CAPÍTULOS
OPÇÕES
Cor de Fundo
CONTROLE DE FONTE
HOME INDEX
Capítulo 39 - Trapaça

Legado dos Deuses (LDD)

Capítulo 39 - Trapaça

Autor: Amnésia | Revisão: Paragon

- Está falando comigo?

O jovem que apontava seu dedo era Jonh Naita, parente de Salla Naita e também um dos poucos praticantes de artes marciais que eram famosos em sua instituição.

Falcon Felix é considerada a terceira melhor academia na atualidade, os novatos que sempre entravam eram chamados de Tigres e Dragões, todos eles possuíam algo diferente, uma habilidade única que aumentava a fama de sua instituição.

Jonh riu do jovem no qual apontou e levantou o dedo.

- O que foi, está com medo de mim? - Ele disse zombando e olhou para Stil. - Essa é a educação que sua instituição fornece? - Jonh mostrou a língua para os que estavam parados a sua frente lhe dando um tapa nas suas honras.

- Isso é vergonhoso, Stil. - Salla disse cruzando os braços rindo. - Teria alguém dentro do núcleo dos mais novos que tem coragem de vir aqui pelo menos?

Stil respirou fundo e olhou para o garoto no qual Jonh tinha apontado seu dedo, o nome dele era Leny Houston, não era alguém forte, e pelo que parecia, não queria mesmo lutar, o garoto se escondeu atrás do corpo de Garp rapidamente.

Stil olhou para Garp e com um aceno de cabeça o chamou.

- Venha.

Garp gargalhou chamando atenção e deu um passo para frente, mas sua cabeça ainda estava direcionada para Fukai.

- Preste atenção em como eu vou arrebentar esses desgraçados. - Ele disse com euforia.

- Tome cuidado. - Fukai lhe respondeu sério. - Em uma batalha dessa, os mais fortes não ligam para honra ou regras.

Garp bufou e estalou a língua ainda rindo.

- Olhe para mim, eu sou Garp Sá. - E colocou sua mão na cintura andando de costas na direção de Stil. - Observe e aprenda, Fukai.

Pin apertou um pouco o braço de Fukai o fazendo virar seu rosto para ela, a garota certamente estava preocupada, seus olhos mexiam de um lado para o outro na direção dos oponentes do Instituto Falcon Felix e as auras que apareciam para ela eram diferentes.

Fukai passou sua mão sobre o braço de Pin e perguntou lentamente.

- Algo errado?

- Grande Irmão Garp, estou preocupada. - Pin falou baixo. - A pessoa que ele vai enfrentar parece ser muito mais forte do que aparenta.

- Sim, eu sei. - Fukai assentiu mexendo a cabeça. - O único problema é que eles não conhecem Garp tão bem assim, e foi por isso que Stil Quito o escolheu.

- Por ter o enfrentado várias vezes?

- Exato. - Fukai riu. - Garp não é só uma pilha de músculos, ele mesmo disse, vamos ver como ele derruba alguns deles.

Garp caminhou lentamente e ficou ao lado de Stil Quito quieto, os dois trocaram um curto olhar e o grande jovem se colocou a frente com passos largos ficando a frente de seu oponente.

Sem nenhum pingo de hesitação, Garp retirou seu porrete das costas e mexeu seu pulso rapidamente o estalando.

- Vamos logo com isso, não tenho o dia todo. - Jonh zombou não deixando seus olhos em Garp, um sinal de total desrespeito. - Brincar com macacos é, sem dúvidas, sem graça.

- Eu quem o diga. - Garp devolveu jogando seu porrete por cima do ombro e a outra mão na cintura mostrando seu físico trincado para os demais oponentes, sua pose era despreocupada e isso incomodava até mesmo Stil. - Merdas não falam, venha e ataque logo, lixo do Falcon Felix.

Jonh puxou sua espada lisa rapidamente da cintura e apontou para o garoto com um olhar sério, frio e mortal.

- Não ouse falar da minha academia, sua pilha de estrume.

Garp inclinou sua cabeça para frente mostrando sua língua com uma expressão irônica.

- Me obrigue, Falcon Lixo Felix.

Salla ergueu seu braço pronto para dizer a Jonh não cair naquele tipo de provocação, mas era tarde demais, o garoto já tinha partido para frente como um raio e fazia zig-zag pelo solo.

Provocações sempre foram um ponto forte em Garp e depois que Fukai havia lhe dito que isso era eficaz em lutas onde alguém tinha seu orgulho ou honra acima de sua cabeça, onde as pessoas buscariam ao máximo fazer você cuspir os xingamentos.

