CAPÍTULOS
OPÇÕES
Cor de Fundo
CONTROLE DE FONTE
HOME INDEX
18ª Mentira - A verdadeira provação final

Lied (LD)

18ª Mentira - A verdadeira provação final

Revisão: Venâncio Matos

Nível -2, Bloco Restrito.

Lied, Zaccharias e Mare descem às profundezas do Submundo, uma zona proibida de entrar mesmo aos próprios guardas de Mictlan, que só exercem as suas funções nos blocos mais superiores. Sem contar com os prisioneiros, estes níveis inferiores são desprovidos de vida, pelo menos humana…

– Parece que já temos companhia – o corvo falante rapidamente detecta uma presença a vigiá-los nos arredores.

Lied e Mare são ambos apanhados de surpresa pela declaração espontânea de Zaccharias.

– Estão vindo!

O corvo cria uma barreira à volta de Mare no exato instante em que a sombra se move a uma velocidade supersônica até eles. Zaccharias, testando Lied para ver se este teria conseguido sentir o inimigo com a Sensibilidade, limitou-se a proteger apenas Mare e o  deixou de fora do seu escudo.

Infelizmente o rapaz acabaria reprovando no teste. Não só falhou em sentir a aproximação como também acabou sendo levado pela criatura, eventualmente chocando-se contra uma parede.

“O-O quê…?!”, o incrédulo Lied pensava enquanto a sua cabeça era segurada por uma garra.

Agora a metros de distância dele, Zaccharias e Mare assistem dentro da barreira.

– Lied! – Mare exclama.

O corvo falante, calmo, ajeita o chapéu e suspira.

– Percebo, parece que vocês foram bem treinados. Sentiu auras desconhecidas e veio imediatamente nos encontrar. Não perde pela demora, hã… Animus?

A criatura misteriosa (que a dupla Naomi e Yamir tem combatido durante a sua jornada), por volta de 1,90m de altura e extremamente magra, vira a cabeça por segundos para encarar Zaccharias, o dono do imenso prana que tinha sentido.

O rosto é deformado, a pele descorada. Um verdadeiro…

– M-Monstro! – Mare diz, apavorada.

– É também a primeira vez que vejo um. Mas pensar que viria tão cedo… – dizia Zaccharias.

– Você sabe o que é, Zaccharias?!

– Sim, “Animus”, os guardas do Bloco Restrito. Num lugar assim, só mesmo monstros destes podem manter a ordem. Mas, pelo visto, só pode vir um… será que já começou a confusão lá em baixo?

– E-E quanto ao Lied? Como é que ele está?!

Sobre o adolescente, ele permanecia encostado à parede, o caminho bloqueado pelo Animus.

A nova roupa de Lied não tinha surpreendentemente sofrido dano apesar daquele pesado ataque surpresa, e isto devido ao fato de ter sido fabricada com a propriedade Plasticidade, concedendo-lhe uma maior durabilidade em relação a roupa normal.

Lied finalmente consegue sair daquele beco sem saída, recuando.

“N-Nem consegui sentir a presença dele! E tamanha força bruta… o que raios é esta coisa?!”, Lied pensa.

O Animus solta um repentino rugido de guerra dirigido a Lied, a voz ensurdecedora ecoando pela área que obriga Lied a tapar os ouvidos. Zaccharias e Mare, por estarem dentro da barreira, não são afetados.

– Está desafiando o Lied?! – Mare questionava.

– Das duas presas que podem lutar, ele prefere começar pela mais fraca. O instinto de predador… – esclarecia Zaccharias.

– E-Espera, Zaccharias! Você não está pensando…? Algo como aquilo?!

– Por que não? É a oportunidade perfeita.

– P-Para estar tão confiante… então o Lied pode derrotá-lo sem o Spirit Mode?

Zaccharias fica sério de imediato, um silêncio pesado entre os dois.

– ...Não, claro que não. Ao contrário dos desafios que ele enfrentou anteriormente, este é um oponente que não poderá ser superado sem o poder do Spirit Mode.

– Então por que é que vai deixá-lo lutar?!

