CAPÍTULOS
OPÇÕES
Cor de Fundo
CONTROLE DE FONTE
HOME INDEX
14ª Mentira - A última provação

Lied (LD)

14ª Mentira - A última provação

Autor: Mitsuaki Seiji | Revisão: HebiTantei

O espírito e o corpo físico se tornam um.

Um milagroso fenômeno, uma manifestação da força interior de um indivíduo.

Tal sincronização concede um extraordinário poder, um modo que não conhece limites na sua evolução: o Spirit Mode (Modo Espírito).

 

De modo a despertar o Spirit Mode, Lied infiltra-se juntamente com Zaccharias no aglomerado de mortos que procuram a reencarnação através da passagem de provações.

O grupo passou com louvor das duas primeiras provações e finalmente chegou à última e derradeira provação. Entretanto, o relógio está a andar e os espíritos já só têm apenas cinco minutos para reencarnar.

Com o tempo a acabar, conseguirá Lied atingir a vitória final?!

 

Seguido pelo grupo de astecas, Lied corre com toda a energia que lhe resta para o portão da sala da próxima provação.

A grande porta metálica fecha-se atrás deles enquanto entram na sala... Lied, extremamente ofegante, tem até dificuldades em respirar.

— Lied... você... — Luna preocupa-se ao ver o estado decrépito do jovem.

O rapaz sabia muito bem que precisava descansar, mas não quando estão quase sem tempo...

— S-Só falta esta provação... certo? Descansarei após terminarmos isto... — Lied diz em intervalos de fôlego.

Após este curto diálogo entre Lied e Luna, o grupo coloca a atenção naquilo que os rodeia. Bloqueando aquilo que parece ser um portal de saída, vê-se uma gigante cordilheira que vai até ao teto da sala.

— Esta é… a última provação...? — Eduardus diz enquanto se aproxima de Lied, o último que tinha agora Zaccharias sentado no ombro.

— A não ser que exista alguma surpresa reservada para nós, parece que o objetivo é forçar a passagem — o corvo falante comenta.

— Percebo. Só falta passar mais esta provação e depois conseguiremos reencarnar... difícil de acreditar que chegamos tão longe... — o policial gira a cabeça para encarar Lied — É tudo graças a você, Lied.

O adolescente, que já tinha recusado antes o agradecimento de Luna, faz um pequeno estalido com a boca e começa a se afastar de Eduardus em direção à cadeia de montanhas.

“Se tudo correr idealmente, talvez seja agora a tua hora, Lied...”, pensava Zaccharias.

Em frente à cordilheira, Lied coloca as duas mãos entre uma brecha no meio e tenta separar as duas montanhas com toda a força que tinha de sobra. Os astecas assistiam ansiosamente àquele que podia ser o último esforço do humano.

“Só mais um pouco... por favor, justiça...!”, pensa Eduardus.

Lied tira as mãos por um momento. Como era de esperar, não ia ser fácil. Para piorar a situação, o cansaço impedia que ele pudesse utilizar novamente a Expansibilidade para dilatar a brecha.

Sendo realista, é impossível para eles terminarem a provação em menos de cinco minutos, já que Lied precisa recuperar as energias e isso custaria tempo que o grupo não tem.

— Como imaginava... parece que só conseguiremos chegar até aqui... — Eduardus esboça um sorriso penoso.

— Ei, maldito, o que é que acabou de dizer?! — Hector puxa o agente pela gola.

— Exatamente o que ouviu, senhor Hector...

— E O QUE É QUE EU OUVI, EXATAMENTE?!

— P-Por favor, acalme-se! — Liana é amedrontada pela tensão e tenta acalmar o exaltado Hector.

— Por que você diz isso? — Luna, de braços cruzados, questiona Eduardus.

— Olhem bem para o Lied — Zaccharias, sentado no chão, explica — Para passar a última provação, ele teve de usar toda a sua energia. Vocês só têm agora mais quatro minutos, é impossível que o Lied se recupere a tempo.

— Então... o que será de nós? Está dizendo que tudo o que passamos até aqui... foi em vão?! — até Luna perde a cabeça.

A frustração engole todos os espíritos. Zaccharias não sabe bem como responder.

É nesse exato momento que Lied vê uma luz ao fundo do túnel! O humano, que tentava espreitar por entre a brecha da cordilheira, consegue ver algo aproximando-se lentamente dele.

— Uma... pessoa?

O sussurro do rapaz ganha a atenção dos astecas. O adolescente vacila e dá dois passos para trás.

O indivíduo misterioso atravessa a cordilheira como se ela não estivesse ali. Um fantasma…? E de fato, todo o seu corpo é tênue. Tratava-se, sem sombra de dúvida, de um espírito.

Lied e os outros mostram-se perplexos ao confrontar a entidade sobrenatural. Nos seus vinte e poucos anos, de cabelo e olhos verde floresta, vestindo trajes arcaicos formais.

— Quem...? — Lied pergunta.

— Olá a todos, é um prazer conhecê-los... especialmente você, Lied. O meu nome é Meshulam. Sou... um amigo de Adão — ele responde, um sorriso genuíno no rosto e a mão direita no peito.

 

"O primeiro Deus da Morte da história de Mictlan faz a sua inesperada aparição!"

"Será que traz com ele a salvação para Lied e os espíritos?!"

 

NSE atual de Lied: 20%

 

[FIM DO CAPÍTULO]
Por Mitsuaki Seiji | 24/12/18 às 22:54 | Ação, Aventura, Fantasia, Drama, Romance, Portuguesa, Mistério