CAPÍTULOS
OPÇÕES
Cor de Fundo
CONTROLE DE FONTE
HOME INDEX
Capítulo 3.3 - Um bom partido para esta filha de aristocrata! (parte 11)

Kono Subarashii Sekai ni Shukufuku o! (KonoSuba)

Capítulo 3.3 - Um bom partido para esta filha de aristocrata! (parte 11)

Tradução: Ryanbstifler | Revisão: Junio | QC: Riberiru

《Parte 11》

Depois que Walther e eu explicamos desesperadamente, conseguimos deixar as coisas claras e acalmar essa confusão.

Mas, como resultado, Aqua e minha verdadeira identidade foram descobertas por Walther.

Ainda assim, Walther parecia ter notado que eu não era um mordomo desde o começo.

Darkness, que foi a culpada pela nossa crise, ainda estava dormindo por causa da minha habilidade.

Depois de ser levada para a sala de reuniões, ficamos ao lado da Darkness que estava adormecida. A empregada ajudou-a a vestir as habituais roupas casuais que usava para se aventurar, que era uma saia e camisa pretas apertadas.

Finalmente, o pai da Darkness falou enquanto estava com os olhos em sua filha.

"Minha garota não é boa com as pessoas... Mesmo com quem está perto dela. Kazuma, você está na mesma equipe que a minha filha, certo? Ela se abstém de falar sobre si mesma, certo?”

Ao ouvi-lo dizer isso, inclinei a cabeça e pensei sobre.

—— É difícil dizer.

Eu realmente não me lembro, mas agora que ele mencionou isso... eu realmente não sabia muito sobre a Darkness.

Ou melhor, ela realmente não gosta de falar... E não saia nada de bom quando ela falava.

“Mesmo sendo uma Cruzada, a minha garota estava sempre sozinha... Ela ia ao Culto Eris todos os dias, rezando para a Deusa Eris, desejando os camaradas com quem ela pudesse se aventurar. Um dia, minha menina voltou da igreja e me disse que ela conheceu seu primeiro companheiro e fez um amigo. Ela estava tão feliz quando me contou sobre sua amiga ladina...”

… Oh, como esperado de uma verdadeira deusa. A deusa Eris realmente faz um bom trabalho.

“Quanto à nossa família, minha esposa faleceu quando a Darkness era jovem... Eu não me casei novamente depois disso, criando-a como um pai solteiro. Eu estava sempre a idolatrando e sempre tive a liberdade dela em mente... eu provavelmente a mimava dessa maneira...”

O pai da Darkness disse em remorso.

Ele provavelmente estava se referindo ao fetiche da Darkness.

Ela teve muita liberdade enquanto crescia, então é por isso que ela ansiava por ser amarrada?

Não, eu acho que está na natureza dela, pai da Darkness.

“Eu acho que Lalatina é uma garota encantadora e ao mesmo tempo é tão capaz quanto qualquer homem. Se não fosse por Kazuma, eu definitivamente gostaria de tomá-la como minha esposa.”

Walther disse algo incrível do nada.

O que esse cara está dizendo de repente?

A Darkness é apenas minha companheira.

Ela parecia atraente para mim às vezes, mas isso já é outra história.

Eu não ficaria parado se alguém como o senhorio a arrasasse, mas se um homem bom estivesse disposto a apreciá-la, eu daria a eles a minha bênção. Foi assim que nosso relacionamento foi.

"... Desculpe-me, mas eu realmente não entendo o que você está dizendo."

Ouvindo-me dizer isso, Walther adotou uma atitude de "eu sei tudo, você não precisa esconder" e disse:

“Tudo bem, você pode fazer Lady Lalatina mais feliz do que eu. Eu posso ver o quão profunda é a confiança de vocês um pelo outro. Seus sentimentos um pelo outro devem ser reais, certo?”

“Tudo bem, traga sua bunda aqui. Eu não me importo se você é o filho do senhorio, eu preciso te dar uma boa surra.”

