CAPÍTULOS
OPÇÕES
Cor de Fundo
CONTROLE DE FONTE
HOME INDEX
Capítulo 340 - Mercadores e Clãs

O Herdeiro do Mundo (HDM)

Capítulo 340 - Mercadores e Clãs

Autor: Edson Fernandes

Alguns dias haviam se passado. Rael já tinha feito análises de todo o terreno e descoberto muitas coisas em relação a esse mundo.

― ‘Não é muito diferente dos outros mundos, existem clãs e pequenos grupos de pessoas, os cultivadores sempre tentam fazer conexões com pessoas e grupos mais fortes para assegurarem seu futuro.’ ― Pensou Rael depois de sua análise. O maior diferencial, no entanto, eram os estranhos casais que costumavam serem vistos. Homens velhos com jovens meninas, ou mulheres velhas com jovens meninos. Isso era devido o renascimento, casais não renasciam juntos, eles esperavam um ao outro para não ficarem completamente vulneráveis, já que precisavam de um tempo para recuperarem seus cultivos depois de renascerem.

                Rael já tinha feito uma pesquisa cuidadosa sobre os grandes clãs desse mundo, haviam pessoas no décimoquinto reino, segundo grau depois do renascimento. Eram pessoas de extremo poder, muito mais poderosas do que qualquer um que Rael já tenha visto, tirando é claro, as violadoras, Natalia e Alexia. — ‘Mas não vi nada sobre o terceiro grau mencionado.’

                O cultivo de Rael também já havia melhorado graças as suas lembranças que estavam voltando em modo acelerado. Ele sabia de novas técnicas de cultivo, novas leis que o ajudavam a acelerar seu cultivo e outra série de coisas.

― ‘Agora já estou a um passo do reino final, faltam apenas cinco níveis, acho que consigo alcançar em poucas semanas.’ ― Pensou Rael. Como ele não tinha apoio, ele tinha que cultivar sozinho, ele não podia chamar muita atenção e na maior parte do tempo vivia escondido. O problema é que ele precisava de ervas, materiais de algumas minas e outras coisas mais desse mundo para fazer seus experimentos, novas pílulas e novas armas magicas. Com o conhecimento voltando de acordo com seu nível de poder, um leque de novas possibilidades estava sendo abertas para ele.

                Rael já tinha criado novas pílulas, novas armas e até alguns anéis mágicos de auxílio. Ele havia criado um anel que armazenava energia, no caso de uma emergência, ele usaria o anel e se recuperava rapidamente. O outro anel era um gatilho de força física, aumentando sua força em pelo menos vinte porcento. Esses itens eram considerados artefatos mágicos, porque eram itens extremamente poderosos, até cultivadores desse mundo, pagariam uma nota por algo assim.

                O maior problema de Rael é que para conseguir suprimentos havia o perigo dele se expor, e como ele não tinha nenhum poderoso apoio nem fazia parte de nenhum clã, se expor era muito arriscado. Ou ele se juntava a algum clã, ou ele tinha que criar uma forma de conseguir esses suprimentos cuidadosamente.

― ‘Existem mercadores que não precisam se preocupar para fazerem negócios, nem mostrar seu cultivo nem ter um apoio muito poderoso relacionado, mas isso é apenas depois que conseguem entrar nessas sedes. Para entrar numa sede de marcadores seria bom ter algum apoio.’ ― Pensou Rael.

                A sede de mercadores servia para abrir negociações com segurança, tanto comprar quanto vender. Se você é cultivador pode fazer isso normalmente, mas pode acabar sendo roubado por algum clã e não tem qualquer garantia. Se você é um mercador com registro, você tem a proteção e ainda segurança, a sede de mercadores reembolsa o que foi perdido, o que é muito diferente do mundo de Rael. Sem mencionar que você tem direito a uma sala de compra e venda na própria sede. Existe um valor que o mercador precisa pagarpra isso, mas tudo é acertado já no início.Tinha a parterelacionada a proteção de uma deusa, mas Rael ainda não tinha certeza por não ter a encontrado, diziam que uma deusa protegia os mercadores

― ‘Mercadores tem muita vantagem aqui, toda essa proteção e ainda seguro, coisa que eu não vi em lugar nenhum.’

                Haviam grupos de ladrões que costumavam agir de má fé e alguns até com cultivadores poderosos, por isso era importante o apoio.

