CAPÍTULOS
OPÇÕES
Cor de Fundo
CONTROLE DE FONTE
HOME INDEX
Capítulo 395 - O Chefe da Família Dongfang é mesmo o avô? (Parte 7)

Evil Emperor’s Wild Consort (EEWC)

Capítulo 395 - O Chefe da Família Dongfang é mesmo o avô? (Parte 7)

Tradução: Spike | Revisão: Luis Gimenes

"O que você está fazendo aqui?”

Gu Ruoyun olhava indiferente para o pequeno animal e sua voz era fria: “Eu já desfiz nosso contrato. Vá embora. De agora em diante você tem sua liberdade. Não era o que você queria?!” 

Yan não respondeu. E, honestamente, ele estava muito arrependido. Ele se arrependia de não ter ajudado Gu Ruoyun, porque ele sequer sabia que ela estava ligada ao Rei Soberano, se ele soubesse disso desde antes, tinha dado sua vida para ajudá-la.

"Mestra, eu fiz tudo errado. Eu espero que possa me dar outra chance. Eu prometo que desta vez vou mudar e usar tudo que tenho para te ajudar em momentos futuros.” 

Naquele momento, o pequeno animal não carregava mais a arrogância de outrora. Seus olhos, um vermelho e outro verde, olhavam pesarosamente para Gu Ruoyun.

Ela sorria: “É verdade que eu preciso de cultivadores fortes ao meu lado, mas não preciso de gente desobediente! Se você não pôde me ajudar quando eu precisei, que uso eu teria pra você quando eu estiver em bons dias?! Eu não quero precisar lidar com as suas birras, por favor saia.”

Vendo que ela não estava nem aí, Yan virou seu rosto para Qianbei Ye. Ele então se curvou, com a reverência adequada que vigorava no Reino Animal: “Respeitado Rei Soberano, por favor, perdoe este subordinado por sua delinquência. Este subordinado reconhece que estava errado e deseja dar a vida pelo bem dela. Aqui não haverá mais infidelidade.”

Qianbei Ye não respondeu, em vez disso, ele voltou seu olhar para Gu Ruoyun esperando que ela mesma decidisse. 

“Não precisa.” Gu Ruoyun olhou para Yan e disse sem emoção: “Uma vez que ele desobedeceu e se recusou a resgatar aqueles que estavam em perigo, não o culpo, mas não quero mais tê-lo comigo. Afinal, como poderei confiar nele em situações de perigo?! Vá, não o quero mais aqui.” 

Ouvindo isso, o animalzinho ficou ainda mais ansioso. Naquele ano, quando o Rei Soberano o salvou, todo o Reino Animal ficou sob o comando do Rei Soberano. Se ele fosse banido, seria considerado um traidor e o Reino Animal não permitiria mais sua presença entre eles. 

"Mestra, eu juro por tudo que há de mais sagrado, juro pela minha vida que nunca mais cometerei o mesmo erro. É verdade que eu não queria obedecer no começo porque você tinha usado o poder da Fênix pra me obrigar a assinar o contrato. Eu sempre fui arrogante, eu sei do meu poder e eu nunca estaria disposto a me ajoelhar à coerção humana! Por isso que eu não escutei as suas ordens, Mestra. Mas agora, eu estou disposto a te servir, mesmo que você não acredite em mim, você pode fazer um contrato de escravidão comigo. Como um escravo, eu não serei capaz de me rebelar contra as suas ordens.”


O contrato de escravidão é a mais injusta forma de contrato. Se um escravo desobedece seu mestre, ele será punido com as chamas do inferno. Nem vivo nem morto, nem morto ou destruído. Ele sofrerá infinitamente no inferno.

Consequentemente, Gu Ruoyun jamais formou um contrato de escravidão com qualquer fera espiritual. Era assim que ela demonstrava seu respeito por eles.

Mas após ouvir a sugestão de Yan, Gu Ruoyun ficou em silêncio. Na verdade, com o contrato de escravidão, Yan nunca se oporia às suas ordens. Mesmo se ela quisesse que ele morresse, ele obedeceria.

“Você tem certeza de que quer um contrato de escravidão?” Gu Ruoyun lançou um olhar tranquilo para Yan e falou no mesmo tom.

Yan rapidamente assentiu com sua cabeça: “Tenho certeza.”

“Tudo bem.”

Gu Ruoyun encarou Yan: “Então eu te darei essa última chance! Eu formarei um contrato de escravidão com você! No futuro, mesmo que você se comporte abominavelmente como você já fez, então você ficará no mais profundo abismo do inferno por milhares de anos.”

Por Luis Gimenes | 07/06/19 às 12:21 | Ação, Aventura, Fantasia, Sobrenatural, Artes Marciais, Xianxia, Romance, Chinesa, Harém, Josei, Reencarnação