– Pelo mesmo motivo que o deixei realizar as provações sem ter a absoluta certeza de que conseguiria passá-las. É quando se depara com o perigo iminente que o espírito cresce, e com o pouco tempo que sempre tivemos em primeiro lugar, a nossa única aposta era acreditar na capacidade de superação dele.

– Mas e se o Lied não conseguir superar desta vez? Poderá...?

– Fique tranquila, eu não deixarei o Lied morrer. Se a derrota for mesmo o desfecho inevitável, eu irei intervir. Porém...

– Porém...?

– ...eu não permitirei que ele vá além daqui.

– Hã?

– Sem o Spirit Mode não existem chances nenhumas de sobrevivência a partir do momento em que avançarmos para os próximos pisos. Nem estou equacionando os prisioneiros, só os Animus são uma vigilância constante. Por isso é que também te perguntei se tinha a certeza de que queria vir conosco. É o quão perigoso o nosso destino é.

– Não pode ser...

– Além disso, desde de que entramos aqui que eu posso sentir um gigantesco e perverso prana muito à nossa frente, provavelmente em umas das últimas prisões.

– Podia ser a “Serpente Falante”…?!

– Não, este prana não pertence a Nachash. É a primeira vez que me cruzo com tal aura, mas de algo estou certo: eu... não posso derrotar este utilizador de Spirit Mode.

– Nem você pode, Zaccharias?!

Alguém ainda mais forte do que o corvo…?! E não é Nachash?

– E não sabemos se é mesmo o único utilizador deste nível de força que nos aguarda; alguns podem encontrar-se ainda mais distantes e outros poderão estar escondendo a sua energia espiritual.

Os dois astecas colocam ao mesmo tempo as suas atenções no humano.

– Lied… – Mare sussurra.

“Ou desperta o Spirit Mode nesta luta, ou a jornada termina aqui, Lied. Esta é... a tua última oportunidade!”, Zaccharias pensa para si.

Apesar de não ter ouvido o pensamento do corvo, o instinto de Lied lhe disse para fitá-lo. Nem precisaram trocar impressões mentalmente usando a Penetrabilidade, pois o olhar sisudo de Zaccharias dizia tudo. A mensagem estava passada. Para Lied, era agora… ou nunca.

O rapaz volta o olhar para o Animus. Não era necessário nenhum poder especial para se ver que existe uma grande diferença de força entre os dois, e Lied estava ciente dessa realidade. Contrariamente às batalhas que travou até ali, as probabilidades estavam todas contra ele desta vez.

Lied treme subitamente diante da besta.

“Eu estou… assustado?”, pensa.

O Animus usava inconscientemente a Sensibilidade nele assim como Lied fez com os jaguares, sinal de que os papéis estão invertidos. O predador de antes… é a presa no momento!

Talvez para afastar o medo que lhe consumia, Lied começa a rir. A pressão que parecia estar se alastrando é sacudida como se nada fosse. Zaccharias, Mare e mesmo o próprio Animus somente assistem ao inesperado estado de graça.

Lied cessa os risos segundos depois. Ele respira bem fundo e adota uma postura de combate, sério como nunca antes visto. O espírito ardia como nunca antes ardeu.

– …Interessante. A verdade é que a posição de favorito não se adequa a mim. Dar tudo o que tenho e no fim ganhar contra todas as probabilidades…

Por instantes, uma segunda figura surgia ao lado de Lied, o espírito ressoando consigo mesmo. Mare também tinha conseguido vê-lo, mas achou que eram apenas os seus olhos pregando-lhe peças. Zaccharias, contudo, está consciente do que viu.

Aquele indivíduo de cabelo e olhos avermelhados… não havia dúvida!

– …NÃO HÁ VITÓRIA QUE DÊ MAIS PRAZER DO QUE ESSA! – Lied termina acompanhado por Adão.

Zaccharias também não consegue conter o sorriso ao testemunhar uma visão tão esperançosa.

– Vá, Lied. É... hora da evolução!!

 

“A verdadeira última provação!”

“Vença as probabilidades e desperte o Spirit Mode, Lied!!”

 

[FIM DO CAPÍTULO]

Por Mitsuaki Seiji | 01/01/19 às 17:00 | Ação, Aventura, Fantasia, Drama, Romance, Portuguesa, Mistério