CAPÍTULOS
OPÇÕES
Cor de Fundo
CONTROLE DE FONTE
HOME INDEX
Capítulo 01- Lau Gaufeng

Legado dos Deuses (LDD)

Capítulo 01- Lau Gaufeng

Autor: Amnésia

O instituto Darey Mason era o edifício mais bem estruturado de toda a região Norte da seita de Calto. Foi construído pelo setor industrial de cultivadores que utilizavam a energia de pedra e ferro para a fundação, estando de pé por cerca de dois mil anos, é o único lugar capaz de reunir a profunda energia que surge espontaneamente.

Sendo capaz de abrigar todos os tipos de pessoas do mundo, e com capacidade de mais de 1 milhão de cultivadores, ele reside para que as pessoas possam aprender a controlar sua própria profunda força e também seus respectivos elementos primários e secundários.

De pé dentro de uma sacada pequena, um jovem cultivador tinha seus olhos para o cenário brilhante a sua frente, os picos de montanhas do Leste e as planícies do Sul, as duas áreas que ele sempre ouviu em histórias, histórias de Heróis que governavam as leis e também distorciam o espaço, os chamados 'Supremos Arcados'.

Sua visão foi distorcida para baixo, a trilha que trazia cerca de três comboios transportava algum tipo de material importante para o instituto em que estava, a altura dali para o chão era mais de 200 metros, mas ainda assim, nenhum tipo de medo passava pela sua cabeça, ele respirou fundo e apoiou sua cabeça sobre a mão observando lentamente seu destino.

- Você poderia ser menos arrogante quando se trata de nível, Garp. - A voz feminina veio de dentro com fúria, carregava palavras pesadas e uma ira surpreendente. - Um pedaço de estrume que caiu duas vezes no teste de força se glorifica por estar acima de nossas cabeças, você nem pode se comparar ao Lau.

A jovem era Melina Salto, uma das mais altas genias prodígios de toda a geração mais nova, uma das poucas garotas que gostavam da arte profunda de batalha e tentou se especializar o máximo que pôde antes do teste inicial de força profunda.

A sua frente estava um dos poucos repetentes, um que ficou cerca de duas vezes no teste de força e ainda assim colocava sua cabeça nas alturas pensando ser o melhor e também o maior gladiador de todos, o motivo de levantar sua cabeça, era simples...

- Olhe como fala com o futuro patriarca da família Sá. - Garp rebateu com um ódio que vinha de dentro de seu coração, os dois eram parte da família principal da região central de Calto, e tinham suas rivalidades e também apoio, podia se dizer que foram destinados a serem destinados inimigos mortais antes mesmo de nascer. - Ninguém ousa falar com palavras rudes comigo, sua vadiazinha de família inferior.

Melina sacou sua espada fina da cintura no momento que aquelas palavras soltaram seu sua boca, a intenção assassina atribuída a essa ação deixou todos estupefatos, o ar gelou com um único movimento de saque e também deixou a boca de todos os jovens ali presentes de boca aberta, eles estavam presenciando o duelo dos futuros maiores pilares da Seita.

- Você pode falar o que quiser de mim, mas se pronunciar uma única palavra sobre a minha família, eu vou cortar sua língua e dar para os porcos, cortar seus membros e costurar em algo mais útil do que um simples repetente que se gaba por ser um jovem patriarca.

As palavras afiadas e sua espada curta trouxeram a Garp tirar seu porrete das costas, ambos eram armas que com um único movimento podiam destruir qualquer que fosse o inimigo, se continuasse assim, as paredes da enorme sala cairiam e uma batalha de '‘gênios’' ocorreria ali mesmo.

Garp zombou dela tocando o nariz se sentindo vitorioso, seu sorriso trazia nenhum tipo de  bondade, só discórdia e arrogância.

- Aqueles que possuem pontos fracos como ofensas pessoais são os primeiros a cair em miséria dentro da Seita, espere até que eu tenha o poder do atual patriarca, farei uma visita particular a cada membro dos Salto e darei um presente que sua família lembrará por milênios.

O punho de Melina por volta de sua espada, a lâmina cinzenta recuou dois passos quando ela arrastou seu pé para trás, respirou fundo puxando toda a energia que conseguia e dobrou o braço para trás de sua cabeça, seu olhar centrado só visava uma coisa.

- Você vai morrer por dizer essas palavras, eu te garanto, Garp Sá.

