CAPÍTULOS
OPÇÕES
Cor de Fundo
CONTROLE DE FONTE
HOME INDEX
Capítulo 353 - O Protetor Abel

O Herdeiro do Mundo (HDM)

Capítulo 353 - O Protetor Abel

Autor: Edson Fernandes

Rael iniciou uma nova análise em cada uma de suas aliadas, todas as mulheres tiveram que se despir e ficarem sem nenhuma peça de roupa diante do menino ruivo, que por sua vez mexeu nos pontos de poder de cada uma delas.
— Agora eu posso aumentar os pontos de poder, fazer com que em seus corpos possam correr mais energia, assim como também posso melhorar as veias espirituais de vocês. — Com os novos conhecimentos de Rael, ele tinha ainda mais capacidade para engrandecer as pessoas que ele queria. — Também passarei a cada uma de vocês novas técnicas de cultivo, que melhorarão a velocidade de cultivo em pelo menos duas vezes.
Lana brigou para não ficar nua de frente a Rael, mas não teve o que fazer depois de ver os resultados nas violadoras que foram as primeiras. Cada uma que passava nas mãos de Rael saia com seu poder transbordando. Rael foi profissional, agiu como um adulto sem demonstra nenhum interesse nos corpos delas, fez apenas o que tinha que fazer.
— Se você pensar em ter segundas intenções comigo, eu juro que arrancarei sua cabeça pirralho! — Lana esbravejou diante de Rael. Ela já tinha tirado parte da roupa, estava apenas de calcinha e sutiã, mas seu rosto estava tão vermelho quanto um tomate.
— Você não poderia, o pacto de sangue não permite que você me faça qualquer mal. — Rael disse as palavras de forma séria. A expressão de Rael não mudou nenhum pouco, mesmo quando ela estava puxando a calcinha de lado. Isso deixou Lana se sentindo boba, como se estivesse brigando para não ficar nua na frente de outra mulher.
— Eu já tenho muitas mulheres, não pretendo nem quero mais aumentar esse número. Não se preocupe, nesse corpo também não sinto desejos. — Disse Rael da mesma forma séria de antes.
— Ande logo com isso. — Disse ela e se deitou nua no véu de energia flutuante criado por Rael.
— Feche os olhos e não abra não importa o que você sinta ou o que eu faça, precisarei tocar em várias partes de seu corpo. — Explicou Rael.
— Se você... — Lana parou de reclamar diante da expressão séria de Rael e apenas obedeceu engolindo suas palavras, ela sentiu que seria inútil reclamar de qualquer forma.
Do lado de fora no campo aberto as violadoras estavam lutando entre si, experimentando suas forças aumentadas. Emilia utilizava seu cetro e criava suas magias, Violeta estava lutando em dois corpos e duas mentes separadas enquanto Alice, se utilizava de suas armas e seus portais.
— Incrível! Eu sinto que meu poder aumentou em pelo menos um quarto de antes. — Disse Alice após trocar alguns golpes com as três, as duas violetas e Emilia.
— É verdade, eu também sinto a mesma coisa. — Concordou Emilia analisando sua própria energia fazendo uma pausa.
— Rael está ficando diferente, vocês também sentiram isso? — Perguntou a Violeta original.
— está recuperando suas memórias, em breve ele estará com a mente do mesmo eu do passado. — Disse Emilia.
— Só espero que ele não esqueça suas promessas. — Disse Alice.
— Ele não vai esquecer, mesmo eu que estou a menos tempo sei que ele cumpre suas palavras. — Disse a Violeta que estava na forma do clone.
— Me pergunto onde está Alexia...? — Se perguntou Emilia olhando o céu. Alice mordeu os lábios por apenas um instante e depois virou-se para o outro lado, ela parecia não gostar muito quando falavam na menina dragão.
— Ganhamos uma aliada bem poderosa, me pergunto quais são os objetivos dela? — Perguntou a Violeta clone.
— Isso não importa, ela tem um pacto com Rael, não precisamos do luxo de qualquer dúvida sobre isso. — Disse Emilia.
