)

Capítulo 7.5 – Pedra da Morte (parte 1)

Tradução: Rodrigon | Revisão: Sir | QC: Hazel



Pinga, pinga.

Eu lentamente abro meus olhos.

"... Ugh."

O som de água pingando chega aos meus ouvidos enquanto meus arredores entram em foco.

Dor. Dor em cada canto do meu corpo. Reunindo força em meu pescoço, levanto minha cabeça para ter uma visão melhor.

A primeira coisa que percebo é uma pequena lâmpada de pedra mágica.

Mas está muito escuro aqui.

E eu acho... que as paredes são feitas de pedra. Não apenas as paredes, o chão e o teto também. É uma sala decentemente ampla, mas o ar é frio e úmido.

Meus olhos começam a se ajustar e meu cérebro começa a acordar.

"…?!"

Minhas últimas memórias brilham diante dos meus olhos.

Na Dungeon, um ataque de aventureiras encapuzadas, uma estranhamente forte Aisha, e —

Um sorriso grotesco no rosto de uma mulher enorme. Meu corpo inteiro estremece e eu fecho meus olhos.

É isso mesmo, eu fui...!

"Capturado...!"

Completamente acordado, meu corpo ganha vida. Sacode, sacode. Mas alguma coisa me detém. Giro minha cabeça para olhar mais de perto.

Minha bunda está no chão frio de pedra e eu estou sentado contra uma parede. Meus braços... estão amarrados acima da minha cabeça por correntes de prata. Surpresa me domina, meus olhos se arregalam. Eu tento me libertar, confiando na minha Força para quebrar as algemas — mas não adianta. Nem mesmo uma rachadura.

Eu puxo mais algumas vezes, as pesadas correntes metálicas sacudindo acima dos meus ouvidos. Mas isso é um desperdício de energia. Não há escolha a não ser desistir por enquanto.

Respirando rapidamente, eu tento relaxar meus ombros.

"O que diabos está acontecendo...?"

Minha fraca voz sai da minha garganta. O ataque que veio do nada, e agora isso. Nada faz sentido.

Mas sei que Aisha estava liderando o ataque, o que significa que foi a <Família Ishtar>. Não sei o que elas estavam tentando alcançar, mas... elas me capturaram e me trouxeram aqui... Então esta deve ser a casa delas?

Lili, Welf, Mikoto... Eles estão bem?

Estou surpreendentemente em boa forma...

Eu tiro os olhos das minhas mãos suspensas e dou outra olhada em mim mesmo. As minhas facas e armaduras desapareceram. Minha camisa preta está uma completa bagunça, mas minha pele parece saudável. Braços e pernas também, mal possuem arranhões.

Ah, é por isso. Respingos de resíduos na minha camisa provam que elas praticamente me deram um banho de poções em algum momento. O frio é forte na minha pele exposta.

Na verdade, todo o meu corpo está muito frio. Eu respiro fundo, recolhendo meus pensamentos, e verifico a sala mais uma vez.

A sala de pedra parece velha, como se tivesse sido construída há muito tempo. Sem janelas, tenho certeza de que há mofo no ar.

A lâmpada de pedra mágica está embutida na parede... e logo abaixo dela há chicotes, correntes, velas, uma variedade de algemas e uma maça... outras coisas também, mas pensar nelas me assusta muito. Há ainda mais delas em uma mesa e em uma pilha no canto.

E diretamente na minha frente, quase irreconhecível na luz fraca no outro lado da sala — está uma grade de ferro negra.

"É como se isto fosse…"

Uma sala de interrogatório.

Eu engulo o ar na minha garganta.

Não há mais ninguém aqui, pelo menos acho que não... uma onda de dor percorre meu corpo até a ponta dos meus dedos dos pés.

Eu puxo as correntes ainda mais forte, meu coração batendo ansiosamente no meu peito. Olho para a esquerda e para a direita; o som de passos me alcança.

"…!"

Eu prendo a respiração.

Mais gotas de água caem do teto enquanto os passos ficam mais altos, vindo em minha direção. Meu coração bate contra as minhas costelas enquanto meus olhos se fixam na grade de ferro, temendo o que eu possa ver.

Uma grande sombra aparece do outro lado. Ela se desloca de um lado para o outro, e então, rangido. A grade se abre e uma figura entra.

Cada nervo no meu corpo está pulsando, gritando para que eu fuja. E os detalhes da figura aparecem —

"Ge-ge-ge-ge-ge-geh! Olha quem acordou!"

Eu quase desmaio de novo.


https://lh4.googleusercontent.com/YkStG6stxxnh7ziWFOV2In6E3G1j4kdCnO9VL68vg2Wq_11YRa6Hq6pEeTz5siDklO864Gtl50ethI7wHypzeADU85BZJt7ANZti2dxlyVec8bkfFTfDsNtC1MpwUa4K1fhqr5we


"Encontrem o maldito sapo!"

