CAPÍTULOS
OPÇÕES
Cor de Fundo
CONTROLE DE FONTE
HOME INDEX
Capítulo 35 - Corpo diferente

Legado dos Deuses (LDD)

Capítulo 35 - Corpo diferente

Autor: Amnésia | Revisão: Paragon

No portão do Instituto Darey Mason, a grande quantidade de pessoas que estavam enfileiradas passava de mais 3 mil alunos, eles faziam parte dos discípulos externos, internos e os de núcleo. Junto desses três também haviam os professores, os Elders e o diretor parados bem a frente de todos.

Merer Gaufeng tinha ao seu lado Lau Gaufeng, e do outro o Juiz Principal, ambos parados com seus braços atrás das costas e vagamente encarando os alunos.

O diretor tinha aquele sorriso bobo no rosto, ninguém presente era capaz de ver através desse homem, e por isso aquele sorriso, quem saberia o que se passa por trás dele?

- Todos chegaram, Lau? - Merer perguntou sorridente sem nenhuma preocupação.

- Tirando as pessoas que estavam atrasadas e vieram a pé, pelo que parece está faltando dois novatos. - Lau disse com certa irritação.

Juiz Principal deu um risinho abafado.

- Seus alunos, Primeiro Elder? - Ele perguntou ironicamente. - Pensei que eles fossem mais pontuais.

- Infelizmente, sim. - Lau o respondeu sem um pingo de atenção. - Diretor, Hakunin Menbey e Fukai Ferio ainda tem de chegar.

Merer concordou.

- Bom, deixarei isso em suas mãos, como também a punição pelo atraso deles. - Merer foi claro e deu um passo a frente se colocando a frente de todas as pessoas, ele deu dois passinhos com o pé no chão e um quadrado de área perfeita se formou e se ergueu, Merer ficou perfeitamente no ar observando os seus alunos. - Bom dia, estaremos hoje começando novamente um ano e tanto, por mais que…

Lau Gaufeng respirou fundo coçando sua mão suada, os dois garotos ainda não tinham chegado, isso estava começando a deixá-lo irritado.

Juiz Principal olhou para Lau secretamente com um sorriso mortal.

- Por que não vai buscar eles?

- Tome conta da sua vida. - Lau disse dando as costas para o Juiz Principal e partiu.

Os dentes do Juiz rangeram enquanto ele apertou seu punho respirando para amenizar sua raiva.

Lau saltou no ar desaparecendo e seu corpo se teleportou rapidamente para o portão principal, estando acima do portal que era o limite do Instituto, ele começou, aos poucos, a espalhar seus sentidos em volta.

Sua capacidade mental partiu rapidamente para todos os lados, cada centímetro de grama era visível, nada estava anormal, as árvores balançavam, as flores emergiam para todos os lados, tudo estava claramente simples.

A única coisa mais estranha era o fato de que Lau Gaufeng não via nada além da natureza, pelo menos até que dois pontos negros ofuscados entrou em sua vida.

- Hm?

Hakunin estava ofegante, ele correu por cerca de 3 horas inteiras, em suas costas estava o corpo quase todo destruído de Fukai Ferio, seu estado deplorável fazia com que Haku quase que vomitasse.

As veias do corpo do garoto estavam todas expostas na pele, os tubos que circulavam o sangue estavam verdes e todo o seu corpo se estendida daquilo, aquilo era claramente um efeito colateral por ter usado tanto Profunda Energia.

Quando Fukai caiu no chão deixando sua espada de lado, Hakunin rapidamente o ajudou, ele segurou o corpo de Fukai e no mesmo momento presenciou o que seu corpo estava passando.

A Profunda Energia e a Pura Energia do ar estavam se fundindo rapidamente, quando duas forças opostas se encontraram, o fundamental é que ambas se afastem e não se juntem, assim haveria uma destruição no corpo da pessoa em questão.

Mas Fukai Ferio estava completamente fora do patamar de pessoas normais, os dois tipos de energias estavam se fundindo sem nenhum tipo de perigo, elas batiam entre si e se espalhavam e novamente se fundiam.

O rosto com medo de Haku era a forma clara de analisar a situação.

De fato, o poder que Fukai liberou na luta contra os dois assassinos de sua própria família foi sem dúvidas excepcional, mas conseguir dissolver Pura Energia do ar com sua própria Profunda Energia.

Profunda Energia era a energia que alguém possuía dentro do corpo e Pura Energia era a energia elementar, precisamente seria a energia do elemento ar, do fogo e etc.

Não era anormal alguém conseguir fazer isso, mas para alguém que tinha acabado de desmaiar e quase foi morto, a formação era muito difícil, e somando o fato dele estar apenas no Reino Verminiano, isso era completamente insano.

Haku carregando Fukai nas costas começou a se aproximar rapidamente do portão do Instituto, ainda correndo, ele se mantinha firme, mas suas pernas não acostumadas ao novo peso começou aos poucos a ceder.

Depois de longos 5 minutos, seu joelho se dobrou sozinho e o garoto caiu joelhos no chão.

- Parece que tiveram uma aventura e tanto vindo para cá, não?