*~*
Em algum lugar distante, energias fluíam do chão e flutuavam pelo ar, como se o próprio planeta estivesse cultivando. A paisagem era linda, havia arvores gigantes, plantas e uma vegetação magnífica. Trilhas de água límpidas como cristais corriam pela terra. Havia alguns animais belos e seus corpos eram cobertos por uma densa energia espiritual. Uma bela mulher de aparência jovem, agachou-se e passou sua mão delicada sobre o que parecia ser um servo espiritual, o animal em questão, se deliciou com o carinho recebido e se contraiu contra a mão da mesma que abriu um belo sorriso.
— Você parece bem melhor que ontem Osmar, o remédio funcionou perfeitamente. — Disse a mesma com um leve sorriso de satisfação. Seus olhos cor de mel davam a ela uma beleza incrível, misturados a um rosto e pele delicada branca como a neve, ela era uma mulher de peso médio e estatura mediana, tendo cabelos castanhos claro, longos e ondulados. O brilho em seu corpo e em seus olhos, entregavam a aura de uma deusa.
Os dois foram interrompidos por um cultivador poderoso que desceu do céu e pousou a poucos metros diante dela e do cervo espiritual. O animal se assustou e correu fugindo enquanto a jovem se virou dando atenção ao mesmo.
— Grande deusa Hazana eu a cumprimento. — Disse o homem a reverenciando educadamente por um instante e depois voltou a olhá-la. — Eu me chamo Kelson, e vim em nome da ordem da mesa avisar a senhora que tivemos um problema em um dos planetas do tratado. Foi descoberto que um planeta de mundo pequeno teve toda sua existência sugada pela energia de algum espectro. De acordo com o tratado, esse planeta não poderia ser sugado por nenhum de seus espectros. — Disse o homem de forma educada.
— Estão me acusando de quebrar um tratado? Isso é bem sério. — Disse ela com seu jeito calmo sem demonstrar nenhuma inquietude.
— Foi enviado a senhora diversas mensagens, mas todas foram ignoradas, por isso me enviaram pessoalmente. — Explicou-se o mesmo.
— Eu cheguei a ver as mensagens, mas não tive culpa sobre o que aconteceu. — Disse a mesma se virando de lado e dando alguns passos sentido contrário de Kelson enquanto parecia pensar. — Eu não seria estúpida, existem milhares de planetas, porque eu iria sugar a energia de um que está no tratado de paz? Não fui eu. — Disse ela.
— Mas a senhora é a única que manipula os espectros. — Disse Kelson de modo simples procurando não irritar a mesma. Não parecia, mas Kelson estava tremendo de medo de Hazana enquanto tentava demonstra uma face calma e tranqüila.
— Sou a única? E de onde tiraram essa idéia? O Herdeiro está vivo lembra? Ele pode muito bem estár trabalhando da mesma forma que eu. O Herdeiro consegue usar qualquer artefato mágico que exista ou que já existiu no universo. — Disse a mesma.
— Perdoe senhora, eu estou apenas passando a mensagem que me mandaram. Eles pediram que comparecesse pessoalmente na mesa para explica sobre esse fato. — Disse kelson com todo o cuidado.
— Oh que chato, eu pensava que ia ter tranqüilidade esses dias. — Suspirou Hazana sem demonstrar nenhuma face maldosa enquanto parava de caminhar e virou-se voltando a olha Kelson. — Bem pelo menos me enviaram um cultivador descente dessa vez. — Disse ela abrindo um sorriso macabro e Kelson começou a se tremer sem mais conter o medo que pairou sobre ele quando foi envolvido pela intensa aura assassina que fluiu de Hazana.
— Senhora, por favor! Eu imploro que não me mate! Eu só estava seguindo ordens! — Kelson gritou ao mesmo passo que saiu voando a toda velocidade para o céu enquanto explodiu seu poder. Ele sabia que nem todos os mensageiros voltavam vivos das mãos de Hazana.
