CAPÍTULOS
OPÇÕES
Cor de Fundo
CONTROLE DE FONTE
HOME INDEX
Capítulo 10 - Conclusão

O Príncipe das Trevas (PDT)

Capítulo 10 - Conclusão

Autor: Kouhei Kagami | Revisão: yuukari

Na mansão do Clã Jade Negra.

"O QUÊ?!?" – Exclamou furioso o Patriarca ao socar um servo.

"Senhor Patriarca, eu sinto muito por sua perda! Mas esse assunto estava totalmente fora de nossas previsões.. Nunca poderíamos imaginar que alguém do Clã Yin atacaria o jovem mestre tão sorrateiramente." – Suplicou o servo.

"O que aquele velho maldito estava fazendo para deixar meu filho morrer?" – Questionou rispidamente o Patriarca.

"Reportando ao Mestre. O Patriarca Li Fai da família Chamas Escarlates já havia concluído as negociações quando o herdeiro do Clã Yin invadiu. O jovem mestre estava acompanhado de uma jovem quando ele foi atacado. Quando Patriarca Li Fai descobriu já era tarde demais para fazer qualquer coisa.."

"E quanto ao herdeiro do Clã Yin?"

"De acordo com nossas informações, ele e garota tentaram escapar. Ao descobrir a traição de um membro do próprio clã, Patriarca Li Fai tentou executá-los, mas já era tarde.."

"Humpf. Qual a cultivação desse pirralho?"

"De acordo com as testemunhas, a aura que ele emanava pertencia a um especialista pináculo do rank Ouro Negro. Contudo o Patriarca Li Fai conseguiu destruiu seu Dantian, mas quando estava prestes a matá-lo, a família Yin interviu."

"Esses desgraçados... Eles ousam se meter em nossos negócios e ainda matar meu filho! Eu quero a cabeça de cada membro desse clã insignificante. Agora!" – Berrou como um trovão o Patriarca do Clã Jade Negra.

“Sim, Senhor Patriarca!” – Assentiu o servo conforme cruzava os punhos.

...

Clã Chamas Escarlates

"Hahahahaha! Yun Ning, sua bastarda! Nunca esperei que um dia fosse finalmente encontrar uma utilidade para sua vida miserável. Hahahaha." – Riu freneticamente Li Fai em seus aposentos.

"Por fim, consegui me livrar daquele estorvo do Clã Jade Negra, e ainda como bônus o Clã Yin também será dizimado. Que bênção! Hoje é um dia digno para comemorações. Hahahaha!" – Murmurou consigo mesmo à medida que bebia uma xícara de chá.

Enquanto Li Fai estava em meio a seus devaneios, uma grave discussão se seguia no território do Clã Yin.

"Eu não acredito que esse filho estúpido ousou ir contra minhas ordens de não se envolver." – Xingou o Patriarca do Clã Yin.

"Meu filho, você não deve julgá-lo. Ainda mais sendo você aquele que deveria compreender melhor do que ninguém a incapacidade de nós homens em nos conter ao vermos o amor de nossa vida em perigo.” – Disse gentilmente o Ancestral do Clã Yin, um ancião que possuia longos cabelos presos por laços e um cavanhaque branco; em sua testa havia uma enorme cicatriz com o formato similar a uma cruz inclinada.

"Eu entendo, pai, mas agora não temos opção a não ser lutar contra o Clã Jade Negra. Se a batalha fosse somente contra o Clã Chamas Escarlates eu até estaria confiante na vitória, mas agora.." – Lamentou Patriarca Yin Hai.

“Esse meu filho bastardo conseguiu desperdiçar todos os anos que investimos em sua cultivação. Por uma decisão precoce, toda sua cultivação foi perdida. Mesmo que reconstruamos seu Dantian, ele nunca mais será o mesmo.”

“Não temos nenhuma chance de lidar com o Clã Jade Negra. Mesmo que sejam de um clã nobre insignificante, o apoio que possuem da Capital é extremamente problemático.”

"Não se incomode com isso, meu filho, vamos pensar no assunto quando a hora chegar. Por agora deveríamos nos focar em proteger Tai Chen e Yun Ning."

“Você está certo, pai... O que está feito, está feito. Devemos nos focar em proteger a fundação de nosso clã.”

...

Em um quarto no clã Yin

Tai Chen se recuperava de suas feridas. Quando ele foi trazido inconsciente pelos membros da família Chamas Escarlates junto à Yun Ning, todos ficaram espantados. Mas o maior choque foi quando tiveram suas faces estapeadas ao descobrir que Tai Chen, o prodígio do Clã Yin, não mais possuía cultivação.

À medida que Tai respirava profundamente, Yun Ning se apoiava sobre seu corpo. Yun Ning ficou observando as feições de Tai, até que o silêncio foi interrompido com alguém batendo à porta.

