CAPÍTULOS
OPÇÕES
Cor de Fundo
CONTROLE DE FONTE
HOME INDEX
Capítulo 21 - Trágicas Consequências

O Mestiço (OM)

Capítulo 21 - Trágicas Consequências

Autor: Liam | Revisão: Kazuaki-kun

Arien continuava a se esforçar para resistir ao ataque de Isao que sorria ao vê-la prestes a sucumbir.

Até que Kotaru e sua adaga chegaram como um reforço, a lâmina do rapaz embora não parecesse era mais resistente que a rapier. A elfa aproveitou a ajuda dele para conjurar uma magia. “Gale” gritou Arien firmemente empurrando sua espada contra a alabarda de Isao, unindo as forças do ataque de Kotaro e sua própria magia eles conseguiram repeli-lo.

—Então é esse o poder que fez um de meus homens acreditar que a casa é amaldiçoada? Um simples ventinho? Não acredito que Dain morreu para vocês, uma maga da brisa, um mago da bolha e um rapaz com uma faquinha. —Isao debochava de seus oponentes como se sua vitória estivesse garantida.

—Veremos o que você terá a dizer sobre o mago da bolha após provar dela. —Shin já havia acabado com os soldados que acompanhavam Isao, ele reutilizou a água para criar um única bolha lançando-a contra Isao que a partiu no meio.

—Haha! Então é isso? —Ele debochou do golpe de Shin que o encarava com um sorriso.

A água que havia sido dispersa pelo ataque de Isao foi manipulada por Shin para que se juntasse ao redor da cabeça de seu oponente. Diferente do que ele esperava Isao se manteve calmo, pois já havia notado que tentar tirá-la com suas mãos não surtiria efeito algum.

Ele encarou Shin enquanto prendia sua respiração e com toda sua velocidade avançou contra o rapaz que para manter sua magia precisava ficar concentrado e manter contato visual… Era como se seu oponente já houvesse notado sua fraqueza, mesmo aquela sendo a primeira vez que ele havia usado sua magia contra ele.

Entre manter a bolha ao redor do rosto dele arriscando perder um membro e desfazer a magia para poder desviar do ataque, Shin preferiu escolher a segunda opção.

—Acabei de provar… E devo dizer… Que decepção. —Isao falava cheio de arrogância e com um sorriso no rosto. Seu golpe não havia acertado Shin por pouco e ele podia ver nos olhos do rapaz o medo se apossando dele rapidamente.

As pernas de Shin tremiam como a muito tempo não tremiam, seu coração batia rápido, ele sabia que poderia desviar de mais um ou dois ataques, mas não demoraria muito para que Isao o acertasse. Para sua surpresa aquele homem que tinha o destino de sua vida em suas mãos deu-lhe as costas poupando sua vida por hora.

—Só me resta ver do que você é capaz, menino da faquinha. —Ele virou seus olhos para Kotaru que pôde sentir sua intenção assassina e antes que tivesse a oportunidade de começar a tremer o viu vindo em sua direção numa velocidade que para ele ultrapassava os limites humanos.

Kotaru imediatamente ficou invisível enquanto desviou do golpe que vinha em sua direção.

—Magia de invisibilidade an… Isso será interessante. —Isao começou a atacar em qualquer direção, Arien e Shin não podiam se aproximar e Kotaru que planejava ficar imóvel até ver uma abertura foi obrigado a se mover deixando suas pegadas na grama.

—Parece que alguém precisa praticar um pouco mais. —Isao logo notou a grama sendo amassada e começou a atacar naquela direção, seu raciocínio era rápido capaz de seguir os passos de Kotaru sem dificuldade alguma.

—Droga… Se continuar dessa maneira eu vou me dar mal… Ele parece não se cansar, enquanto ficar invisível requer muito de mim… —Kotaru pensava em um jeito de usar sua magia da melhor maneira possível enquanto recuava dos ferozes golpes de Isao.

—O que você quer com a Mari? —Kotaru sabia que era arriscado usar sua voz, afinal isso só ajudaria seu oponente a achá-lo, mas ele acreditava que sairia vitorioso e queria saber o porquê perseguiam a filha de Hitoshi.

—Dessa maneira você facilita muito para mim… Bem, acho que isso deve valer uma resposta… Se eu a tivesse, são assuntos da coroa e eu não tenho uma posição tão elevada no exército, mas quem sabe após levar a cabeça dela eu não tenha. —Ele continuava atacando velozmente e após ouvir a resposta Kotaru se calou cheio de raiva dentro de si.

Após uma série de investida Isao atacou com sua alabarda na horizontal e ficou sem reação por um momento, pois não viu mais pegadas no chão. Ele analisou bem o terreno procurando alguma pista de onde estaria o rapaz. Quando ele se deu conta de que Kotaru apenas havia abaixado e ficado parado o rapaz veio em sua direção com sua adaga mirando sua barriga, mas Kotaru teve uma surpresa bem desagradável. Isao usava um cota de malha por debaixo de sua camiseta impedindo que aquele golpe causasse qualquer dano.

