CAPÍTULOS
OPÇÕES
Cor de Fundo
CONTROLE DE FONTE
HOME INDEX
35ª Mentira - O Príncipe Perdido

Lied (LD)

35ª Mentira - O Príncipe Perdido

Autor: Mitsuaki Seiji | Revisão: HebiTantei

Esta é uma história que remonta a um tempo em que os frutos do caos ainda estão sendo formados, os cruéis destinos a serem revelados.

Em mais um volume da jornada pelo Submundo, o “Herdeiro de Adão” travará memoráveis batalhas que lhe farão questionar sobre o seu papel neste conto, assim como conhecerá pessoas que lhe poderão dar as respostas que ele tanto procura.

Origens, convicções e deveres. Tudo será, mais uma vez, colocado à prova...

 

A continuação da passada conversa…

O pensativo Mictlan, sentado no seu assento, Cihua e Chalme ao lado dele e Golgotha em cima da secretária. Ajax senta-se numa cadeira em frente a do Shinigami.

— Eu vou verificar de qualquer maneira na lista de mortos, então poderia me dizer? O nome real deste “Príncipe Perdido”, digo — o Deus da Morte pede.

— Claro. O nome é… Lied. Lied A. Corum — o cavaleiro responde com um sorriso no rosto.

Mictlan olha atentamente para o caderno que tirou da gaveta.

— Lied A. Corum… não, não existe nenhum espírito com esse nome.

— Eu não disse?

— O que não quer dizer que esteja mesmo aqui… — o Shinigami percebe o sinal de Golgotha e suspira — Eu sei, eu sei… A verdade é que foi detectado um intruso que a nossa segurança ainda não conseguiu apanhar.

— Esse “intruso”…?!

— Pelo sim, pelo não, talvez seja melhor ter a certeza de que não é o rapaz que procura, penso eu…

O entusiasmado Ajax levanta-se prontamente. Existem fortes possibilidades de ser ele.

— Então, se me dá licença, eu vou já andando…

— Espera…! Permite que os meus guardiões, a Cihua e o Chalme, te acompanhem. Eles conhecem o Submundo melhor do que ninguém. E no caso de não se tratar do príncipe…

Os Guardiões do Submundo acenam com a cabeça. Nesse caso, o trabalho deles é levar o intruso em custódia até a Mictlan.

— Muito bem.

 

Ajax e os dois Guardiões do Submundo, Cihua e Chalme, por fim alcançam Lied e os outros! O general asteca impede que a lança de Pantera perfure a pessoa que vinha procurando…

— Príncipe!

— O quê...?

O admirado Pantera, sem a força suficiente para libertar a sua arma da mão de Ajax, faz a lança desaparecer e imediatamente dá um pulo para trás. Entretanto, Cihua e Chalme não perdem tempo e subjugam os outros prisioneiros, ignorando o inconsciente Jirou.

Blasius é o único que oferece resistência, ativando o seu Spirit Mode e confrontando Chalme enquanto que Cihua reprime sem misericórdia os mais fracos. O homem gótico maneja a foice dele com aptidão, o prisioneiro asteca esquiva-se dos ataques com igual classe.

— Retorna para a tua cela, pecador.

— Agora que finalmente saí? Nem pensar.

No lado oposto, Zaccharias é visto no ar, Mare poucos metros atrás do corvo. Zaccharias observa primeiro o emblema do uniforme de Ajax, indivíduo que aparenta conhecer… Cihua, enervada por natureza, termina de subjugar os prisioneiros figurantes e repara neles.

A mulher alveja a vulnerável Mare. O corvo falante não deixa passar e bloqueia a foice dela no tempo exato com ambas a asas.

“E-Este maldito corvo…! QUE FORÇA…!”, Cihua suava.

— Zaccharias! O Lied! — Mare grita.

Zaccharias estala com a boca. Nunca antes vimos ele nervoso assim…

As atenções viram-se precisamente para Lied, Ajax e Pantera, o último relativamente separado deles. Quando deu por si, Lied já tinha recuado por instinto assim como Pantera.

