CAPÍTULOS
OPÇÕES
Cor de Fundo
CONTROLE DE FONTE
HOME INDEX
Capítulo 351 - Rael é Descoberto

O Herdeiro do Mundo (HDM)

Capítulo 351 - Rael é Descoberto

Autor: Edson Fernandes

Rael sentiu que havia cometido um grave erro, porém não soube exatamente qual. Ele varreu em suas memórias em busca dessa resposta e quando a encontrou, estava um pouco atrasado e atordoado.
— ‘Quando deuses recebem adorações o seu poder aumenta apenas um pouco ou quase nada... no entanto se o adorador tiver um nível de hierarquia maior do que o adorado em questão, seu poder recebe um bom aumento.’ — Quando Rael obteve essa resposta recuperando mais alguns fragmentos da memória já era tarde. Ele já devia explicações das quais não ia conseguir nunca se safar.
As pessoas em volta começaram e se questionarem sobre o que estava acontecendo. Aquele tipo de evento nunca tinha ocorrido antes em nenhuma das visitas da deusa. Os mais próximos de Rael também estavam agitados sem saber porque a deusa falava assim com ele.
— ‘Tenho que fugir agora!’ — Rael não teve dúvidas do que fazer. Ele saltou para trás e em pleno ar conjurou um portal para fugir.
— Oh então você quer fugir? — Perguntou a deusa com um meio sorriso enquanto Rael entrava no portal. Rael pensou que tivesse conseguido quando se viu vários quilômetros da deusa em uma das montanhas de mineração. Ele rapidamente ocultou seu cultivo e se preparou para criar um novo portal quando foi cercado por um intenso poder de leis que bloqueavam qualquer uso de portais.
— Eu fiquei pensando sobre quem você poderia ser para ter uma posição maior que a minha e ainda não obtive essa resposta. — Disse a voz da deusa próxima. Rael olhava para todas as direções, mas não a via em canto algum.
— O único pensamento que me veio é que você pode ser um deus disfarçado de humano para brincar comigo, mas que sentido isso faria? — A voz dela ecoava em volta e Rael não a via ainda que ele usasse seus mais poderosos sentidos.
— ‘Minhas habilidades podem ser poderosas, mas sem cultivo e poder ainda podem ser bem fracas contra uma deusa.’ — Pensou Rael desiludido.
— Então que tal me dizer quem é você agora? Ou será que terei que tirar essa resposta a força? — Perguntou a voz dela.
— ‘Essa maldita!...’ — Rael levantou vôo e subiu por cima das montanhas o mais alto que conseguiu, o poder das leis dela estava por todas as partes o impedindo de fugir com portais. Rael não a viu nem de cima o que o deixou agitado.
BOOOOOOM!
Rael foi atingido no peito por um jato de poder dourado que veio do nada, ele rodopiou no ar e conseguiu recuperar o equilíbrio. Rael levou a mão para o peito e cobriu o machucado que fluía uma pequena quantidade de sangue. O machucado não tinha sido grande, mas queimava e fazia ele enxerga a diferença de poder entre ele e ela.
— ‘Eu agüentei todo um ataque de um segundo grau sem sofrer um arranhão se quer, essa deusa mal moveu o dedo e lançou esse curto ataque que já me causou todo esse dano.’ — Pensou Rael com um pouco de infelicidade.
— Machuquei você? Oh eu sinto muito, achei que sua resistência seria um pouco maior. — Disse a deusa com um ar divertido. Ela então surgiu diante dos olhos de Rael saindo de sua invisibilidade. Ela estava próxima a Rael, voando ali do lado a uns vinte metros.
— Vamos continuar brincando ou agora você vai querer conversa? — Perguntou ela com um belo sorriso. — Você não parece ser forte, mas esse meu ataque mataria qualquer terceiro grau facilmente, então me diga? Quem é você? — A deusa insistiu e Rael não queria falar. Primeiro ele não podia fugir e agora não podia dizer quem era. Se ele dissesse tudo seria perdido, ele não sabia o que ela poderia fazer com ele.
