CAPÍTULOS
OPÇÕES
Cor de Fundo
CONTROLE DE FONTE
HOME INDEX
Capítulo 2.2 - Dando paz a este mestre do labirinto! (parte 2)

Kono Subarashii Sekai ni Shukufuku o! (KonoSuba)

Capítulo 2.2 - Dando paz a este mestre do labirinto! (parte 2)

Tradução: Riberiru | Revisão: Junio

《Parte 2》

Depois de meio dia de trabalho, caminhamos da cidade para as colinas e para o deserto.

Quanto tempo nós tivemos que viajar nesta estrada nevada com galhos de árvores perigosos e irritantes?

Uma cabine solidamente construída apareceu de repente diante de nós.

Na cabine havia uma placa que dizia "refúgio".

A caverna escura que parecia que não acabaria nunca estava bem na parede ao lado da cabana.

A caverna poderia parecer naturalmente formada, mas se você fosse mais adiante, veria um conjunto de escadas que desciam até as profundezas.

A dungeon foi chamada de "Calabouço de Keele".

—— Há muito tempo atrás, havia um arquimago genial chamado Keele, que se apaixonou por uma filha de uma casa nobre.

O mago, que dedicou toda a sua vida à magia e não tinha interesse no amor, apaixonou-se pela dama à primeira vista durante um passeio pelas ruas.

Claro, esse amor não deu frutos.

Afinal, a diferença de status decidiu muitas coisas neste mundo.

O mago, que entendeu isso bem, trabalhou ainda mais em seu treinamento de magia e pesquisa para esquecer seu amor.

Com o passar dos anos, ele finalmente se tornou o mago mais forte do país.

Ele não se conteve em trazer felicidade para o país através do uso de feitiços, e foi elogiado por todos.

E assim, o mago foi convidado para o castelo, para um banquete que foi realizado em sua honra.

O rei disse ao mago que ele queria recompensá-lo e estava disposto a cumprir um desejo do mago, sem restrições.

O mago disse que ele tinha um desejo que nunca seria cumprido.

— O que o arquimago Keele desejou, ninguém sabia.

Só se sabia que depois disso, o arquimago raptou a filha do nobre clã, construiu uma dungeon e se recusou a sair.

O que aconteceu depois foi um mistério.

Mas pensando nisso, mesmo que um mero mago construísse uma dungeon para se defender de qualquer perseguidor, ele não seria capaz de defendê-la por muito tempo.

E agora, poucas pessoas conhecem a história por trás da construção desta dungeon. A dungeon tornou-se um bom campo de treinamento para os aventureiros novatos se exercitarem.

Na entrada da Dungeon de Keele, olhei para as três pessoas atrás de mim.

"Tudo bem, eu vou sozinho daqui em diante. As três apenas esperem neste refúgio por mim. Se eu não voltar dentro de um dia, volte para a cidade e peça ajuda ao grupo de Taylor... Digo isso, estou apenas explorando o lugar, então eu devo voltar em breve. "

A Darkness cruzou os braços e disse:

“Você está realmente indo sozinho? É um absurdo desafiar uma dungeon sozinho. Eu ouvi o que você disse Kazuma, se bem que eu acho que a minha armadura range muito alto apenas andando, então seria inútil para mim seguir com você...”

Bem, esta era a primeira vez que eu ia sozinho.

"Eu também, eu seria apenas um fardo se eu seguisse... Pense bem, Kazuma."

A Megumin disse preocupada.

"Não tem problema, eu vou com você!"

E Aqua de repente disse algo desnecessário...

“… Não, não me siga. Eu disse que vou ir sozinho.”

Eu expliquei para a Aqua mais uma vez o que eu disse a elas no caminho até aqui.

“Com a habilidade de arqueiro ‘Clarividência’ que Keith me ensinou, posso ver as coisas no escuro. Eu já testei isso antes. Mesmo que não haja fonte de luz e esteja em escuridão total, ainda posso medir a distância, onde os itens são colocados e suas formas. Então, se eu for sozinho, eu nem preciso de luz. Os monstros que atacam os aventureiros com uma fonte de luz não poderão me encontrar.”

Mas se alguém pudesse entrar em um solo de dungeon apenas com essas habilidades, todos os arqueiros do mundo inteiro já teriam feito isso.

Mas——

“A propósito, eu também tenho as habilidades de roubo, Detecção de Inimigos e Espreitar. Então, eu posso andar na escuridão, confirmar o local, Detecção de Inimigos e evitá-los. O Espreitar me permite encarar o perigo quando não posso evitá-los apenas por ficar perto da parede... Provavelmente.”

Somente esse ponto não pôde ser confirmado sem testes.

Mesmo que eu fosse explorar uma dungeon, isso não significa que eu tomei uma missão de limpar a dungeon.