“Pare, Kazuma-san! Ou faça isso em algum lugar que eu não possa ver! Ou eu vou ser presa também!”

Aqua me conteve por trás enquanto eu lutava contra ela, tentando usar “Drain Touch” em Walther.

"Kekeke, hahaha!"

O pai da Darkness de repente riu alto.

E agora? Tantas coisas aconteceram hoje, estou chegando ao meu limite.

Por favor, não me dê mais problemas, ok?

"Sim, eu entendo! Sr. Walther, se ninguém quiser se casar com minha garota, por favor, cuide bem dela então?”

Encarando a repentina pergunta do pai da Darkness, Walther disse com um rosto preocupado:

"Bem ... eu estou bem com isso, mas..."

Walther parecia ter algo a dizer para mim, mas o pai da Darkness o interrompeu e continuou:

"Além disso, Kazuma."

"Eh? Eu? Sim, há algo que eu possa fazer pelo senhor?”

A mudança repentina de assunto me confundiu.

“Por favor, cuide bem da minha garota. Por favor, cuide dela e não deixe que ela faça qualquer coisa tola. Estou contando com você."

O que esse velho estava falando?

Ele quis dizer como um aventureiro, certo?

Tudo bem, então, era o que eu estava fazendo de qualquer maneira.

"… Hmm? Ugh ...? Onde eu?… Ahhh… Hmm…”

A Darkness recuperou a consciência.

Ela pareceu lembrar o que aconteceu antes de desmaiar e disse:

“… Ugh, já acabou? Depois de perder a consciência, que coisas sujas fizeram comigo...?”

“Nada, eu não fiz nada! Não diga coisas que possam causar mal-entendidos, tudo bem? Já estava tenso o suficiente quando você estava dormindo!”

Ouvindo-me dizer isso, a Darkness olhou em volta e sorriu maliciosamente para mim.

… O que ela estava pensando?

Lembrei-me do que a Darkness disse antes do encontro começar.

Você experimentará algo tão ruim que desejará estar morto.

Relaxe, tudo bem.

Não importa o que a Darkness disser, não deve haver problemas.

Calma, estou super legal hoje.

Eu posso superar qualquer coisa se eu mantiver uma cabeça fria...

“Querido pai, Sr. Walther. Por favor, finja que essa reunião nunca aconteceu. Eu tenho escondido isso de você ... eu já estou grávida do filho de Kazuma…”

“O que você está dizendo sobre um virgem como eu? Ahhh!! Eu não fiz nada e você tem um filho meu? Você é virgem também! Cuidado ou eu vou socar você na barriga!”

Vendo a interação entre a Darkness e eu, Walther sorriu.

"Entendo! Como você está esperando um filho do Kazuma, não tenho escolha senão desistir."

Depois de terminar, Walther se levantou.

… Droga essa Darkness estúpida.

Você não sabia porque estava dormindo, mas não precisava mais dizer essas bobagens.

“Vou dizer ao meu pai que rejeitei essa proposta de casamento. Isso deve ser o melhor.”

Depois de terminar, Walther se despediu com um sorriso e saiu.

… Que cara legal.

Por favor, leve a Darkness de volta com você...

Vendo a Darkness, que estava sorrindo maliciosamente pensando que ela tinha conseguido, eu suspirei pesadamente.

Eu acho que vou ter que me aventurar com essa garota um pouco mais...

A Darkness notou nesse momento que duas pessoas estavam agindo de forma estranha.

“Neto… Primeiro neto… meu… meu lindo neto…!”

“Ahwahwah… Então Kazuma e a Darkness alcançaram esse estágio antes que eu percebesse…! Eu preciso contar a todos…! Eu preciso contar a todos na cidade...!”

Tivemos que passar trinta minutos desfazendo o mal-entendido com o pai da Darkness que estava chorando de felicidade e com a Aqua que estava confusa.

Por Riberiru | 02/04/19 às 12:51 | Aventura, Fantasia, Sobrenatural, Comédia, Isekai, Japonesa, RPG