— ‘Eu posso chamar Roram, mas não sei se é uma boa idéia.’ — Rael pensou ansioso se lembrando do pequeno cristal de vidro que Roram deixou pra ele, caso precisasse, ele quebraria o cristal e Roram surgiria para ajudá-lo. As leis impediam Rael de criar portais, mas não ia impedir de outra pessoa chegar de fora.
— Se você não quer me contar eu terei que arrancar a verdade a força. — A deusa estendeu a mão e o corpo de Rael pareceu ser acorrentado sozinho no ar. Rael teve as mãos forçadas para trás e os pés unidos, como se uma força invisível o aprisiona-se.
— Vamos ver que tipo de segredo você esconde que não quer me contar. — Disse a deusa e vários poderes da lei começaram a correr pelo corpo de Rael. Bracelete, anéis, roupas. O poder da deusa estava investigando tudo até chegar no medalhão de Seimon onde praticamente tudo parou.
— Isso é um item de um deus? Oh será que posso está certa a seu respeito? — Perguntou ela sorrindo. O medalhão foi tirado do peito de Rael e flutuou até a mão da deusa que o segurou e lançou seus sentidos nele.
— ‘Merda...’ — Rael não teve o que fazer enquanto os olhos da deusa esqueciam o medalhão e se voltavam para ele. Um sorriso lindo como a deusa jamais fez antes foi dado e os olhos dela brilhavam de alegria e ansiedade. Assim que o medalhão saiu do corpo de Rael, o poder de Herdeiro dele foi exposto e ela o descobriu.
— Senhor Herdeiro, não pensei que poderia ser você. Eu acho que tenho muita sorte. — Disse ela e imediatamente lançou o medalhão de volta no pescoço de Rael, fazendo a aura dele ser contida mais uma vez, fazendo ele parecer um simples cultivador.
— Finalmente meus status vão mudar! Agora sim eu tive a sorte grande! HAHAHAHA! — A deusa não se conteve e riu deliciosamente. — Todos esses anos colhendo migalhas até que finalmente eu achei algo de valor hahahaha! — Rael continuava preso e ele não tinha como fugir, ele estava agora nas mãos dela.
— Você vai me vender? — Perguntou Rael fazendo-a parar de ri.
— Existe um prêmio imperdível por você. — Disse ela e vendo a expressão frustrada de Rael acrescentou. — A vida é como um negocio, alguns ganham outros perdem.
— Você também fez parte do ataque que tirou minha vida no passado? — Perguntou Rael.
— Não fiz, mas pensei em fazer. Sendo sincera eu achei que você não ia ser destruído, pensei que você ia acabar com todos os deuses e traidores, acabei errando. Foi tudo uma escolha minha e graças a ela, muitos deuses passaram de status acima do meu. Você era tão poderoso mas tão medíocre na forma de agir, eu deveria ter sido mais esperta e percebido que você não ia sobreviver. — Disse ela parecendo um pouco irritada enquanto pensava em algo.
— ‘Todos sempre dizem a mesma coisa a meu respeito.’ — Pensou Rael em silencio.
— Mas agora graças a esse encontro vou conseguir recuperar parte do status que tinha e até passar de alguns outros. — Disse ela sorrindo e estendeu a mão abrindo um tipo de brecha dourada que brilhava a ouro. — Vou levar você para Ivan, dentre seus protetores de ouro ele é o que oferece o maior prêmio. — Após dizer essas palavras o corpo de Rael começou a se mover na direção da brecha.
— E se eu puder dar mais do que ele tem a te oferecer? Você é a deusa dos negócios, então que tal negociar comigo? — Perguntou Rael e seu corpo parou quase entrando na brecha.
— Eu não tinha pensado nisso, considerando o quanto você está fraco não achei que poderia me oferecer algo de valor. Diga-me, você tem algo a negociar pela sua liberdade? — Perguntou a deusa com um olhar penetrante.
— Se você me soltar eu posso te mostrar o que tenho. — Disse Rael.
— Eu já olhei todos os seus itens, nada que você carrega tem qualquer valor para mim.
