CAPÍTULOS
OPÇÕES
Cor de Fundo
CONTROLE DE FONTE
HOME INDEX
Capítulo 02 - Pique-pega

O Livro da Ordem (LDO)

Capítulo 02 - Pique-pega

Autor: Urano | Revisão: JenX

Uma brisa abafada soprou pelo campo de treinamento, levando os cabelos escarlates de Fang a dançarem com o vento. A aparência dele poderia ser considerada bonita, contudo, se você olhasse para seu rosto, não pareceria tão belo quanto dito...

Isso porque a expressão de Fang estava extremamente incomodada.

Ele franziu sua tez ao máximo. Se houvesse um cravo ali, seria espremido só pela pressão causada por enrugar a face deste jeito. ' Pense, pense, pense, tem que ter alguma maneira de escapar... ' Sua mente voou por inúmeras desculpas, procurando a mais adequada.

Enquanto isso.

O Instrutor Su observava enquanto as crianças se dividiam em dois grupos, justo como ele pediu anteriormente.

Os dois grupos eram separados pelo nível de força.

Era preciso saber que os artistas marciais foram divididos em diversos "níveis de poder", que foram chamados de "reinos". Todos no campo de treinamento tinham o cultivo no primeiro reino, o "Reino Terrestre". A única exceção era o Instrutor Su, que se encontrava um nível acima, no estágio inicial do "Reino Correnteza".

O Reino Terrestre possuía nove estágios, enquanto o Reino Correnteza apenas três. O mais forte dentre todos os jovens apenas havia alcançado o pico do terceiro grau do Reino Terrestre e tinha 16 anos. Na Cidade Flor de Cerejeira, atingir esse passo com apenas a idade de 16 já era considerado extraordinário.

Entre os adolescentes de 14 a 16 anos, vinte deles atingiram o segundo grau do Reino Terrestre e oito alcançaram o terceiro estágio, então foram divididos em dois grupos diferentes.

Fang estava no pico do segundo estágio do Reino Terrestre.

O Instrutor Su assentiu e disse com sua voz rouca. "Dividam-se em duplas, vocês irão lutar batalhas de um contra um. Mas lembrem-se: Isto é apenas uma troca de pontos, não tolerarei aqueles que ferirem maliciosamente seus oponentes."

Enquanto os outros jovens se dividiam em duplas para começar seus embates, o apreensivo Fang andou até o Instrutor Su. Quando ele chegou perto, o homem deu-lhe um olhar interrogativo.

Fang engoliu em seco, adotou uma expressão triste e começou a falar como se estivesse realmente deprimido...

"Velh--, digo, Instrutor Su, sinto-me estranho, sabe, acho que ontem comi algo que não caiu bem, meu estômago está esquisito. Sinto algo se mexendo dentro de mim, como se estivesse lentamente me consumindo... É uma pena, acho que não poderei participar do treino de hoje... É, é isso, está claro pra mim, acho que estou com verme! Sim, devo sair primeiro e passar um ou dois dias do banheiro..."

Ouvindo aquele discurso, o Instrutor Su apenas sorriu.

"Fang."

"S-sim?"

"Se puder vencer todos os seus combates hoje, levarei você para comer no andar principal do Pavilhão de Jade." O Velho Su fez questão de dizer cada uma de suas palavras pausadamente, dando ênfase no 'andar principal'.

Fang inspirou profundamente e girou sobre seus calcanhares, se virando para os outros que estavam presentes.

"HAHAHAHA! Como poderia o grande Fang ser parado por um vermezinho? Eu sou incomparável sob os céus! Nada abalará meu coração das artes marciais! Vocês, seus figurantes fracotes, façam fila, vou espancar um por um!" O garoto, cheio de arrogância, esbravejou aos quatro ventos.

Aqueles no campo olharam para Fang sem conseguir dizer nem uma palavra. Até o Instrutor Su se sentiu desconcertado.

Esse garoto...

Ele queria fazê-los de palhaços?!

Melhor dizendo, não era ele o próprio palhaço?!

Na verdade, as pessoas aqui tinham certo desgosto por Fang.

Isto porque esse moleque possuía um talento excepcional para artes marciais. Mesmo que mal praticasse, seu cultivo já havia avançado para o pico do segundo estágio do Reino Terrestre.

E ele tinha apenas 14 anos! Se esses jovens possuíssem esse talento e treinassem tanto quanto já faziam, eles não seriam gênios incomparáveis? Mas, aparentemente, os céus eram cegos e concederam este talento incrível a um inútil que só queria saber de livros e comida.

