CAPÍTULOS
OPÇÕES
Cor de Fundo
CONTROLE DE FONTE
HOME INDEX
26ª Mentira - Treinamento

Lied (LD)

26ª Mentira - Treinamento

Autor: Mitsuaki Seiji | Revisão: HebiTantei

Esta é uma história que remonta a um tempo em que os frutos do caos ainda estão sendo formados, os cruéis destinos a serem revelados.

Em mais um volume da jornada pelo Submundo, o “Herdeiro de Adão” travará memoráveis batalhas que lhe farão questionar sobre o seu papel neste conto, assim como conhecerá pessoas que lhe poderão dar as respostas que ele tanto procura.

Origens, convicções e deveres. Tudo será, uma vez mais, colocado à prova...

 

Nível -2 do Submundo, Bloco Restrito

Lied descansou durante 30 minutos após a sua curta luta contra Zaccharias.

O sentimento de derrota, inédito para o nosso herói, não pesa tanto na sua consciência já que o oponente fora o corvo falante. Não podia esperar conseguir derrotar um utilizador de 100% de NSE logo depois de despertar o Spirit Mode.

– Parabéns outra vez, Lied, por despertar o Spirit Mode – Mare aproxima-se dele – E como prometido, irei ver o teu futuro.

– Não… não será preciso – Lied balança a cabeça – O meu futuro, eu irei vê-lo com os meus próprios olhos.

Aquela resposta sincera pega Mare de surpresa, mas a moça rapidamente a aceita. Com o despertar do Spirit Mode, Lied cresceu mais um pouco…

– Percebo…

Lied olha fixamente para Zaccharias, o corvo que sacudia o chapéu.

– Ei… por que é que vocês, você e o Zaccharias, continuam em Mictlan? Não deviam já ter reencarnado?

– Você sabe o porquê, Lied. É porque nós… ainda temos os nossos arrependimentos – a asteca sorri magoadamente.

– Arrependimentos…

“Há oito anos atrás, durante a 2ª Guerra Espiritual, eu (…) fui derrotado pelo inimigo. Esse inimigo era… Nachash.”

Lied se recorda das palavras proferidas por Zaccharias. Qual seria realmente o arrependimento do corvo falante…?

Depois de obter o poder do espírito, o humano sente-se um pouco mais perto de compreender tudo e todos… O menino chamado Klaus, o encapuzado vermelho, a “mulher misteriosa” e Martyr vêm à mente.

Mas ainda não era suficiente. A força que ele procura, é alguma coisa muito maior do que aquilo que Lied possui no presente. E para conseguir essa força…

– Como é que se sente, Lied? – Zaccharias, perto dele, pergunta.

– Descansado. As feridas também já não me doem.

– Excelente. Podemos então começar o nosso treinamento.

– Sim. O que é que vamos fazer?

– Primeiro, gostaria de voltar a trabalhar nas bases. Depois disso irei te ensinar… a não depender da tua arma.

– A não depender da minha arma…?

Ele se referia à Anima Sancta?

– Ativa o teu Spirit Mode.

Como ordenado os olhos de Lied ficam transparentes, a aura branca rodeia todo o seu corpo e a cruz vibrante surge no pulso direito. A transformação acontece naturalmente a partir do momento em que desperta pela primeira vez.

– Bom. Agora, alguma vez você fez meditação?

– Não…

– Bem, há uma primeira vez para tudo. Agache-se, feche os olhos e sinta o seu redor.

Lied obedece e faz uso da propriedade Sensibilidade.

– Não consigo sentir mais nada para além de duas energias espirituais diferentes…

– Sim, é o meu prana e o prana da Mare. Normalmente os fluxos espirituais variam de pessoa para pessoa, então é fácil distinguir quem é quem. Quero que fique dez minutos continuamente nesse estado.

E assim Lied meditaria…

 

O tempo termina. O corvo falante pede a Lied para se manter de olhos fechados.

– Irei atirar rajadas de prana em você pelos próximos cinco minutos. Tenta sentir a direção delas com a Sensibilidade e se desvie com a Visibilidade.

O adolescente não seria capaz de sentir ou desviar, contudo o esforço por si só permitiria que as bases do espírito melhorassem ligeiramente…

 

Cinco minutos passam correndo.

– Ok! Pode abrir os olhos e se levantar – Zaccharias diz.

Lied já não aguentava ficar de cócoras por muito mais tempo…

– Invoca a tua espada, Lied.

A instrução deixa o rapaz ligeiramente surpreso. A radiante Anima Sancta aparece na mão direita.

– Uma espada verdadeiramente única, melhor do que qualquer outra que já vi ser empunhada. É precisamente por isso que deve aprender a não depender dela.

– Não depender da minha arma…

– O seu estilo de luta atual é muito rudimentar. Contra um Animus como aquele que enfrentou até pode ser suficiente, mas os utilizadores de Spirit Mode que encontrar daqui em diante terão todos as suas próprias especialidades e certamente mais experiência do que você.

Lied não consegue deixar de engolir a saliva ao mesmo tempo que faz a Anima Sancta sumir da sua mão.

– A melhor forma de não depender da tua arma é obtendo outras armas. Lembra-se da Unda, a técnica que usei na nossa luta? Eu irei te ensinar a usá-la.

Como é que não se lembraria…? Zaccharias descreveu a Unda no momento como uma técnica “simples, mas bastante eficaz se usada no momento certo”. A verdade é que qualquer coisa servirá para expandir o arsenal dele.

– Mostrarei ela novamente e depois treinaremos passo a passo.

Lied junta-se a Mare como espectadores.

Uma concentração de prana é preparada em uma das asas de Zaccharias. Em seguida, a massa de energia espiritual ganha um formato ondulado que faz lembrar uma onda do mar. Por fim, a Unda é disparada contra a parede, causando um enorme estrondo.

– Isto é a Unda. Preparado para aprendê-la?

Lied ficou pasmo por uns segundos com a demonstração de Zaccharias antes de acenar afirmativamente e se dirigir até ele. Mare, deixada para trás, sorria.

 

“Não dependa da tua arma!”

“O verdadeiro treinamento começa!”

 

[FIM DO CAPÍTULO]

Por Mitsuaki Seiji | 26/01/19 às 12:52 | Ação, Aventura, Fantasia, Drama, Romance, Portuguesa, Mistério