CAPÍTULOS
OPÇÕES
Cor de Fundo
CONTROLE DE FONTE
HOME INDEX
24ª Mentira - Iduma vs Yamir: Nostalgia de Combate

Lied (LD)

24ª Mentira - Iduma vs Yamir: Nostalgia de Combate

Autor: Mitsuaki Seiji | Revisão: HebiTantei

Esta é uma história que remonta a um tempo em que os frutos do caos ainda estão sendo formados, os cruéis destinos a serem revelados.

Em mais um volume da jornada pelo Submundo, o “Herdeiro de Adão” travará memoráveis batalhas que lhe farão questionar sobre o seu papel neste conto, assim como conhecerá pessoas que lhe poderão dar as respostas que ele tanto procura.

Origens, convicções e deveres. Tudo será, uma vez mais, colocado à prova...

 

Nível -8 do Submundo, Bloco Restrito

Naomi e Yamir se reuniram após terem sido forçadamente separados. Neste reencontro, a presença de Iduma gera um conflito fervoroso entre dois espíritos que conhecem um ao outro…

Iduma é envolvido pela mística aura branca enquanto que Yamir é rodeado pelo obscuro prana verde-escuro.

— O-O que é que se passa com vocês dois?! — Naomi está assustada.

Ele é… perigoso — Iduma e Yamir dizem simultaneamente.

— H-Hã? — ela olha de um lado para o outro, confusa — Vocês se conhecem?!

— Não sei… Não me lembro dele, mas tenho esta hostil sensação dentro de mim…! — Yamir, agitado como nunca antes visto, piscava os olhos rapidamente.

— Haha, que pena…! Já eu me lembro PERFEITAMENTE! — Iduma fala com um grande sorriso estampado no rosto.

Yamir hesita por instantes ao ouvi-lo, mas dá um firme passo em frente de seguida.

— Podia ser… que você sabe sobre as minhas memórias?! — a cobra pergunta.

— Hahaha, será que sei?!

Cada vez mais furioso por conta das indiretas do rapaz, Yamir não consegue se conter – invoca uma cobra espiritual que traz Iduma até si e o aperta violentamente no ar.

— PARA, YAMIR!! — Naomi grita.

— Conta-me já... SOBRE AS MINHAS MEMÓRIAS!

Em resposta a constringida criança de cabelos avermelhados levanta o dedo do meio, não largando o seu sorriso presunçoso. Aquela reação leva Yamir a arremessá-lo contra a parede mais distante, o estrondo sonoro do impacto fazendo-se ouvir.

— IDUMA! — a preocupada Naomi corre em direção a ele.

Antes de se chocar contra a parede, Iduma protegeu as suas costas com raízes e evitou danos maiores. O rapaz sabia que diante dele estava um oponente como poucos.

— Hehe… isto doeu um pouco…! — o rapaz sorria ao erguer-se do chão.

Iduma, excitado por travar uma luta que lhe trazia imensa nostalgia, ignora os avisos de Naomi e volta a se aproximar de Yamir. A última vez que se sentiu tão animado foi quando lutou contra Xanthus, no dia em que eles se conheceram…

— Por que é que vocês dois têm que lutar?! — Naomi, no centro, tentava evitar o inevitável.

— Ele sabe sobre as minhas memórias — Yamir argumenta.

— Bem, é isso, hihi — Iduma responde no seu próprio jeito.

Naomi queria pará-los, mas a consciência dela dizia que esta era uma luta que tinha que acontecer acima de tudo. Sabendo disso, a moça recua alguns passos.

— Adão e a “Serpente Falante” são considerados os mais poderosos utilizadores de Spirit Mode da história — Iduma falava — Pergunto-me qual é o mais forte... o poder de Adão ou o poder de Nachash? VAMOS NOS DIVERTIR!

— Muito bem… — Yamir, por mais ignorante que seja, compreendia de alguma forma a essência das palavras dele, o espírito ressoando — SEJA DEVORADO!

Yamir invoca duas cobras que tentam alcançar Iduma. O último se move de maneira ágil e com dois pontapés elas se desvanecem em partículas espirituais.

O jovem de olhos verdes não perde tempo e volta a atacá-lo, desta vez invocando cinco cobras que se deslocam rapidamente. Porém, antes de ser atingido, Iduma criou uma barreira de raízes ao seu redor.

— Raízes? — Yamir é tomado de surpresa.

A criança de olhos encarnados ri e passa seguidamente da defesa para o ataque: cinco raízes almejam Yamir, que imita Iduma e forma um escudo de cobras.

