CAPÍTULOS
OPÇÕES
Cor de Fundo
CONTROLE DE FONTE
HOME INDEX
Capítulo 5.4 - Uma causa justa para esta noite onde não dá pra dormir! (parte 6)

Kono Subarashii Sekai ni Shukufuku o! (KonoSuba)

Capítulo 5.4 - Uma causa justa para esta noite onde não dá pra dormir! (parte 6)

Tradução: Riberiru | Revisão: Junio

《Parte 6》

── O que devo fazer?

Como devo lidar com essa situação?

“Ei Megumin, pare de fingir que está dormindo. Você está acordada, certo?"

Eu disse para Megumin que estava em profundo sono ao meu lado.

E claro, a Megumin não respondeu nada.

Eu era o tipo que iria facilmente com o fluxo.

Eu poderia realmente ir até o fim com isso?

Lembrei-me de como Megumin de repente agarrou minha mão no acampamento e segurou suas mãos enquanto eu ouvia sua respiração constante.

Suas mãos estavam um pouco frias, então se sentiu confortável segurando-as.

… Minha mente correu.

Eu seria apenas um criminoso se continuasse.

Primeiro, preciso de um motivo adequado para colocar as mãos na Megumin dentro da cama.

… E de repente, uma inspiração aconteceu.

Quando Megumin acordou ontem à noite, eu me aconcheguei na cama dizendo que estava muito frio lá fora. Eu só preciso transformar essa desculpa em realidade.

Eu só precisava abaixar a temperatura desta sala até que fosse necessário se esconder dentro do cobertor.

Isso mesmo, meus poderes provavelmente existiram apenas por hoje.

Segurando a mão de Megumin com a mão direita, coloquei a mão esquerda fora do cobertor e lancei um feitiço na janela.


"「Congelar」!"


Um golpe que consumiu quase toda a mana dentro de mim.

Este feitiço congelou a superfície da janela, envolvendo-a com vários centímetros de gelo.

E a temperatura na sala caiu drasticamente.

Oh, isso ai!

Com a janela congelada, Megumin não poderia escapar pela janela como ela fez ontem!

Perfeito.

Eu sou realmente um gênio por ter pensado em um plano tão perfeito!

… Enquanto eu fiquei impressionado com o meu esquema…

"... Ugh ..."

Talvez eu fosse muito alto em cantar o meu feitiço, Megumin parecia ter acordado.

“Bom dia Megumin, você dormiu bem?”

"… Manhã. Hmm? Este é meu quarto?"

Megumin segurou minhas mãos enquanto olhava ao redor da sala atordoada. Ela provavelmente ainda estava meio adormecida.

Finalmente, ela percebeu que estava segurando minha mão.


“── hhhhhh!! Você finalmente cruzou a linha!? Kazuma, seu animal! Eu pensei que você era um covarde que cometeria assédio sexual, mas não teria coragem de fazer quando chegasse a hora!”


Megumin saiu correndo do futon com lágrimas nos olhos.

"Ei, espere, eu não fiz nada! É só segurar, não faça tanto barulho! Olha, não está muito mais frio que ontem? Eu só segurei sua mão inconscientemente porque estava muito frio."

Megumin percebeu que a sala estava excepcionalmente fria depois que eu disse isso, e ela estremeceu.

Ela então checou seu corpo cuidadosamente e finalmente disse com o rosto corado.

"Você, você realmente não fez nada? E com a lição de ontem, não vou confiar em você tão facilmente."

"Idiota, quanto tempo você acha que está dormindo? Eu tenho ficado ao seu lado honestamente todo esse tempo.”

“É verdade? Desculpe, Kazuma, eu te entendi errado novamente. Isso é verdade, se Kazuma tivesse a coragem de cruzar a linha, você teria apostado e feito um movimento na Darkness... Eu disse algo rude, peço desculpas.”

Megumin disse desculpando-se sob o luar vago.

“Ah, tudo bem. No entanto, seria bom me agradecer ocasionalmente, certo? Todas vocês continuam sendo apanhadas em assuntos problemáticos, e eu continuo tendo que limpar depois. Você não acha que eu mereço algum agradecimento?"

Essa cena que fez meu coração pular uma batida foi minha justa recompensa.

Eu queria dizer mais, mas não consegui continuar quando vi o rosto do Megumin que estava iluminado sob o luar.

“… Gratidão, certo? Você tem um ponto."

Megumin, que sempre olhou para mim com ira, resignação ou pena, tinha um sorriso raro que combinava com garotas da idade dela.

Hmm?

Sua expressão direta me fez sentir desconfortável.