A casa da <Família Ishtar>, Belit Babili, estava em um estado de caos.

Aisha tinha levado um grupo de Berberas para a Dungeon para atacar o grupo de batalha de Bell sob as ordens de sua deusa.

Elas retornaram à superfície e regressaram ao seu território sem dificuldades. Foi quando a enorme mulher em frente delas, Phryne, escolheu fazer seu movimento. Derrubando as outras Berbera em questão de segundos, ela tirou Bell da caixa de carga e desapareceu. Ela ignorou uma ordem direta.

O equivalente a um pandemônio apocalíptico irrompeu no momento em que as ações dela foram descobertas. Aisha gritou ordens para suas aliadas, fazendo com que a família toda, incluindo pessoas-animais, elfos, e não-combatentes, se juntassem a procura. Aventureiras e prostitutas corriam pelos corredores de seus bordéis.

"Aquele monte de banha...!"

"Ela vai se 'banquetear' mesmo que Lady Ishtar tenha dito para que ela não o fizesse!"

Amazonas gritavam umas com as outras à medida que seu grupo de busca aumentava em tamanho a cada segundo.

"Isso é a sua cara, Phryne..."

Com os passos frenéticos de suas seguidoras ecoando abaixo, Ishtar se sentou em um sofá com um olhar extremamente descontente em seu rosto.

Ela estava atualmente eu uma sala aberta no topo de sua torre. Acentuado com um tapete vermelho espesso, todo o espaço foi desenhado para parecer uma sala do trono digna da realeza. A deusa se sentou com as pernas em cima do sofá, esparramada como uma rainha.

Ela estava sentada em um anel de seguidores sem camisa — todos homens lindos. Cada um deles estava balançando um abanador para frente e para trás.

"Mas... nenhum homem jamais se sentiria atraído por uma mulher como aquela, certo?"

Uma pessoa-animal que só recentemente tinha se juntado ao serviço de Ishtar, silenciosamente expressou sua opinião enquanto balançava seu abanador. Um humano de pele morena, o servo preferido de Ishtar, Tammuz, respondeu rapidamente.

"Você não sabe?"

"Saber o que?"

"Phryne força uma enorme quantidade de afrodisíaco na garganta de qualquer homem que ela pegue. Aquela mulher não liga para o quanto sua vítima chora. Ela vai fazer o que ela quiser."

Tammuz termina dizendo que ela se aproveita até que não sobre mais nada, apenas à casca vazia de um homem. A cor foi drenada do rosto do jovem servo.

Um arrepio passa pelos outros servos, fazendo-os tremer enquanto usavam expressões azedas.

"Eu ainda posso me vingar de Freya de alguma forma... mas isso não me agrada."

Ishtar tirou uma uva de uma tigela na mão estendida de um servo e colocou o fruto entre seus dentes.

Lambendo seus grossos lábios com sua língua rosa, Ishtar virou seu olhar para o seu servo mais confiável.

"Tammuz, junte-se a equipe de busca."

"Imediatamente."

O belo homem fez uma curta reverência antes de sair da sala.

As ações de uma mulher libertaram confusão e desordem no palácio e nas áreas circundantes.

"…"

Uma garota ficou sozinha em meio à loucura.

A determinação cresceu dentro dos olhos de Haruhime.

Um olhar pelo corredor e ela virou sua atenção para a grade de ferro ao seu lado. Ela conseguia ver uma garota humana inconsciente deitada no chão do outro lado das barras de ferro.

Os guardas foram chamados para procurar Bell, deixando a prisioneira sozinha. Haruhime olhou por cima do ombro mais uma vez para ter certeza de que estava sozinha. E então ela jogou um punhado de chaves dentro da câmara através do espaço entre as barras.

"Você tem as minhas mais sinceras desculpas."

Ela sussurrou para dentro da câmara, mas ela era necessária em outro lugar.

Com suas orelhas de raposa completamente estendidas, ela não perdeu tempo em sair do corredor.


https://lh3.googleusercontent.com/TnO8zVSGmxKqviRvrady4ziO9-xBSePmvO6W0E03XjJqZ1IpH4xv812PYZRVDk8f0Onn4u9KngUftRCon5WySTwRGIb0cua64UHQZLVXv_6sjxE8gSBJb4PdCQ-MhHWSVI9IvDKE

Por Rodrigon | 06/02/21 às 16:03 | Ação, Aventura, Fantasia, Magia, Poder, Ecchi, Shounen, Mitologia, Japonesa, Elementos de MMO