CAPÍTULOS
OPÇÕES
Cor de Fundo
CONTROLE DE FONTE
HOME INDEX
27ª Mentira - Como as ondas do mar daquele dia...

Lied (LD)

27ª Mentira - Como as ondas do mar daquele dia...

Autor: Mitsuaki Seiji | Revisão: HebiTantei

Esta é uma história que remonta a um tempo em que os frutos do caos ainda estão sendo formados, os cruéis destinos a serem revelados.

Em mais um volume da jornada pelo Submundo, o “Herdeiro de Adão” travará memoráveis batalhas que lhe farão questionar sobre o seu papel neste conto, assim como conhecerá pessoas que lhe poderão dar as respostas que ele tanto procura.

Origens, convicções e deveres. Tudo será, uma vez mais, colocado à prova...

 

Lied corre em direção a Zaccharias com o desejo veemente de aprender a técnica Unda e ficar mais forte. Mare, a pequena menina asteca, transmitia palavras de incentivo.

– Eu disse que a Unda era uma técnica simples, mas isso não significa que a sua aprendizagem seja fácil, principalmente para um novato – Zaccharias diz.

Lied, no seu Spirit Mode, escuta e em seguida confronta a parede, desgastada por causa da Unda demonstrativa do corvo falante.

– Na luta contra os jaguares, você foi capaz de acumular uma grande quantidade de energia. Para isso, Lied, teve que usar inconscientemente a propriedade Expansibilidade, necessária para executar a Unda. Lembre-se da sensação!

O jovem segue precisamente as instruções do corvo. Prana começa a surgir gradualmente em volta de Lied à medida que ele tenta se lembrar daquele decisivo momento…

– Sim, isso mesmo. Ao contrário daquela vez, não coloque tudo para fora. Uma pequena parte basta.

Todavia, o adolescente perde o controle e a energia espiritual regressa pura e simplesmente ao corpo. Lied, que tinha fechado os olhos, abre-os por um instante.

– O teu fluxo espiritual está instável. Relaxa.

O rapaz respira fundo e repete o procedimento. Lied consegue se manter calmo para satisfação de Zaccharias.

– Hm. Agora, com as mãos afastadas uma da outra à mesma distância, concentra um pouco do teu prana na mão direita com o apoio da mão esquerda.

Lied canaliza uma parte da energia espiritual para a mão direita e com a mão esquerda tenta estabilizar o prana na palma. Contudo, o controle não é assim tão fácil e a energia se dispersa.

 – Novamente.

O rapaz volta a ter sucesso na sua segunda tentativa. Até aqui tudo está correndo bem. Mare fica apreensiva enquanto assiste ao treino deles.

– Esse foi o primeiro passo. Segundo passo: moldar o prana com a Expansibilidade. A forma é a de uma onda.

O prana envolve a mão direita enquanto Lied, de olhos fechados, tenta imaginar uma onda. No entanto, o fato do jovem não ter visto muitas ondas na sua vida afeta a imaginação.

– O que foi?

– Desculpa… é que eu não fui muitas vezes à praia…

A energia na mão começa a tentar ganhar forma, mas rapidamente se dispersa.

– Outra vez.

Uma nova tentativa que termina com o mesmo resultado.

– Mais uma vez.

Lied acena com a cabeça e se concentra novamente.

“Concentre-se. Sim… como as ondas do mar daquele dia…”, Lied pensava.

Lied se recorda vagamente das férias de Verão de quando tinha 10 anos, as últimas férias que passou com os seus pais…  O sol morno e o mar calmo numa praia com poucas pessoas.

A energia espiritual molda-se para tomar um formato ondulado.

– Isso! E agora o terceiro passo…

Lied faz balanço com o pé direito e tenta disparar a Unda contra a parede que Zaccharias atingiu antes.

–…EXPLODE! – o corvo grita.

Porém, é no momento que se prepara para arremessar que a onda se desvanece devido à perda de controle. O rapaz olha um pouco perplexo para a sua mão.

– O controle tem de existir durante todos os passos.

O treino da Unda começou há pouco mais de dez minutos e vê-se suor escorrendo do rosto de Lied. Não é de estranhar, visto que a energia é uma coisa que se ganha com o tempo.

– Não se esforce muito, Lied. Pode descansar um pouco.

– Eu estou bem. Vamos continuar.

O adolescente sabia que tempo não era algo que ele tinha… Os dois prosseguiriam.

 

20 minutos de árduo treinamento passaram-se quase correndo. Nunca Lied se esforçou tanto na sua vida quanto agora e essa dedicação trará certamente os seus frutos.

– Foi uma meia hora bastante produtiva. Está na hora de mostrar o que conseguiu.

Em outras palavras, chegou o momento de perceber se Lied realmente conseguiu aprender a Unda… O professor se afasta de modo a dar espaço ao aluno, colocando-se ao lado de Mare.

“Primeiro passo: lembrar-me da sensação…”

Lied recorda-se de como liberou energia espiritual para derrotar os jaguares, mas nesta ocasião tem cuidado para não liberar muito. Sim, apenas o suficiente…

“Segundo passo: moldar o prana. A forma... como as ondas do mar daquele dia...”

Para imaginar o formato da Unda, Lied lembra-se das ondas do mar da praia, uma memória nostálgica das férias de Verão passadas com os pais adotivos…

“Terceiro passo…!”

A energia envolve a mão direita enquanto a mão esquerda trata de estabilizá-la, o corpo perfeitamente equilibrado…

– EXPLODIR!

O resultado acabaria sendo, de modo surpreendente, muito além das expectativas de Zaccharias…

 

“Sucesso?!”

 

[FIM DO CAPÍTULO]

Por Mitsuaki Seiji | 04/02/19 às 14:37 | Ação, Aventura, Fantasia, Drama, Romance, Portuguesa, Mistério