CAPÍTULOS
OPÇÕES
Cor de Fundo
CONTROLE DE FONTE
HOME INDEX
Capítulo 79 - Os prós e contras

Legado dos Deuses (LDD)

Capítulo 79 - Os prós e contras

Autor: Yuri Cavalier | Revisão: Paragon

- Não consigo mexer minha perna. - Fukai falou forçando seu corpo para frente.

Razam e Reynold o olharam de forma estranha, dobraram o joelho e levantaram a roupa que o garoto usava observando a pele dele. Com cicatrizes espalhadas por todos os lados, as veias expostas de cor azul e os dedos do pé um pouco negros e cortados.

Os dois espíritos se olharam sem ter o que falar um para o outro.

- E então? - Fukai perguntou olhando para o lado, o barulho de espadas antes deve ter alertado várias pessoas. - Se eu não puder lutar, então...

- Sua perna... - Reynold olhou para baixo não ousando encarar o garoto. - Pelo que parece, a união da sua Profunda Energia com a do seu inimigo resultou em um colapso interno.

- E isso é ruim? - Fukai segurou sua perna esquerda rapidamente olhando para as veias expostas de cor azul.

Razam concordou ainda tateando a pele exposta.

- Quando temos dois tipos de Energia habitando um lugar, elas meio que não se unem, ficam independentes uma da outra, mas ao mesmo tempo são dependentes de uma força maior.

- Uma força maior que distribui energia para uma das Profundas Energias, enquanto seu corpo fortaleceria a sua própria. - Reynold completou. - Imagine Razam e eu pedindo sua Energia, se tentar dar para ambos, ficará fraco, mas se houver algo que possa focar em um só, você poderia suprir o outro.

Fukai concordou olhando em volta ainda meio receoso. O mercenário Hack ainda estava caído, mas se mexia, podia acordar a qualquer hora.

- Onde posso achar um centro de Energia para isso? - Fukai perguntou meio desesperado, ele realmente não sentia nada da sua perna esquerda.

- Eles são chamados de Orbes de Energia, são encontrados com facilidade no Plano Celestial, mas aqui nessa terra é meio complexo de ser criado, só um cultivador do Reino Azul Celeste poderia fazer. - Razam deu de ombros e olhou para Reynold. - Sabe de alguma coisa?

Para o desespero de Fukai, Reynold negou também.

- Pelo que eles dizem, os Orbes são feitos a partir da concentração de Energia fundida em elementos Quintenários, os chamados Espaço e Tempo, eu não saberia criar isso nem se estivesse na minha forma física.

A alegria que Fukai tinha de ter passado metade do seu corpo para o Reino Terrestre e seu braço direito para o Reino Elementar foi por água abaixo. Agora o seu desespero era não conseguir mais se mexer para sair dali.

- Você consegue criar algo relacionado a Energia Elementar agora, Fukai? - Reynold perguntou tocando na perna do garoto e apertando.

- Nunca fiz isso, não sei explicar. - Ele falou, mas logo a voz de outras pessoas começou a ressoar mais alto. - Tenho que sair daqui agora, se não vou ser pego.

Reynold assentiu e logo tocou o ombro de Razam que ainda analisava a perna do garoto.

- Achou alguma coisa que possa resolver?

- Claro que achei, você está falando com o Guerreiro das Orquídeas. - Razam respondeu rindo, e olhou para Fukai. - Me passe a pedra Hidro que ganhou quando esteve naquele mundo estranho.

Fukai colocou a mão dentro dos bolsos da sua camisa, e balançou a cabeça olhando para Razam.

- Eu deixei dentro do quarto onde fui atacado. - Ele disse batendo sua mão contra o solo.

- Foi o que pensei. - Razam falou e estalou o dedo, como fumaça vários equipamentos começaram a cair no chão ao seu lado e junto dele uma caixa de madeira que pousou em sua mão.

Fukai e Reynold ficaram um pouco de surpreso, aqueles eram todos os equipamentos que o garoto usava antes de ser levado a Seita Thug.

Reynold deu um risinho.

- Ligação de Alma é realmente impressionante. - disse bem baixo sem que os dois ouvissem.

- Quando pegou isso tudo, Razam? - Fukai rapidamente pegou suas roupas normais, o colete negro e sua cinta, recolocando no corpo.

- Uma entidade pode muitas coisas. - sorriu misterioso e abriu a caixa pegando a pérola azul a colocando sobre sua palma.

Reynold olhou para o anel de madeira e arqueou sua sobrancelha abrindo a boca.

- Sim, sim, isso é um dos Tesouros Celestiais. - Razam fechou a caixa e a fez desaparecer no ar em fumaça, colocou a pedra na palma de sua mão e a quebrou acima da perna de Fukai a transformando em milhões de fragmentos que foram lançados para dentro da perna do garoto. - Esse vai ser o combustível para a Energia que você roubou.

Fukai continuou observando seu mestre com a palma em cima de sua perna, até então ele não sentia o toque dele, mas aos poucos, mesmo em forma de espírito, a perna ganhou seus sentidos de volta onde a palma de Razam parecia em forma física.

- Está conseguindo se mexer agora? - Reynold perguntou.

Fukai forçou a perna, e ela respondeu de imediato como antes.

- Isso é ótimo. - Rey suspirou em alívio. - Imagina ser comandado por alguém que não tem uma perna.

Fukai riu dele e se levantou com um pouco de dificuldade.

- Vamos conversar depois, eu estou ouvindo os mercenários se aproximando, e temos que achar Juno agora. - o garoto falou começando a caminhar para trás das árvores com um pouco de suor escorrendo pela sua testa.

Razam e Reynold concordaram e sumiram ao mesmo tempo.

