CAPÍTULOS
OPÇÕES
Cor de Fundo
CONTROLE DE FONTE
HOME INDEX
Capítulo 30 - Provocações e risadas II

Legado dos Deuses (LDD)

Capítulo 30 - Provocações e risadas II

Autor: Amnésia | Revisão: Paragon

Fukai parou encarando os três ainda de pé sem um pingo de misericórdia ou piedade, sua aura começou a se revelar cada vez mais, a sensação fria que emanava do seu corpo era sem igual, tão fria quanto um bloco de gelo.

Agarrando a bainha de Lingot, Fukai sorriu dobrando o corpo em uma forma diferente da habitual, ele inclinou seu ombro esquerdo para frente, seus pés foram separados para frente e para trás, sua espada deixada na mão direita, e o braço livre erguido a frente de seu corpo.

Era um estilo completamente diferente do habitual, o sétimo estilo dos Ferio.

- ‘Haganoa’… - O Elder de cabelos brancos disse atento. - É impressionante o fato dele conseguir formar esse tipo de posição sem hesitar.

- Não tem nada de interessante nisso. - O segundo Elder de barba grossa respondeu friamente sacando sua espada. - Ordens são ordens, precisamos acabar com ele logo.

Jin puxou sua espada largando a barra de ferro no chão e apontou para seu oponente com sangue nos olhos.

- Mesmo que eu não possa te matar hoje, meu pai não deixará isso passar.

- Ah, é mesmo? - Fukai riu. - Então me diga, onde está ele agora e por que não me atacou junto de vocês?

Esperando a resposta dos três, Fukai riu em seu coração. A expressão dos três homens mudaram gradualmente ao ouvirem sua pergunta, onde havia uma confiança acima do normal, agora só havia descontentamento e ódio.

- Ah, entendi. - Fukai voltou a falar com zombeira. - Se escondem atrás de figuras, se escondem para que possam tentar usar suas forças sem nenhum tipo de problema. - E balançou a cabeça desesperançoso com suas mãos no rosto. - Eu sempre esqueço com quem falo, é o ramo principal, Fukai Ferio, eles são covardes sempre.

Jin foi o primeiro, não deixando aquelas palavras se agravarem e desrespeitar sua família, ele avançou. Carregando a espada que agora tinha um brilho mais arroxeado, brandiu para frente com um corte frontal a fim de tirar a vida de seu oponente.

Fukai deu um passo para o lado, o corpo de Jin estava ao seu lado.

Seus pés sem dúvidas eram uma arma secreta, seus joelhos e também sua cintura. Durante o tempo que ficou no mundo fantasma, o que mais treinou foi a movimentação corporal, a agilidade, impulso, recuo e desvio.

Durante 100 dias, 20 horas por dia, quem mais conseguiria fazer o que ele faz?

Na sua idade, ele era bom, mas comparada a Imperadora que tinha feito o mesmo treinamento, ele era uma miséria.

Jin arregalou os olhos ao ver Fukai se mexer com tanto rapidez, seu corpo ainda estava em movimento quando seu oponente se colocou ao seu lado e continuou parado, a última coisa que ele viu foi Fukai desaparecer lentamente enquanto o escuro dominava sua visão.

Medo do Escuro, uma técnica sombria…

Os dois Elders continuaram a observar Jin, ele parou ao lado de Fukai com sua espada ainda empinada retamente e seu corpo parado, ele não se movia, nenhum músculo.

O ar soprou levemente fazendo o cabelo de todos eles balançarem juntos, a única mudança foi que esse mesmo ar conseguiu derrubar Jin para o lado.

O homem caiu paralisado na mesma posição de quando estava de pé, todo o seu corpo petrificado.

Fukai encarnado os dois Elders sorriu, ao mesmo tempo as palavras de Razam soaram.

- Medo do Escuro tem várias formas, elas podem ser tantas sombras, quanto um corpo, ela sempre será definida pela quantidade de emoção que você tem pelas pessoas.