<Toc> <Toc> .. <Toc> <Toc>

Até mesmo Tai despertou com os sons de batida, mas permaneceu imóvel ao notar Yun Ning levantando para abrir a porta.

Após Yun Ning abrir a porta, Tai ficou surpreso. Quem veio lhe visitar era seu avô, Yin Dongxuan, Ancestral do Clã Yin.

"Vejo que já melhorou. Parece que Li Fai realmente lhe deu uma bela surra, hein.. Hahaha." – Disse humoradamente Yin Dongxuan.

"Ancestral! Isso não é hora de brincar, temos que nos preparar." – Retrucou Tai Chen.

"Heh. Não se preocupe, já estamos tomando as contra-medidas para a bagunça que você causou mais cedo, neto idiota.”

“Eu também..” – Murmurou Tai Chen se esforçando para tentar levantar.

“Você fique quietinho aí mesmo, seu pirralho. Este assunto não lhe diz respeito.”

“Mas, Ancestral! Eu também preciso ajudar!

Ancestral Yin Dongxuan balançou a cabeça por um momento em sinal de reprovação. Antes de dizer qualquer coisa, se aproximou de Tai e lançou um olhar severo.

“À partir de hoje, você não pertence mais ao Clã Yin. Esta é uma ordem direta do Patriarca, seu pai.”

“Ancestral.. Isso! Eu não entendo...” – Respondeu Tai com uma expressão pálida.

“Arrume suas coisas e vá. Você não tem mais utilidade para nosso clã."

“Isso..” – Murmurou Tai.

“Você ousa retrucar seu Ancestral? Pois diga-me, o que planeja fazer ao pôr seus pés sob um campo de batalha, sem possuir nem um pingo de cultivação?”

“...”

“Se você entendeu, então saia e não volte mais.”

Após sair do quarto, Yin Dongxuan tentou conter sua expressão de remorso. Claramente Yin Dongxuan se sentiu terrível ao expulsar seu próprio neto de casa, mas no momento não havia tempo para se perder com emoções.

"Tai, me perdoe.." – Lamentou Yun Ning.

"Por minha culpa seu clã corre perigo, e sua cultivação foi tirada de você.. Me perdoe..”

"Você deveria ter me deixado morrer, eu sou apenas um fardo.. me desculpa.."

Vendo Yun Ning se tornar cada vez mais deplorável com sua lamentações, Tai levantou de sua cama e desferiu um tapa no rosto de Yun Ning.

“Acorda!”

Yun Ning se sentiu perplexa com o tapa que fora desferido, e seu coração doeu ainda mais quando levantou o rosto e viu Tai segurando as próprias emoções. Antes que pudesse dizer qualquer coisa, Tai se aproximou, abraçando-a.

"Idiota! Tudo isso foi escolha minha!”

“Você não tem culpa nenhuma do que aconteceu, eu te amo e faria tudo de novo se necessário!" – Resmungou Tai enquanto abraçava Yun Ning.

"Por mais que eu perca minha cultivação, posso sempre recomeçar."

“Mas se eu te perder, eu jamais terei outra chance, você é tudo que me importa, então não fale mais essas besteiras!”

Após um longo e caloroso abraço, Yun Ning por fim se entregou de corpo e alma para Tai, decidida a viver por ele desse dia em diante. Enquanto Tai respirasse, Yun Ning ainda teria uma razão para viver.

“Você escutou meu Ancestral, nós precisamos sair.”

“Sim.” – Assentiu Yun Ning.

Algumas horas depois, Tai deixou a Cidade das Chamas acompanhado de Yun Ning. Antes de sair, Ancestral Dongxuan enviou alguém para lhe entregar uma carta contendo informações a respeito de um lugar onde poderiam viver em paz: A Floresta Transcendental.

Para Tai, viver na Floresta Transcendental não seria problema graças ao seu físico bem desenvolvido, mesmo com seu Dantian destruído e sua cultivação perdida. Normalmente, quando se perde a cultivação de maneira forçada, o recomeço do processo é muito mais complicado e exaustivo, além do tempo necessário para reconstruir o Dantian.

...

Dias atuais

Tai terminou de contar a história de seu passado para Yu, uma história que era dolorosa de recordar até mesmo para ele. Observando como seu pai se sentia, Yu  abraçou-o com toda a força e sorriu de maneira forçada.

"Você não é um covarde, você lutou pela mãe!"

“Se não fosse por você, a mãe nunca teria descoberto o que é felicidade!”

“Você está certo.. me desculpe por isso, Yu..”

“Não! Eu não desculpo! Você é um idiota!” – Xingou Yu.

“Eu nunca havia cultivado antes, mas agora que comecei vejo o quão difícil é. Você sabe quanta coragem é preciso pra jogar fora todo seu esforço por alguém que ama, sem pensar nas consequências?”