— O que te interessa não está no meu bracelete. — Blefou Rael. Rael não tinha muita coisa a fazer a não ser tentar fugir novamente ou ganhar tempo
— Herdeiro com seu poder fraco como está, você não tem capacidade de acessar seu mundo. Por que você acha que eu acreditaria nisso? Nada do que você fizer pode te salvar de mim. — Disse ela sorrindo e novamente Rael começou a ser arrastado para perto da brecha.
— Mas eu posso tomá-lo. — Uma voz já conhecida por Rael gritou por trás da deusa. Quando a deusa estava se virando uma garra monstruosa cortava contra seu peito, ela não teve tempo de fugir e foi atingida em cheio, sendo rasgada e jogada para baixo com uma enorme força. Rael foi liberado da prisão invisível e a brecha dourada se fechou por Eurina perder o controle.
— Lana você... — Rael ficou extremamente feliz por ver sua última aliada de novo. A jovem, estava com seu corpo quase todo normal, excerto o braço, ele estava gigante, peludo e possuído por algum tipo metamorfose animalesca.
— Demorei, mas te encontrei. — Disse ela. O corpo de Lana estava irradiando poder. Ela era uma cultivadora comum sem status, tinha a habilidade de domadora que era parte de suas habilidades especiais. O poder de uma cultivadora comum não se comparava com o poder de status de deuses, mas Lana tinha um cultivo enorme que a tornava maior que até outros deuses.
— Como você ousa! Espere você é Lana a Domadora... — A deusa ressurgiu saindo dos escombros das rochas com sangue em suas vestimentas e um machucado no peito.
— Sim sou eu mesma. — Disse Lana acumulando mais energia em seu braço animalesco. A deusa que antes tinha uma expressão segura fez uma careta de medo.
— Espere um pouco senhorita Domadora! Podemos negociar ele.
— Negociar ele? — Perguntou Lana confusa segurando um pouco seu poder para ouvir o que a deusa Eurina tinha a dizer.
— Podemos dividir ele! Eu dou a você metade dos prêmios da cabeça dele, sabemos que você é procurada, você não pode ir pessoalmente buscar o prêmio. — Disse a deusa Eurina subindo flutuando devagar.
— E por que eu confiaria em você? — Perguntou Lana ainda esperando.
— Eu posso deixar garantias com você. Deixo coisas de valores como parte do pagamento, depois te dou o restante. Tenho itens incríveis que podem ajudar você a aumentar seus poderes.
— E por que você não usa esses itens, em você mesma?
— Porque sou uma deusa, eles não servem para mim. — Disse a deusa.
— Lana o que você está fazendo? Por que ta me negociando com ela? — Perguntou Rael um pouco confuso.
— Cale a boca Herdeiro, eu só quero minha parte da recompensa. — Disse Lana e estendeu o dedo prendendo o corpo de Rael como a deusa havia feito antes. Isso fez a deusa abrir um sorriso mais confiante enquanto se aproximava dos dois.
— Vejo que você é esperta. — Disse a deusa confiante. — Eu sou a deusa Eurina e nunca quebro meus negócios, por isso você pode ficar segura.
— Eu sempre estive segura das minhas escolhas. — Disse Lana sorrindo de volta pra ela. — Antigamente eu não agiria assim, mas depois que fui enganada e traída tudo mudou. — Disse ela e a deusa fez uma expressão confusa.
— Do que exatamente você está falando agora? — Perguntou a deusa chegando mais perto dela.
— Que você só ouviu falar de mim, você acabou dando o azar de me conhecer no tempo errado. — Disse Lana e sumiu diante dos olhos de Eurina. Foi tão rápido e inesperado que a deusa não teve tempo de fazer muita coisa. Ela recebeu um novo golpe dessa vez nas costas, o que a fez voar de volta para o emaranhado de montanhas.
— Você a enganou... — Disse Rael com uma expressão surpresa.