- Só me pergunto qual tipo de elemento que eu ativei depois do meu braço ter ativado o Reino Elementar. - ele perguntou a si mesmo.

- Ah, sobre isso... - Razam apareceu ao seu lado com três dedos levantados. - A pedra Hidro foi inserida em seu corpo com sucesso, logo o Elemento Água te responde. Nitório tinha o Elemento Pedra e você sugou, logo ele é seu também, e o que você mesmo possui é o que parece ser bem mais complexo, o Elemento Raio.

- Raio? - Fukai engoliu o seco. - Não me lembro de ninguém que tem esse tipo de Elemento em todo o Império Quilin.

Reynold apareceu ao lado do garoto que estava escondido.

- Elementos destrutivos foram muito tempos selados, um garoto ter esse tipo de Elemento já é surpreendente, mas você, Fukai, é um espécime raro. - o espírito riu. - Água, Terra, Raio e tem um contrato vital com Razam, isso lhe dá todas as habilidades e necessidades suficientes para que possa aprender todo o Estilo Demoníaco.

Razam olhou para Reynold rapidamente em surpresa, foi tanto que até abriu sua boca.

- É, conheço a técnica Medo do Escuro tão bem quanto você, Razam. - Ele deu de ombros rindo da reação do colega. - O Complexo de Gashen, eu também li sobre eles, mas não aprendi nada.

Fukai olhava para Razam e Reynold e avançou na direção deles.

- Me digam o que está acontecendo.

Reynold olhou calmamente para o garoto com sua mão apontada para Razam.

- Ele é uma parte de seu corpo e alma por algum tipo de pacto ou promessa que fizeram no passado, e por isso todas as coisas que ele sabe podem ser passadas para você de bandeja. - Rey explicou em resumo. - E você pode ter tudo o que ele aprendeu durante toda a sua vida, é muita sorte, não acha?

Fukai negou na mesma hora irritado.

- E por que eu gostaria de ter o que ele tem? - essa pergunta foi mais do que suficiente para os dois ficaram um pouco surpresos e arregalassem seus olhos. - Eu quero aprender, evoluir, e não simplesmente pegar tudo o que aprenderam para mim.

- Acabou de fazer isso com Nitório ali. - Reynold apontou o dedão para trás.

- Isso não vem o caso, aquilo foi uma necessidade, eu sei que ele é meu mestre, assim como você, mas não quero que me passem tudo assim, eu quero conhecer e ser aconselhado sobre as coisas, isso é o que me torna verdadeiramente forte.

Razam abriu a boca para falar em resposta ao garoto, mas os passos de pessoas aumentaram muito, apareceram com suas espadas na mão e escudos de ferro. Um grupo de 10 pessoas, entre eles, Macoto, Ramom e Trinyti.

Os três mercenários que Fukai viu juntos conversando.

- Tem certeza de que Nitório veio por aqui? - Macoto perguntou com seu queixo levantado e olhando para todos os lados.

- Sim, senhor. - Ramon assentiu. - Ele veio ver o motivo de Hack ter se apressado tanto com suas frutas.

Trinyti lançou um bufar em respostas e abaixou sua espada sem preocupações.

- Fico me perguntando se Nitório não matou Hack pela demora, ele é desses.

- Não, senhora. - Macoto falou em sequência. - Ele não faria isso, o gosto de sangue nas frutas é péssimas.

Trinyti riu sem se importar com a resposta e continuou andando.

O grupo continuou andando até que suas visões caíram sobre o seu colega mercenário caído no chão. O primeiro a correr foi Ramon que guardou as espadas e se lançou derrapando pelo chão até o colega.

Ele tocou o rosto do amigo pálido. Ramon colocou o ouvido no peito de Hack e desesperado do jeito que estava não conseguia ouvir o coração.

- Não, não pode ser!

Macoto parou de pé ao lado de Ramon, tirou o garoto de cima do mercenário caído com um puxão e tocou o seu pescoço.

- Ele está bem, sua respiração é lenta, mas está saudável.

Ramon que esperou a predição de Macoto se aliviou respirando fundo.

O mercenário caído tremulou os olhos rapidamente e abriu encarando Ramon e o resto dos homens que o olhava.

- Hack, o que aconteceu? - Trinyti perguntou agachando.

Levando a mão a cabeça, o homem pensou um pouco sentindo pontadas de dores.

- Desculpe, eu estava procurando as frutas e... - Hack olhou rapidamente em volta procurando por algo. - Onde ele está?

- Quem, Hack?

- Nitório me salvou de um assassinato. - Hack olhou em volta procurando por todo lado. - Um garoto se infiltrou e conseguiu me pegar de costas, depois eu entrei em uma espécie de sala escura onde quase fui morto.

Macoto olhou para os homens a sua volta levantando a voz com força.

- Dois de vocês voltem para o acampamento e digam que estamos sendo emboscados, os outros venham comigo, não podemos deixar um inimigo aqui, temos que achá-lo.

Hack concordou, mas continuou.

- Ele me pegou desprevenido, está no Oitavo nível do Reino Verminiano, não é uma ameaça. - Ele falou, mas logo o medo do escuro começou a perambular sobre sua cabeça. - Mas ele possui métodos diferentes, senhor, ele me deixou com medo, com medo da morte.

- Medo de morrer é normal em qualquer ser humano.

Hack balançou a cabeça para Macoto com receio nos olhos.

- Ele era mais demônio do que humano, senhor, pode apostar nisso!

 

Por Amnésia | 19/03/18 às 13:21 | Aventura, Fantasia, Artes Marciais, Wuxia, Xianxia, Brasileira, Poder, Adulto, Elementos de Cultivo, Ação