Se eu não conseguisse dinheiro depois de derrotar os monstros, evitar batalhas seria a melhor opção.

Evitando os monstros, pegando o tesouro e indo embora.

Mesmo que eu achasse que era algo que os invasores da tumba fariam, esse era um dos poucos privilégios dos aventureiros que podiam atravessar a barreira dos empregos e aprender todo tipo de habilidades.

Em um momento como este, eu deveria usar uma das poucas vantagens que eu tinha.

Tirei o spray de remoção de odores que comprei na guilda, que era eficaz contra monstros sensíveis ao cheiro.

Os monstros na dungeon provavelmente estavam acostumados com a escuridão.

O que significava que, além da visão, os outros sentidos dos inimigos deveriam ser altos.

Tal como o sentido do olfato ou audição.

Para esta parte, eu só podia rezar para que eu fosse capaz de detectar os inimigos antes que eles notassem os sons que eu fiz.

Se eu encontrasse serpentes que pudessem detectar calor ou morcegos que usassem a ecolocalização, eu não conseguiria fazer nada a respeito. Mas ouvi das pessoas na guilda que não havia tais monstros nesta dungeon.

Eu já fiz meu dever de casa e obtive a inteligência dos monstros que habitam a dungeon dos caras da guilda.

Eu acabei de morrer na semana passada afinal.

Mesmo que eu desejasse encontrar a Eris-sama novamente, morrer tantas vezes seria inaceitável.

Eu pulverizei o removedor de cheiro no meu corpo.

Eu não sabia o quão eficiente era, mas era melhor que nada.

Além disso, quando usei Espreitar depois de encontrar o Assassino de Novatos, ele cheirou o ar ao redor dele antes de sair relutantemente.

O que significava que a habilidade de Espreitar tinha a capacidade de tornar as coisas menos óbvias.

Sim, funciona. Provavelmente.

E isso foi apenas uma experiência. Seria ótimo obter resultados, mas tudo bem, mesmo que falhe.

A dungeon que eu estava desafiando dessa vez foi considerada de nível baixo para o meu nível.

Depois de confirmar as melhores maneiras de explorar dungeons, eu poderia desafiar dungeons mais difíceis para ganhar dinheiro.

E era uma dungeon que ficava a apenas meio dia de viagem da cidade.

A dungeon provavelmente tinha sido limpa pelos outros aventureiros.

Então eu não ficaria em desvantagem mesmo se encontrasse inimigos na dungeon.

"Estou indo então. Está frio aqui e vocês podem encontrar monstros, então voltem para o refúgio e me esperem.”

Eu acenei adeus a todos e me dirigi para a entrada da dungeon.

—— Neste momento, ouvi alguém me seguindo.

Aqua ficou atrás de mim como se fosse natural.

"... você não ouviu o que eu disse? É mais conveniente para mim ir sozinho. Está escuro lá, então você não pode fazer nada mesmo se você seguir.”

Depois de ouvir as minhas palavras, a Aqua riu despreocupadamente.

… Eu realmente queria dar um soco nela.

“Ei, Kazuma, você esqueceu quem eu sou? Archpriest é apenas meu disfarce mortal. Vamos lá, diga. Embora a Megumin e a Darkness ainda não acreditem em mim. Vamos, diga que eu sou de verdade!”

"A Deusa das Dívidas não é?"

“Não, eu sou a deusa da água! Você poderia pelo menos dizer que eu sou a deusa das festas!”

Realmente não importa qual deusa você é. O que essa mulher estava tentando dizer?

"Eu sou uma deusa afinal; meus olhos têm o poder de ver através de tudo. Antes da reencarnação de Kazuma, eu lhe disse exatamente a causa da sua morte, certo? Meus poderes enfraqueceram depois de chegar ao mundo mortal, mas eu ainda tenho alguns poderes divinos, sabe? Eu não posso ver através de tudo agora, mas não há problema em enxergar no escuro!”

Vendo a Aqua enpinar seu peito arrogantemente, me senti desconfortável.

Para ser honesto, eu não tinha ideia de que coisas idiotas essa mulher faria e isso me preocupava.

O que fazer, como eu deveria recusá-la... Neste momento, a Aqua me disse:

“Isso é uma dungeon. Os monstros nas dungeons geralmente são mortos-vivos. Eles são atraídos pela força vital dos vivos. Isso significa que a habilidade do Espreitar é inútil contra monstros mortos-vivos. Esse problema só pode ser resolvido se eu aparecer, certo?”

Suas palavras só aumentaram meu desconforto.

Por Riberiru | 27/01/19 às 19:48 | Aventura, Fantasia, Sobrenatural, Comédia, Isekai, Japonesa, RPG