Todos pararam e observaram Fang friamente.

Nesse momento...

Do meio da multidão, uma silhueta saiu.

Era um garoto. Ele segurava uma espada simples de madeira e tinha sua postura como uma lâmina afiada, exalando agressividade. O rapaz possuía olhos verdes e longos cabelos loiros. Utilizava roupas de seda branca com alguns adornos, parecia exatamente como o filho de algum nobre de segunda categoria.

"Li Quon!" Alguém gritou.

"É Li Quon, o quinto filho da Família Li, os governantes da cidade! Com a idade de 15 atingiu o pico do segundo estágio do Reino Terrestre! Apesar de sua força e talento não serem os melhores dentre a família dele, é conhecido por ser extremamente agressivo quando em combate e, hoje, veio para o treinamento do Instrutor Su por motivos desconhecidos!" Um garoto gritou, de forma que todos conseguiram ouvir sua narração estranhamente especifica.

"Cara... Por que você acabou de descrever a vida dele...?" Outro menino questionou.

"É que eu quero ser escritor de biografias!"

"Oh! Faz sentido." O garoto assentiu, apesar de não ter certeza se realmente fazia sentido.

"Pirralho, hoje, serei teu oponente. Tuas palavras arrogantes são vis quando ditas frente a um membro da nobre família Li." Li Quon propositalmente falou de maneira rebuscada.

Fang sorriu, cheio de zombaria. "Claro, loirinho, claro. Vou brincar de pique-pega com você. Se conseguir tocar em mim, a vitória é sua."

Ouvindo as palavras do garoto, Li Quon se sentiu enraivecido. "Arrogante!"

As pessoas logo se reuniram envolta dos dois, formando um tipo de "platéia".

Um membro da família do Lorde da Cidade e um gênio de quinta categoria se enfrentando, essa era uma batalha que valia a pena assistir. Se existia algo que esses jovens gostavam mais do que lutar, era assistir os outros lutando.

O clima escaldante parecia querer ferver os ânimos no campo de prática, incendiando os nervos desses adolescentes que já tinham hormônios pipocando dentro de seus corpos.

O Instrutor Su, vendo que um combate estava para estourar, sinalizou para que todos se acalmassem por um momento e enfim, falou. "Fang, não esqueça sua arma." Uma pilha com vários tipos diferentes de armas de madeira encontrava-se perto do treinador careca, elas eram para aqueles especializados em lutar com armamentos.

Li Quon carregava uma espada de madeira nas mãos.

O Velho Su pegou um bastão feito de madeira e jogou-o para Fang.

Se o assunto fossem lanças ou armas parecidas, Fang era bem familiarizado. Ele podia não gostar muito de artes marciais ou combates, mas tinha um apreço especial pelas lanças.

O garoto de cabelos escarlates pegou o bastão no ar e girou-o com uma única mão, demonstrando sua maestria. Por fim, segurou na haste e bateu com a ponta no chão, gerando um estalo de madeira que ecoou por todo o campo, assustando os espectadores que murmuravam e falavam o tempo inteiro.

Todo o campo caiu em completo silêncio.

"Comecem!" A voz rouca do Instrutor Su foi como um tambor que marcava o início de uma guerra, cortando a quietude.

Os dois jovens se encaravam, já em postura de combate.

Logo.

Li Quon brandiu sua espada. A distância entre ele e Fang foi coberta em um único impulso. A lâmina de madeira cortou horizontalmente.

Uma luz fria brilhou nos olhos do loiro. Apesar de estar segurando seu comportamento por causa do Instrutor Su, seus ataques não eram nada leves.

"Ui, que esquentadinho." Fang zombou. Seu bastão floresceu em um giro, empurrando e repelindo a espada inimiga, enquanto o rapaz recuava.

Li Quon bufou como um touro enraivecido, não se importando em responder. O ar assobiou quando a espada dele avançou mais uma vez!

Fang deu um único pulo para trás, segurando na parte traseira do bastão e colidindo de frente com a lâmina. O bastão se curvou, mas por ser flexível, o rebote do impacto não pesou nas mãos de Fang.

Li Quon se tornou ainda mais vicioso quando não conseguiu se aproximar de seu oponente em duas investidas. Ele mais uma vez avançou, estocando com a lâmina.

Todavia, como Fang poderia deixar-se ser acertado? O bastão de madeira cobriu a distância entre os dois e, devolvendo a estocada, repeliu com facilidade a espada.

O garoto loiro atacou mais uma vez, cortando para frente como se quisesse rasgar tudo em seu caminho.