                Rael sempre ocultava seu poder e se mantinha escondido. Nas poucas vezes que saiu em busca de recursos, quase foi visto pelo menos três vezes, ele escapou por pouco de ser encontrado por algum grupo ou clã.

                Violeta e as outras, estavam atrás de recursos para iniciar a criação do portal que as levaria para esse mundo, sendo assim, era só questão de tempo para Rael ser encontrado e ter a proteção das violadoras. Os cultivadores mais fortes daqui, não seriam um problema para elas. O problema era o tempo que isso poderia levar. Rael não queria ficar esperando por elas sem fazer nada.

                Isabela e Keylla, continuavam presas naquele mundo e ainda tentando aprender a fazer portais seguindo as dicas de Violeta. O problema é que elas não eram muito boas nisso. Ter cultivo poderoso não dava inteligência a uma pessoa, apenas ajudava no entendimento das leis.

                Rael constantemente pensava nas meninas que deixou para trás e em como as coisas ficaram, ele não tinha como conseguir informações delas, tudo que podia fazer era torcer que estivessem bem.

― ‘Violeta me pediu para esperar e cultivar em silencio, mas eu não quero fazer isso, preciso de recursos para criar mais anéis e outra série de coisas, tenho que virar um mercador.’ ― Rael tomou sua decisão.

                Haviam três sedes poderosas de mercadores que disputavam entre si. Sede dos Mercadores da Fênix, Sede dos Rios Congelados e Sede do Grito da Montanha. A mais poderosa dela era o Grito da Montanha. Quando um novo mercador queria entrar, tinha que passar por um rigoroso teste, fazer a análise de ervas e outros recursos, dizer valores próximos como quanto pagaria caso estivesse tentando vender para ele. Ou mesmo mostrar valores de venda. O mercador também poderia simplesmente oferecer seus itens criados e mostrar que ele mesmo os fazia, entrando assim, como um alquimista vendedor, esse era o plano de Rael, visto que era mais simples o teste. Em todo caso, isso exigiria experiência em valores, valores esses que Rael ainda estava aprendendo.

                O dinheiro nesse mundo funcionava como ouro, prata e cristais de cultivo. Um de ouro valia cem pratas e cem moedas de ouro um cristal de cultivo. O cristal de cultivo era uma pedra rara e cheia de poder, cultivar usando ela acelerava bastante o cultivo, mas era extremamente difícil de conseguir uma, mesmo Rael, só havia conseguido duas desde sua chegada. Ele teve que entrar escondido em uma mina de um poderoso clã para minerá-las.

                Com tudo em mente Rael vestiu-se com uma capa escura cobrindo seu rosto e corpo, ele conjurou Yara e criou algumas leis no corpo dela, que a fazia parecer uma cultivadora comum. Rael era um dos poucos que conseguia fazer essas alterações. Yara agora era um reino final, seu poder aumentava de acordo com o de Rael. Sobre as instruções de Rael ela decorou algumas frases e coisas que precisava dizer, inventaram o nome de família e um local onde a família morava.

― Iremos usar nossa casa em questão, aqui não tinha nenhum dono, e é um terreno que acreditam ser abandonado e sem interesse de cultivo. Deve ter anos que ninguém olha essa área. ― Rael havia se escondido em uma caverna depois de negociar com algumas bestas locais e com alguns dias construiu uma casa. Feito a casa ele se fixou nela, deixando uma entrada para o esconderijo. Viver em uma caverna não era algo muito interessante. Rael criou uma barreira muito poderosa que cercou toda casa e até a plantação de ervas que ele tinha em seu quintal, com isso, ficou mais seguro.

                A casa de Rael tinha três andares e muitos quartos, para parecer que seria de uma família grande. Rael inventaria que uma parte da família estaria em outro local, que no momento somente ele e Yara estavam presentes.

― Você é minha esposa, eu sou um renascido, estamos juntos a trinta anos. Os cultivadores da nossa família são pessoas poderosas. Com cultivos no segundo e terceiro grau de poder, capazes de criar barreiras poderosas. ― Explicou Rael.

― O que é esposa mestre? ― Perguntou Yara curiosa. Isso fez Rael se lembrar de como ele era no início e de tudo que passou para aprender sobre essas coisas.