E cada vez que o mundo escuro a sua volta se tornava mais denso por causa da noite, os dois Elder estavam cada vez mais assustados. Como alguém conseguia derrotar uma pessoa sem ao menos encostar nela?

Os dois eram chamados de Elder pelos mais novos, mas seus Reinos eram apenas o Elementar, e na  presença de um garoto do sétimo nível do Reino Verminiano, eles se acovardaram.

- Onde estava aquela coragem que falavam antes? - Fukai deu seu primeiro passo, e com isso uma sombra gigante cresceu acima dele. - Eu posso estar errado, mas eu senti que queriam me machucar agora a pouco.

Seu segundo passo, a noite toda foi dominada. Terceiro passo, a aura gelada se incorporou a escuridão e deixou tudo em um estado anormal onde as leves brisas pararam de balançar, o ar congelou sozinho.

Fukai levantou sua bainha para os dois.

- Espero mesmo que não tenham falado da boca para fora, tenho muito desejo de destruir as pessoas que gostam de me atormentar. - O olhar frio e a espada erguida, o jeito que ele olhava, tão agressivo, tão hostil, dificultava ainda mais a respiração dos dois.

- Você.. Você… - O Elder de barba branca recuou um passo com medo. - Se atreve a atacar um dos Elders subordinado do Segundo Grande Elder?

Fukai suspirou com pena.

- Uma frase um tanto quanto estúpida.

Fukai abriu os braços rindo.

- Então grande Elder Yun, por que não aparece para mim agora? Eu quero saber o motivo de tanto querer me matar. - Fukai esperou por um tempo, mas nada veio, ele resmungou balançando a cabeça de novo e olhou para os dois. - Viu? Quem liga para vocês dois?

- Seu… bastardo..

Fukai torceu seu pescoço ao ouvir aquilo, ele tentou respirar fundo, mas foi caminhou rapidamente para frente erguendo seu braço e desaparecendo da frente dos dois.

Quando ele reapareceu atrás deles, seu corpo não se mexeu, ele continuou parado observando toda o cenário distante, dali onde estava toda a casa Ferio podia ser vista, desde o palácio do Patriarca até a parte mais pobre de sua família.

Era nojento ver uma divisão tão forte em uma família que uma vez já tinha sido grande.

- Minha família é grande, sempre foi e sempre será. - Ele disse. - Não é necessário que pessoas necessitem de outras para serem fortes.

A escuridão tomou conta do coração e da alma dos dois, seus olhos nublaram e escureceram rapidamente enquanto seus corpos foram ao chão, exatamente como Jin Ferio, eles paralisaram.

Seus olhos apenas viam o seu pior medo, que no caso de ambos era a destruição de tudo o que amavam; suas casas pegando fogo, seus corpos sendo cortados, seu sangue vazando para fora, e no fim a destruição de toda a família Ferio.

Tudo em chamas…

Quando os dois corpos caíram, Razam aplaudiu.

- Garoto, sua técnica Medo do Escuro ainda é muito fraca para ser comparada a minha, mas sua força está relativamente equilibrada.

- Obrigado, mestre.

- Está usando essa técnica como um método de controle mental afetando os nervos e memórias dos seus oponentes, isso dê certo é formidável, mas o modo como está fazendo é errado. - Razam o advertiu. - Medo do Escuro é muito mais do que uma simples técnica de suporte, ela é supressão, defesa, ataque, incorporação, possessão, controle e domínio.

- Ela é uma incorporação de estados físicos, ela é a concentração e descontrole ao mesmo tempo, você não pode vê-la como algo especial, ela faz parte do seu corpo, ela faz parte de você.

Fukai abriu suas mãos, com Lingot desaparecendo, ele parou se focando nos próprios braços, os fluxos de energia que estavam fluindo para seus membros eram sem dúvidas mais focados nos lugares que ele mais utilizava.

