CAPÍTULOS
OPÇÕES
Cor de Fundo
CONTROLE DE FONTE
HOME INDEX
Capítulo 90 - Preludio

Legado dos Deuses (LDD)

Capítulo 90 - Preludio

Autor: Yuri Cavalier | Revisão: Paragon

O capitão dos Soldados foi arremessado derrubando uma das casas do vilarejo. O começo do dia já anunciava uma grande mudança na situação das Seitas, e também agora era a hora de começar a mudar o fluxo das atividades.

Melina aparou sua espada bloqueando dois ataques e perfurou o segundo no meio dos olhos enquanto abriu uma brecha entre as fileiras inimigas passando e cortando qualquer que fosse os oponentes.

Seus homens a seguiram, todos com suas espadas levantadas e golpeando qualquer que fosse a pessoa. Estavam almejando a vitória para si, uma vitória que definiria o campo de batalha.

Havia se passado uma semana desde que ela se encontrou com Fukai e presenciou seus colegas sendo arremessados de volta por ele com um simples levantar de dedos. Desde então, ela começou a programar métodos de batalhas, ela começou aos poucos a se tornar uma líder e nessa sua primeira batalha, ela dava sinais de dedos para seus homens executarem formações diversas.

A mão fechada indicou uma defesa sólida aglomerada em círculo que se atirava para dentro das linhas inimigas como uma pedra rolando. A mão aberta era uma dispersão do centro que deixava os oponentes penetrarem superficialmente e caírem em uma armadilha.

O número um, ataque rápido pelos flancos.

Melina ergueu sua mão já quase que do outro lado do exército inimigo vindo do Norte, o número dois estava no ar.

Seus homens se viraram com grande rapidez, todos com quase 17 anos de idade, todos eles com elmos por cima das cabeças deixando apenas seus olhos e boca expostos para seus adversários, todos com uma antipatia e ódio que perfurariam ossos.

Avançaram com uma avalanche para o lado direito, todos eles. Espadas decepando homens distraídos, braços voando com espirros de sangue no ar, e boca abertas em descrença que estavam perdendo.

Os soldados de Chaney, o império estava se locomovendo com grande quantidade de um dos lados. Cada vez que pressionavam em um dos flancos, um dos batalhões de espadachins se locomovia e acabava com grande parte desse ímpeto, logo os de Chaney recuavam a procura de suporte.

Mas dessa vez não. Eles chegaram com todos os seus homens armados até os dentes, espadas em punho, armaduras completas e grande sede por destruição. Eles vinham com uma rapidez quase que macabra, usaram a noite para chegar no ponto mais perto do vilarejo de Saraidas e estagnou ali.

No amanhecer, eles foram.

Derrubaram de começo os dois postos da resistência e se aproximaram do vilarejo. Eles eram guiados por dois homens, um que vinha do lado esquerdo e outro do lado direito, ambos sendo muito bem calculistas e derrubavam seus inimigos com um único golpe.

Melina Salto acabou por estar a deriva de um desses Cavalheiros. Um dos poucos homens que olhava para a garota com respeito e admiração.

Ele não usava o elmo, tirou de sua cabeça elegantemente e atirou ao chão enquanto empunhava sua lança de madeira na outra mão. Toda a sua armadura era feita de Aço, não havia uma parte que era composta de outro metal a não ser o próprio ferro com desenhos sobrepostos de cor azul: um tigre feroz brilhava por todo o peitoral aumentando e muito sua aparência.

Melina inclinou sua perna para frente, seus braços erguidos acima do peito com sua espada virada diretamente para seu oponente. Seu rosto próximo da espada reluzia-se na lâmina. Respirou fundo, pronta para atacar.

- Sua postura não é tão ruim, jovem. - Gerard, esse era o nome do capitão. - Mas estamos em patamares diferentes, você sabe.

- Não dialogue, venha lutar. - ela retribuiu dando um passo para o lado. - Vou acabar com essa raça de escória que os Chaney estão criando.

Gerard riu dela. Balançou a cabeça gostando da ofensa, girou sua lança para frente e a pegou torcendo o braço, tencionou as pernas e deixou um sorriso desafiador para Melina.

- Que vença o melhor.

 

Por Amnésia | 07/04/18 às 23:32 | Aventura, Fantasia, Artes Marciais, Wuxia, Xianxia, Brasileira, Poder, Adulto, Elementos de Cultivo, Ação