CAPÍTULOS
OPÇÕES
Cor de Fundo
CONTROLE DE FONTE
HOME INDEX
Capítulo 370 - O Ódio de Qianbei Ye (Parte 4)

Evil Emperor’s Wild Consort (EEWC)

Capítulo 370 - O Ódio de Qianbei Ye (Parte 4)

Tradução: illusia | Revisão: Luis Gimenes

"Não!"

Peng!!!

Ouviu-se o som de um balão sendo perfurado. Era o corpo do ancião que explodiu como um balão e sangue espirrou por todos os lugares, como uma chuva de sangue que caía do céu...

Qianbei Ye finalmente soltou seu apertão e virou seu olhar cruel para todos os outros rostos.

Os que estavam sob sua mira se sentiram agoniados. Tudo que eles queriam eram virar mosquinhas e sumirem para longe desse homem aterrador e demoníaco...

Por sorte, Qianbei Ye mudou sua expressão antes de se voltar para Gu Ruoyun e reclamar penosamente: "Xiao Yun, minha mão está imunda, você vai dar suas costas para mim?”

Peng!

Quando se ouviu isso, as pessoas da Cidade Celestial quase desmaiaram ou bateram com a cabeça na parede. E todos ficaram olhando pro Qianbei Ye com um jeito bem estranho - era duro de crer que esse endiabrado de repente ficasse parecendo um cordeirinho manso.

"Sujou, é?" Gu Ruoyun ergueu uma sobrancelha: “Mas quem foi que mandou você botar as mãos nele?!”

Qianbei Ye ficou em silêncio. Depois de um bom tempo, ele assentiu com a cabeça e disse: “Entendi o que você quis dizer Xiao Yun, você não quer que eu use as minhas mãos, né?! Então eu só vou queimar em tudo e pronto.”

Ele falava isso como quem dizia que ia na feira comprar bananas.

A cara de Gu Ruoyun ficou com uma sombra preta, como nos desenhos quando os personagens ficam claramente com um grande “Q” na cabeça. Ela virou seu olhar para Qianbei Ye e para o resto das pessoas do Reino Imortal e deu um sorrisinho de canto de boca: “Xiao Ye, deixa que eu lido com eles vá. Quero só devolver um milhão de vezes cada marca que eles deixaram antes.”

Depois de considerar um pouco, Qianbei Ye decidiu deixar Gu Ruoyun dar um jeito neles pessoalmente. Além do mais, ele já tinha dado um jeito na pessoa mais forte do bando. E tendo uma boa noção da força de Xiao Yun nesse momento, ela não teria quaisquer problemas para lidar com o resto deles… 

"Então tá, Xiao Yun, desconte sua raiva então. Quando você terminar, não esqueça de deixar eles vivos. Vou fazer uma fogueira e botar fogo em todo mundo.”

Muitas das famílias mais poderosas da Cidade Celestial ficaram com pena das pessoas do Reino Imortal.  Esses caras não tinham sorte mesmo, olha só quem eles foram provocar, que dois diabos eram esses dois. Antes, quando ela era só do nível Rei Marcial inicial, ela já conseguia dar conta dos ataques de Shiyun. Agora que ela tinha avançado de nível, lidar com esses caras não seria problema nenhum. 

E ainda tinha aquele diabo de roupa vermelha, meu Deus do céu, o poder dele era muito sem noção, o cara fez um Imperador Marcial parecer uma lêndea que você espreme pra não dar mais cria. O resto deles não teria sequer chance de fugir. 

E é claro que o povo do Reino Imortal já tinha se tocado disso e estavam cagando de medo. Eles não teriam nada pra ter medo se não fosse esse cara ter aparecido. Mas, do nada, esse cara apareceu e ele era um monstro. Sem contar que ele era muito, mas muito cruel. Se qualquer um caísse nas mãos dele… Seria pior que a morte...

"Mestre Xia, você ainda é influente no continente. Você também deve ter noção de que o Reino Imortal é importante para o continente. E agora que o ancião Bai está morto, como a Família Xia vai lidar com isso se nós fossemos atrás disso?”

Depois de ouvir essas palavras dos membros do Reino Imortal, o Mestre Xia disse, “Mas eu nem vi nada… Reino Imortal? Que Reino Imortal? Eles estão na Cidade Celestial? Quando eles chegaram? Como que ninguém me conta uma coisa dessas?!”

"O QUE?!...” A pessoa ficou muito puta: “Mestre Xia, você vai ficar do lado dessa diaba então!? Um dia você vai se arrepender disso!” 

"Aih, Xi'er, eu não tô ouvindo direito e nem vendo direito. Acho que não tô me sentindo bem. Você está ouvindo algum pernilongo voando? Acho que tem um zumbido dentro da minha orelha. Vou pra casa descansar porque não estou me sentindo bem.”

O Mestre Xia falou fraquinho. E sacudiu a cabeça antes de dar a mão pra Xia Zixi. 

Percebendo que o povo do Reino Imortal queria falar mais alguma coisa, Gu Ruoyun ergueu a cabeça indiferente e falou calma, pesando bem as palavras que calariam para sempre aquele povo: “As madames já terminaram de tricotar? Pois bem, porque agora vou levar vocês para se encontrarem com o Ancião Bai, que os espera do outro lado do meu punho.”

Por Luis Gimenes | 02/05/19 às 07:20 | Ação, Aventura, Fantasia, Sobrenatural, Artes Marciais, Xianxia, Romance, Chinesa, Harém, Josei, Reencarnação