CAPÍTULOS
OPÇÕES
Cor de Fundo
CONTROLE DE FONTE
HOME INDEX
38ª Mentira - O próximo passo de Susumu

Lied (LD)

38ª Mentira - O próximo passo de Susumu

Autor: Mitsuaki Seiji | Revisão: HebiTantei

Esta é uma história que remonta a um tempo em que os frutos do caos ainda estão a ser formados, os cruéis destinos por serem revelados.

Em mais um volume da jornada pelo Submundo, o “Herdeiro de Adão” travará memoráveis batalhas que lhe farão questionar sobre o seu papel neste conto, assim como conhecerá pessoas que lhe poderão dar as respostas que ele tanto procura.

Origens, convicções e deveres. Tudo será, uma vez mais, colocado à prova...

 

Susumu perdeu a consciência logo depois de ter demolido o piso do Submundo em que se encontrava, um sacrifício que tinha como fim parar Martyr e os Animus.

Ganeden, Orfanato Regenbogen, há 8 anos atrás.

Uma memória de criança. O órfão Susumu, 9 anos de idade, olhava curiosamente para o casal que entrara e, especialmente, para o rapaz que se preparava para ser adotado por eles.

— Muito obrigado por aceitarem cuidar dele — a funcionária da instituição agradece.

— Não, nós é que agradecemos — a futura mãe responde.

— Olha, a partir de agora eles serão os teus pais — a auxiliar apela ao menino.

O pequeno Lied evita o contato visual. Susumu, que nunca sequer  o tinha  visto – um menino que supostamente chegou há poucos meses ao orfanato – repara na sua expressão vazia, o contraste com o gentil sorriso da mãe. Lied suscita a curiosidade do Homem das Correntes…

 

 

Susumu entra na alma para escutar a sombra.

Ele…!

— Conhece-o?

Sim… e pensar que nos encontraríamos aqui. Só pode ser… o destino.

— Os olhos dele… são tão frios.

Não eram muito diferentes dos seus…

 

 

Uma hora depois da adoção de Lied, seria a vez de Susumu se tornar um filho. O homem solteiro, aparentemente uma figura conhecida em Ganeden, é o pai.

 

 

Nível -5 do Submundo, Bloco Restrito

Susumu acorda no mesmo nível. O adolescente sente dores por todo o corpo, o que não é surpresa visto que os destroços estão sobre o seu corpo. Ele igualmente nota correntes envoltas, uma armadura de ferro que Zosimus teria feito para salvá-lo da morte.

— P-Parece que ganhei esta aposta… — o detetive mal consegue falar.

A aposta da sobrevivência…

— No último segundo, e com a minha ajuda. É realmente um homem de sorte — a sombra diz.

— Hehe… também faz parte…

— Não se mova ainda. Vou afastar essas rochas.

A silhueta faz novo uso das suas correntes: retira primeiro, e com muito cuidado, as pedras sobre o tronco humano, e em seguida recolhe os destroços nos membros inferiores.

— Devagar. Está gravemente ferido.

Susumu segue o conselho e somente senta-se no chão. A armadura de correntes funciona como ligaduras e estanca o sangue. O detetive olha em volta do local.

— Não vejo o Nemo e os outros. Então eles conseguiram escapar…

Os guardas do Submundo, pelo menos, teriam morrido.

— O que é que pretende fazer?

— Irei atrás deles. Ele, o Martyr, é muito perigoso. Se deixá-lo, Ganeden será destruída…

— Ficou bem claro naquela luta que você não pode derrotá-lo.

— Eu sei. No entanto, não posso ficar aqui parado.

— E quem disse que vai ficar parado?

— O quê?

— Não me entenda mal – o meu objetivo também é derrotar o Martyr.

— Quer…?

— Hora de rever o básico… — Zosimus esboça um sorriso atrevido…

 

[FIM DO CAPÍTULO]

Por Mitsuaki Seiji | 05/04/19 às 16:01 | Ação, Aventura, Fantasia, Drama, Romance, Portuguesa, Mistério