E por isso todos os dias, Garp continuou sendo desafiado por inúmeros homens cada vez mais na Arena de Batalha e aperfeiçoou completamente isso, ele era uma língua afiada com um porrete mortal.

A espada lisa veio a seu encontro pela esquerda, mas foi bloqueada facilmente.

A expressão de Jonh mudou quando seu golpe foi repelido e Garp não deu nenhum passo para trás. Ele deu um passo curto para trás e esticou a ponta da espada na direção do peito do grande jovem, mas novamente não houve dano.

Garp desviou facilmente e quando a lâmina ficou frente a frente com seu peito, ele levantou o porrete batendo contra a lâmina e a arremessando para cima.

Desarmado, Jonh deu um passo para trás meio chocado.

Os sons de aplausos vieram do círculo que rodeava toda a Arena. Elas já tinham ouvido falar de Garp, mas foi a primeira vez que o viram.

Salla de braços cruzados nada disse, ele permaneceu afastado longe esperando o resultado final da batalha.

- Senhor Salla, Jonh está em desvantagem. - Uma voz forte e grossa veio de seu lado.

- Ele sempre é assim no começo. - Salla respondeu indiferente. - Vamos esperar, eu gostei da atitude desse garoto chamado Garp Sá.

Os demais a volta de Salla nada mais disseram e continuaram assistindo a luta desenrolar.

Garp sozinho estava indo muito bem, seus movimentos eram fluídos e seu combate a curta distância deixava Jonh Naita em desvantagem.

Os movimentos do garoto Naita eram sem dúvida uma pilha de combinações que seriam usadas a curta distância, caso ele conseguisse se distanciar de Garp, então seu rendimento aumentaria.

Com o porrete, Garp levantava poeira enquanto o barulho de terra era arrastada por sua força. Os que assistiam aquilo ficaram de boca aberta, era como presenciar a luta de um animal feroz que destruía tudo sem nenhum esforço.

- Ora, ora… - Jonh disse depois de ser arrastado um pouco e parar ficando ereto. - Parece que alguns pedaços de merda gostam de brincar mais do que deveriam.

Garp coçou a orelha e fingiu jogar cera de ouvido fora e encarou Jonh.

- Disse alguma coisa, Falcon Lixo Felix?

Os nervos de Jonh se aqueceram, ele que tinha pego a espada de volta em sua mão partiu para frente rapidamente, sem desperdiçar movimentos, ele descarregou toda a sua Profunda Energia para a espada criando um brilho amarelo forte no ar.

Garp piscou os olhos calmamente enquanto levantou sua arma produzindo um grande estalar de ferro contra ferro. Ele apertou o cabo do porrete, posicionou o corpo para trás e só quando Jonh se aproximou muito, ele atacou.

Jonh riu secretamente daquilo enquanto ele deu uma olhada de canto, um pequeno ruído de um pé batendo no chão se produziu.

Fukai afiou seus sentidos quando esse som preencheu seus ouvidos, era muito similar ao som que praticantes emitiam logo que executavam uma Profunda Técnica. Ele procurou de onde o som veio, mas não viu nada além de um garoto com um leque nas mãos rir para ele.

- Um joguete em dupla… - Fukai disse para si mesmo fazendo Pin largar seu braço. - Venha…

O porrete e a espada lisa se chocaram produzindo um aumentar de terra e uma explosão de um lado só. Garp não tinha utilizado nada de sua Profunda Energia, mas, mesmo assim, conseguiu rebater a espada de Jonh, ou achava isso…

A lâmina cinzenta foi jogada para trás, mas logo em seguida, Jonh não recuou, ele largou o punhal da espada tendo seu braço vibrando com uma cor vermelha.

Garp não tinha tempo de reagir, ele não conseguiu reunir uma camada de barreira de Profunda Energia em volta de seu corpo completo, e por isso junto exatamente onde o punho de Jonh o acertaria, diretamente na boca do estômago.

Quando o punho se chocou, o barulho de ferro se batendo foi ouvido novamente, porém, dessa vez, um outro som de estalos e rachaduras também cresceram  e por fim, no meio de todo aquela fumaça e terra voando, uma figura negra passou voando até cair e rolar pelo chão.

- Garp foi atingido? - Do outro lado da Arena, Melina perguntou assustada.

- O Instituto Falcon Felix sempre participa de batalhas com um grupo pequeno de pessoas. - Lisa que estava ao seu lado respondeu. - Nós somos do Instituto Darey Mason e deixamos que os demais lutem para testarem suas habilidades, mas eles são cruéis.

Garp colocou sua mão ao peito sangrando, todos os poros de seu corpo liberavam sangue.

