CAPÍTULOS
OPÇÕES
Cor de Fundo
CONTROLE DE FONTE
HOME INDEX
11ª Mentira - Determinação do Espírito

Lied (LD)

11ª Mentira - Determinação do Espírito

Autor: Mitsuaki Seiji | Revisão: HebiTantei

O espírito e o corpo físico se tornam um.

Um milagroso fenômeno, uma manifestação da força interior de um indivíduo.

Tal sincronização concede um extraordinário poder, um modo que não conhece limites na sua evolução: o Spirit Mode (Modo Espírito).

 

De modo a despertar o Spirit Mode, Lied infiltra-se juntamente com Zaccharias no aglomerado de mortos que procuram a reencarnação através da passagem de provações.

A primeira provação que se levantou diante deles, a provação do “Vento Cortante”, foi, não surpreendentemente, mortífera.

No fim, com o apoio moral do capuchinho vermelho que o esperava na sua alma e graças à energia positiva que era transmitida por Luna e pelos outros astecas, Lied superou este obstáculo!

Agora, um novo desafio surge para barrar mais uma vez o caminho do nosso herói...!

 

9º Nível do Submundo, Pisos Administrativos, Bloco Superior.

As notícias chegam depressa ao gabinete do Shinigami de Mictlan...

— Parece que o primeiro grupo conseguiu passar a primeira provação — Golgotha, o pequeno esqueleto adjunto do Deus da Morte, transmite a novidade.

— Ó? Não é sempre que isso acontece — Mictlan diz enquanto mexa na papelada.

— Não está distraído demais? E se o intruso fizer parte desse grupo?

— Hã...? O que é que está dizendo, Golgotha? Isso é impossível. Com tanta segurança, ele seria detectado antes de entrar sequer no elevador para o piso.

— Você confia bastante nos teus guardas. Bem, não é como se isso fosse uma coisa necessariamente má.

...

 

Bastante exausto para se manter consciente, Lied é levado pelo seu inconsciente até uma visão nunca antes vivida pelo rapaz.

— Onde... é que estou?

Duas crianças, uma de cabelos esverdeados e outra de cabelos avermelhados, lutavam no topo de uma grande árvore.

— Quem... são eles?

Lied, um espectador naquele suposto sonho, encontrava-se levitando na atmosfera acima dos dois.

A criança de olhos verdes escuros desfere dois socos potentes no rosto do outro rapaz. Ele continuaria a sucessão de golpes, esmurrando a barriga e em seguida dando uma joelhada no abdômen.

Um passo em falso levaria os jovens a uma queda de 115 metros. Lied, incrédulo, limitava-se a assistir.

O tempo congela definitivamente. Gotas vermelhas começam a cair do céu, também ele preenchido por um intenso rubro.

— Chuva vermelha? Não... i-isto é...

Sangue. E antes que pudesse dar conta, uma sombra aproximou-se das costas de Lied. Ou talvez já estivesse ali, mas ele só teria notado agora.

— V-Você é…

O encapuzado vermelho.

— Vamos... parar aqui. Este sonho... ainda não está preparado para prosseguir com ele.

Todo o espaço começa a desaparecer. O sonho estava sendo pausado...

— E-Espera! Que sonho é este?! Quem são aqueles dois?! E...

“...quando é que estarei preparado?”, concluiu para si mesmo.

O adolescente sabia no fundo o que é que tinha de fazer para dar o passo em frente. As perguntas que possui só poderão ser respondidas depois disso...

Mar...tyr...!

 

...

 

O herói da provação das 10 000 facas recupera a consciência. Ao seu lado estava o corvo falante, Zaccharias. Os astecas – Luna, Eduardus, Hector e Liana – percebem que o rapaz acordou e rapidamente dirigem-se até ele.

— Lied! Ainda bem que recuperou a consciência! Estávamos todos preocupados, especialmente... a menina Luna — Eduardus, com um gigante sorriso no rosto, diz.

