CAPÍTULOS
OPÇÕES
Cor de Fundo
CONTROLE DE FONTE
HOME INDEX
Capítulo 372 - Quites (Parte 2)

Evil Emperor’s Wild Consort (EEWC)

Capítulo 372 - Quites (Parte 2)

Tradução: illusia | Revisão: Luis Gimenes

"Garota, pela vida que nos resta, nós não vamos permitir que uma pessoa como você continue viva!” 

 Hua!

Quando eles terminaram de falar, viram Gu Ruoyun virar lentamente a cabeça. Ela parecia calma e impassível. E saber que ela sequer se assustou com o ataque repentino, fez com que eles sentissem o coração parar de bater.

Roar!

De repente, a ‘garota’ ergueu a espada e um dragão rugiu de dentro da lâmina. A sombra de um dragão branco foi vista nela e a energia que carregava era próxima a de uma Imperador Marcial!

Você deve saber, leitor, que com o poder de Gu Ruoyun estando no início do Rei Marcial um pouco antes, ela já conseguiu segurar bem os ataques de uma Imperador Marcial como Shiyun. Agora, ela estava no nível avançado do Rei Marcial. O Dragão branco certamente partiria em dois um Imperador Marcial bem fácil.

Testemunhando a cena, o Reino Imortal , que tinha a impressão de que ambos os lados sofreram perdas significativas, rapidamente repensou sobre o assunto. Eles olharam uns para os outros e uma única palavra apareceu em suas mentes:

“CORRE, BERG!”

Depois de ver o que aconteceu com um Imperador Marcial, o resto deles não queria ficar nem perto de Gu Ruoyun. Tudo que eles queriam era passar sebo nas canelas e sumir.

Isso, porque no começo, eles tinham mesmo era a intenção de capturar Gu Ruoyun e usá-la como refém e pretendiam fazer isso num momento em que Qianbei Ye não estivesse olhando. O que eles não esperavam era que a menina tivesse uma puta arma desse nível nas mãos. E a menos que eles estivessem errados, a arma na mão dela era uma lendária arma espiritual de alta-classe.

Na maioria dos casos, o que eles fariam é inventar alguma mentira daquelas muito sem vergonhas para dizer que a arma poderosa de Gu Ruoyun era deles e levar o item embora.

Contudo, agora eles não tinham como lidar com a situação porque não era o mesmo caso de sempre. Tudo com o que eles tinham que se preocupar era em ficar vivos e voltar para o Reino Imortal para buscar reforços que dessem conta desse povo.

"Yun'er, eles querem fugir, pegue eles!” 

Gu Shengxiao estava desesperado de preocupação: “Se eles escaparem, vão buscar reforços e capaz até de trazerem a vó deles na mala pra tentar lidar com a gente. E como eu sei como eles são, eu sei que eles não gostam de deixar ninguém com poder ficar mais forte que eles! Não sabem dividir o parquinho!” 

Esse era o jeito do Reino Imortal!

Eles sempre pareciam ser nobres, mas, na verdade eram um monte de fuínhas velhacas e astutas! 

"Dragão Índigo! Impeça eles!"

Roar!

Tianqiong fazia tempo que se sentia desconfortável, então, quando ele ouviu Gu Ruoyun o invocando, ele voltou a ter sua forma original e seu corpão imenso tomou todo o pátio da Família Xia.  E ele ficou a postos e respondeu: "A minha Mestra me deu um comando, ninguém sai!” 

Durante toda a vida, o Dragão Índigo detestou esse tipo de discípulo hipócrita. Ele estava se segurando porque temia o ancião que estava ali antes, de roupas brancas. Mas, agora que ele estava morto, ninguém mais botava medo nele.

E é claro que, se muitos Imperadores Marciais atacassem de uma única vez, seria muito difícil para o Dragão Índigo dar conta de todos eles. Mas agora, que tudo que eles queriam era fugir, ninguém tinha cabeça para pensar em lutar com ele e isso era uma baita desvantagem para eles, porque metade da luta é ganha dentro da sua cabeça. O resto, são seus punhos.

"Muito poder sempre desnorteou homens primitivos, por serem gananciosos e irresponsáveis, devem pagar o preço."

Gu Ruoyun lentamente ergueu a cabeça. Ela olhava para as pessoas que estava na mira do Dragão Índigo e que lentamente se afastavam dele e falou: “Dragão Índigo, dê a eles dez vezes mais do que eles deram ao meu irmão mais velho! Pique eles em pedacinhos! Para cada cicatriz que eles deixaram no meu irmão, eu quero que você dê cem milhões de vezes mais.”

Ouvindo o que ela tinha dito, as pessoas do Reino Imortal disseram: “Mas Gu Ruoyun, veja bem, se você quer matar a gente, tudo bem, a gente entende. Mas por quê torturar?! Nós não fizemos nada assim tão ruim. Você é que fez as coisas erradas, seu coração é muito perverso menina, se continuar a matar seus anciões, cedo ou tarde alguém vai te matar.”

Por Luis Gimenes | 06/05/19 às 06:47 | Ação, Aventura, Fantasia, Sobrenatural, Artes Marciais, Xianxia, Romance, Chinesa, Harém, Josei, Reencarnação