Haku levantou sua pesada cabeça, Lau Gaufeng de braços cruzados com um rosto sério olhando para os dois, seu corpo claramente transmitia um terrível sentimento de morte.

Desde o dia que Haku presenciou a luta do Rei Sol Nascente e Lau Gaufeng, sua visão sobre o primeiro Elder foi totalmente modificada, agora o que ele via era um ser gigante, uma existência sobrenatural.

- O que aconteceu com ele? - Lau abaixou rapidamente com sua boca torcida, o estado do corpo de Fukai não era nada bom. - O que estiveram fazendo?

Haku mordeu o lábio prestes a contar o que tinha visto, mas parou pensando…

- Ele... foi atacado por duas pessoas vindo para cá. - Haku revelou. - Quando eu cheguei, ele estava duelando contra o último, ambos assassinos eram do pico do Reino Terrestre, senhor.

Lau pegou Fukai cuidadosamente das costas de Hakunin e o colocou por cima de seu ombro se levantando.

- E esses dois fugiram? - Lau perguntou preocupado.

- Não… - Haku parou um pouco e continuou. - Fukai Ferio matou os dois homens e fez ambos abrirem sua própria cova.

- Ele derrotou… dois homens no Pico do Reino Terrestre? - Lau piscou seus olhos e balançou a cabeça tirando isso na sua mente. - Isso não importa agora, vamos voltar, venha, segure meu ombro.

Haku se levantou devagar e tocou o ombro de seu professor.

No mesmo instante ambos apareceram dentro de uma sala fechada. Havia duas camas, dois armários, as janelas eram todas pertos da cama e a porta ficava a frente das mobílias.

Lau colocou Fukai na cama antes de passar sua mão um pouco acima do peito do garoto, ele queria comprovar o que estava se passando dentro do corpo do garoto, mas logo ficou meio alarmado.

- Merda. - Lau tirou rapidamente a mão de cima do peito de Fukai, uma adaga curta apareceu em cima de sua palma, Lau girou a lâmina por cima de uma veia verde que estava exposta por cima da barriga do garoto. - Hakunin, passe para o outro lado da cama e segure o braço dele, isso vai doer.

Haku rapidamente se colocou ao lado oposto de Lau e segurou um dos braços de Fukai.

- A energia acumulada dentro de seus poros e veias fez com que seus órgãos inchassem. - Lau comentava tudo o que Haku já sabia. - Todos os seus órgãos foram destruídos em 50 por cento, os meridianos foram afetados por Pura Energia Elementar e seu Dantian…

Lau franziu a sobrancelha encarando a situação do corpo de Fukai.

- Elder Lau, o que aconteceu com o Dantian dele? - Haku não podia ver além dos órgãos, ao ouvir Lau parar de falar bem o que ele queria ouvir o deixou meio ansioso.

- Não é nada demais, parece que não houve danos. - Lau respondeu o mais calmo possível, mas não olhou na direção do garoto a sua frente, seus olhos denunciariam aquela mentira. - Vai e chame o diretor, diga que há um caso de impotência cardíaca.

Haku assentiu, mas olhou para Fukai ainda curioso, certamente Lau não queria mostrar o que estava prestes a fazer.

- Vai logo, moleque. - Lau berrou. - Ele não tem muito tempo sobrando para você ficar admirando sua beleza.

Haku estalou a língua aborrecido e saiu de perto para fora da sala.

Lau aumentou sua Pura Energia para fora e rapidamente selou todos os sentidos que vinham de fora, o som de dentro e de fora não seriam produzidos, ninguém poderia saber o que estava acontecendo lá dentro.

Aquela barreira, apenas Merer poderia entrar.

Lau levantou a manga de sua roupa negra, canalizou fortemente sua Profunda Energia e acertou para baixo golpeando completamente o peito de Fukai.

Ele atravessou a pele, a carne e chegou a tocar o coração do garoto.

Tocando os dedos no coração que batia suavemente, Lau engoliu o seco suando um pouco.

- Entendo… - Ele retirou a mão fazendo a pele, carne e ossos se reconstruírem onde tocou antes. - A energia foi mais do que suficiente para fazer uma parada cardíaca por um minuto, ele deve ter sofrido paralisação completa enquanto esteve lutando.

O braço esquerdo de Fukai se mexeu para o lado assustando Lau.

- Está acordado…?! - Lau abriu a boca, mas a fechou logo em seguida, os olhos de Fukai e sua boca tremiam sem que pudesse controlar. - Espasmos...

A situação que Fukai estava não era algo que dependeria da chegada de Merer ou de curandeiros, se ele continuasse por mais tempo daquele jeito, certamente morreria em 4 a 7 minutos.

Lau tinha que agir rápido.

Segurou os dois pulsos do garoto subindo em cima da cama, colocou o joelho sobre o peito do garoto para que não pudesse se descontrolar depois de começar.

O corpo de Fukai lutou um pouco ao ser agarrado e pressionado, isso tudo era reação por supor que estava sendo pressionado por um inimigo.

Mesmo inconsciente, ele podia lutar para se soltar, isso era admirável.