― Homens e mulheres podem namorar e casar caso gostem um do outro e desenvolvam sentimentos. Se a mulher achar o homem bonito ou forte ela pode se interessar e o homem a mesma coisa da mulher.

― Eu acho o mestre muito bonito e forte, isso me torna sua namora? ― Perguntou Yara.

― Namorada Yara, a forma de falar muda de acordo com a pronuncia. Não, você é minha invocação, tudo que vamos fazer é fingir que é assim. Fingir é o mesmo que fazer de conta que uma coisa é outra.

― Entendi mestre. O mestre me acha bonita? ― Perguntou ela curiosa.

― Sim você é bonita, mas essa não é a questão. ― Disse Rael. ― Se alguém elogiar você, dependendo das condições você vai ignorar, mas a casos que...

                Rael precisou de uns três dias conversando com Yara para ter certeza que ela tinha melhorado sua forma de falar e entendimento sobre as coisas. Depois de alguns testes Rael percebeu que ela havia melhorado muito, estava de fato parecendo com a mulher que precisava fingir ser.

                Conforme Yara aprendia mais curiosa ficava. Chegou ao ponto dela querer entender como os filhos nasciam e Rael teve que explicar. Yara ficou curiosa do porquê Rael não tinha filhos.

― Não tenho ainda, mas eles estão crescendo e em algum tempo eu terei. Minha esposa Mara e Anita, cada uma carrega um filho meu ― Explicou Rael.

― E porque você não as trouxe com você? ― Perguntou Yara curiosa.

― Porque seria perigoso e o cultivo delas não é alto. ― Explicou Rael.

                Yara se vestia como uma mulher adulta, usando um lindo vestido azul longo que lhes cobria as pernas. Havia alguns detalhes dourados em seu vestido e a marca de um leão como a família que Rael tinha acabado de inventar.

― Seremos a família Rugido Feros, esse leão é a marca de nossa família. Diremos que estamos a pouco tempo nesse continente e que somos do continente central. Estamos aqui a alguns anos, mas só pensamos em criar conexões agora.

                As explicações de Rael eram muitas, isso era para Yara não tropeçar sobre qualquer dúvida. Se em meio a pessoas importantes ela cometesse um erro, poderia acarretar em problemas aos dois. Eles poderiam sempre fugir, mas o plano de Rael era criar conexões importantes para virar um bom mercador. Além disso, ser perseguido por clãs poderosos, não era exatamente um plano de Rael.

                Haveria um teste de mercadores em poucos dias, as três sedes de mercadores estariam presentes para acompanhar tudo, caso fossem dos seus interesses, abririam as portas para os novos mercadores. As vezes uma sede abria a porta, as vezes as três, quando isso ocorria era uma guerra para conseguir esse mercador. Rael já tinha uma sede em mente, ele queria entrar na sede Grito da Montanha exatamente por ser a mais poderosa.

                Alguns clãs tinham ligações com sedes de mercadores para promoção nos negócios em troca de oferecer proteções extras, por isso Rael queria tanto entrar em uma sede, em vez de se tornar o membro de um clã poderoso. Havia boatos que a proteção da deusa não era constante nas sedes, que ela não estava sempre presente por isso, era importante ter aliados.

― ‘Quero me expor como um bom alquimista mágico e mercador, não como cultivador.’ ― Pensou Rael.

                O dia do teste havia chegado e Rael vestido com a capa escura chegou sobre a companhia de Yara com seu vestido azul citado em cima. Agora Yara usava brincos dourados, tinha cabelos penteados e molhados escorregando sobre o ombro direito, unidos no mesmo coque. A moça estava deslumbrante, maquiada e bela como uma princesa. Rael nem precisou se esforçar muito para deixar ela tão chamativa.

                A participação era aberta para qualquer um desde que fosse paga cem moedas de ouro. É claro que membros de clãs associados com algumas sedes tinham vantagens, às vezes, entrando até sem ter feito o teste, mas isso era muito raro. Rael não queria se unir a nenhum clã, para ele, era melhor inventar que fazia parte de um para não ter obrigações nem outros tipos de associações.

― A senhora deseja participar? Como posso chamá-la e qual é o nome do seu clã? ― Perguntou o atendente.