— E-Eu não estava preocupada com ele! E já disse para não me chamar de “menina”!! — Luna cora.

— Enfim, ainda bem que está vivo — Hector cumprimenta-o.

Liana, acompanhando o homem, acena firmemente com a cabeça. Entretanto, apesar da recepção calorosa, Lied não expressava qualquer tipo de contentamento. Muito pelo contrário, o seu rosto estava pálido e pensativo.

— O que foi, Lied? — Zaccharias percebe a inquietação do rapaz.

Lied vira a cabeça para encarar seriamente o corvo.

“Ei, Zaccharias.”

“Hm?”

Lied decidiu conversar em privado. Uma conversa telepática se inicia.

“Lembra de ter falado de um homem chamado Martyr, um dos membros da Illuminatus que confrontei?”

“Sim, lembro-me.”

“Esta é uma certeza que eu já tenho. Ele... está conectado ao Nachash.”

“Ao Nachash? De que maneira?”

“Não sei dizer exatamente que tipo de conexão eles têm, mas é certo que estão relacionados um com o outro.”

“Percebo...”

Lied, sentado no chão, revira as suas costas para fitar o caminho deixado para trás. Um olhar convicto assente.

“Posso sentir...”

Ele podia sentir a presença da cobra. A conexão que os dois partilhavam permitia que isso fosse possível.

“Ele, o Martyr, está neste momento em algum lugar de Mictlan! Eu... tenho de despertar o Spirit Mode, encontrá-lo... e derrotá-lo! Esse é... o meu dever! O primeiro requisito para compreender!”

O primeiro grande objetivo que lhe ajudará a entender tudo – ele mesmo e os outros!

“E por isso... é que não há tempo a perder.”

O jovem ergue-se do chão para surpresa dos astecas.

— U-Um momento, Lied! Você acabou de se levantar, não devia andar ainda! — Eduardus ainda tenta pará-lo.

— Eu... estou bem. Vá, ainda faltam duas provações! Venham se quiserem!

Zaccharias, silencioso, limitou-se a levantar as asas para voar até o ombro do seu aluno.

— Espera, Lied! — Luna chama por ele enquanto Lied se afasta.

— O que foi? Eu estou com pressa agora.

A moça demora algum tempo para juntar as palavras.

— Eu... só queria te dizer... obrigada.

Eduardus sorri perante a sinceridade da jovem asteca. Parece que Lied havia aberto o cadeado do coração dela.

— Agradece-me quando estiver tudo terminado. E para que fique claro, eu não estou fazendo isto por vocês — com a frieza que o caracteriza, o rapaz responde e continua caminhando.

— O-O quê?! S-Seu IDIOTA! RETARDADO! Espero que morra na próxima provação!!

— Bem, se o Lied morrer as nossas chances de passar as restantes provações são zero... — Eduardus surge ao lado da enfurecida Luna e diz ironicamente — Mas está tudo bem assim, não? Existem também pessoas como ele, que lutam somente pelas suas razões, mas que ainda assim salvam outros durante essa solitária jornada.

Luna dá um estalido com a boca.

“É, então... é apenas um herói por acidente...? Que estupidez...”

Apesar de tudo, a moça esboça um sorriso de gratidão no fim. Lied, metros à frente, dirige-se até ao portão já aberto que dá acesso à sala da próxima provação.

“Sim, eu não estou fazendo isto por mais ninguém. Ficarei forte... para me poder proteger a mim mesmo!”, Lied pensa.

...

 

4º Nível do Submundo, sala da provação “Rio Vermelho”

Seguindo Lied, Luna e os outros astecas entram na sala da segunda e penúltima provação. Aquilo que os esperava era um gigante rio que ocupava quase toda a área da sala, cuja água tinha uma tonalidade encarnada. Um rio vermelho!

— Água... vermelha...? — Hector murmura.

— Se é que se trata mesmo de água... — Eduardus ia mais longe.