Os jovens cultivadores que estavam em volta ficaram alarmados, todos eles carregavam uma ansiedade e euforia consigo, mas, ao mesmo tempo, também tinham medo e angustia porque a espada que Melina carregava era o tesouro da família Salto.

- Essa é a famosa feixe solar, a espada lisa do antigo patriarca dos Salto.

- Dizem que quando se tem cerca de setenta por cento de entendimento do poder profunda das espadas lisas, ela pode cortar até mesmo o mais puro ferro, o antigo patriarca da família Salto conseguiu aperfeiçoar apenas setenta e cinco por cento.

- Isso é verdade? Li que espadas lisas e retas no seu auge não conseguem nem mesmo se igualar a espadas de lâmina curvada com trinta por cento de potência.

O último jovem cultivador tomou um tapa na cabeça por um homem alto que entrou na sala silenciosamente, ele ouviu e viu tudo o que tinha acontecido e mesmo assim ainda não tinha sido visto, ou assim pensava ele, pois o jovem garoto que estava na sacada já tinha perdido sua atenção na luta a muito tempo e olhava para ele tentando conter sua fala.

O jovem cultivador levou a mão a cabeça virando furioso pronto para gritar e sacar sua arma quando reconheceu a pessoa, aquele era um dos mestres de profunda energia, e também uma das poucas pessoas que tinha o prestígio em escala mais alta no instituto.

- Sênior Lau Gaufeng. - O jovem falou de forma baixa, mas chamou a atenção de todos.

O ar gelado que Melina produziu sumiu no mesmo momento que seus ouvidos escutaram aquela voz, ela abaixou a cabeça e suprimiu toda a sua aura sinistra que ainda pairava do ar, respirou fundo tentando parar de arfar e se manteve de peito erguido.

A beleza daquela garota era enorme, uma das poucas jovens senhoritas que estavam dentro da sala, ela se destacava com o seu cabelo ruivo, seus olhos negros e seu vestido vermelho, ela era temida e destemida por todas as suas conquistas anteriores em sua casa.

Lau passou o olhar dela para Garp num segundo, o bastão que o jovem e forte garoto tinha retrocedeu para suas costas e ele abaixou a cabeça em respeito ao seu superior com um medo medonho que só ele mesmo sabia, um medo que perfurava seus ossos.

- Júnior Garp cumprimenta o sênior Lau. - Ele falou com tamanho respeito ainda curvado.

Lau permaneceu quieto e sem mexer sua cabeça, seus olhos afiados de falcão perfuraram o jovem parado na sacada ainda o olhando como se tivesse em uma batalha interna. Lau soltou um curto sorriso para o garoto e se voltou para a situação a sua frente.

- Vocês dois, ambos tentam ser superiores com suas armas e também prestígios, ambos tentam ser grandes quando ainda nem sequer chegaram ao décimo nível da profunda força Verminiana, ambos gritam o nome de figuras de família como se fossem o pilar do mundo. - Sua voz era lenta, mas carregava uma comoção firme e destrutiva, só aquilo fez com o que os dois repensassem muito no que haviam dito antes. - Se eu tivesse o poder de reprovar alunos, os dois já tinham sido expulsos de minha sala há 14 minutos atrás.

Melina e Garp sentiram seus corações afundarem, os rumores eram verdadeiros, Lau Gaufeng era o mais terrível professor de todo o instituto e também o primeiro professor a eliminar mais de duas turmas de cultivadores em uma só aula no passado.

Sua reputação fazia todos os jovens tremerem na base, Lau Gaufeng cheirou o medo no ar que exalava de todos aqueles jovens, ainda assim, o rapaz de sacada ainda tinha um olhar sinistro para cima de si como se suportasse tudo o que tinha dito antes.

Uma certa curiosidade e interesse daquele velho cultivador cresceu.

- Um pilar capaz de suportar toda a Seita Calto, essa pessoa é verdadeiramente o herói que temos que ter, não aqueles que se apoiam em pessoas grandes e famílias. - Ele balançou a cabeça bufando com desdém de ter ouvido aquilo tudo antes. - E pensar que eles só me deram um único jovem talentoso nessa sala, velhos malditos e suas manias de quererem me fazer sofrer.

Lau caminhou para sua mesa devagar, seu manto negro arrastava no chão e ninguém sabia se ele estava caminhando ou voando, poucos foram os cultivadores que viram o poder oculto de Lau Gaufeng.

Os jovens ao seu lado começaram a tremer, eles viraram a cabeça para seu mais novo professor com curiosidade, esperaram até que ele se apoiasse na mesa e olhasse novamente para eles.