- Cruéis? - Melina perguntou.

- Sim, quando eles lutam, as pessoas não saem da arena, eles continuam assistindo de perto para conseguir ajudar os que estão combatendo. - Lisa falou um pouco irritada. - Olhe para a garota que está com o leque na mão.

Melina virou seu rosto e encarou a jovem de vestido longo vermelho segurando um leque a frente do rosto e rindo.

- Ela é Jane Naita. - Lisa comentou. - Ela possui uma habilidade de comunicação por telepatia, e por isso vem para cá mesmo não sendo uma das competidoras, mesmo que não possamos provar que ela está usando, todas as vezes que sua habilidade é ativada pela primeira vez, um som agudo do nada surge.

- Eu ouvi esse som agora a pouco. - Melina falou rapidamente encarando sua professora.

- Sim, ela deve ter dito que Garp não usou nenhum tipo de Profunda Energia em sua arma, quando se é mais alto no cultivo você é capaz de saber o Reino e nível da pessoa apenas com um olhar, e ela sempre faz isso.

Lisa nada pôde fazer e deu de ombros.

- Infelizmente o limite que alguém chega nessas lutas amistosas é a derrota, ninguém foi capaz de derrotar nenhum deles mesmo sabendo sobre essa técnica de telepatia.

- Alguém ler os pensamentos deve ser terrível. - Melina disse com nojo. - Eu gostaria de enfrentá-la um dia.

Nesse momento, Jane Naita virou sua cabeça para Melina e deu um sorriso bobo.

Melina apertou seu punho e logo colocou a mão no cabo da espada irritada, seus dentes rangiam e seus cabelos quase ficaram bagunçadas pela aura assassina que ela levantou.

- Não faça nada, essa não é uma luta na qual pode ganhar, Melina. - Lisa levou sua mão ao braço de Melina e retirou o braço da garota da arma. - Seu nível é o décimo nível do Reino Terrestre, nem mesmo eu posso ganhar dela.

Garp respirou fundo rapidamente, suas veias e seus músculos foram todos paralisados pelo golpe que recebeu no peito. A marca em seu abdômen pelo soco ficou marcada, ele passou sua palma sobre a mão e cuspiu um bocado de sangue.

Jonh pegou sua espada do chão e colocou por cima do ombro.

- Bom, bom, você, certamente é alguém que vale a pena lutar e aleijar. - Ele gargalhou assustando todos. - Eu não sou tão misericordioso, quando eu entro em algo, deixo a pessoa se sentir forte e a esmago como a formiga que ela é.

Stil deu seu primeiro passo na direção de Garp quando Salla o alertou com um sorriso maldoso no rosto.

- Se você interferir, ele perde.

- Seu discípulo disse que quer matá-lo. - Stil falou levantando sua voz. - Não aceito esse tipo de coisa, nunca matamos ninguém em uma área de treino.

Salla Naita soltou uma risada e gritou com vontade.

- Ferimentos e mortes sempre estão envolvidas no campo de batalha, se não pode sequer ver um pouco de sangue, então isso quer dizer que é fraco. - E levantou os braços olhando em volta. - Ouçam, formigas do Instituto Darey Mason, nossa academia Falcon Felix não é algo para se treinar, nós somos inimigos mortais de todas as outras academias.

Ele se virou para Jonh e abaixou o polegar para baixo.

- Para não trazer a discórdia no futuro, eu sentencio esse Garp Sá.

A boca de os demais se abriram para gritar em nome de Garp, mas, ao mesmo tempo, nenhum som escapava de suas gargantas.

Jane Naita sorria ao ver a cara de todos eles sem expressões quando levaram a mão a garganta sem conseguir pronunciar nada.

O único que sorria era Jonh que deu um passo a frente arrastando a lâmina na terra fazendo um risco nada reto e se aproximava de Garp.

- As minhas lutas sempre duram cerca de 1 a 2 minutos, a sua demorou mais porque eu fui com o seu tom arrogante. - Ele disse rindo. - Mas os arrogantes são os primeiros a cair, e sabe por quê?

Garp com dificuldade ergueu sua cabeça com uma listra de sangue pingando de sua boca.

- Na maioria das vezes, os arrogantes não têm onde se apoiar pois acham que estão no limite de sua força, e nada pode os parar. - Jonh esticou o braço para cima e com um sorriso de canto de boca, ele continuou. - Descanse em paz, lixo… Paragon: Cadê o Fukai mitando?


Por Amnésia | 29/01/18 às 22:58 | Aventura, Fantasia, Artes Marciais, Wuxia, Xianxia, Brasileira, Poder, Adulto, Elementos de Cultivo, Ação