CAPÍTULOS
OPÇÕES
Cor de Fundo
CONTROLE DE FONTE
HOME INDEX
Chapter 385 - Partida, Para a Casa da Família Dongfang (Parte 7)

Evil Emperor’s Wild Consort (EEWC)

Chapter 385 - Partida, Para a Casa da Família Dongfang (Parte 7)

Tradução: Spike | Revisão: Luis Gimenes

Mestre Xia assentiu com a cabeça e sorriu: “Eu entendo. De agora em diante, eu vou supervisionar e incentivar a nova geração da Família Xia a trabalhar duro em seu cultivo para, então, quando Lingxiao partir, a Família Xia continue imortal, para sempre.”


Ele não sabia porquê, mas Mestre Xia tinha o sentimento de que o Senhor Lingxiao seguiria jornada junto com aquela jovem mais cedo ou mais tarde. Uma vez que isso aconteça, a Família Xia só poderia depender de si mesma...

“Bom, eu vou indo, então. Se cuida. Xiao Ye, Luo Li, vamos nessa.”

Gu Ruoyun uniu seus punhos, fazendo uma saudação, caminhando, em seguida, para fora, desaparecendo lentamente da visão do Mestre Xia.

Mestre Xia a observou sair enquanto murmurava consigo mesmo: “Talvez não demore muito tempo até que todo o continente conheça o nome de Gu Ruoyun. Mesmo as Três Grandes Autoridades não podem ignorar sua existência…”

Seja como for, o Mestre Xia nunca imaginou que sua profecia se tornaria realidade. Não muito tempo depois, o continente estaria inteiramente dominado pela Seita do Demônio! Até mesmo as Três Grandes Autoridades dependeriam da Seita do Demônio para sua sobrevivência...

...

No Reino da Tartaruga Negra, em meio as ruas movimentadas, um furioso rugido pôde ser escutado.

“Eu sou o Imperador! Que p*rra de direito você acha que tem de me proibir de comer carne? Esse cara é só um Imperador Aposentado, que direito ele tem de me impedir de comer carne? Se você der ouvidos àquele p*to, eu vou destruir todos vocês em um instante! Car*lho, eu quero carne!”

Do lado de fora do restaurante, Gu Ruoyun, que apenas estava passando por ali, escutou uma voz familiar. Ela franziu a sobrancelha e deu uma olhada. Num instante, um grande corpo apareceu em sua linha de visão.

Pang Ran colocou a mão no quadril enquanto apontava ferozmente na cara do guarda costas imperial. Ele estava com sangue nos olhos e o demônio no corpo, e queria partir o corpo do guarda costas imperial em oito pedaços.

O guarda costas parecia desesperado e indefeso. Esse pequeno Imperador era legal e tudo mais, mas ele simplesmente amava comer carne um pouco demais. Entretanto, o Imperador Aposentado deu a ordem de que ninguém poderia permiti-lo comer carne. Se não, eles seriam punidos tendo que carregar centenas de tábuas de madeira. 

“Sua Majestade Imperial, o Imperador Aposentado emitiu a ordem. Esse subordinado não pode fazer nada.”

“É o que?!”

Pang Ran saltava irado, quando bradou: “Eu sou o Imperador dessa car*lha, e ele não serve pra mais nada! Se você continuar a dar ouvidos para aquele arrombado, então é melhor você sair da minha frente!”

Isso é tão enfurecedor! Ele pensou. Esse cara não é nem um fantasma! Ele já saiu em lua de mel com minha Mãe Imperial e ainda insiste em mandar gente para me monitorar!

Quando Pang Ran estava quase voando com o poder do ódio, uma gargalhada foi ouvida. Estava cheia de adulação: “Pang Ran, só se passou um tempinho desde que nos vimos, como foi que você ficou tão gordo?”

Pang Ran ficou assustado. Ele virou sua cabeça para encontrar um rosto sorridente em frente aos seus olhos. Ele piscou repetidamente antes de correr com seus braços abertos em direção a Gu Ruoyun.

“Pela deusa, eu senti tanto sua falta!”

Hong!

De repente, uma figura de vestes carmesim apareceu, bloqueando Gu Ruoyun da visão de Pang Ran. O cabelo prateado da figura o fazia parecer como uma deidade.

A beleza incomparável do homem era fria como o gelo e a aura de seu corpo começou a se mexer. Antes que Pang Ran pudesse alcançar Gu Ruoyun, ele foi arremessado para o lado por aquela poderosa aura, como um furacão. Seu corpo de quase 120 quilos foi jogado numa parede, fazendo com que esta caísse.

Mas apesar de receber tamanho impacto, Pang Ran se levantou como se nada tivesse acontecido. Ele coçou o nariz e disse: “Pela deusa, você não me disse que enquanto eu fosse Imperador, eu não poderia comer carne? Agora eu já sou o Imperador, mas mesmo assim se recusam a me permitir comer carne. Já que eu não posso comer carne, então não quero mais ser o Imperador. Quem quiser, pode pegar o trono.”

Por Luis Gimenes | 23/05/19 às 08:19 | Ação, Aventura, Fantasia, Sobrenatural, Artes Marciais, Xianxia, Romance, Chinesa, Harém, Josei, Reencarnação