— Esse uniforme… o exército asteca — o Spirit Hunter comenta.

— Príncipe…! Príncipe Lied! — Ajax, demasiado contente para ouvi-lo, ignora o caçador.

— …Quem é você? — Lied pergunta, confuso.

— Ah, perdoe-me, normal que não se lembre depois de tantos anos. Sou eu, o Ajax! O cavaleiro Ajax Alcestis!

A expressão confusa do rapaz transforma-se ao mesmo tempo que ele invoca a Anima Sancta, sentindo-se ameaçado pelo recém-chegado que não fazia sentido nenhum.

É quando o general compreende o que está se passando, o sorriso desvanecendo-se.

— Não podia ser…? Perdeu as suas memórias? Não se lembra mesmo de nada…? Nem da sua terra natal, da sua família ou… de Nachash?

— …?!

Pantera, não querendo se aproximar muito de Ajax, anda um pouco.

— …”Príncipe”? Você não era humano? — o Spirit Hunter questiona diretamente Lied.

“S-Sim, ele me chamou…!”, a pergunta faz o rapaz processar o que tinha sido dito.

— O-O que é que sabe sobre mim…? Quem sou eu?! FALA! — Lied gagueja, a espada apontada ao cavaleiro.

É numa tentativa de apanhá-lo com a guarda baixa que Pantera empunha a sua lança e desfere uma pancada nas costas de Ajax. Porém, o jovem adulto é protegido por uma aura defensiva e o Spirit Hunter é enviado para trás pelo ímpeto da barreira de prana.

— M-Maldição… um utilizador com 100% de NSE! — o caçador conclui.

O assassino de Pantera era, por sinal, um 100%, o que revive a recordação amarga… Ajax baixa o queixo e coça a cabeça em seguida, tornando a ignorar a existência do caçador.

— A amnésia é inesperada, mas não será um problema. Quando regressarmos a Aqua, e durante o caminho de volta, eu contarei tudo aquilo que não souber.

— H-Hã…?! Eu não vou a lugar nenhum!

A resposta teimosa de Lied recebe um suspiro do asteca, que recorda a conversa com o Rei…

 

Abrahamus está sentado no trono, o seu braço direito Gregorius ao lado. A ordem foi dada…

— E se encontrar resistência? — Ajax pergunta.

— Não importa. Só quero que o traga até mim — o bisavô de Lied responde.

 

Não havendo outra maneira, Ajax é obrigado a fazer uso da força: num abrir e fechar de olhos detém o príncipe, constrangido no chão sem conseguir mover os membros do corpo.

Foi tudo demasiado rápido para os olhos de ambos Lied e Pantera…

— R-Raios… solte-me! — o Príncipe Perdido ordenava, a Anima Sancta longe do alcance dele.

— Não posso, Príncipe. Por favor entenda e fique quieto… hm?!

Uma poderosa aura espiritual capta a atenção de Ajax. Cihua é vista voando contra a parede ao passo que uma sombra se aproxima a alta velocidade. O jovem cavaleiro é forçado a soltar Lied, que prontamente escapa. A silhueta, Zaccharias, aterriza a poucos metros do general…

— Ó, posso ver que carrega uma grande responsabilidade nos ombros. E está mais parecido com o seu irmão... um pouco — o corvo diz ao aterrizar.

— O-O quê…? — Ajax é um homem perplexo.

Zaccharias ajeita o chapéu na cabeça. Ele fita o aluno atrás de si por uma última vez antes de voltar a colocar os olhos no oponente à sua frente…

— Lied, pega na Mare e sai daqui.

— Hã…?

— Esta é… a nossa despedida.

 

“Adeus, Zaccharias?!”

 

[FIM DO CAPÍTULO]

Por Mitsuaki Seiji | 23/03/19 às 20:08 | Ação, Aventura, Fantasia, Drama, Romance, Portuguesa, Mistério