Aquilo ainda foi aquecimento para os dois e Naomi já estava bastante impressionada com a velocidade. E a nostalgia de combate também se aplicaria a ela…

“Sinto… que não é a primeira vez que os vejo lutar…”, Naomi pensava.

Como se estivessem lendo a mente do oponente, Yamir e Iduma invocam cada um uma dezena de raízes e cobras que velozmente se esbarram, um choque de alta velocidade travado no ar que causa faíscas.

A luta ia gradualmente subindo de nível à medida que o tempo passava: o embate das cobras e raízes passou a duas dezenas de cada lado, de duas dezenas passaria a três dezenas, de três dezenas passa a quatro dezenas e de quatro dezenas aumenta para cinco dezenas.

Cinquenta cobras e cinquenta raízes, controladas com precisão pelos respectivos donos através do uso da propriedade Visibilidade, chocavam no ar neste momento.

“Uau… os dois são… incríveis!”, Naomi pensa.

Esta é uma batalha entre dois utilizadores de Spirit Mode que alcançaram 100% de NSE e consequentemente dominam o poder do espírito. Todavia, mesmo entre dois utilizadores com 100% existe uma certa diferença de força, e essa diferença ficaria eventualmente evidente…

Iduma, divertindo-se como há muito não se divertia, coloca uma pausa na sucessão de ataques e se desloca com rapidez até o teto em cima de uma prancha feita com raízes.

— Não vai escapar! — Yamir o segue, também ele com os pés sobre cobras.

— Eu não pretendo.

A criança estala os dedos e uma grande quantidade de raízes surge do solo.

— O quê? — Yamir olha para baixo — Ele… plantou as raízes?!

A armadilha apanha a cobra desprevenida e Yamir é quase esmagado, não fosse um novo e ainda maior escudo que o homem foi obrigado a invocar.

— Ei... está se lembrando de algo? PORQUE EU ESTOU! — Iduma é estimulado pelo desenvolvimento da batalha.

— MALDITO…! — Yamir grita antes de voltar a investir pesadamente.

“Por quê…? Por que é que vê-los lutar… me deixa tão triste?”, Naomi reflete, lágrimas pareciam querer sair.

 

Quando deu por si, a moça assistia a uma outra luta com interventores semelhantes. Numa vila nostálgica para Naomi, dois sorridentes rapazes nos seus 13 e 14 anos de idade lutavam entre si diante de uma plateia muito divertida.

— Iduma? — um dos rapazes é idêntico a Iduma — E… Yamir…? — o outro rapaz parecia um Yamir mais novo.

Naomi vira a cabeça e fita a entusiasmada espectadora que acompanhava a disputa ao lado dela. É uma moça de cabelo azul turquesa, da mesma idade daqueles dois, bastante parecida com a jovem que vira quando chocou com Core.

A moça percebe o olhar de Naomi e sorri para esta.

— Quem…? — Naomi pergunta, mas não obtém resposta.

Naomi está de volta à realidade em que Iduma e Yamir lutam sem descansar por um segundo.

Yamir, obcecado pela possibilidade de recuperar as suas memórias, leva a luta para curta distância, uma iniciativa que anima Iduma, confiante na sua habilidade.

No entanto, acaba sendo a cobra quem desfere com sucesso um primeiro e potente murro. A criança sangra do nariz, onde tem uma pequena faixa, e tenta de imediato retribuir, sendo bloqueado por um Yamir que parecia estar superando a si mesmo.

— Hehehe… se quer realmente recuperar as suas memórias… TERÁ QUE BATER COM MAIS FORÇA! — Iduma o provoca enquanto enxuga o sangue.

Yamir desaparece num instante e reaparece à frente dele, uma velocidade além daquilo que mostrou até agora. Um pontapé certeiro deixa Iduma no chão.

“R-Rápido…?!”, Iduma pensa ao cair.

— Esta é… a tua velocidade original, não é…?

Durante centenas de anos no Submundo a cobra batalhou contra Animus, presas fáceis, e esta primeira luta a sério de Yamir o está ajudando a relembrar os seus instintos esquecidos.

— Que divertido…! — o rapaz de cabelo carmesim põe a mão na barriga à medida que se levanta — É POR ESTES MOMENTOS… QUE EU VIVO!

Os dois fazem um intervalo, mantendo uma certa distância. Raízes rodeiam Iduma e cobras manifestam-se à volta de Yamir. A luta… ainda mal começou.

— Vá… VAMOS CONTINUAR! — Iduma exclama, a cruz no pescoço vibrando mais do que nunca.

 

[FIM DO CAPÍTULO]
Por Mitsuaki Seiji | 10/01/19 às 15:39 | Ação, Aventura, Fantasia, Drama, Romance, Portuguesa, Mistério