— Qual é a surpresa? Você acha que só pessoas com más intenções podem enganar alguém? — Perguntou Lana e liberou Rael de sua prisão de energia. — Mas isso não vai matá-la, matar uma deusa da muito trabalho mesmo eu sendo mais poderosa que ela. — Disse Lana.
— Você ousa Domadora de merda! Você ousa! — A deusa gritou subindo toda ensangüentada saindo dos destroços. Ao lado da deusa, uma gigante balança espiritual de ouro surgiu. Várias moedas de ouro gigante foram caindo ao lado da balança fazendo ela cair para o lado e subir para o outro.
— Eu sou a Deusa Eurina dos Negócios, Vou fazer você se arrepender por tentar me matar. — Rugiu ela e um punho fechado gigante dourada surgiu diante de Lana sem dar tempo dela fazer qualquer coisa.
BOOOOOOOOOOOOM!
Lana recebeu um soco de frente e usou seu braço animalesco para se defender. Mesmo defendendo ela ainda foi empurrada quase cinqüenta metros para trás saindo de perto de Rael que tinha flutuado para o lado.
— Agora eu peguei você! — Gritou a deusa e um enorme baú dourado espiritual apareceu cobrindo a cabeça de Rael e se abrindo sozinho. O baú engoliu Rael sem dar tempo dele fugir em seguida desapareceu levando o rapaz.
— Na próxima vez eu acabo com você Domadora. — Disse a deusa e sumiu em seguida. Lana estava com uma expressão preocupada e logo se acalmou ao vê-la desaparecer.
— Quanto tempo ela vai demorar pra perceber que ele era apenas um clone seu? — Perguntou Lana. Rael surgiu saindo de um espaço criado por Lana e respondeu a seguir. — Meu clone pode durar por longas distancias, ela não vai perceber tão rápido. — Garantiu o menino ruivo agora mais despreocupado.
— Tudo bem. Vamos dar o fora daqui bem rápido. Em algum momento ela vai perceber e voltará furiosa, depois poderá voltar até com reforços.
— Concordo. — Disse Rael sabendo que Lana estava certa.
Rael sabia que as violadoras poderiam estár prestes a terminar o portal e muito em breve elas chegariam, por isso, ele não queria ficar muito longe desse planeta, mas ficar aqui em qualquer continente nos próximos dias seria deveras arriscado.
— Você pode ter escapado hoje, mas agora tudo irá mudar, você entende o que eu quero dizer não entende? — Perguntou Lana envolvendo Rael em uma bola de energia criada por ela.
—Sim eu entendo. Todos irão saber que eu estou de volta fraco e sem muitos poderes. — Disse Rael de modo sério.
— Exato, os prêmios pela sua cabeça vão aumentar, agora sabendo que você está mesmo vivo e por ai, vão haver muitos grupos de busca. Desde pequeno planetas até os maiores.
Lana levou Rael com velocidade para o céu. Ele não ia ter tempo de se despedir dos seus conhecidos daquele mundo. Não sabia ao certo quanto tempo o clone duraria e quanto tempo a deusa Eurina iria espalhar a notícia, correr qualquer risco estava fora de questão.
Em poucos dias, o universo inteiro seria abalado pela notícia que o Herdeiro estava vivo e tentando recuperar os seus poderes.
_________________________________________________
Pessoal temos novidades no grupo pago!
Agora com uma doação de 30,00 você tem acesso até o capítulo 500
sem ser mensalidade, faça uma doação e tenha acesso ilimitado até o 500 sem
risco de ser expulso ou ter que doa de novo. Você entrará permanentemente em
um grupo que vai até o capítulo 500. Entre em contato abaixo pelo wasap!
__________________________________________________
A doação mensal também continua! Por 20,00 reais você tem acesso aos lançamentos
mensais chegando até a 18 capítulos por mês! Estamos a caminho do capítulo 600!
Para entrar em contato somente via Wasap por esse numero --> (11) 99901-9307
lembrando que se for de fora do brasil deve acrescenta o 55 também antes do 11
Por Lord Letal | 05/10/20 às 13:03 | Ação, Aventura, Fantasia, Romance, Brasileira, Poder, Harém, Drama, +18