—Isso deve ter sido decepcionante para você. —Isao se virou para o rapaz mirando seu rosto com as costas de seu punho esquerdo arremessando-o a uma distância anormal. —Sem sombra de dúvidas você foi quem mais me divertiu rapazinho, por isso te darei a honra de ser o primeiro a morrer.

Isao avançou em extrema velocidade na direção de Kotaru que embora não estivesse inconsciente ainda não havia conseguido se levantar. Ele já estava próximo o suficiente para parti-lo em dois com sua alabarda, ao erguer os braços para pegar impulso e executar aquele golpe que seria fatal, Isao se viu com os braço freados.

—Você acha mesmo prudente me impedir de tirar a vida dele? Mago das bolhas. —Ele falava sem nem ao menos se virar.

Shin criou dois chicotes de água e os enrolou nos pulsos de Isao puxando-o para trás com toda sua força na intenção de impedi-lo de atacar.

—Não, mas vale a pena correr o risco. —Diferente do que o jeito de falar dele sugeria, o rapaz estava completamente nervoso e tomado pelo medo, mas faria o possível para ajudar seu amigo. —Bom… O tempo ganho foi o suficiente. —A verdadeira intenção de Shin era ganhar tempo para que Arien ajudasse Kotaru, e foi isso o que acabara de acontecer.

—Não tem problema, vocês três vão morrer, a ordem é o de menos. —Ele sorria nervoso, pois desejava ter matado Kotaru com todas suas forças.

Ainda de costas para Shin Isao puxou seus braços fazendo com que Shin fosse arremessado a uma distância considerável, ele começou a andar em sua direção sem muita pressa, porém, com um desejo incontrolável de matá-lo.

—Kotaru, você consegue ficar de pé sozinho? —Arien mantinha o rapaz apoiado em seus ombros, mas precisava ajudar Shin que poderia ser atacado a qualquer momento.

—Sim, foi só um soquinho. —Ele tentou esboçar um sorriso e transparecer que estava tudo bem.

Enquanto caminhava em direção a Shin ele pôde ouvir uma voz feminina dizer “Gale!” e em sua direção veio um forte vento capaz de movê-lo caso ele não fizesse força para o impedi-lo.

—Fence. —Isao estendeu sua mão contra a magia de Arien criando uma barreira mágica forte o suficiente para neutralizá-la.

—Que belo trabalho em equipe, mas sinto dizer que isso não será o suficiente. —Isao avançou contra Shin rapidamente que por sua vez desviou fazendo com que a alabarda se chocasse com o chão destruindo o local que atingiu.

Os três estavam tendo dificuldades para desviar de seus golpes e não conseguiam revidar, caso eles não pensassem urgentemente em um contra-ataque as coisas ficariam feias.

—Kotaru, fique em uma distância que seu Mystical Impact seja capaz de acertar e me de cobertura. —Arien avançou contra Isao que continuava a perseguir o outro rapaz, ela empunhava sua rapier e parecia ter algum plano.

—Garota… Espero que você tenha algo a mais além de seu ventinho. —Ele logo sentiu ela se aproximando através de sua magia Find, e desviou-se emendando um contra-ataque que foi desviado por pouco.

Isao virou seu foco contra a elfa que já havia notado que ele tinha um psicológico fraco e dificuldades para focar em um único alvo, ela desviava de seus golpes com certa dificuldades procurando por uma brecha, quando uma explosão repentina, ocasionada pelo Mystical Impact de Kotaru, aconteceu em sua frente fazendo com que as pernas dele vacilassem por um instante no momento do choque.

“Agora!” pensou Arien que avançou com sua rapier e quando Isao notou sua intenção havia sido tarde demais, ela havia cortado o cabo da alabarda impossibilitando seu uso.

—Espero que esse não seja seu único plano, porque se for você ficará decepcionada. —Isao pegou a lâmina de sua alabarda arrancando o toco de madeira que permaneceu grudado a ela.

Arien estava prestes a conhecer o verdadeiro desespero ao ver a terra se elevando e criando a forma de um cabo ligando-se à lâmina da alabarda.

—Você não foi a primeira pessoa a pensar que cortar o cabo de Llirek seria o suficiente para me derrotar, os outros dois que tiveram a mesma ideia foram os que eu mais tive prazer de matar em toda a minha vida. —Ele mantinha seu olhar assassino e logo investiu contra ela, dessa vez usando sua magia com base no elemento terra para criar estalagmites que dificultavam a esquiva e também atacava, era uma magia bem versátil.

—Aura de base? —Murmurou Arien ao ver as verdadeiras habilidades dele.

—Exatamente, mas se eu fosse você eu não ficaria tão surpreso, afinal, caso baixe a guarda sua cabeça irá rolar. —Isao atacava ferozmente sem definir um alvo, aquele que se aproximasse ele atacava, as vezes atacava dois simultaneamente, um com sua arma e outro com sua magia.

