CAPÍTULOS
OPÇÕES
Cor de Fundo
CONTROLE DE FONTE
HOME INDEX
Capítulo 507 - A Chegada de Qianbei Ye (Parte 2)

Evil Emperor’s Wild Consort (EEWC)

Capítulo 507 - A Chegada de Qianbei Ye (Parte 2)

Tradução: yelou | Revisão: Luis Gimenes

Boom!

As palmas das dos dois homens se chocaram e uma força extrema irrompeu da colisão. Um furacão surgiu e as vestes rosa pêssego do homem dançaram no vento.

Rasga!

O som de tecido rasgando foi ouvido. Uma onda poderosa havia rasgado as roupas rosa cor de flor de pêssego em retalhos de pano que tremulavam ao vento. Ele parecia enraivecido e sua pele suave, que era mais refinada do que a de qualquer mulher, agora estava de frente para o olho da tempestade de areia.

Sangue fresco escorria lentamente pelo pulso de Zuo Shangchen. Seu sangue traçava incontáveis linhas vermelhas que se cruzavam e gotejava do seu pulso até a palma de sua mão. Rapidamente uma poça de sangue se formou no chão.

Cospe!

O ancião do Reino Imortal cuspiu um punhado de sangue. Sua expressão ficava cada vez mais feia enquanto encarava Zuo Shangchen.

Então, o resto deles se moveu.

Um ar sombrio e desolado, misturado com o denso cheiro de sangue, preencheu a atmosfera do deserto.

Comparado com Zuo Shangchen, Yan já havia atingido o nível de um Honra Marcial no passado. Apesar de agora estar no nível de um Imperador Marcial devido a suas feridas, ele ainda podia se virar em uma luta contra duas Honras Marciais, já que ele havia possuído aquele poder.

No entanto, ele agora estava em menor número, já que tentava lutar e proteger Gu Ruoyun ao mesmo tempo. Ele rapidamente se sentiu em desvantagem, além de estar coberto de sangue.

“Xiao Yun’er.”

Zuo Shangchen bloqueou o ataque de seu oponente com sua espada antes de recuar na direção de Gu Ruoyun. Ele sorriu amargamente, “Parece que não vamos conseguir escapar dessa vez.”

Não vamos conseguir escapar?

Não!

Eu não vou morrer em um lugar desses! Pensou Gu Ruoyun.

Os olhos da jovem garota foram preenchidos com uma determinação crescente, “Eu ainda tenho sonhos a conquistar, então não posso morrer! Além disso, eu trabalhei duro no meu cultivo para chegar onde estou hoje. Isso tudo foi para sobreviver neste continente onde apenas os fortes são respeitados. Enquanto houver a menor chance de sobrevivência, eu não vou desistir!”

“Haha!”

Bai Xiangtian, que estava parado perto de Gu Ruoyun, escutou isso e gargalhou. Ele respondeu com um olhar frio em seu rosto, “Gu Ruoyun, não tem jeito de escapar desse lugar. Como apenas três de vocês podem sonhar em derrotar dez Honras Marciais? Tudo bem, acabou a brincadeira. Agora eu vou mandar vocês direto para o inferno! No entanto, eu pouparei as vidas de suas bestas espirituais, já que elas me servirão logo, logo!”

Assim que essa mulher perecer, eu irei descobrir maneiras de fazer das bestas espirituais dela, meus servos, pensou Bai Xiangtian, feliz. É claro que essas bestas espirituais não são idiotas, elas vão perceber quais são as escolhas mais benéficas.

Gu Ruoyun limpou o sangue do canto de seus lábios e um sorriso brincalhão apareceu em sua linda e delicada feição.

Ela permaneceu firme com seus cabelos pretos como as penas de um corvo se agitando em meio aos ventos uivantes. Sua figura, em vestes verdes, parecia como um bambu calmo, que permanecia altivo e orgulhoso.

Mesmo assim, naquele momento, a jovem garota parecia o Deus da Morte em pessoa. Sangue pingava sem parar pela lâmina de sua espada enquanto todo o seu rosto estava tingido com a cor de sangue.

“Você vai me mandar para o inferno?” Ela zombou, “Não se preocupe, o inferno não pode me conter. Mesmo que eu, Gu Ruoyun, seja mandada para o inferno, mais cedo ou mais tarde eu irei me arrastar para fora dos Portões do Inferno e irei atacar a fortaleza do Reino Imortal e matar todos – ninguém será poupado!”

“Hahaha!”

Os anciãos do Reino Imortal explodiram em risadas como se eles tivessem acabado de escutar uma piada muito engraçada.

“Você acha que teria a habilidade para exterminar todo o Reino Imortal sozinha? Rasteje para fora do inferno primeiro e então conversamos!”

Naquele momento, as Honras Marciais apontaram suas auras destruidoras de terra, densas com a sede de sangue, na direção dos dois humanos e da besta espiritual.

Já as belíssimas criadas de Zuo Shangchen, há muito perderam suas vidas protegendo seu mestre e Gu Ruoyun durante a onda de ataques anterior. O sangue delas penetrava na areia, tingindo o solo de uma cor vermelha viva e escarlate.

Por Luis Gimenes | 06/06/20 às 09:20 | Ação, Aventura, Fantasia, Sobrenatural, Artes Marciais, Xianxia, Romance, Chinesa, Harém, Josei, Reencarnação