— Parece que esta vai ser uma provação muito bizarra... — Luna diz.

Lied, por muito cauteloso que seja, deseja encarar diretamente o desafio.

— Estas águas parecem ter uma considerável profundidade. Toma cuidado — Zaccharias diz.

— Sim — ele acena com a cabeça e coloca os pés na água.

É dentro do rio que o jovem é capaz de confirmar a identidade daquele espesso e rubro líquido. Como Eduardus também suspeitava, aquilo não é água nenhuma.

— Sangue. Um... “rio sangrento”!

Antes do inesperado ocorrer, a memória da “chuva vermelha” do sonho passa rapidamente pela cabeça dele.

...

 

Lied encontra-se debaixo de água, tendo sido brutamente puxado para a profundeza por algo. O adolescente detecta com a sua Sensibilidade não apenas um, mas vários instintos predadores mirando-o.

— Da direita...? — é com destreza que faz uso da Visibilidade para se desviar da primeira investida.

Ele gira os olhos para acompanhar os movimentos fantasmagóricos, a boca fechada para segurar a respiração.

— Da esquerda agora?!

É de modo a tentar encurralá-lo que os misteriosos inimigos fecham todos os caminhos de fuga. Dentes afiados puxam agora cada vez mais Lied para o fundo do rio. Naquele ritmo, até quando é que conseguiria manter a respiração...?!

...

 

Na superfície, Luna e os outros astecas aguardavam com ansiedade notícias de Lied.

— O Lied está sendo afogado. Neste momento já se encontra a 50 de 100 metros de profundidade — Zaccharias, usando a Visibilidade, informa-os.

— O-O quê?! — Hector surpreende-se.

— N-Não pode ser... — Liana não quer acreditar.

— Cinquenta de cem, você diz?! — Eduardus assusta-se.

— A-Aquele idiota! Depois de toda aquela conversa...! — Luna preocupa-se ainda mais.

O corvo falante dá umas risadas abafadas anti climáticas que faz todos pensarem o mesmo...

«Qual é a graça?»

— Haha... não se preocupem. Está tudo bem.

— C-Como é que está?! Acabou de dizer que está se afogando! — exaltada como nunca antes vista, Luna questiona-o.

— Sim, sim, e não era mentira. Não era...

— E PARE COM AS ENTRELINHAS?!

— Hahaha, certo, se acalma. Entenderá agora...

— Agora...?

— Sim... em 3... 2... 1...

Como se completamente coordenado com a contagem, um splash ensurdecedor ouve-se do rio e um primeiro tronco animal sai disparado da água.

Passados poucos segundos, outro corpo de mamífero é arremessado para fora. E mais outro cadáver surge seguidamente vindo do rio sangrento, juntando-se aos outros dois que flutuam sem vida na água.

— Eles são... jaguares — Eduardus identifica os animais.

Pertencentes à família dos felídeos, compondo a subfamília Pantherinae, os jaguares. Estes felinos geralmente têm pelagem amarelada e manchas pretas, mas neste caso, por conta da influência ambiental que provavelmente sofreram, possuem pêlo vermelho e manchas brancas.

Os oponentes são ferozes predadores pintados pelo sangue do rio! E por último...

— Aqui vem ele — Zaccharias anuncia.

A figura masculina emerge com um pulo impressionante num estrondo maior do que todos os outros. Meio corpo fora e dentro de água, o rosto molhado e a camisa pintada de vermelho.

Novos jaguares despontam das profundezas, prontos para continuar a batalha pela sobrevivência que se iniciou dentro de água.

— Ah... então esta é a segunda provação...— Lied cerra ambos os punhos e restaura a compostura de luta — ...domesticação.


NSE atual de Lied: 16% (falta 4% para entrar no 2º Estágio)

 

[FIM DO CAPÍTULO]
Por Mitsuaki Seiji | 15/12/18 às 13:37 | Ação, Aventura, Fantasia, Drama, Romance, Portuguesa, Mistério