                Feito as apresentações e o pagamento, o homem os deixou entrar com uma expressão meio perdida, isso porque ele nunca havia ouvido falar do clã Rugido Feros.

                Havia muitos clãs poderosos no castelo usado para o teste. O imenso salão do local estava lotado de pessoas, tanto participantes quanto visitantes que assistiriam ao teste.

― Nossa olha aquela mulher de vestido azul, como ela é bela! ― Disse um cultivador a outro olhando Yara passando com Rael.

                Yara virou rapidamente um dos centros das atenções, sua beleza encantadora e fofa atraiu muitos cultivadores. Haviam pelo menos quatro mulheres tão lindas ali presentes quanto ela. A diferença é que ninguém conhecia o clã do qual Yara fazia parte, ninguém havia visto ela nem o menino de capuz que a acompanhava.

― Mas como é possível? Aquele renascido com ela nem cresceu e já está no decimo segundo reino? Alguém sabe de que clã esses dois são? ― Surpreendeu-se um dos cultivadores perguntando a outros que balançaram suas cabeças negativamente juntos.

― Precisamos descobrir quem são eles, parece que ninguém aqui sabe de nada. ― Disse um dos outros. Rael estava usando seus sentidos e ouvindo as conversas em silencio, ele também podia passar respostas rápidas para Yara caso ela se perdesse, não havia muito o que se preocupar agora.

― ‘Estou chamando mais atenção do que deveria, mas é compreensível, homens nunca resistem a beleza de uma mulher, conhecimento e conexões.’ ― Pensou Rael.

                Os testes iriam começar em breve, mas pelo menos três grupos estavam prestes a irem se apresentar e querer conhecer, o mais curioso casal.

                O que acabou ocorrendo é que dois grupos se aproximaram ao mesmo tempo e acabaram conversando um com o outro, parando no caminho antes de chegarem a Rael e Yara, o terceiro grupo composto por três mulheres e dois homens se apresentou a Rael.

― Ola tudo bem? Sou Melory, está é Susy, essa é Cassia, esse é Brotos e este é Henrique. Somos do clã Raio Vermelho e gostaríamos de conhece-lo. ― Disse a mulher de melhor aparência do grupo, ela estava no reino final e aparentava ter uns cinquenta anos. Os outros eram todos um reino mais fraco e aparentavam serem um pouco mais novos.

― Olá, me chamo Yara e este é meu esposo Rael. Somos do clã Rugido Feros.

― Rugido Feros? Eu nunca ouvi falar desse clã. ― Disse Melory confusa e os outros se olharam entre si.

― Estamos situados no pico ao leste, nas terras abandonadas próximo a ponte caída. Vocês não nos conhecem porque chegamos a pouco tempo, somos do continente central. ― Explicou Yara causando outra surpresa nos curiosos. Antes que eles fizessem mais perguntas, os participantes foram chamados para o centro, os testes iriam começar.

― Com licença, eu preciso ir. ― Disse Rael e se afastou do grupo, deixando Yara enquanto dava ordens mentalmente para ela esperar. ― ‘Converse com eles de acordo com o que eu ensinei.’ ― Rael deixou sua ordem mental e se reuniu aos participantes.

Rael já tinha observado que havia dois cultivadores ali presentes no décimo quinto reino, ou no segundo grau depois do renascimento. Eram cultivadores que exibiam auto status e fama, muitas pessoas em volta os admiravam ou invejavam em silencio. Um deles era um homem e o outro uma mulher, ambos haviam colocado os olhos em Rael.

______________________________________________________________

Como muitos já devem ter ciencia temos um grupo fechado "Pago" que estamos quase em 500 capítulos sendo lançado 10 a 12 por mês. Esse grupo não tem qualquer ligação com a Saikai ou qualquer outro grupo de lançamentos, é apenas do autor "Eu" e os apoiadores que fazem as doações mensais para manter o andamento dos capitulos. Para fazer parte desse grupo e poder ler os outros capítulos que estão mais adiantados em mais de 150 capítulos basta fazer uma doação de 20,00 reais. Caso tenha interesse entre em contato com o wasap (11) 9990-19307

"Spolier... Rael já pegou Violeta

Lançamento 1 capitulo semanal.

Por Lord Letal | 18/07/20 às 18:03 | Ação, Aventura, Fantasia, Romance, Brasileira, Poder, Harém, Drama, +18