“… Obrigada por me receber quando não tinha para onde ir em Axel, apesar de ser um mago problemático que só pode usar Explosão. Obrigada por me levar para casa depois de esgotar minha mana. Obrigada por me deixar ficar na equipe, apesar de todos os problemas que causei a você."

Megumin, que estava sempre brigando, disse algo fora da personagem.

Sua pele de porcelana branca, contrastando com seu cabelo preto, tinha um toque vermelho.

O sinal de que Demônios Carmesins estão animados, seus olhos vermelhos brilhavam com uma luz hipnotizante.

"Qual é o problema? Eu estou apenas te agradecendo, certo? Não foi você quem pediu isso? Por que você está agindo tão tímido?"

Megumin me disse maliciosamente enquanto eu apenas olhava para ela perplexa.

Ah, eu me sinto tão envergonhada agora.

Ela sempre me dava atitude, mas ser gentil comigo de repente me pegou desprevenido.

Eu hesitei no que dizer.

“… Bem, hum, eu fui salvo por vocês todas inúmeras vezes também. De acordo com seus costumes...... Eu sou Satou Kazuma, aquele que é arrastado repetidamente para assuntos problemáticos, detentor do emprego mais fraco de Axel. Meu objetivo é ganhar muito dinheiro e viver feliz para sempre com todos vocês...... Por favor, por favor, cuidem de mim de agora em diante!”

Fiquei mais envergonhada quando continuei e Megumin riu.

"Eu também, por favor, cuide de mim a partir de agora... A propósito, está muito frio hoje. A casa está acabando, então talvez o frio tenha vindo de algum lugar... Um, Kazuma realmente não vai fazer nada comigo, certo? Está muito frio, então vou voltar para o cobertor."

Megumin disse quando ela se aconchegou no futon com um rosto vermelho.

Entrar no futon sob tal atmosfera me deixaria mais nervoso.

Mas estava frio hoje.

Não poderia fazer nada......... 


…... Neste momento, notei o gelo na janela.


Que desculpa devo usar se alguém ver?

Se Megumin visse isso, a ação da Kazuma que subiu depois de tanto esforço iria despencar.

O que eu estava pensando quando fiz algo tão idiota?

Eu poderia ter agido um pouco precipitadamente.

Neste momento, Megumin se inclinou para mim.

Ela estava muito mais perto do que antes quando estávamos deitados lado a lado.

"... Me-Megumin, você não está muito perto...?"

Megumin disse como se ela estivesse me provocando:

"Você está sempre me assediando sexualmente e agora age de forma tímida? E você disse que não faria nada, certo? Deveria estar bem então."

Meu nervosismo era totalmente diferente de agora.

Vai ficar tudo bem.

Isso é certo, isso não foi nada.

Afinal, eu disse algo realmente embaraçoso e ela ficou realmente confiante.

Se ela visse a janela congelada, sua ira alcançaria uma altura histórica.

De repente, minha mão direita estava coberta por algo frio.

Parecia que Megumin estava segurando minha mão de bom grado.

“… Ei, ei, não seja tão proativa, menina. Naquela época no acampamento também, se você fizer algo assim do nada, meu coração não será capaz de aguentar... Ontem à noite, Darkness até disse a sua mãe que deixar você dormir comigo era como colocar um cordeiro no gaiola de uma fera que estava morrendo de fome por uma semana."

O quarto estava frio, mas eu comecei a suar. Minha voz estava um pouco mais alta por causa do nervosismo.

Em resposta, Megumin riu.

“Darkness disse isso? Mas ela também disse que, mesmo em uma situação em que você pode fazer isso de verdade, você seria tímido demais para agir e ignorá-la com uma piada.”

Aquela cadela!

“Ei, do que você fala com a Darkness quando está sozinha com ela? Diga-me, prometo que não vou ficar com raiva."

Megumin entrou em pânico quando ela me ouviu e desviou a cabeça.

"... Ei, vocês duas devem ter falado mal de mim."

"É um segredo. Além disso, vamos nos aconchegar cedo. Estamos voltando para Axel amanhã, certo? Vamos voltar para nossos dias de paz lá."

Ela estava tentando ignorar.

… Neste ponto, Megumin, que estava escondida nos cobertores, disse timidamente:

"... Eu sinto vontade de ir no banheiro."

Com isso, ela saiu da cama.

… Ei, espera um pouco!

"Ah, mas sua mãe trancou a porta hoje ..."

Antes que eu pudesse terminar, Megumin sorriu ironicamente.

E......

"Ela realmente... Não importa, eu vou sair pela janela hoje à noite..."

Megumin olhou para a janelas e ficou rígida.

… Eu cobri meus ouvidos e escondi minha cabeça debaixo do cobertor e me enrolei em uma bola.

Isso mesmo, essa era a chance perfeita de ativar o espreitar.