— Eu senti seu medo desde o início, você mesmo desejou se tornar minha caça. — Disse ela surgindo por trás de Kelson e o envolvendo em uma sombra escura e faiscante. Kelson gritou enquanto era tragado e desintegrado pelo poder de Hazana, que em seguida o puxou com os lábios para dentro de si mesma. Depois disso ela parou no ar, sua aura maligna e escura desapareceu junto ao seu sorriso macabro, ela voltou a parecer uma doce deusa enquanto pensava sobre o que havia ouvido de Kelson.
— Então quer dizer que tem mais alguém usando o poder dos espectros? Oh eu vou adorar saber quem é esse que se atreve a competir comigo. — Disse ela sozinha. Apesar de ter acusado o Herdeiro, ela sabia que este jamais usaria essa forma para aumentar seu poder.
*~*
Em algum outro mundo também de grande poder, havia um castelo grande e cheio de poderosos cultivadores cercando o local. Em um dos quartos mais luxuosos do lugar, uma bela deusa de pele morena e corpo escultural cavalgava deliciosamente sobre o colo de um homem forte sentado, podia-se ver um liquido quente e branco escorrendo de suas pernas enquanto aquela coisa entrava e saia, ambos estavam tomados pelo mais forte prazer de sentirem um a outro. O homem apertava a cintura dela e a puxava contra seu membro para que fosse cada vez mais fundo nela.
— Eu não agüento mais! — Ele rugiu e apertou ela com mais força empurrando tudo para dentro, seu membro tremia enquanto cuspia dentro dela, os dois gemiam sem parar durante aqueles instantes e quando acabou, ela escorou-se sobre ele mantendo o membro encaixado.
— Eu nunca consigo enjoar de você, você é de longe a mulher mais quente e mais gostosa que já provei em toda minha vida, não entendo porque não quer ter filhos comigo. — Reclamou o homem passando suas mãos carinhosamente sobre o rosto da deusa.
— Abel eu já te falei, quando me conseguir a cabeça do Herdeiro eu me torno sua esposa e faço um pacto com você, deixarei meu corpo gerar um filho seu. Tudo que você sente quando faz amor comigo, será ampliado em pelo menos três vezes. — Disse ela e tentou se retirar de cima dele, mas ele a segurou de modo a se manterem conectados.
— Eu ainda não estou completamente satisfeito, quero mais. — Reclamou o mesmo e empurrou mais fundo nela, fazendo um liquido branco jorrar pelas beiradas. Isso fez a deusa sorrir, se aproximar e beijar os lábios do mesmo.
— Você sempre foi muito guloso, não imagino como era sua vida sem ter isso de uma mulher. — Disse a deusa após beijá-lo.
— Eu só quero de você, mulheres comuns não me fazem sentir nem metade das coisas que você me faz. — Disse o mesmo segurando no quadril dela e começando um novo vai e vem. Uma leve energia corria em volta dos dois órgãos que ficavam se conectando.
— Eu sou uma deusa dríade, é claro que o sexo comigo seria muito mais intenso. — Disse ela, e ela mesma fez um movimento forçando o membro a penetrá-la bem fundo, o que fez os dois darem um gemido gostoso.
— É tão quente dentro de você, parece que estou sentindo o Sol. É tão molhada e ela vibra, não sei como você consegue ser tão gostosa. — Disse Abel.
— Eu vou fazer de novo. — Disse ela abrindo os lábios e embaixo uma energia verde envolveu os órgãos. Naquele momento Abel abriu a boca porque não agüentou o intenso prazer que sentiu envolvendo todo seu membro. Ele queria mandar ela parar porque sabia que sua energia estava sendo drenada pelo ato sexual, mas era tão bom que era difícil não se deixar levar, além do que, a energia que ela levava para si era mínima quando comparada com todo o poder que ele possuía.
— Eu vou gozar! Quando você faz isso não da pra segurar! — Abel gritou e apertou ela o mais forte que podia enquanto empurrava tudo para dentro e ali mesmo, ele gozou mais uma vez diante de todo aquele insano prazer. Assim que acabou ela cessou a energia que usou e se retirou de cima de Abel, deixando um vasto liquido se espalhar por suas coxas.
— Você adora sugar minha energia, já falei pra não fazer isso. — Reclamou ele, mas sem nenhuma raiva aparente.