- Senhor, o que está dizendo? - Garp perguntou tentado por querer saber quem era aquele talentoso. - O senhor está dizendo que apenas um de nós tem talento?

Lau nem se incomodou em olhar para ele e ficou encarando suas unhas enquanto mexia a mão para os lados, os alunos mais novos sempre eram cheios de pequenas curiosidades que podiam custar suas vidas caso não fossem moldados pela grande instituição.

- Estive parado por mais de dez minutos dentro de sala, e apenas uma pessoa me reparou, quando eu proferi uma palavra, apenas uma pessoa não se sentiu inferior, e ainda assim, não era ele quem estava debatendo sobre famílias e forças, isso já diz que pra mim, sua capacidade pode ser a mais alta entre vocês, isso é talento.

Seu olhar mortal percorreu todos os jovens trazendo uma pressão que fizeram os corpos dos jovens respirarem mais rápido e mais forte.

- Aquele que sabe seu lugar, que sabe diferenciar a força da espada e da língua tem o direito de mandar em todos vocês, aquele que possui a maior força pode ser considerado um herói, mas ainda acham que um herói é o pico mais alto do mundo dos cultivadores?

- O mundo é regido por classes que vocês conhecem, apenas as cinco únicas classes que vocês podem chegar nas suas medíocres vidas. - Lau continuou. - Enquanto forem infantis e arrogantes continuaram a ser os mais fracos, porque aqueles que se apoiam no esforço dos outros estão fardados a serem os primeiros a morrer.

Ele sorriu e dirigiu se ao jovem da sacada.

- Estou errado, jovem Fukai?

- Não, sênior Lau. - Fukai abaixou sua cabeça em respeito e continuou por dois segundos antes de se levantar. - Para alguém ser grande, ele precisa depender apenas de si mesmo, conhecer as artes da energia profunda e também ser chamado de o mais forte não apenas pelos seus conhecidos, mas por si mesmo.

Lau bateu uma palma para ele e concordou com a cabeça de leve.

- Palavras bonitas para uma pessoa com o terceiro nível Verminiana. - Ele deixou o desdém sair de sua boca. - Para palavras bonitas também é preciso de força, isso falta em você, e pelo que vejo não há uma espada consigo? Está se garantido sem uma espada, senhor Fukai Ferio?

Fukai levou a mão a cintura com uma expressão abatida, cerrou os dentes e levantou a cabeça tentando não levar isso como ofensa, mas ainda não conseguindo.

- Eu quebrei a minha espada faz 3 semanas, sênior, estive praticando e não por isso estou sem uma arma atualmente.

A gargalhada de Lau foi enorme.

- Temos dois arrogantes que se colocam grandes por causa de sua família, e um cultivador com força nível três que conseguiu quebrar sua espada treinando, parece que eu errei, não há apenas um talento, são três talentos que eu vou ter prazer de eliminar na primeira etapa da fase.

As gargantas de todos eles foram pressionados quando seu professor disse aquilo, Lau era um monstro, tanto em força quanto em reputação, ele é capaz de solar três cultivadores no pico do reino Elementar, e também fica em pé de igualdade com o diretor da fundação Calton.

Lau Gaufeng, o cultivador do reino Sol Nascente de nível dez.

- Para os mais novos por aqui e que ainda estão perdidos, os reinos que dcompõe nossa seita são classificados em cinco principais, eles são o pico que a Seita Calto e também todo o império Quilin tem, são eles: Reino Verminiano, Reino Terrestre, Reino Elementar, Reino Sol Nascente e Reino Gladiador.

- Os outros três são os chamados divindades, são eles: Reino do Ceú Púrpuro, Único Rei e o último e também o que ninguém chegou até hoje, Espirito Deidade.

Os reinos do mundo, aqueles que tem o poder comandam o céu, e Lau era o mais próximo do Reino Gladiador, sua aparência era de um homem com 34 anos, mas sua idade verdadeira era aproximadamente 879 anos de idade, um homem com rica experiência em campo e um olhar para achar talentos nato.

A sua frente, três jovens garotos que o fizeram dar um sorriso, um sorriso que não aparecia fazia cerca de dois séculos inteiros.

Ele cruzou seus braços revelando seus dentes brancos, mas um sorriso frio e mortal cruzou com os três.

- Que chegue ao topo o melhor cultivador.

Por Amnésia | 24/12/17 às 20:46 | Aventura, Fantasia, Artes Marciais, Wuxia, Xianxia, Brasileira, Poder, Adulto, Elementos de Cultivo, Ação