Enquanto eu fazia isso, Megumin olhou fixamente para a janela.

"... Kazuma, o que está acontecendo?"

"... Um Shogun do Inverno passou agora e saiu depois de congelar a janela."

Megumin puxou meu cobertor imediatamente!

“Kazuma! O que aconteceu agora? Esta deve ser a obra do Kazuma! Eu sei que Kazuma fez isso, mas eu não entendo qual é o seu objetivo! Por que você congelou a janela!?"

Tão frio!

Estava frio depois que ela pegou o cobertor.

Eu me enrolei em uma bola e evitei o olhar de Megumin.

"... Se eu lhe disser honestamente, você promete não ficar com raiva?"

"Se você não me disser, vou fazer com que todos o tratem de uma maneira mais cruel do que hoje."


── Eu confessei tudo.


"… Você é um idiota? Kazuma é alguém que pode reagir de acordo com a situação ou um idiota? Devolva a minha gratidão agora mesmo!"

"Você está absolutamente correta. Eu acho que é estranho também, por que eu agi como idiota por duas noites seguidas?”

Talvez eu tenha viajado muito recentemente e meu cérebro tenha se esgotado.

Megumin bateu no copo gelado gentilmente.

A magia congelante que consumiu toda a minha mana deixou uma espessa camada de gelo na janela, não vai quebrar só batendo um pouco.

Vendo isso, Megumin correu para a porta.

"Abra a porta! Ei, abra... Mãe, mãe!"

Ela continuou gritando quando bateu na porta.

No entanto, a casa ficou em silêncio e ninguém mostrou sinais de acordar.

Estava muito frio, então eu sorrateiramente peguei o cobertor e me cobri.

“… Como devo dizer, está frio, então vamos dormir por agora. Vai ficar tudo bem, não vou fazer nada, acredite em mim. Se você não puder se segurar, tem uma garrafa vazia ali." Riberiru: O retorno da garrafa.

“Deixe-me perguntar de novo, o que você quer que eu faça com aquela garrafa vazia? E eu confiei em você até agora, mas sinto uma sensação de perigo como nunca antes! Ah, isso é realmente..."

Megumin gritou comigo enquanto ela segurava sua raiva.

A atmosfera calorosa anterior desapareceu completamente.

"É minha culpa, eu garanto a você que eu não farei nada. Eu devo ter sido possuído por um espírito maligno para ter congelado a janela com magia. Eu realmente sinto muito."

Quando ela ouviu isso.

"Pelo menos diga isso quando você estiver fora do cobertor..."

Megumin desistiu de fazer qualquer coisa para mim e voltou para o futon. Ela provavelmente não suportaria mais o frio.

"Yahoo!"

"Kazuma, você te lembrar disso pela manhã."

Em resposta à minha exclamação de alegria, Megumin anunciou isso para mim com olhos vermelhos brilhantes.

Um certo grande homem disse uma vez: 'Não se preocupe com o amanhã, pois o amanhã se preocupará com ele mesmo.'

E assim, decidi seguir os ensinamentos de meus antecessores e viver no presente.

Megumin, que proativamente segurou minha mão mais cedo, estava dormindo em um canto de costas para mim.

Isso parecia um casal que estava cansado um do outro.

“… Ei, você não está com frio? Estou com muito frio, então chegue mais perto."

"... Eu realmente quero que você devolva a atmosfera agradável agora ..."

Megumin disse em resignação. Eu recitei o mais suavemente que pude.

"「Congelar」."

"Você se queixou de estar frio e você está se congelando? O quanto você quer ficar comigo?"

Depois que fui repreendido por Megumin ...

"Fuu... Há apenas um travesseiro, então você o usa. Eu vou dormir no seu braço."

Megumin resmungou e se inclinou.

"Ei, ei, vou me sentir perturbado se você se inclinar tão obedientemente."

Megumin me ignorou e colocou a cabeça no meu braço direito, seu rosto tocando meu peito.

"Assim como a Darkness disse, 'Mesmo em uma situação em que você pode fazer isso de verdade, você será tímido demais para agir e ignorá-la com uma piada.'"

Megumin disse como ela riu dentro do cobertor.

… Hmm?

Poderia ser que, Megumin não estava disposta?

Então, é meu período de popularidade...!

Apenas quando minha fraca esperança ia crescendo gradualmente.

“Alerta do exército do rei demônio! Alerta do exército do rei demônio! Uma parte do exército do Rei Demônio se infiltrou na aldeia!"

… Sim, claro, eu sabia que acabaria assim.

Por Riberiru | 11/08/19 às 17:39 | Aventura, Fantasia, Sobrenatural, Comédia, Isekai, Japonesa, RPG