— Você gosta quando eu faço. — Disse ela com um sorriso safado e esfregou sua entrada com o dedo apontador, fazendo mais liquido escorrer.
— Por que você não fica um pouco mais? Eu acho que já vou recuperar meu fôlego. — Disse o mesmo vendo aquele lindo corpo nu diante dele. Diriel Driade era uma deusa do tipo dríade, como seu próprio sobrenome dizia. Ela era uma deusa linda, que representava um posto voltado ao lado sexual, por isso suas curvas e sua aparência eram impecáveis.
— Eu estou com você a mais de cinco horas, não acha suficiente? Eu preciso falar com minhas irmãs e saber se elas já descobriram algo.
— Não tenha tanta pressa, eu mandei chamar Eurina, ela já deve estár chegando. — Disse Abel se levantando.
Abel era um homem alto, forte, moreno de pele bem escura, tinha cabelos curtos e escuros. Seu semblante era quase de um deus da guerra, mas sua personalidade era pervertida, um mulherengo nato, que era atraído fortemente pelo sexo.
— Eurina? Não tenho interesse nela, ela já contou tudo que sabia. — Disse a mesma e começou a se vestir.
— Talvez tenha contato, talvez não tenha. — Disse Abel que também começou a se vestir.
*~*
Algum tempo depois Diriel já tinha se retirado e duas lindas servas trouxeram Eurina diante do trono de Abel. A deusa dos negócios chegou em silencio e foi deixada pelas servas diante de Abel. Tanto Abel quanto a maioria dos antigos protetores de ouro, ocupavam cargos de respeito e poder em todo o universo, eles tinham assim, uma voz de comando sobre a maioria das coisas na sua altura ou em mais baixos postos.
— Aqui estou como me chamou senhor. — Disse Eurina se apresentando de forma humilde. Diante de Abel sua fama não valia muita coisa.
— Para uma deusa dos negócios você é bem gostosa. Quero saber algumas informações mais exatas sobre o Herdeiro, mas antes, quero que retire suas roupas e me sirva essa sua deliciosa vagina. — Disse Abel com um sorriso.
— Sim senhor. — A deusa não discutiu, ela manteve sua expressão de respeito e retirou seu vestido em seguida suas roupas intimas ficando completamente nua. Ela subiu as escadas se aproximando do trono enquanto Abel já retirava o dele para fora, e sem nenhuma preliminar, sentou-se em cima enquanto tentava controlar sua expressão se encaixando sobre ele. Abel pelo contrário suspirou sentindo a doce sensação quente que tomou conta da ligação entre os dois atritos.
— Agora comece a contar tudo que sabe. — Disse ele.
— Sim... eu... vou contar. — Disse a deusa Eurina suspirando e tentando se concentrar com aquela coisa enorme dentro dela a invadindo e a consumindo. Abel sorriu enquanto puxava a cintura dela e empurrava mais fundo. Desde que traiu seu mestre o Herdeiro, ele vivia uma vida nutrida por sexo, ficando com a maior parte das mulheres que podia. Uma deusa como Eurina, aceitaria qualquer acordo com ele para ter sua proteção e subir na sua classe como deusa. Abel entre todos os antigos protetores, era o único que era literalmente influenciado por sexo e Eurina sabia disso.
_________________________________________________
Pessoal temos novidades no grupo pago!
Agora com uma doação de 30,00 você tem acesso até o capítulo 500
sem ser mensalidade, faça uma doação e tenha acesso ilimitado até o 500 sem
risco de ser expulso ou ter que doa de novo. Você entrará permanentemente em
um grupo que vai até o capítulo 500. Entre em contato abaixo pelo wasap!  (11) 99901-9307
__________________________________________________
A doação mensal também continua! Por 20,00 reais você tem acesso aos lançamentos
mensais chegando até a 18 capítulos por mês! Estamos a caminho do capítulo 600!
Para entrar em contato somente via Wasap por esse numero --> (11) 99901-9307
lembrando que se for de fora do brasil deve acrescenta o 55 também antes do 11
Por Lord Letal | 06/11/20 às 09:04 | Ação, Aventura, Fantasia, Romance, Brasileira, Poder, Harém, Drama, +18