“Yu..” – Murmurou Tai.

“Se você é covarde, então não há ninguém corajoso neste mundo.” – Exclamou Yu.

Escutando seu próprio filho repreendê-lo, Tai afagou gentilmente a cabeça de Yu.

“Obrigado, Yu.”

Depois de revelar seu passado a Yu, Tai decidiu contar que estava planejando voltar para casa. Já faziam alguns dias que eles haviam chegado e seu corpo já estava muito melhor graças ao tratamento de Xiao Zhong. Além disso, Tai estava apreensivo por deixar Yun Ning sozinha por tanto tempo.

Mesmo querendo se opor, Yu se controlou. Então olhou para seu pai, fez um sinal de aprovação com as mãos e disse:

“Tudo bem. É bom mesmo que você cuide da mãe, se não, quando eu voltar, eu mesmo farei questão de te dar uma surra. Heh” – Zombou Yu com um largo sorriso.

“Tsc.. Pirralho pretensioso, não precisava nem dizer. Mas você está insinuando que vai se tornar mais forte do que eu, é isso?”

“Eu posso ter recomeçado minha cultivação, mas não é tão simples atingir o rank Prata. Se você se acha capaz, muito bem. Eu aceito seu desafio.” – Retrucou Tai com sorriso sádico à medida que desferiu um soco sob a cabeça de Yu.

“Ouch..” – Resmungou Yu.

“Isto é por me desafiar. Se possuir alguma reclamação, fique forte e me devolva esse golpe.” – Zombou Tai.

“Heh.. Você vai ver..”

Em seguida Yu agradeceu pelo presente de seu pai e o acompanhou até o lado exterior da Academia Celestial. Vendo que o diretor preparou uma escolta para seu pai, Yu se sentiu aliviado ao mesmo tempo que agradecido para com Xiao Zhong.

Após ver seu pai partir, Yu foi em direção ao local de sua primeira aula. Ao entrar ficou maravilhado com o ambiente, uma enorme sala com formato retangular gradualmente se inclinando a partir da entrada.

Passando pelo corredor entre as mesas, Yu puxou uma cadeira e se sentou próximo a alguns estudantes conversando.

"Ei, não é hoje que vamos fazer uma ligação da alma?" – Perguntou um garoto de aparência desleixada, Ye Qing.

"Sim, é verdade! Eu trouxe um artefato de primeiro grau, e vocês?" – Respondeu Li Shui.

"Haha, eu trouxe um artefato Celestial Lendário de 3º grau." – Disse Ye Qing, empinando o nariz com um tom de superioridade.

"Mas é óbvio que isso não existe! Você não sabe mentir melhor não, irmão Ye? Haha." – Debochou Li Shui.

"Ern.. com licença, vocês poderiam me explicar melhor sobre isso?" – Interrompeu Yu com um sorriso.

“O que você gostaria que explicássemos?” – Questionou Li Shui.

“É.. tudo.. principalmente sobre artefatos.. hehe”

"Você não sabe sobre a classificação de artefatos?!" – Exclamou Ye Qing.

"Eh..hehehe" – Riu desajeitadamente Yu.

<suspiro>

"Um caipira mesmo. Duvido que você sequer saiba como são classificados os ranks de cultivação.."

Após um breve momento, Yu retrucou cruzando os punhos – "Na verdade, eu não sei.. conto com o irmão Ye para me explicar isso também.”

"Hahahaha!" – As palavras de Yu fizeram com que o grupo caísse na gargalhada, principalmente com a reação de Ye Qing.

Li Shui aproximou-se de Ye Qing e tocou seus ombros enquanto dizia debochando:

"Já que o irmão Ye se prontificou a explicar, por que não deixá-lo ajudar o irmão menor? Hahaha" – Zombou Li Shui piscando para Yu.

Ye Qing ignorou os comentários maliciosos à sua volta e apenas olhou para Yu.

"Como você se chama?" – Questionou Ye Qing.

"Me chamo Yin Yu Xiang, prazer em conhecê-lo, irmão sênior."

“Yin Yu..?” – Murmurou um garoto levemente gordinho.

Após as apresentações, Yu ficou ciente ao menos dos nomes dos jovens desse grupo: Ye Qing; Li Shui; Chou Bai e Lin Yaoiyin.

Ye Qing, apesar de aparentar ser o mais estudioso, era sempre o que ficava para trás nos testes. Li Shui possuía grande popularidade com as garotas, além de ser o prodígio de sua turma. Chou Bai era um um garoto levemente gordinho e simpático, apesar de sua timidez. Por fim Lin Yaoiyin, a deusa da turma, era cobiçada por praticamente todos os garotos.

Por Kouhei | 22/04/18 às 04:06 | Ação, Aventura, Fantasia, Artes Marciais, Wuxia, Xianxia, Elementos de Cultivo, Romance, Brasileira