Lau o prendeu com sua Energia na cama, duas algemas feitas de carbono cristalizado rapidamente o prenderam, o joelho ainda em cima do peito do garoto o pressionava mais e mais forte fazendo seu coração disparar.

Juntando as duas mãos próximas do peito, Lau fechou seus olhos e canalizou toda a Energia Pura do ar que conseguiu.

Ficando três minutos puxando e fundindo energia, Lau tirou seu joelho do peito do garoto e abriu suas duas palmas sobre o peito de Fukai, a energia acumulada por aqueles minutos foi absorvida completamente pelo corpo do jovem que parou de se debater aos poucos.

- Um coração que deu parada cardíaca, e um Dantian que acumulou Energia Pura sem que estivesse no Reino Elementar, isso é errado. - Lau não conseguiu ficar aliviado. - Ele está começando a perder a cor, vai morrer.

- Não diga besteiras. - Uma segunda voz saiu, Razam apareceu sentado na cama ao lado da de Fukai de pernas cruzadas e uma palha na boca. - Você deu essa espada para ele, e com isso eu também fui liberado, se lembra?

Lau encarou Razam com olhos afiados, ele saiu de cima de Fukai que começou a respirar calmamente absorvendo todo o restante de energia.

- O Espírito selado na espada. - Lau falou como se fosse um palavrão. - Realmente está acordado.

- Ah, seu tom de voz me encanta, Lau Gaufeng. - Razam gargalhou. - Mas eu devo te falar, eu nunca dormi, meu garoto, eu só sabia com quem eu estava lidando.

Lau nada podia fazer contra Razam, o espírito era um General dos Antigos Soldados Solares, com 10 mil anos de idade ou mais, e seu nível em batalha ultrapassava o de todos os humanos na terra.

A única coisa que realmente podia fazer era lamentar por não ter sido alguém mais digno ou mais orientado sobre a espada de lâmina curvada que encontrou em uma de suas viagens.

- Sua arrogância e egoísmo teve um preço muito grande, ou devo te lembrar das pessoas que teve que matar, das vilas que destruiu ou da nação que se curvou a sua frente para não morrerem? - Razam foi direto ao ponto. - Não se preocupe com o garoto, ele está perfeitamente bem, aliás, eu sou um Espírito Livre, alguém selado dentro de uma espada curvada com dois elementos, senhor das armas do Plano Celestial, Antigo Guardião do Sagrado Imperador Exilado, General e também professor dos 5 Imperadores do Plano Universal.

Razam liberou a fumaça cinzenta do seu cigarro de palha e riu.

- Esses títulos são bons o suficiente para que eu defina o tipo de pessoa que você é? - Razam simplesmente era direto. - Então, faça em um favor, garoto Lau, não abuse de sua autoridade enquanto estiver na frente de Fukai Ferio.

- Para alguém que está preso, você pede muitas coisas, não? - Lau não riu daquilo, estava muito sério.

- Preso? Você ouviu errado, estou selado, um selo que um dia pode ser desfeito, então assim talvez eu possa ver a minha família de novo, ou voltar a batalhar como uma entidade celestial. - Razam disse sem importar desviando o olhar daquele sujeito imundo. - Não me importo com nada aqui embaixo, mas esse garoto, eu preciso dele.

Lau afiou o olhar e abriu a boca.

- Não faça perguntas idiotas. - Razam sem mesmo olhar para ele respondeu. - Ele é um Selador, mas não vai depender de ninguém, então cuide dos ferimentos dele agora, o restante do seu destino, da sua vida, dos seus inimigos, ele mesmo vai cuidar.

Razam virou a cabeça para Lau e toda a sala ficou escura, inúmeras sombras se ergueram da escuridão e tomaram conta de tudo, com um único movimento de olhar, todo o cômodo virou exatamente como o Mundo Fantasma.

- Por fim, se qualquer ser idiota tentar sequestrar a única pessoa que ele gosta, então eu vou intervir, e acho que sabe o que significa a minha presença, não sabe, garoto Lau? - Razam riu. - Ou você conseguiu fazer sua cultivação voltar para o nível atual?

Lau engoliu o seco abaixando a cabeça.

- Pelo que me lembro eu destruí sua cultivação em 3 a 5 níveis, você devia estar no Reino Gladiador hoje em dia, é uma pena que você me encontrou. - O corpo de Razam começou a sumir aos poucos, e seu sorriso mortal virado para Lau fez as costas do Primeiro Elder se encherem de suor. - Se divirta com sua vida de merda, garoto Lau.

Quando Razam desapareceu, o mundo escuro foi destruído, o frio que corrompia o ar também se foi, mas o medo e pressão daquele ser celestial que há poucos segundos estava sentado na cadeira ainda continuou pairando.

Era complicado até mesmo para Lau respirar, ainda assim, ele não tirou seus olhos do corpo de Fukai que respirava calmamente sem ter sofrido com nada daquela pressão ou frio.

- Razam escolheu… esse garoto, então?

Por Amnésia | 26/01/18 às 17:13 | Aventura, Fantasia, Artes Marciais, Wuxia, Xianxia, Brasileira, Poder, Adulto, Elementos de Cultivo, Ação