Braços e pernas, ambos eram os mais concentrados em Profunda Energia, para correr e atacar. Usar como sendo algo seu era o mesmo que não deixar que tudo dentro do seu corpo flua para fora.

- Mestre. - Fukai disse fechando os olhos deixando seus braços dobrados para frente, ele ergueu sua cabeça para o alto. - Há alguém por perto capaz de me ver?

- Sabe que depender de meu poder para saber das coisas é a mesma coisa que esses ignorantes que se escondem atrás de poder. - Razam falou meio desconfiado. - Mas não, não há ninguém, até mesmo esse tal Segundo Elder perdeu sua comunicação com a Jade audível.

Fukai riu respirando fundo.

- Entendo, obrigado.

A energia que estava circulando seu corpo preencheu cada veia do seu corpo, cada artéria e cada órgão, elas faziam curvas e fortaleciam ao redor de cada membro, estavam sendo guiadas rapidamente para todos os lugares ao mesmo tempo.

Razam continuou observando o garoto de braços cruzados e sentado em forma de lótus flutuando no ar.

O espírito sorriu amargamente.

- Circulando sua energia para que não sobrecarregue seus meridianos e veias, controlando perfeitamente cada centímetro de Profunda Energia armazenada dentro de si mesmo. - Razam gargalhou sozinho pela mente de Fukai. - Quantos anos eu demorei para conseguir isso tudo? Foram 100 anos? 120 anos? Eu não me lembro.

Os membros de Fukai relaxaram, ele abriu seus olhos com uma forte pontada dentro de seu estômago, aquela era uma pontada de subida de nível, uma pontada tão forte dizia que ele tinha conseguido passar por mais um gargalo.

- Oitavo nível Verminiano. - Fukai riu. - Isso é ótimo.

- Sua subida de nível tão rápida vem do método que está cultivando, ao invés de circular energia somente nas áreas mais vitais, você se esquece completamente das mais fracas como cintura, pernas, ombros. - Razam explicou. - A forma que circulou a energia agora foi algo louvável, eu admito, eu queria que descobrisse sozinho, mas vejo que não foi nada demais para você.

Fukai coçou a cabeça rindo meio envergonhado.

- Bom, preste atenção no que irei dizer. - Razam foi sério dessa vez. - Para alguém ser forte, ele deve diminuir seus pontos fracos, aumentar os fortes e estabilizar todas as suas forças, a partir de hoje, sua força continuará no oitavo nível por um mês.

Fukai levantou os braços prestes a discutir quando Razam com uma mão o parou.

- Talvez para vocês humanos, passar de um nível para o outro rápido é maravilhoso, mas há um perigo constante nisso. - Razam disse sem risos. - Quando alguém passa de um nível para o outro sem estabilizar sua energia, cinco décimos dessa energia que você ganharia vai embora.

- Pense nisso com números altos, se sua força cresce de 100 em 100, com um aumento rápido, você passaria a aumentar de 50 a 50, e metade do que realmente poderia ser seu é levado embora por não ter mais espaço. - Razam apontou para seu próprio corpo azul transparente. - Pense no seu corpo como um recipiente, a cada vez que passar de nível, deve-se parar e estabilizar para que seu tamanho aumente e possa armazenar mais coisas, entende?

Com a boca aberta, Fukai concordou com olhos brilhantes, ele nunca tinha ouvido falar disso, um corpo que armazena grandes quantidades de energia, isso era uma informação que valeria dinheiro.

- O senhor trabalha bem com números mesmo sendo um espírito?

Razam apertou suas sobrancelhas meio com raiva.

- Com quem acha que está falando, Reino Verminiano?

- Espírito carrancudo…

- Vara seca..

- Prisioneiro…

- Instrumento de comer bosta…

Por Amnésia | 17/01/18 às 18:30 | Aventura, Fantasia, Artes Marciais, Wuxia, Xianxia, Brasileira, Poder, Adulto, Elementos de Cultivo, Ação