—Kotaru, me cubra! —Arien avançou contra ele que estava com sua alabarda erguida pronta para descer e decepar sua cabeça quando outro Mystical Impact foi disparado, dessa vez mirando a arma que foi impedida de concluir seu trajeto fatal, o impacto foi forte o suficiente para desarmá-lo, porém, exigiu muito do fluxo de aura de Kotaru.

A elfa mirava o rosto dele com sua rapier, talvez se acertasse um dos olhos poderia atingir o cérebro, mas para seu azar o reflexo dele não era algo que deveria ser subestimado, ao colocar suas duas mãos na frente de seus rosto ele se protegeu, mesmo que a rapier tenha perfurado-as isso foi um pequeno preço a se pagar perto do que poderia ter acontecido.

—Minha vez. —Sem pestanejar ele desvencilhou uma de suas mãos daquela fina lâmina e socou Arien jogando-a no chão.

Isao ergueu seu pé pronto para esmagar a cabeça da garota quando Kotaru se jogou contra ele, Isao havia baixado a guarda não se concentrando em sua magia Find dando espaço para o rapaz se aproximar invisivelmente. Os dois foram ao chão, Isao contra-atacou com um soco, mas o rapaz esperava por aquilo, ele pegou sua adaga e a cravou no punho de seu oponente.

—Arghhhhh! —Isao soltou um alto grito de dor misturado com uma profunda raiva e acertou o rosto de Kotaru com o outro punho fazendo o recuar, mas ele logo voltou para cima de Isao que permanecia deitado no chão.

—Acho que isso dificilmente irá te ferir, mas abrirá uma oportunidade para que alguém o faça. —Kotaru colocou suas duas mãos na barriga dele que logo reagiu esmurrando o rapaz que concentrava sua aura em suas mãos, após tantos socos na face ele estava prestes a perder a consciência, mas antes ele tinha que concluir aquilo que ele havia se proposto a fazer, suas palavras antes de desmaiar foram “Mystical Impact” e uma pequena explosão veio em seguida.

Kotaru caiu ao lado de Isao inconsciente com as mãos feridas e o rosto numa situação ainda pior. Enquanto o homem que estava ao seu lado, embora numa situação melhor, também se encontrava ferido. Ambas as mãos com um furo no centro causado pela rapier, uma deles perfurada pela adaga e em sua barriga um grande buraco havia sido aberto na cota de malha que estava um tanto derretida devido à explosão, causando queimaduras em sua pele.

—Ele… O derrotou? —Perguntou Shin a si mesmo, no momento ele era o único dos três que permanecia consciente.

—Não… Ainda estou vivo… —Isao arrancou a adaga de sua mão causando um sangramento e se levantando. —Acho que terei que lutar sem meu Llirek… —Ele avançou numa velocidade menor do que a de costume fazendo com que desviar de seus golpes não fosse uma missão tão difícil quanto antes.

—Você me parece mais lento. —É difícil dizer se Shin estava sendo estúpido ao zombar de Isao, ou se tentava abusar de seu psicológico frágil.

—Eu não teria certeza! —Após Shin desviar de alguns golpes de Isao com certa facilidade, Isao aumentou sua velocidade acertando o rapaz com um golpe na boca do estômago deixando-o com dificuldades de respirar.

—Vamos, continue rindo. —Enquanto falava uma pedra voou em direção a ele acertando-o na cabeça chamando sua atenção.

—Hey! Eu ainda estou viva. —Arien se pôs de pé com certas dificuldades.

—Porquê? Por que vocês não morrem?! —Isao socou o vento como se pudesse alcançar a garota com seu punho, mas era óbvia a distância entre eles. Foi quando Arien sentiu na área de alcance de seu “Find” algo se movimentando e se esquivou com o auxílio de seu reflexo.

Isao havia usado sua magia para criar um punho feito de terra que surgiu atrás dela e tentou acertá-la. Ele continuou acertando o vento e outros punhos foram surgindo, desviar deveria ser fácil devido a baixa velocidade, mas a garota se encontrava fraca.

Uma bolha de água envolveu a cabeça de Isao que parou de atacar Arien, seus olhos transbordavam de raiva, enfrentar três pessoas ao mesmo tempo estava sendo o maior desafio para ele, qualquer um com  pensamento um pouco mais estratégico poderia vencer aquela batalha com os poderes dele, mas ele era emotivo, o fato de não conseguir finalizar com nenhum havia o irritado ao extremo.

Isao investiu contra Shin numa velocidade ainda maior do que quando aquela luta havia começado, o rapaz mal conseguiu acompanhá-lo com os olhos. Logo a bolha que envolvia o rosto de Isao se desfez e com um soco Shin foi ao chão.

Shin ainda jogado no chão sentiu uma grande dor em sua barriga, ao olhar em direção à ela pode ver que uma estalagmite havia emergido do chão atravessando-o. Ele ergueu os olhos e se deparou com Isao sorrindo de maneira vitoriosa.

Por LiamGt | 12/05/18 às 17:35 | Ação, Aventura, Fantasia, Romance, Brasileira, Magia, Drama