Toda vez que sua espada avançava, seria defendida e enviada para o lado por Fang. Li Quon estava se cansando disso tudo, uma veia começou a pulsar em sua testa, enquanto a paciência dele se esgotava aos poucos...

A batalha já durava por alguns momentos e ambos constantemente se moviam pelo local, tanto que já se aproximavam de algumas árvores nas laterais do campo de prática.

"Pirralho, fique parado e obedientemente receba minha espada!" Li Quon gritou furiosamente enquanto enviava outra estocada.

Fang olhou para ele como se aquilo tivesse sido a coisa mais idiota que já ouviu. Sua expressão transpareceu estranhamento, sentimento de ridículo e um toque de desprezo. "Você é retardado?" Perguntou com grande sinceridade, enquanto repelia a estocada inimiga com uma pancada de seu bastão.

"Você...!" Li Quon não aguentou e abandonou sua postura cuidadosa. Avançou loucamente, sem se preocupar em ser atingido. Se não pudesse acertar sequer um ataque nesse moleque de cabelos escarlates, ele não sabia mais onde iria enfiar o rosto!

"Que pessoinha mais enérgica." Fang falou divertidamente. Vendo Li Quon correr em sua direção, ele não tentou defender-se novamente. Seu bastão foi recolhido e o rapaz virou suas costas, começando a fugir.

Neste momento, as pessoas assistindo a batalha expressaram estranhamento.

"O Fang tá fugindo?"

"Ele só se manteve na defensiva até agora, então não é uma surpresa que esteja fugindo..."

"Espera... O que ele tá fazendo? Rápido, olhem isso!" Quando uma garota gritou isso, todos olharam para Fang; que corria na direção de uma árvore, segurando seu bastão no alto.

Li Quon ainda avançava furiosamente atrás dele, sem prestar atenção em mais nada. Ele focou-se em uma coisa... Violar o crisântemo* daquele pirralho com uma espada de madeira! N.A: Crisântemo é a famosa flor que parece um c*, ela é mais ou menos assim: https://iloveflores.com/wp-content/uploads/2018/08/belo-jardim.jpg

Fang avançava em direção a grande árvore, tão rápido quanto um tigre correndo pela savana.

Erguendo mais alto sua arma, fincou-a no chão a frente, como se fosse um esportista de salto com vara. Utilizando da tensão produzida pela haste ao se dobrar em uma meia lua, impulsionou seu próprio corpo para cima, indo de encontro ao enorme tronco da árvore.

Segurando o bastão, ele girou em pleno ar, posicionando-se quase que horizontalmente. Fang pisou no tronco e se agachou, pressionando-se contra a árvore como uma mola. Ele pulou para trás em um mortal de costas magnífico, seu corpo girou no ar, os cabelos ondulando ao vento.

Li Quon agora olhava bobamente para o salto opositor.

Fang logo pousou no chão, bem atrás do inimigo. Sem dar tempo para Li Quon continuar sua enxurrada de ataques, o garoto se moveu, enviando uma estocada. "Que pena... Você perdeu no pique-pega."

O bastão parou centímetros antes de acertar o garoto de sobrenome Li, lançando uma fraca corrente de ar para contra elas, devido ao rápido movimento. Fang empurrou a haste, tocando as costas de seu oponente.

Li Quon sentiu algo tocá-lo e seu couro cabeludo se arrepiou. Nesse momento, toda sua intenção de batalha fora lavada, ele sabia que tinha perdido. Mesmo que quisesse retaliar, o Instrutor Su, que observava o embate, não permitiria isso.

Seu rosto era vermelho como um tomate e sua respiração ofegante. Ele ainda se sentia enraivecido, mas não pôde fazer nada além de engolir a ira.

Ao contrário de Li Quon, Fang mantinha uma respiração constante e parecia ter energia de sobra.

De frente para essa cena, todos os jovens presentes suspiraram.

A disparidade estava clara. Mesmo com várias enxurradas de ataques, a espada de Li Quon não havia conseguido quebrar a defesa de Fang.

Do outro lado, o Instrutor Su sorriu em satisfação.

Derrotar tão rapidamente alguém com a mesma cultivação e idade superior a sua, a maioria das pessoas só podia sonhar com algo assim.

O Velho Su e sua careca reluzente se levantaram, declarando em alto e bom tom.

"O vencedor é... Fang!"

Por Urano | 17/08/20 às 12:58 | Aventura, Fantasia, Artes Marciais, Romance, Xuanhuan